quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 69 - Faltam 500 dias para 26/04/13 e 911 dias para a Copa



Antes de qualquer coisa, não posso deixar de lembrar que hoje é uma data especial na nossa vida, digo minha e da minha amada. Faz 25 anos, ou 9.131 dias, que naquele 14/12/1986, um domingo, ela me disse “sim” a minha proposta de casamento! Glórias a Deus que nos dá vitórias pela sua grande misericórdia! Meu bem, você é uma grande mulher valorosa, uma MCD!

Também, curiosamente, hoje é um dia especial em meu propósito, pois cheguei à metade de meu propósito... faltam, agora, apenas mais 500 dias... glórias a Deus! Será que devo abandonar o Jamais Desista agora que cheguei na sua metade?

Ontem, por exemplo, cheguei na igreja calado, morto, desanimado, triste, mas o culto estava uma bênção ainda que eu não reagia a nada. Quando houve a pregação da Palavra de Deus, fui renovado e sai de lá dando glórias a Deus e agora estava falante, vivo, avivado, animado, alegre e querendo compartilhar com todos tudo o que se passou no culto.
Ana buscava de todo o seu coração ao Senhor e lhe fazia suas súplicas e se derramava diante dele o seu coração ali na Casa do Senhor onde o sacerdote Eli se encontrava. Eli passou a observá-la e ver a sua agonia, mas entendeu pela sua demora e balbucia dos lábios que ela estivesse bêbada e não em grande aflição de alma. No entanto, ela não estava bêbada, mas diante do Senhor colocava toda a sua ansiedade, como está escrito em I Pedro para nós fazermos: “I Pedro 5:7 lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.
Ana queria um filho e se sentia incomodada pela sua rival que também era esposa de Elcana e a ele tinha gerado filhos. Elcana amava muito a Ana, mas ela não tinha filhos, nem poderia tê-los, mas não se desanimou, antes foi apresentar-se àquele que tudo pode. E nós quando não podemos gerar os nossos filhos por algum motivo, como deveremos proceder? Ela ia à Casa do Senhor e ali falava com seu Deus.
Ele, então a repreende e ordena que deixe o vinho, mas ela lhe explica o real motivo de sua dor: I Samuel 1:16 Não tenhas, pois, a tua serva por filha de Belial; porque pelo excesso da minha ansiedade e da minha aflição é que tenho falado até agora. Eli a compreendendo lhe despede abençoando-a.
Aquela bênção de Eli era o que ela precisava e seu semblante já não era mais o mesmo. Algo acontecerá ali com ela e ela se renovou e obteve pela fé em sua oração e na bênção do sacerdote o seu filho. I Samuel 1:17 Então, lhe respondeu Eli: Vai-te em paz, e o Deus de Israel te conceda a petição que lhe fizeste. I Samuel 1:18 E disse ela: Ache a tua serva mercê diante de ti. Assim, a mulher se foi seu caminho e comeu, e o seu semblante já não era triste.
O que aprendemos dessa lição até aqui exposta?
  1. Que devemos apresentar ao Senhor todas as nossas ansiedades porque o Senhor tem cuidado de nós.
  2. Que devemos ir, estar, orar na Casa do Senhor. Não sou defensor de que devemos ter um local específico, antes que devemos adorar ao Senhor em espírito e em verdade, em qualquer lugar, principalmente em secreto, mas também devemos estar na Casa do Senhor buscando-o, participando dos cultos, das orações.
  3. O sacerdote a abençoou ao conhecer a sua agonia e concordar com a sua oração. A bênção de nosso pastor, daquele que tem cuidado de nós, em nossas igrejas, é desejável. Às vezes, sofremos calados e não alcançamos nossa vitória ou prolongamos demasiadamente a sua conquista por guardarmos nossa aflição apenas em nosso próprio coração. Compartilhar a nossa dor com alguém, de confiança, pode ser um bom caminho para a nossa cura.
Prosseguiremos amanhã...
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.