quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 62 - Faltam 507 dias para 26/04/13 e 918 dias para a Copa

Josué está morto, mas o povo escolhido continua a viver e a linhagem messiânica está ali sendo preservada e escondida de satanás. Agora entraremos no livro de Juízes que foi uma época pequena, mas bem intensa e que antecedeu a monarquia em Israel.
Quero fazer uma pequena pausa nessa reflexão para expor a minha forma de tomada de decisões, principalmente por que estou prestes a dar uma resposta a um convite feito por uma meu amigão e irmão em Cristo:
Como eu tomo minhas decisões?
Pela fé! Sim, pela fé... em meio há muitas dúvidas... Se não existem dúvidas, não existe a fé.
Fé sem dúvidas não é fé, mas certeza; no entanto, a fé é a certeza, mas não do fato (se não não seria fé), mas das coisas que se esperam.
Fé sem dúvidas não é fé, mas convicção; no entanto, a fé é a convicção, mas não do fato (se não não seria fé), mas de fatos que se não vêem.
Vejam o que diz Hebreus: Hebreus 11:1 Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não vêem.
Seria ilusão minha tomar uma decisão de fé tendo a certeza e a convicção dos fatos... eu repito, isso não é fé! A fé opera em meio as dúvidas. O ambiente da fé é cheio de dúvidas.
Vozes quem me ajudam nas minhas decisões de fé:
  1. Do Espírito Santo. Óbvio que é aquilo que entendo que é o Espírito Santo que está falando. Eu não tenho a experiência, nem o costume de ouvir o Espírito Santo de forma extra-corpórea, como uma experiência fora de meu corpo. E se eu tivesse, isso seria fé? Ou, por outro lado, ... muita fé? Jesus nos diz que bem-aventurados são os que não viram e creram - Jo 20:29.
  2. Da palavra de Deus que está na Bíblia. No entanto, a Bíblia não fala por si, antes eu a interpreto, logo, este item 2, ficaria melhor da seguinte maneira: “A palavra de Deus que está na Bíblia, conforme meu entendimento”.
  3. Oriundas das minhas orações, jejuns, campanhas pessoais, vida piedosa...
  4. Da minha consciência. Ela é sempre consultada, antes de qualquer coisa. Sendo reprovada pela consciência, nem me atrevo a avaliá-la em outros níveis.
  5. Oriundas das pregações, testemunhos e outros fatores presentes nos cultos, inclusive daquelas em que sou o respectivo autor.
  6. Dos homens de Deus (minha mãe, esposa, meus filhos, irmãos, amigos, colegas, líderes, pastores, aqueles que tem comprometimento e servem ao Senhor de coração) que me aconselham e dão suas opiniões quer me aprovando, quer me reprovando.
  7. Dos profetas com suas profecias, sonhos, visões e revelações. Pode ser que o profeta seja o próprio recebedor das profecias, sonhos, visões, revelações ou outras experiências com os dons do Espírito Santo.
  8. Dos testemunhos e experiências de diversos homens de Deus em todos os tempos, inclusive aqueles que são bíblicos, os da história e os da contemporaneidade....
  9. Os meus sonhos normais e aqueles que entendo significativos ou proféticos.
  10. Da minha própria experiência e vivência de fé.
  11. Do próprio diabo, ou aquilo que entendo que seja ele falando, pois aqui também não tenha experiência de ouvi-lo de forma extra-corpórea.
  12. De outros fatos que não me lembro agora, mas que ajudam a formar minha opinião.
A minha decisão é tomada observando essas vozes, aliás, as minhas decisões são assim tomadas sempre. Ando por fé e não pelo que vejo: II Coríntios 5:7 visto que andamos por fé e não pelo que vemos.
Josué foi homem de fé! Moisés foi homem de fé! Ambos tiveram o encargo de conduzirem o povo de Israel do Egito para o deserto e do deserto para a terra que mana leite e mel. No entanto, ambos tiveram a experiência da fala de Deus de forma extra-corpórea... Deus lhes falou, eles creram. Deus não lhes enviou profetas, falou com eles pessoalmente. Deus também fala comigo, mas somente pela fé... Quem me dera, diante dessa decisão, o Senhor me aparecesse e me dissesse:
- Filho, sou eu quem estou a falar contigo. Vá e trabahe na ..., pois estou contigo e te ajudarei e não te abandonarei. Não to mandei eu? Vá! Ou me dissesse: - não vá, espera ainda mais um pouco.
Quem me dera... mas não é assim comigo. Terei de tomar decisões pela fé e assim tenho aprendido em meu relacionamento com Deus a agir pela fé. Deus há de me ajudar a me desenvolver e andar sempre pela fé e não por vista.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br
 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.