Vamos conhecer o Caminho do Senhor?

Saiba que "O caminho do SENHOR é fortaleza para os íntegros, mas ruína aos que praticam a iniqüidade." (Pv 10:29). Saiba também que aqui no 'JAMAIS DESISTA do Caminho do Senhor' você encontrará, todos os dias uma mensagem baseada na Bíblia que representa o pensamento do autor na sua contínua busca das coisas pertencentes ao reino de Deus e a sua justiça.

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

II Cr 35:1-27 - ERROS FATAIS EM JOSIAS, O MODELO DE REFORMADOR.

Nós nos encontramos no penúltimo capítulo, 35, na última parte (Judá e Israel reunificados) de quatro no total pela qual dividimos I e II Crônicas.
I. As genealogias do povo de Deus – 1:1 a 9:34 – já vista.
II. O reino unido – 9:35 a II Cr 9:31 – já vista.
III. O reino dividido – 10:1 a 28:27 – já vista.
IV. O reino unificado – 29:1 a 36:23 – estamos em estudo.
Como já dissemos, sobre o reino reunificado, doravante, tudo agora seria em conjunto e não mais provenientes de duas regiões com dois poderes. As experiências de bênçãos e provações, exílio e livramento, seriam agora experiências conjuntas de um povo reunificado, em torno de um só templo.
Esta última parte IV de  I e de II de Crônicas foi, didaticamente, dividida em seis partes.
A. O reinado de Ezequias – 29:1 a 32:33 – já vimos.
B. O reinado de Manassés – 33:1-20 – já vimos.
C. O reinado de Amon – 33:21-25 – já vimos.
D. O reinado de Josias – 34:1 a 35:27 – concluiremos agora.
E. Os últimos anos – 36:1-14.
F. Dificuldades, exílio e esperança – 36:15-23.
D. O reinado de Josias (640-609 a.C.) – II Cr 34:1 a 35:27; II Re 22:1 – 23:30 - continuação.
O narrador de Reis enfatiza a Páscoa no reinado de Josias (II Re 23:21-23; II Cr 35.1-19), mas o cronista expande a observação sucinta e a transforma num foco importante do seu registro. É evidente que essa parte das reformas de Josias foi detalhada a fim de inspirar os leitores pós-exílio a participar plenamente das cerimônias do templo restaurado.
Como Ezequias – 30:1 a 31:1 -, Josias observou com grande entusiasmo a comemoração nacional da Páscoa no templo – Ed 6:13-22.
No décimo oitavo ano de seu reinado, Josias celebrou a páscoa que conforme relato bíblico jamais houve uma semelhante desde o início das celebrações das páscoas em Juízes – vs 18.
Relembrando a história, veremos que durante os 40 anos no deserto onde não faltavam o maná- pão do céu – nem a presença de dia da nuvem e de noite da coluna de fogo, nenhuma páscoa foi celebrada. Somente a primeira páscoa, na saída do Egito.
No entanto quando adentraram a Terra Prometida e cessou o maná, a nuvem e a coluna de fogo e puderam tirar da terra o seu sustento é que celebraram a segunda páscoa que deveria ser uma festa anual.
O que Josias estava dizendo é que nenhuma páscoa desde a época dos juízes até aquela data tinha sido celebrada daquela forma que eles estavam celebrando, de acordo com o Livro da Aliança.
Josias ainda aboliu os médiuns, os feiticeiros, os ídolos do lar, os ídolos e todas as abominações que se viam por aquelas regiões tudo para cumprir as palavras da lei.
O narrador dá seu testemunho acerca dele de que ele fora um rei sem igual pois ao se converter ao Senhor o fez de todo o seu coração, alma e forças, conforme a Lei de Moisés. Nem antes, nem depois dele se levantou um rei assim tão zeloso do Senhor.
Mesmo assim, o Senhor não desistiu de trazer o seu juízo sobre Judá por conta de todas as provocações com que Manassés o tinha irritado.
Por isso que afirmou que a Judá iria tirar de diante da sua face, como tirou a Israel, e ainda que rejeitaria a cidade de Jerusalém que tinha escolhido, como também a casa de que disse: Estará ali o meu nome.
Os dois reinos no cativeiro por causa da rejeição ao Senhor!
A batalha com Neco e o fim do reinado – II Cr 35:20-27; II Re 23:28-30.
Após um encerramento bem curto, o narrador bíblico acrescenta um relato sobre a morte de Josias numa batalha contra o Faraó Neco do Egito.
Faraó Neco governou o Egito de 610 a 595 a.C. Depois do declínio do império assírio, se levantou a Babilônia como nação mais poderosa do Oriente Próximo. É provável que Neco tenha deslocado suas tropas para socorrer os assírios que lutavam contra os babilônios.
O texto bíblico aqui não deixa claro se Josias morreu em combate ou num encontro com Neco antes da batalha.
No livro de II Crônicas, no capítulo 35, versos de 20 a 27, são feitas explicações mais detalhadas sobre este final na vida de Josias que testificou contra ele em seu bom testemunho até o presente.
Um dos erros de Josias foi se aliar aos babilônios – II Cr 35:21. Isso significava que ele mesmo tinha transgredido o princípio de não se aliar a outras nações, conforme o cronista observa com frequência acerca dos reis de Judá.
Outro erro dele, foi ir contra a palavra do Senhor proferida por Neco. Mesmo um rei que havia colocado o templo em ordem, experimentaria a retribuição divina caso ignorasse a Palavra de Deus.
Se Deus, em sua soberania, usou uma jumenta para advertir Balaão – Nm 22:26-30 -, ele também usou um rei pagão para adverti-lo e Josias, foi teimoso contra essa palavra e se deu mal, pois foi ferido gravemente com uma flecha que acabou  matando ele no caminho de volta para Jerusalém.
II Cr 35:1 Então Josias celebrou a páscoa ao SENHOR em Jerusalém;
                e mataram o cordeiro da páscoa no décimo quarto dia
                               do primeiro mês.
                II Cr 35:2 E estabeleceu os sacerdotes nos seus cargos,
                               e os animou ao ministério da casa do SENHOR.
                II Cr 35:3 E disse aos levitas que ensinavam a todo o Israel
                               e estavam consagrados ao SENHOR:
                                               Ponde a arca sagrada na casa que edificou Salomão,
                                                               filho de Davi, rei de Israel;
                                                               não tereis mais esta carga aos ombros;
                                                               agora servi ao SENHOR vosso Deus,
                                                                              e ao seu povo Israel.
                                               II Cr 35:4 E preparai-vos segundo as vossas casas
                                                               paternas e segundo as vossas turmas,
                                                               conforme à prescrição de Davi,
                                                               rei de Israel, e a de Salomão, seu filho.
                                               II Cr 35:5 E estai no santuário segundo as divisões
                                                               das casas paternas de vossos irmãos,
                                                                              os filhos do povo; e haja para cada
                                                               divisão uma parte de uma família de levitas.
                                               II Cr 35:6 E imolai a páscoa, e santificai-vos,
                                                               e preparai-a para vossos irmãos, fazendo
                                                               conforme a palavra do SENHOR,
                                                                              dada pela mão de Moisés.
                II Cr 35:7 E ofereceu Josias, aos filhos do povo, cordeiros e cabritos
                               do rebanho, todos para os sacrifícios da páscoa, em número
                                               de trinta mil, por todos os que ali se achavam,
                                               e de bois três mil; isto era da fazenda do rei.
                II Cr 35:8 Também apresentaram os seus príncipes ofertas voluntárias
                               ao povo, aos sacerdotes e aos levitas: Hilquias, e Zacarias,
                               e Jeiel, líderes da casa de Deus, deram aos sacerdotes para
                                               os sacrifícios da páscoa duas mil e seiscentas reses
                                                               de gado miúdo, e trezentos bois.
                II Cr 35:9 E Conanias, e Semaías, e Natanael, seus irmãos,
                               como também Hasabias, e Jeiel, e Jozabade,
                               chefe dos levitas, apresentaram aos levitas,
                                               para os sacrifícios da páscoa, cinco mil reses
                                                               de gado miúdo, e quinhentos bois.
                II Cr 35:10 Assim se preparou o serviço, e puseram-se os sacerdotes
                               nos seus postos, e os levitas nas suas turmas,
                                               conforme a ordem do rei,
                II Cr 35:11 Então imolaram a páscoa; e os sacerdotes espargiram
                               o sangue recebido das mãos dos levitas que esfolavam
                                               as reses.
                II Cr 35:12 E puseram de parte os holocaustos para os darem
                               aos filhos do povo, segundo as divisões das casas paternas,
                                               para o oferecerem ao SENHOR, como está escrito
                                                               no livro de Moisés;
                                                                              e assim fizeram com os bois.
                II Cr 35:13 E assaram a páscoa no fogo, segundo o rito; e as ofertas
                               sagradas cozeram em panelas, e em caldeirões e em sertãs;
                                               e prontamente as repartiram entre todo o povo.
                II Cr 35:14 Depois prepararam para si e para os sacerdotes;
                               porque os sacerdotes, filhos de Arão, se ocuparam até à noite
                                               com o sacrifício dos holocaustos e da gordura;
                                                               por isso os levitas prepararam para si
                                                               e para os sacerdotes, filhos de Arão.
                II Cr 35:15 E os cantores, filhos de Asafe, estavam no seu posto,
                               segundo o mandado de Davi, e de Asafe, e de Hemã,
                                               e de Jedutum, vidente do rei, como também
                                                               os porteiros a cada porta;
                                               não necessitaram de se desviarem do seu ministério;
                                               porquanto seus irmãos, os levitas, preparavam
                                                               o necessário para eles.
                II Cr 35:16 Assim se estabeleceu todo o serviço do SENHOR
                               naquele dia, para celebrar a páscoa, e oferecer holocaustos
                               sobre o altar do SENHOR, segundo a ordem do rei Josias.
                II Cr 35:17 E os filhos de Israel que ali se acharam celebraram
                               a páscoa naquele tempo, e a festa dos pães ázimos,
                                               durante sete dias.
                II Cr 35:18 Nunca, pois, se celebrou tal páscoa em Israel,
                               desde os dias do profeta Samuel; nem nenhum rei de Israel
                                               celebrou tal páscoa como a que celebrou Josias
                                               com os sacerdotes, e levitas, e todo o Judá e Israel,
                                               que ali se acharam, e os habitantes de Jerusalém.
                II Cr 35:19 No décimo oitavo ano do reinado de Josias
                               se celebrou esta páscoa.
II Cr 35:20 Depois de tudo isto, havendo Josias já preparado
                o templo, subiu Neco, rei do Egito, para guerrear contra
                               Carquemis, junto ao Eufrates;
                                               e Josias lhe saiu ao encontro.
                II Cr 35:21 Então ele lhe mandou mensageiros, dizendo:
                               Que tenho eu contigo, rei de Judá? Não é contra ti que venho
                                               hoje, mas contra a casa que me faz guerra;
                                                               e disse Deus que me apressasse;
                                               guarda-te de te opores a Deus, que é comigo,
                                                               para que ele não te destrua.
                II Cr 35:22 Porém Josias não virou dele o seu rosto,
                               antes se disfarçou, para pelejar contra ele; e não deu ouvidos
                                               às palavras de Neco, que saíram da boca de Deus;
                                                               antes veio pelejar no vale de Megido.
                II Cr 35:23 E os flecheiros atiraram contra o rei Josias.
                               Então o rei disse a seus servos: Tirai-me daqui, porque estou
                                               gravemente ferido.
                II Cr 35:24 E seus servos o tiraram do carro, e o levaram no segundo
                               carro que tinha, e o trouxeram a Jerusalém;
                                               e morreu, e o sepultaram nos sepulcros de seus pais;
                                               e todo o Judá e Jerusalém prantearam a Josias.
                II Cr 35:25 E Jeremias fez uma lamentação sobre Josias;
                               e todos os cantores e cantoras, nas suas lamentações,
                                               têm falado de Josias, até ao dia de hoje;
                                               porque as estabeleceram por estatuto em Israel;
                                                               e eis que estão escritas nas lamentações.
                II Cr 35:26 Quanto ao mais dos atos de Josias, e as suas boas obras,
                               conforme o que está escrito na lei do SENHOR,
                II Cr 35:27 E os seus atos, tanto os primeiros como os últimos,
                               eis que estão escritos no livro dos reis de Israel e de Judá.
Um rei modelo de reformador caiu nas mãos de um rei Egípcio que lhe falou em nome do Senhor.
Toda Judá que agora era “todo Israel”, em breve, iria ser levado em cativeiro por 70 anos. Não se dá para calcular o número exato de páscoas desde a primeira até a última com Cristo, antes de sua morte e ressurreição, mas essa é a maior interrupção nessa celebração anual.
A primeira interrupção ocorreu no deserto entre a primeira e a segunda páscoa que durou 40 anos e agora essa de 70 anos.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 284 dias para 04/08/2015, quando eu irei concluir a Segmentação de toda a Bíblia.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br
...

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

II Cr 34:1-33 - O RE JOSIAS, MODELO DE REI REFORMADOR

Nós nos encontramos na última parte (Judá e Israel reunificados) de quatro no total pela qual dividimos I e II Crônicas.
I. As genealogias do povo de Deus – 1:1 a 9:34 – já vista.
II. O reino unido – 9:35 a II Cr 9:31 – já vista.
III. O reino dividido – 10:1 a 28:27 – já vista.
IV. O reino unificado – 29:1 a 36:23 – estamos em estudo.
Como já dissemos, sobre o reino reunificado, doravante, tudo agora seria em conjunto e não mais provenientes de duas regiões com dois poderes. As experiências de bênçãos e provações, exílio e livramento, seriam agora experiências conjuntas de um povo reunificado, em torno de um só templo.
Esta última parte IV de  I e de II de Crônicas foi, didaticamente, dividida em seis partes.
A. O reinado de Ezequias – 29:1 a 32:33 – já vimos.
B. O reinado de Manassés – 33:1-20 – já vimos.
C. O reinado de Amon – 33:21-25 – já vimos.
D. O reinado de Josias – 34:1 a 35:27 – veremos agora.
E. Os últimos anos – 36:1-14.
F. Dificuldades, exílio e esperança – 36:15-23.
D. O reinado de Josias (640-609 a.C.) – II Cr 34:1 a 33; II Re 22:1 – 23:30.
Amom teve uma morte terrível pela conspiração dos seus próprios servos e o povo da terra foi quem constitui seu filho, Josias, rei em seu lugar. Novamente um péssimo exemplo de pai, mas um fantástico filho que temia ao Senhor desde tenra idade.
A história de Josias em Crônicas, a sua maior e mais significativa parte é baseada no registro de seu texto paralelo em II Re 22:1 a 23:30, mas há significativas variações.
Estamos no 16º rei de Judá que começou a reinar com apenas 8 anos de idade em substituição ao seu pai Amom que ficou apenas dois anos no reinado e fez o que era mau aos olhos do Senhor.
Josias, apesar de uma criança, logo começou a reinar e reinou por 31 anos em Jerusalém. Ele era filho de Jedida que era filha de Adaías, de Bozcate, uma cidade pouco mais de 6 km a sudeste de Laquis, em Judá. Jedida nos lembra o nome de Jedidias, o outro nome que tinha Salomão, dado a ele por Natã, o qual significava o amado do Senhor.
Josias fez o que era reto diante dos olhos do Senhor e o padrão de comparação de sua retidão foi seu pai Davi. Todos os reis que são bons e são retos diante do Senhor são comparados a Davi.
Foram do total de 20 reis em Judá, apenas 4 que foram retos totalmente aos olhos do Senhor, conforme o narrador bíblico: Asa – I RE 15:11 -, Josafa – I Re 22:41-43a -, Ezequias – II Re 18:1-3 - e Josias. Também foram elogiados, mas não como os quatro acima: Joás – II Re 12:2 – Amazias – II Re 14:1-3 -, Azarias ou Uzias – II Re 15:1-3 – e Jotão – II Re 15:32-34.
Destaca-se de todos eles a Josias como o mais bem elogiado de todos os reis de Judá, embora em II Crônicas, o mais elogiado deles, depois de Davi e Salomão foi Ezequias. Ao comentar que ele não se deixou se desviar nem para direita nem para a esquerda, significava que Josias agiu em conformidade total com as prescrições da aliança – Dt 5:32; 17:11, 20; 28:14; Js 1:7; Pv 4:27.
Era já o 18º ano de seu reinado e ele tinha apenas 26 anos que mandou o escrivão – um dos cargos mais elevados do governo (II Re 12:10; 25:19) - Safã à Casa do Senhor, à procura de Hilquias (avô do sumo sacerdote Seraías que foi executado por Nabucodonosor em Ribla – II Re 25:18-21. Esse Hilquias não era o pai de Jeremias o qual o leitor poderia ser induzido a acreditar conforme está em Jr 1:1.) o sumo sacerdote, para fins de reparos no templo.
A prioridade central de Josias era a restauração do Templo que seus pais tinham arruinado e contaminado. Ele tinha ordenado que o templo fosse reparado e no decorrer desses trabalhos, o Livro da Lei (muito provavelmente o rolo contendo o livro de Deuteronômio), há muito abandonado (57 anos de reinado totalmente distantes do Senhor com Manassés e Amom) foi redescoberto.
Josias, ao contrário de Manassés, tinha declarado Judá independente da Assíria. Naquela época a Assíria já estava em declínio. Também Josias exercia controle sobre pelo menos uma parte do antigo Reino do Norte – 23:4-15-20.
As reformas que Josias empreendeu e iniciou seguiram os preceitos de Deuteronômio – 23:1-24. Quando ele descobriu o Livro da Lei e conferiu que há muito não se praticava as coisas nele escritas e que o povo tinha abandonado ao Deus da aliança, ele rasgou as suas vestes em tristeza e reconhecimento de que as maldições descritas na aliança poderiam sobrevir em breve – vs 13; Dt 6:10-19; 28:15-68.
Ele, Josias, prepara uma comitiva para ir procurar pela palavra do Senhor e encaminha a Hilquias, o sacerdote, a Aicão, filho de Safã, a Acbor, filho de Micaías, a Safã o escrivão e a Asaías, o servo do rei, à profeta Hulda, mulher de Salum, o guarda-roupa, filho de Ticva, filho de Harás.
Hulda morava em Jerusalém e, provavelmente, era a profetiza que a corte consultava a respeito de assuntos de estado importantes – Dt 18:14-22.
Devido a essa tristeza que Josias experimentou pelos pecados do povo, a forma com que estava sendo zeloso e reformando o templo e procurando agir corretamente reparando os erros todos de seus pais, Deus lhe disse que o tinha ouvido e visto seu comportamento e prometeu adiar a calamidade que sobreviria a Judá e a Jerusalém a fim de que ele não visse nada disso.
Josias renovou a aliança publicamente – vs 31; II Re 23:1-3 – e retirou os ídolos de Jerusalém, de Judá e de cidades de Samaria – vs 33; II Re 23:4-20.
Tendo ouvido a boa palavra da profeta Hulda para ele de que o mal que estava por vir não viria em seu reinado, prosseguiu Josias com suas reformas.
Uma primeira providência foi, como líder que era, reunir todo o povo – sacerdotes, profetas, autoridades e todos os demais desde os pequenos aos grandes - para renovar a aliança com Deus.
Assim, leu diante de todos o Livro da Aliança – encontraremos essa expressão em Ex 20 a 23, mas é pouco provável que o termo se refira a apenas esses capítulos de Êxodos, mas sim a todo o livro de Deuteronômio ou a Torá.
Depois, fez aliança com o Senhor para o seguirem, guardarem e cumprirem os seus mandamentos, testemunhos, estatutos de todo coração e alma. Todos foram unânimes e anuíram a Josué e à sua proposta de aliança.
Uma vez renovada a aliança entre o Senhor, ele e todo o povo, começou Josias a purificar o templo e o culto.
Coube a Hilquias, o sumo sacerdotes e aos demais sacerdotes e guardas do templo, a limpeza e a purificação daquele ambiente retirando tudo que era estranho e que ali fora colocado para provocar à ira o Senhor.
A reforma foi completa não somente abrangendo os móveis e objetos de culto como também as literaturas, os seguidores e sacerdotes estranhos.
Atingiu Jerusalém, Judá e Samaria. Coisas antigas que ali haviam desde a época de Jeroboão, primeiro rei de Israel, foram totalmente destruídas.
A ordem era profanar, destruir, quebrar, colocar fogo e apagar todo sinal e vestígio que pudesse levar qualquer um a se lembrar daquelas coisas e práticas.
Vendo-se a lista das coisas abomináveis que foram destruídas, podemos perceber o quanto o povo se tinha desviado de Deus e seguido outros caminhos imitando as nações e seus costumes que estavam condenados pelo Senhor.
II Cr 34:1 Tinha Josias oito anos quando começou a reinar,
                e trinta e um anos reinou em Jerusalém.
                II Cr 34:2 E fez o que era reto aos olhos do SENHOR;
                               e andou nos caminhos de Davi, seu pai,
                               sem se desviar deles nem para a direita nem para a esquerda.
                II Cr 34:3 Porque no oitavo ano do seu reinado,
                               sendo ainda moço, começou a buscar o Deus de Davi,
                                               seu pai; e no duodécimo ano começou a purificar
                                               a Judá e a Jerusalém, dos altos, e dos bosques,
                                                               e das imagens de escultura e de fundição.
                II Cr 34:4 E derrubaram perante ele os altares de Baalins;
                               e despedaçou as imagens, que estavam acima deles;
                               e os bosques, e as imagens de escultura e de fundição
                                               quebrou e reduziu a pó, e o espargiu
                                               sobre as sepulturas dos que lhes tinham sacrificado.
                II Cr 34:5 E os ossos dos sacerdotes queimou sobre os seus altares;
                               e purificou a Judá e a Jerusalém.
                II Cr 34:6 O mesmo fez nas cidades de Manassés, e de Efraim,
                               e de Simeão, e ainda até Naftali,
                                               em seus lugares assolados ao redor.
                II Cr 34:7 E, tendo derrubado os altares, e os bosques,
                               e as imagens de escultura, até reduzi-los a pó,
                e tendo despedaçado todas as imagens do sol
                               em toda a terra de Israel, então voltou para Jerusalém.
                II Cr 34:8 E no ano décimo oitavo do seu reinado,
                               havendo já purificado a terra e a casa, enviou a Safã,
                                               filho de Azalias, e a Maaséias, governador da
                                                               cidade, e a Joá, filho de Joacaz, cronista,
                                               para repararem a casa do SENHOR seu Deus.
                II Cr 34:9 E foram a Hilquias, sumo sacerdote,
                               e deram o dinheiro que se tinha trazido à casa de Deus,
                                               e que os levitas, que guardavam a entrada tinham
                                               recebido da mão de Manassés, e de Efraim,
                                               e de todo o restante de Israel,
                                                              como também de todo o Judá e Benjamim,
                                                                              e dos habitantes de Jerusalém.
                II Cr 34:10 E eles o entregaram aos que tinham o encargo da obra,
                               e superintendiam a casa do SENHOR;
                                               e estes o deram aos que faziam a obra,
                               e trabalhavam na casa do SENHOR, para consertarem
                                               e repararem a casa.
                II Cr 34:11 E deram-no aos carpinteiros e aos edificadores,
                               para comprarem pedras lavradas, e madeiras
                               para as junturas e para servirem de vigas para as casas
                                               que os reis de Judá tinham destruído.
                II Cr 34:12 E estes homens trabalhavam fielmente na obra;
                               e os superintendentes sobre eles eram:
                                               Jaate e Obadias, levitas, dos filhos de Merari,
                                               como também Zacarias e Mesulão,
                                                               dos filhos dos coatitas, para adiantarem
                                                                              a obra;
                               e todos os levitas que eram entendidos em instrumentos
                                               de música.
                II Cr 34:13 Estavam também sobre os carregadores e dirigiam
                               todos os que trabalhavam em alguma obra;
                               e dentre os levitas havia escrivães, oficiais e porteiros.
                II Cr 34:14 E, tirando eles o dinheiro que se tinha trazido
                               à casa do SENHOR, Hilquias, o sacerdote,
                                               achou o livro da lei do SENHOR, dada
                                                               pela mão de Moisés.
                II Cr 34:15 E Hilquias disse a Safã, o escrivão:
                               Achei o livro da lei na casa do SENHOR.
                                               E Hilquias deu o livro a Safã.
                II Cr 34:16 E Safã levou o livro ao rei, e deu-lhe conta, dizendo:
                               Teus servos fazem tudo quanto se lhes encomendou.
                II Cr 34:17 E ajuntaram o dinheiro que se achou
                               na casa do SENHOR, e o deram na mão dos superintendentes
                                               e na mão dos que faziam a obra.
                II Cr 34:18 Além disto, Safã, o escrivão, fez saber ao rei, dizendo:
                               O sacerdote Hilquias entregou-me um livro.
                                               E Safã leu nele perante o rei.
                II Cr 34:19 Sucedeu que, ouvindo o rei as palavras da lei,
                               rasgou as suas vestes. II Cr 34:20 E o rei ordenou a Hilquias,
                                               e a Aicão, filho de Safã, e a Abdom, filho de Mica,
                                               e a Safã, o escrivão, e a Asaías, servo do rei,
                                                               dizendo:
                II Cr 34:21 Ide, consultai ao SENHOR por mim,
                               e pelos que restam em Israel e em Judá,
                                               sobre as palavras deste livro que se achou;
                                                               porque grande é o furor do SENHOR,
                                                                              que se derramou sobre nós;
                                               porquanto nossos pais não guardaram a palavra do
                                                               SENHOR, para fazerem conforme a tudo
                                                                              quanto está escrito neste livro.
                II Cr 34:22 Então Hilquias, e os enviados do rei,
                               foram ter com a profetiza Hulda, mulher de Salum,
                                               filho de Tocate, filho de Harás, guarda das
                                               vestimentas (e habitava ela em Jerusalém na
                                                               segunda parte); e falaram-lhe
                                                                              a esse respeito.
                II Cr 34:23 E ela lhes disse:
                               Assim diz o SENHOR Deus de Israel:
                                               Dizei ao homem que vos enviou a mim:
                II Cr 34:24 Assim diz o SENHOR:
                               Eis que trarei mal sobre este lugar,
                                               e sobre os seus habitantes, a saber,
                                               todas as maldições que estão escritas no livro que se
                                                               leu perante o rei de Judá.
                II Cr 34:25 Porque me deixaram, e queimaram incenso
                               perante outros deuses, para me provocarem à ira com todas
                                               as obras das suas mãos;
                               portanto o meu furor se derramou sobre este lugar,
                                               e não se apagará.
                II Cr 34:26 Porém ao rei de Judá, que vos enviou a consultar ao
                               SENHOR, assim lhe direis:
                                               Assim diz o SENHOR Deus de Israel, quanto às
                                                               palavras que ouviste:
                II Cr 34:27 Porquanto o teu coração se enterneceu, e te humilhaste
                               perante Deus, ouvindo as suas palavras contra este lugar,
                               e contra os seus habitantes, e te humilhaste perante mim,
                                               e rasgaste as tuas vestes, e choraste perante mim,
                                                               também eu te ouvi, diz o SENHOR.
                II Cr 34:28 Eis que te reunirei a teus pais, e tu serás recolhido ao teu
                               sepulcro em paz, e os teus olhos não verão todo o mal que hei
                                               de trazer sobre este lugar e sobre os seus habitantes.
                                                               E tornaram com esta resposta ao rei.
                II Cr 34:29 Então o rei mandou reunir todos os anciãos de Judá
                               e Jerusalém. II Cr 34:30 E o rei subiu à casa do SENHOR,
                               com todos os homens de Judá, e os habitantes de Jerusalém,
                               e os sacerdotes, e os levitas, e todo o povo,
                                               desde o maior até ao menor;
                               e ele leu aos ouvidos deles todas as palavras do livro
                                               da aliança que fora achado na casa do SENHOR.
                II Cr 34:31 E pôs-se o rei em pé em seu lugar, e fez aliança
                               perante o SENHOR, para seguirem ao SENHOR,
                               e para guardar os seus mandamentos, e os seus testemunhos,
                                               e os seus estatutos, com todo o seu coração,
                                               e com toda a sua alma, cumprindo as palavras da
                                                               aliança, que estão escritas naquele livro.
                II Cr 34:32 E fez com que todos quantos se achavam em Jerusalém
                               e em Benjamim o firmassem; e os habitantes de Jerusalém
                                               fizeram conforme a aliança de Deus,
                                                               o Deus de seus pais.
                II Cr 34:33 E Josias tirou todas as abominações de todas as terras
                               que eram dos filhos de Israel; e a todos quantos se achavam
                               em Israel obrigou a que servissem ao SENHOR seu Deus.
                                               Enquanto ele viveu não se desviaram de seguir o
                                                               SENHOR, o Deus de seus pais.
O nome de Josias está associado na Bíblia à reforma, como padrão e modelo de um reformador aprovado por Deus. Ele, em seus dias, devido o seu zelo e persistência, depois que descobriu o rolo de Deuteronômio e viu ali as coisas escritas e narradas, fez de tudo para deixar as coisas em ordem.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 285 dias para 04/08/2015, quando eu irei concluir a Segmentação de toda a Bíblia.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br
...