Vamos conhecer o Caminho do Senhor?

Saiba que "O caminho do SENHOR é fortaleza para os íntegros, mas ruína aos que praticam a iniqüidade." (Pv 10:29). Saiba também que aqui no 'JAMAIS DESISTA do Caminho do Senhor' você encontrará, todos os dias uma mensagem baseada na Bíblia que representa o pensamento do autor na sua contínua busca das coisas pertencentes ao reino de Deus e a sua justiça.

sábado, 31 de dezembro de 2011

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 86 - Faltam 483 dias para 26/04/13 e 894 dias para a Copa

Confie em Deus! Ei... hoje é o último dia do ano de 2011!

O meu conselho para você é que você descanse em Deus, mas não dormindo, ou esperando deitado em berço esplêndido, antes trabalhando, malhando o trigo como Gideão ou cuidando das ovelhas como Davi, ou sendo carpinteiro e consertando por ai móveis ou os fabricando como o próprio Senhor Jesus Cristo em seus primeiros tempos de carne e sangue.

Nada de ficar por ai parado e dizendo que está buscando a Deus. Alguém me disse: - eu agora vou passar uns 40 dias como Moisés no monte só orando e jejuando para ver o que Deus quer comigo. Outro diz: - irei tirar uma licença do meu emprego para ficar a sós com Deus para receber uma nova unção. E ainda mais outro: - irei me retirar e buscar a Deus.

Fico triste em ouvir isso, pois Deus não chama os desocupados, mas os ocupados e que estão sendo produtivos em seu reino, quer para si mesmos, quer para os outros. Não sou contra a ir para o monte, a se retirar, a tirar uma licença? Vá e tire, mas não envolva a Deus em planos de desocupados. Deus nos chama onde estamos e está nos chamando agora mesmo.

Invoque ao Senhor no seu trabalho e ele te ouvirá e te honrará. Há muita gente resistindo ao trabalho ou querendo deixar tudo para seguir a Deus. Você, realmente, tem de deixar tudo, mas não seu trabalho, sua vida, seus bens que Deus te deu para administrar e dar frutos e não enterrá-los. Sabe o que você tem de deixar para trás? O pecado!

Eu te desafio a abandonar o pecado hoje mesmo. A abandonar aquilo que está roubando tuas energias e sugando o teu tesouro que Deus te deu. Eu te convido a largar a mentira, a parar de roubar, de enganar, de adulterar. Faça uma aliança com a santidade e Deus te honrará.

Eu, antigamente, antes de conhecer o Deus soberano que tudo governa sabiamente em sua providência, achava que eu tinha de viver dentro de uma igreja, pregando o evangelho e viajando em missões, com uma Bíblia embaixo do braço, expulsando os demônios de todos e curando os enfermos que encontrasse por ai.

Mas despertei para a glória de Deus e vi que Deus estava era me abençoando com meu trabalho, família, filhos, vizinhos, sociedade, casa, vida social, igreja. Notei que eu não precisava abandonar nada disso, pois nada disso estava contra a vontade de Deus. O mundo que Deus nos pede para abandonar é o sistema deste mundo que não obedece autoridades e que vive da lei de Gerson e que se afunda no pecado.

Deus me enviou para pregar o evangelho, para curar enfermos, para expulsar demônios, para fazer missões, sim, Deus me enviou para tudo isso, mas sabem aonde? Aonde eu estou! Eu sou o campo de missões onde Deus quer lançar suas sementes e operar as suas obras e maravilhas. Deus me deu emprego, vizinhos, amigos, parentes, sociedade, casa, um lugar para viver e morar e produzir. Onde Deus me colocou é onde Deus quer fazer a sua obra e não na África, na Índia ou nos Estados Unidos, mas onde eu estou.

Eu, sendo fiel no pouco, onde Deus me colocou, ele me colocará no muito, onde nem eu imaginava e, quando menos pensar, lá estarei na África, na Índia ou nos Estados Unidos ganhando nações para a glória de Deus, mas antes,... eu devo ser fiel aqui! Onde eu estou, sem murmurar, sem lamentar, sem chorar e sem viver amargurado.

Último dia do ano de 2011 e eu estou te pedindo para você confiar em Deus e descansar nele. Isto é sem preocupações, sem medos e tormentos. Estou te pedindo para você ser fiel no pouco e não almejar grandes coisas, mas confiar que Deus pode te levar aonde quiser. É isso ai: EU TE DESAFIO A CONFIAR EM DEUS EM 2012.

Senhor, ajuda meu irmão a confiar em ti de todo o seu coração e a ser como Davi que estamos estudando que foi homem segundo o seu coração e que confiou integralmente em sua soberania, governo, providência e que com seu temor a ti te honrou sabendo esperar o tempo certo que tens preparado para todas as coisas. Ajuda-nos a fazer de 2012 um ano em que ousaremos a confiar em ti em toda e qualquer situação. Amém!

 A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 85 - Faltam 484 dias para 26/04/13 e 895 dias para a Copa

A vida de Davi, no seu início, não parecia nada fácil e agora fugindo de Saul por orientação divina depois de combinar com Jonathas, seu amigo um sinal para sua fuga, vai parar em Nobe onde come dos pães consagrados.

No primeiro versículo deste capítulo 21 de I Samuel veremos que Davi foi a Nobe, lugar próximo a Jerusalém, a procura de Aimeleque ou Aís, sumo sacerdote, bisneto de Eli e filho de Aitube. Lembrem-se que ele estava fugindo de Saul por causa do temor a Deus e não por medo ou covardia.

Davi estava fugindo de Saul que o perseguia injustamente e por temor ao Senhor não o enfrentava. Quem lhe deu a dica de que deveria fugir porque o rei Saul tinha determinado em seu coração feri-lo de morte foi seu amigo Jonathas, filho do rei Saul.

Então ao chegar em Nobe, mente ao sumo sacerdote quando disse que o rei Saul lhe tinha dado uma ordem específica. Consegue alimentar-se com o pão sagrado, os pães da proposição que eram renovados aos sábados e em número de 12, dos quais serviam somente os sacerdotes (Ex 25:30; Lv 24:5-9).

Aimeleque tranquiliza Davi dizendo que poderiam comer dos pães se não se tivessem chegado a mulheres. Também Davi tomou da espada de Golias que estava ali guardada como memorial no santuário.

O vs 7 nos revela que estava ali detido, talvez por causa de lepra (Lv 14:4, 11, 21) Doegue que significa tímido que seria posteriormente o carrasco de Nobe, pois a mentira de Davi iria custar a vida desses sacerdotes de Nobe (I Sm 22:18-19 e ) executados não pela guarda real que se recusou a cometer este crime, mas pelas mãos desse Idumeu, Doegue.

A degola foi tão grande que não pouparam nem animais, nem crianças, nem mulheres. Flávio Josefo diz que eram ao todo 385 pessoas, sendo 85 sacerdotes e 300 familiares! Que barbaridade! Que crueldade! Que diferença entre o Saul quando ungido rei de Israel e agora rejeitado pelo Senhor.

Eu somente não entendo porque Saul não fora logo, depois de rejeitado, eliminado ou afastado do cenário real, pois por causa de seu poder e majestade ainda podia fazer tantas coisas malígnas, como esta.

Também desisto de querer entender o infinito... é loucura procurar entender tudo ou querer explicar o governo providencial de Deus, no entanto, somos convidados em toda situação que ele cria ou permita que se crie, a dar glórias a seu nome.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 84 - Faltam 485 dias para 26/04/13 e 896 dias para a Copa

Saul começa a odiar a Davi e a persegui-lo porque já imagina a sua ruína. Todos nós sabemos que esse ódio é decorrente da ausência do Espírito Santo na vida deste homem porque já fora rejeitado por Deus e agora um espírito malígno o atormenta. Saul está sendo usado e o objetivo é somente um: destruir a semente messiânica.

Davi desenvolve com Jonathans, filho de Saul uma forte amizade e desafiado vai à luta agora pelo dote de Mical e por ele dá a Saul 200 prepúcios de filisteus. É óbvio que o pedido pelos prepúcios tinham por objetivo destruir Davi quer pela sua morte, quer pela humilhação em não ser capaz de pagar o dote.

No entanto, Deus era com Davi e este é glorificado e exaltado e agora da família real. O ódio de Saul aumenta e começa um grande problema para Davi. Quem vê a situação pelo lado de fora, logo imagina porque Davi não o mata e acaba logo com isso? Davi é temente a Deus e honra a Saul como aquele escolhido por Deus.

Nisso eu vejo um grande respeito à soberania de Deus. Davi cria em Deus tão piamente que sua mão não se mancharia com o sangue daquele que era o rei de Israel. Davi também sabia de sua eleição e, com relação às contingências a que estava exposto, por causa da sua situação atual, a administrava com paciência e esperança.

Paciência para suportar tudo o que tinha de passar enquanto sua promessa não se cumpriria. Esperança porque sabia, pela fé, que sua ascensão era tão certa como o nascer e o por do sol. Davi não quis ajudar a Deus, acelerando a morte de Saul. Abraão, ao contrário, não teve paciência e gerou de Hagar um filho, Ismael.

Jesus Cristo, Filho de Davi, aquele que viria no tempo certo é também um exemplo perfeito de confiança absoluta no governo, na providência divina. Jesus jamais tentou ajudar a seu Pai nem a acelerar o cumprimento de suas promessas que eram mui grandes para ele.

Ao contrário, se submeteu ao governo de seu Pai e sofreu afrontas sem jamais revidar ou buscar a vingança. Morreu, foi submisso até a morte e morte de cruz, pelo que Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu um nome que está acima de todo o nome que se nomeia.

Davi entendia que Deus governava o mundo e reagia às circunstâncias com paciência e muita esperança. Entender que Deus governa o mundo e as circunstâncias não é nada fácil. É somente lamentável que ele tenha caído com Bate-Seba, mas até nisso, este homem nos ensina uma lição fantástica que falaremos no tempo devido.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 83 - Faltam 486 dias para 26/04/13 e 897 dias para a Copa

Davi, movido pelo Espírito de Deus, quis lutar contra o gigante filisteu e foi ao combate e convenceu até o rei de que deveria lutar, embora todas as evidências fossem contraditórias. Aos olhos da lógica humana, aquele combate era ridículo. Na verdade, ninguém nem estava nem ai se ele Davi iria ou não morrer.

Se morresse, morreu. Mas Davi não morreu, antes triunfou e isso com apenas uma funda e cinco pedrinhas. Porque cinco pedrinhas? Elas representavam a palavra de Deus? Embora fossem 5, com apenas uma ele derrubou o gigante, mas somente o derrubou. A morte de Davi não foi ocasionada pela pedrinha em sua testa (no joelho ou na cabeça?).

O gigante Golias que afrontava o exército do Deus vivo morreu pela sua própria espada que Davi dela se apossou e decepou a sua cabeça com um golpe preciso enquanto o gigante estava no chão. O povo entrou em delírio e a comemoração foi grande. Davi então foi exaltado e todos se admiraram de que aquele menino triunfara sobre o inimigo do povo de Israel.

Como prêmio recebeu como esposa a filha de Saul, Mical. Davi agora já fazia parte da família real e logo, logo, seria rei em Israel. Saul ficou muito feliz com a derrota de Golias, mas apreensivo porque alguém estava se destacando muito e isso seria uma ameaça real.

Deus tudo faz. Nosso dever é exaltar e dar glórias ao seu nome. Somos adoradores de Deus e como tais adoradores devemos buscarmos sempre em nossos atos a glória de Deus. Foi em nome de Deus que Davi lutou contra todas as evidências. Foi confiando na glória de Deus cuja honra estava sendo afrontada que Davi se animou a enfrentar o desafio colossal.

A criação, o homem, anjos, a salvação, o evangelho, tudo existe com um propósito e em todos eles veremos que Deus trabalha pela sua própria glória e honra. Assim, se somos seres inteligentes, veremos que honrá-lo e adorá-lo significa glorificar o seu nome.

Davi triunfou contra um gigante porque Deus quis assim, é verdade, mas, também é verdade, que Davi honrou, se motivou e buscou nas suas atitudes a glória do nome do Senhor. Essa sua disposição mental e atitude pelo nome do Senhor, esse zelo, essa coragem, o levaram e o motivaram a fazer o que fez, sem medo. Ele tinha certeza de que prevaleceria porque confiava no Senhor e em seu nome. Deus o honrou.

Deus continua honrando homens que como Davi se disponham a lutar para sua glória contra os novos gigantes que insistem em afrontar o nome e o exército do Deus vivo.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Opinião de Hernandes Dias Lopes sobre o Natal

RELIGIOSIDADE - É LEGÍTIMA A COMEMORAÇÃO DO NATAL?

Hernandes Dias Lopes traz uma análise bíblica sobre o assunto

É tempo de natal! As comemorações se iniciam muito antes da data oficial da celebração. Igrejas cristãs em todo o mundo realizam atividades alusivas ao nascimento de Jesus.

Neste período há também especulações sobre ser certo ou errado o cristão festejar a data. A forte comercalização no período faz com que o verdadeiro sentido do natal se perca. Será?

Rev. Hernandes Dias Lopes, apresentador do programa Verdade e Vida (IPB) faz uma reflexão sobre o assunto, de maneira clara.

"O Natal é uma festa cristã e não pagã. Há uma onda entre alguns cristãos, na atualidade, taxando aqueles que comemoram o Natal de serem infiéis e heterodoxos, dizendo que essa comemoração não é legítima nem cristã. Precisamos, a bem da verdade, pontuar algumas coisas:

1. A distorção do Natal. Ao longo dos anos o Natal tem sido desfigurado com algumas inovações estranhas às Escrituras. Vejamos: Primeiro, o Papai-Noel. O bojudo velhinho Papai-Noel, garoto propaganda do comércio guloso, tem sido o grande personagem do Natal secularizado, trazendo a ideia de que Natal é comércio e consumismo. Natal, porém, não é presente do homem para o homem, é presente de Deus para o homem. Natal não é a festa do consumismo; é a festa da graça. Natal não é festa terrena; é festa celestial. Natal é a festa da salvação. Segundo, os símbolos do Natal secularizado. Há muitos símbolos que foram sendo agregados ao Natal, que nada tem a ver com ele, como o presépio, a árvore natalina, as luzes, os trenós, a troca de presentes. Essa embalagem, embora, tão atraente, esconde em vez de revelar o verdadeiro Natal. Encantar-se com a embalagem e dispensar o conteúdo que ela pretende apresentar é um lamentável equívoco. Terceiro, os banquetes gastronômicos e a troca de presentes não expressam o sentido do Natal. Embora, nada haja de errado celebrarmos com a família e amigos, degustando as iguarias deliciosas provindas do próprio Deus e manifestarmos alegria e expressarmos amor na doação ou mesmo troca de presentes, esse não é o cerne do Natal. Longe de lançar luz sobre o seu sentido, cobre-o com um véu.

2. A proibição do Natal. Tão grave quando a distorção do Natal é a proibição da celebração do Natal. Na igreja primitiva a festa do ágape, realizada como prelúdio da santa ceia foi distorcida. A igreja não deixou de celebrar a ceia por causa dessa distorção. Ao contrário, aboliu a distorção e continuou com a ceia. Não podemos jogar a criança fora com a água da bacia. Não podemos considerar o Natal, o nascimento do Salvador, celebrado com entusiasmo tanto pelos anjos como pelos homens, uma festa pagã. Pagão são os acréscimos feitos pelos homens, não o Natal de Jesus. Não celebramos os acréscimos, celebramos Jesus! Não celebramos o Papai-Noel, celebramos o Filho de Deus. Não celebramos a árvore enfeitada, celebramos o Verbo que se fez carne. Não celebramos os banquetes gastronômicos, celebramos o banquete da graça. Não celebramos a troca de presentes, celebramos Jesus, a dádiva suprema de Deus.

3. A celebração do Natal. O Natal de Jesus Cristo foi celebrado com grande entusiasmo em Belém. O anjo de Deus apareceu aos pastores e disse-lhes: "Não temais, eis que vos trago boa nova de grande alegria, que será para todo o povo: é que hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor" (Lc 2.11). Natal é a boa nova do nascimento de Jesus. É o cumprimento de um plano traçado na eternidade. É a consumação da mensagem dos profetas. É a realização da expectativa do povo de Deus. Natal é a encarnação do Verbo de Deus. É Deus vestindo pele humana. Natal é Deus se fazendo homem e o eterno entrando no tempo. Natal é Jesus sendo apresentado como o Salvador do mundo, o Messias prometido, o Senhor soberano do universo. Quando essa mensagem foi proclamada, os céus se cobriram de anjos, que cantaram: "Glórias a Deus nas maiores alturas e paz na terra entre os homens, a quem ele quer bem" (Lc 2.14). O verdadeiro Natal traz glória a Deus no céu e paz na terra entre os homens. Natal é boa nova de grande alegria para todo o povo. O verdadeiro Natal foi celebrado com efusiva alegria no céu e na terra. Portanto, prossigamos em celebrar o nascimento do nosso glorioso Salvador!" Rev. Hernandes Dias Lopes.

(referência: http://www.creio.com.br/2008/noticias01.asp?noticia=16579).

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 82 - Faltam 487 dias para 26/04/13 e 898 dias para a Copa

Davi, por hora, está enfrentando os seus primeiros desafios. Um deles, pós-unção, é um gigante. O curioso aqui é que ele mesmo é quem se indignou com a situação do povo de Israel que era afrontado continuamente por um gigante filisteu de nome Golias.

Davi já havia enfrentado outros desafios que considerava excepcionais como ter enfrentado ursos e leões e ter prevalecido. A sua lógica era a mesma. Ele tinha um coração valente que confiava no Senhor e sabia que não seria pela sua própria força que os venceria, mas com a ajuda do Senhor e em seu nome.

Essas experiências ele levou quando foi conversar com o rei querendo lutar por Israel. Davi, como poucos, era daquelas pessoas especiais, crentes na soberania de Deus. Quando o leão e o urso vieram sob o rebanho que ele tomava conta, ele não aceitou ser surrupiado e foi atrás deles e os venceu.

Davi não aceitou aquela derrota, nem atribuiu a culpa a Deus, antes lutou pelo que cria e prevaleceu em ambos os casos. Como poderia um rapaz prevalecer contra um leão e um urso com fundas e facas? Era a coragem e o plano de Deus na vida daquele jovem valente. Era já o Espírito Santo que o conduzia e lhe dava paciência de esperar o tempo certo de Deus.

Quando ele contou essas histórias a Saul era de esperar que Saul o impedisse pois parecia loucura aquele menino contra aquele valente filisteu, experimentado de guerra, mas Saul concordou. Nem seus irmãos se opuseram. Ninguém se opôs a essa idéia aparentemente maluca e suicida. A roupa de guerreiro nem cabia em Davi. Aquilo tudo parecia uma grande piada, mas ninguém interferiu porque o Senhor estava nisso e queria dar a vitória ao valente Davi, homem cheio de seu Espírito Santo.

Quanto à nossa viagem de volta de SP foi feita em paz e batemos o recorde com 12 horas de viagem. Ainda fizemos uma parada de 1h ou mais para almoçarmos. Ao todo, fizemos duas paradas, uma pela manhã para abastecermos e outra no almoço.

O trecho mais complicado foi o de Goiania até Brasília passando por Catalão e Cristalina que estava com forte trânsito e muitas chuvas, mas não pegamos nem um acidente ou qualquer problema. É tão bom quando nossa viagem chega ao nosso destino e quando tudo corre bem. Há uma viagem sendo feita e estamos indo para o Senhor, correndo a corrida em direção ao prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus. "Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam e avançando para as que estão diante de mim, prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus." (Fp3:13,14).

Está chegando o fim de 2011... que Golias ficou para trás sem que tivéssemos a coragem de Davi para enfrentá-los em o nome do Senhor? 2012 está chegando. Sejamos como Davi, homem segundo coração de Deus.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 81 - Faltam 488 dias para 26/04/13 e 899 dias para a Copa

Davi rei de Israel! Ele tinha sido ungido por Samuel no lugar de Saul, às ocultas de Saul que se soubesse mataria Samuel. Havia ali naquela unção uma promessa de Deus para Davi, mas ela iria se cumprir muito tempo depois. Davi havia sido ungido porque Deus tinha já rejeitado a Saul. Também Davi era a escolha soberana de Deus, aquele que tinha a semente que estamos seguindo.

Até que se consumasse a ruína já certa de Saul, Davi teve de enfrentar alguns momentos difíceis e confiar no Senhor. Tudo já estava certo para Deus e era seu plano tanto a queda de Saul quanto a exaltação de Davi a seu tempo, mas como sofremos enquanto não vemos a nossa bênção chegar.

Porque temos de lutar e porque se baixarmos a nossa guarda podemos perder a batalha e sofrer o dano quando tudo parece já determinado, decretado? Eu sempre cri e sempre crerei na soberania absoluta (desculpem a redundância... haveria, por acaso, soberania não absoluta?) de Deus, mas também sempre cri e crerei na responsabilidade humana.

A vitória de Davi era certíssima, mas teve de lutar e sofrer muito até que chegasse lá. Saul o perseguia ferozmente e desejava a sua morte e destruição, mas também, em seu coração, já conhecia o seu fim e a subida triunfal daquele que ele tentava impedir.

Quem é como o nosso Deus que pela sua providência tudo executa maravilhosamente? Qual a impressão que temos de nosso mundo criado por ele com suas leis? É  incrível a vida, os dons, o mistério, o milagre.

Em viagem e de volta ao doce lar... iniciaremos nossa viagem bem cedinho e esperamos chegar no início da noite.

Agradecemos de coração a nossa acolhida, as aventuras, as brincadeiras, os bate-papos, a Pérola e suas aventuras caninas...rs... obrigado gente... Deus os abençoe.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

domingo, 25 de dezembro de 2011

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 80 - Faltam 489 dias para 26/04/13 e 900 dias para a Copa

Fico feliz de ver que hoje, 25 de dezembro de 2011, estamos todos aqui reunidos na casa de minha doce mãezinha que é campeã em evangelização com folhetos e que serve ao Senhor dando seus testemunhos de quantas bênçãos o Senhor tem feito em sua vida e na vida de seus filhos abençoados e cheios do Espírito Santo.

Eu e minha família, uma boa parte dela, comemoramos junto com meu irmão e pastor Junior e sua esposa, grávida do Arthur e com a linda Aline, de 4 anos e familiares de ambos os lados. Quando pensamos que entramos na mundanização do natal sem nem ao menos nos lembrarmos de orar, recuamos a tempo, pegamos a Bíblia, lemos um salmo e fizemos uma oração de agradecimento. Eu até tive a oportunidade de escutar uma pregação inteirinha de um irmão, presbítero, 68 anos que, emocionado, falava de Cristo com tanta vontade para mim.

Levo no meu coração os seus dizeres, tudo o que foi pregado. Entre eles, fui impressionado com Mt 6:33: "buscai, em primeiro lugar, o reino de Deus e a sua justiça, que as demais coisas vos serão acrescentadas". Filho, você sabe que Deus te conhece e sabe dos seus desejos e sonhos e daquilo que você está precisando e quer em sua moradia, bens, saúde, vitórias na família, no trabalho,...

Irmão amado, não busque as coisas, antes busque ao Senhor que Deus providenciará para você todas as demais coisas. Não entre em pânico, nem tenha medo imaginando o que terás de fazer ou deixar de fazer porque o teu Deus te conhece e já está com a sua vitória em suas mãos. Confie no Senhor.

Zzz.... dormi tranquilo e acordei com este post, desejando nas primeiras letras de meu escrito, um FELIZ NATAL a todos que hoje estão por ai e que irão ver essa mensagem bem simples. Eu gosto de um acróstico e de criar com letras uma mensagem de Deus.

Nunca vi em todo o meu tempo de fé uma mensagem de Deus que fosse derrubando a gente, antes sempre o Pai está a nos levantar e a nos incentivar a continuar a nossa caminhada rumo ao prêmio de nossa soberana vocação que está em Cristo Jesus, nosso Senhor. Mesmo quando Deus nos disciplina, a sua correção não é malígna, pelo contrário, com amor.

A mensagem de Deus que estou te transmitindo é meu testemunho que Deus me deu e me dá todos os dias. Sempre tenho aqui uma novidade, pois a cada dia sou renovado pelo Senhor. Não pensem vocês que acharão aqui algo inédito, um achado fenomenal teológico ou uma brilhante exposição exegética, mas encontrarão, sempre, meu testemunho de que por mais um dia Deus me fez vencedor.

Todos os dias Deus nos renova para continuarmos apontando ao mundo ao nosso redor o Cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo! Muitas famílias hoje estarão reunidas em almoço e se encontrarão para renovar seus laços de amizade. Sabem, eu não preciso ficar apontando o defeito de meu irmão e parente como se estivesse cobrando dele um comportamento ou atitude necessária. Ele já sabe disso e sofre com o domínio do pecado na vida dele que o escraviza.

A mensagem de Deus é para aquele que ele chama, como agora está a chamar a Davi, depois que seus irmãos, todos passaram por Samuel e o Senhor não confirmava nenhum deles. Samuel teve de perguntar se havia mais alguém e mandou chamá-lo.

Lá vem Davi... o Espírito de Deus disse a Samuel é este o meu escolhido! Que maravilha vermos que temos a Deus que está acima de todas as coisas e que não nos deixam entregues ao acaso, antes, Deus é o Senhor de todo o caso. FELIZ NATAL!

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

sábado, 24 de dezembro de 2011

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 79 - Faltam 490 dias para 26/04/13 e 901 dias para a Copa

Por meio de Samuel, a nação de Israel vai escolher seu primeiro rei, um benjamita, Saul, de bela aparência, alto. O seu chamado foi muito bonito e, aparentemente, ele tinha tudo para ser confirmado como rei e seu trono ser estabelecido para sempre, mas Saul, amou mais os homens e suas glórias e isso o fez cair de forma que fora rejeitado por Deus.

Samuel ainda tentava e tinha esperanças de que ele se recuperasse, mas Deus mesmo falara a ele e o exortara dizendo: - até quando terás piedade de Saul tendo eu o rejeitado? Vá e unge o filho de Jessé no lugar de Saul.

Saul governou a Israel por 40 anos e trouxe muitas vitórias e conquistas para Israel, mas o escolhido era outro e neste novo escolhido, ungido, havia a semente messiânica, pois Jesus é filho de Davi.

Assim como também foi espetacular a chamada de Saul, foi também Davi. Samuel foi vendo cada um dos filhos de Jessé até o último que tomava conta de ovelhas que nem no meio deles estava, mas cuidando de ovelhas, no pasto. Enquanto todos os filhos de Jessé estavam ali com Samuel, Davi trabalhava e cuidava de suas obrigações.

No conceito do mundo você tem de ser experto, estar perto das oportunidades, não vacilar, estar próximo as autoridades, aos políticos, pertencer ao partido político certo, por que se não, a oportunidade vem e a gente dança...

Davi, homem de Deus, escolhido por Deus, não era assim, antes estava em sua posição que Deus o colocara e sendo ali fiel com as ovelhas e com as obrigações que tinha de cumprir.

Deus que tudo ve não via como Samuel ou como os outros viam. Deus não via as aparências, mas o coração e Deus conhecia o coração daquele pastor de ovelhas que depois foi chamado pelo próprio Senhor, como homem segundo o seu coração.

O natal chegou! Hoje, meia-noite, a grande ceia... uma "comelância" que dá dó... pobre de nossos corpos expostos a tão horrível glutonaria... que ceia é esta que praticamos no natal? Será que nos lembraremos de Cristo? Ou estaremos ocupados com um pernil na boca? Teremos tempo e ocasião de pensar em Cristo, ou será como Isaias e Paulo disseram: "... comamos e bebamos, porque amanhã morreremos"?

Há coisas boas no natal, como dizem: a reunião das famílias, ou pelo menos isso se tenta; o coração mais compungido; o desejo de agradar e ser agradado, etc... Nada adianta também, neste momento, sair detonando tudo e falando que é tudo do diabo, antes devemos ser sábios e amáveis aproveitando todas as oportunidades para por meio delas levar cada um a Cristo. Nosso dever é como o de João Batista, apontar para aquele que tira os pecados do mundo.

Assim, aproveite a árvore para falar da vida e a vida somente existe em Cristo. Ao falar de árvore, nos lembramos de frutos e todo ramo que estando nele, em Cristo, for limpo dará mais frutos ainda, mas o que não dá será lançado fora. Aproveite as cores vermelho e branco para lembrarem do sangue de Jesus e que somente pelo seu sangue é que temos a nossa salvação; quanto ao branco, depois que Cristo nos lava com seu sangue, nos torna mais alvos que a branca neve.

Aproveite também o Papai Noel para falar do Papai Celestial e assim mostrarem as crianças que elas tem um Papai do Céu que cuida delas e tudo concede a elas, inclusive o fôlego de suas vidas. Aproveite a abundância de comidas para falar que devemos compartilhar, dividir, amar mais ao nosso próximo e não juntarmos para nós mesmos.

Cada momento, cada instante, cada situação no natal deve ser aproveitada para mostrar e apontar o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. A simples condenação da festa, na ocasião da festa, não trará resultados sábios e além disso, você se sentirá um idiota.

Em todo caso, temei antes a Deus e não sejamos como Saul que quis a glória dos homens e não suportou a pressão deles e não teve paciência de esperar por Samuel e fez o que não devia e foi sacrificar no lugar do profeta e foi rejeitado para sempre por Deus.

O homem está precisando de salvação? De paz? De prosperidade? Cristo Jesus é a resposta de Deus à humanidade. "Samuel eles não rejeitaram a ti, mas a mim." Sim, com o natal, eles não rejeitaram a igreja, mas o Pai Celestial e seu Filho Unigênito. Feliz Natal!

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 78 - Faltam 491 dias para 26/04/13 e 902 dias para a Copa

Ainda Samuel era criança e aquele que chama, chamou a Samuel.

 - Samuel, Samuel! Ele não sabia o que responder e se voltava para Eli, mas Eli dizia que não o tinha chamado. Novamente: - Samuel, Samuel! Samuel ainda não conhecia a voz do Senhor e se voltava novamente para Eli e Eli entendeu que era o Senhor e o orientou para que quando novamente o chamasse dissesse que estava ali e que poderia falar que ele estaria ouvindo.

Samuel era profeta escolhido por Deus desde o ventre materno e já preparando-o estava Deus para o conduzir naquele momento importante de transição da nação israelita que era entre a época dos juízes onde cada um fazia o que achava mais certo e a monarquia.

Samuel, no tempo certo de Deus, substituiu a Eli que embora fosse o sacerdote não conduzia bem a seus filhos e tratava as coisas de Deus com desleixo para a sua própria ruína e destruição. Suas primeiras profecias, tímidas, mas certeiras e verdadeiras, diziam sobre o fim de Eli. Ficando em seu lugar, preparou o povo para a tão sonhada e desejada monarquia.

Eu não entendo que a monarquia fosse algo errado e proibido por Deus para Israel, como parece ser quando o povo queria para si um rei. O desejo real era algo certo, mas o ser como as outras nações, não era nada certo.

Israel parecia invejar as outras nações que tinham a monarquia estabelecida. Deus mesmo disse para Samuel que não era ele que estava sendo rejeitado, mas o próprio Senhor. No presente século, tantos tempos depois, nós parecemos os mesmos e continuamos querendo ser como os outros povos e os invejamos e desejamos as suas porcarias.

A igreja não tem de imitar o mundo ou se aproximar dele para ser mais atraente. O mundo mesmo está tão cheio de si mesmo e não se torna uma referência saudável nem para si. Também temos de tomar cuidado com o termo "mundo" para não entrarmos naquela separação entre o profano e o sacro, como se Deus não tivesse parte alguma com as coisas que são criadas e benditas para todo sempre.

Tudo o que Deus criou é bom, necessário e útil. O mundo a que me refiro é ao sistema sem Deus, que o rejeita, que o exclui e que a tudo relativiza para justamente perderem todo referencial.

Por exemplo, a tal da festa de natal. Nós estamos na ante-véspera do dia de natal e a TV, internet, propagandas, mídias, o povo todo está tão agitado, indo de loja em loja, a busca de presentes, de preparativos para a ceia de natal, por volta das 00h00 do dia 25. Todos ficam envolvidos e gastam seus recursos com presentes, compras, muita comida, bebida. A figura mais notada e falada no natal é o Papai Noel, velhinho simpático, de barbas brancas e longas, pele clara, roupas coca-cola, vermelha e branca e um saco enorme de presentes.

Passei horas a fio procurando ver na mídia se alguém ou propaganda ou qualquer coisa fizesse qualquer menção ao nascimento de Cristo ou outra referência qualquer à sua pessoa, obra, e fiquei assustado de que Cristo me pareceu indesejado e até que estivesse atrapalhando a bonita e contagiante festa de natal. Que ligação há entre natal e Cristo? Que associação estão fazendo entre o Filho de Deus, seu nascimento e tais festas? À propósito, é mais provável que o Filho de Deus tenha nascido em 01/04 e não no dia 25/12.

Ninguém se lembra de Deus, de sua palavra, da linhagem messiânica, do Filho de Deus que veio salvar o homem do pecado, mas todos se lembram de comprarem presentes e fazerem pedidos ao Papai Noel. O Papai do Céu e não o Noel exaltou a seu Filho de tal maneira que tudo o que o homem precisa ele escondeu na pessoa de Cristo.

O homem está precisando de salvação? De paz? De prosperidade? Cristo Jesus é a resposta de Deus à humanidade.

Samuel eles não rejeitaram a ti, mas a mim. Sim, com o natal, eles não rejeitaram a igreja, mas o Pai Celestial e seu Filho Unigênito. Ainda tinha a falar mais, no entanto, preciso ausentar-me agora e assim, ficará para amanhã, com novas reflexões sobre essa rejeição a Deus e ao seu enviado para nossa salvação, Jesus Cristo.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 77 - Faltam 492 dias para 26/04/13 e 903 dias para a Copa

A oração de Ana acabou e vamos prosseguindo em nossa síntese das Escrituras em busca do Messias. No entanto, hoje, mais uma vez, usarei o texto de meu amigo Pb. Gilson Santos, da PIPT que está refletindo sobre o tema da fidelidade e ele vai falar, principalmente, da fidelidade de Deus em suas promessas. Vejamos:

DEUS É FIEL EM AS PROMESSAS

   "Porque quantas são as promessas de Deus também têm nele o sim; porquanto também por ele é o amém para glória de Deus, por nosso intermédio."(2Co 1.20)

INTRODUÇÃO

O que significa promessa?

Significa comprometimento. Prometer significa o ato de quem se compromete a fazer, é obrigar-se a alguma coisa.

 Há, em hebraico, ao menos duas palavras cuja raiz expressa diretamente  uma promessa ou juramento.

A primeira é alah e diz respeito ao compromisso objetivo, à descrição do que é acertado. Alah  é da mesma  raiz de helohim, daí não ser novidade que Deus é um Deus que se compromete e cumpre. (Jr 1.12) "Disse-me o Senhor: Viste bem; porque eu velo sobre a minha palavra para a cumprir".

E a segunda dabhar diz respeito ao ato e a palavra empenhada para a consecução do compromisso. Dabhar se refere ao emprego de palavra onde se compromete alguma coisa. Uma conotação paralela vem da palavra berith que significa aliança.

De modo que quando alguém faz uma aliança (berith) com alguém, jura (alah), através de sua palavra (dabhar). Vejamos como Deus é fiel em suas promessas, através de alguns exemplos citados pala Bíblia:

1-        Promessas feitas a Abraão.

Deus chamou Abraão para sair de sua pátria e vagar como peregrino numa terra estranha. Abraão confiou em Deus e fez como ele mandou. Deus prometeu a Abraão três coisas:

a)       De ti farei uma grande nação.

b)       Em ti serão benditas todas as famílias da terra.

c)       Darei a tua descendência esta terra.

A história bíblica traça o cumprimento dessas promessas. A família de Abraão continuou peregrinando até seu neto Jacó que mudou com sua família para o Egito. Ali sua descendência cresceu surpreendentemente como prometera Deus.

Temendo ser dominado pelos descendentes de Abraão, Faraó transformo-os em escravos, e quando Deus os libertou através de Moisés o número era tão grande, mais de 600 mil homens adultos, além das mulheres e crianças.

A geração que saiu do Egito foi incapaz de possuir a terra prometida, mas seus descendentes o fizeram, guiados por Josué.

"Dessa maneira deu o Senhor a Israel toda terra que jurara dar a seus pais; e a possuíram e habitaram nela" (Js 21.43).

A maior promessa feita a Abraão foi que um de seus descendentes abençoaria todas as nações do mundo, reafirmando a promessa feita em Gênesis 3, plenamente cumprida em nosso Senhor Jesus Cristo.

2-        A promessa da vinda do Messias.

Junto às promessas feitas a Abraão, havia a menção de alguém que seria o portador de todas as promessas:

Jesus o Cristo (2Co 1.20). Por meio de Cristo as promessas passariam a todos os homens, isto mediante um relacionamento com Deus o Salvador e esse relacionamento tornou-se possível a todo homem, a saber: Aquele que crê.

A grande promessa do Antigo Testamento era a vinda do Messias, pois em Jesus tem-se:

a)       A revelação do amor de Deus pelo mundo. "Porque Deus amou ao mundo"

b)       O modelo de relacionamento de Deus com o homem."todo o que nele crê"

c)       O propósito da criação e salvação do homem. ."não pereça, mas tenha a vida eterna". (Jo 3.16).

A promessa acerca do Messias foi literalmente cumprida no nascimento, vida, ministério, sacrifício e ressurreição de Jesus Cristo. Pois, Nele e por meio Dele, temos o cumprimento e acesso a todas as demais promessas de Deus.

3-        Promessa de vida eterna

A grande promessa de Deus é a promessa de vida eterna como podemos comprovar em 1Jo 2.25

"E esta é a promessa que ele mesmo nos fez, a vida eterna", Tudo que Deus fez, tudo que Deus faz e ainda fará, trata-se de conduzir o homem a vida eterna.

O propósito maior da redenção é levar o homem à presença de Deus.

Enquanto estivermos nesta vida temos uma confortadora  promessa que Deus fez aos seus discípulos "Eis que estou convosco todos os dias" (Mt 28.20). Não há mais confortadora promessa que esta, a promessa da presença de nosso Senhor em nossa vida.

Isso é cumprido mediante o Espírito Santo em nós. E diz-nos a Bíblia que o Espírito Santo é o penhor da vida eterna, Ele é a garantia da presença de Deus em nossa vida até o dia do resgate, que é a redenção do corpo para a vida eterna. (Ef 1.13-14)

Conclusão

A palavra de Deus nos mostra que o nosso Deus é um Deus fiel às suas promessas, portanto:

a)       Saia do lugar da incredulidade.

b)       Seja um filho fiel que crê nas promessas de um Deus que jamais falhou e que lhe prometeu vida eterna em Cristo.

SOLI DEO GLORIA.  Fraternalmente em Cristo, Pb. Gilson dos Santos.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 76 - Faltam 493 dias para 26/04/13 e 904 dias para a Copa

Graças a Deus tudo correu muito bem. Ao sairmos, como de costume, nos reunimos, oramos, agradecemos e pedimos a bênção do Senhor. Viajamos em paz e chegamos em paz.

As intercorrências da viagem foram, em nossa saída, um grande engarrafamento de uns 40 minutos, decorrentes de um terrível acidente, antes mesmo de Cristalina, que envolveu três ou 4 veículos e uma moto em colisão frontal com incêndio... vimos, inclusive, um corpo carbonizado – como somos frágeis! - e ao chegarmos, novamente errei a entrada de Guarulhos, saindo da Marginal Tiete, mas logo encontrei o caminho de volta e já estava na Dutra sentido Guarulhos.

Aproveitei a viagem de vinda para Guarulhos para ouvir algumas pregações. Vejam quem foram meus companheiros: John Piper, Augusto Nicodemus, Luiz Sayão, Bobie Dickie. Ao chegarmos em casa, nos reunimos, novamente, para orarmos e agradecermos as bênçãos do Senhor. Estamos aqui, nesse momento em curtição com nossos familiares e amigos. Glórias a Jesus!

Ana vai chegando ao fim de sua oração e a sua oração vai mantendo a sua estrutura inicial exaltando a soberania de Deus e a sua providência na administração de todas as coisas. O Senhor que guarda os pés dos santos, emudece nas trevas da morte os perversos, porque o homem não prevalece pela sua força.

Nossa visão capitalista põe a força no homem e nas suas riquezas e conquistas. O exército que vence as batalhas é aquele mais preparado, mais treinado, mais equipado, mas na visão de Ana o que vence as batalhas é aquele que Deus quer dar a vitória. Não é o forte que vence, mas o que Deus quer.

O que adianta contender contra ou com o Senhor? Assim, aquele com quem o Senhor está irado, contenderá com ele para que seu fim chegue mais rápido. É o Senhor quem julga as extremidades da terra e dá força ao seu rei que ele quer exaltar e abençoar.

Não estamos sós! Deus nos criou para a sua glória e nele podemos descansar. Somos verdadeiros adoradores do Senhor e isso é o nosso louvor e glória. Os que confiam no Senhor, como Ana, verão a mão de Deus nos dando a vitória por onde quer que andarmos.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 75 - Faltam 494 dias para 26/04/13 e 905 dias para a Copa

Bem que eu gosto tanto dessa frase de que o Senhor é o que tira e o que dá a vida, que faz descer à sepultura e faz subir (curioso que primeiro é faz descer, isto é, morrer e, depois, faz subir, isto é, ressuscitar), que empobrece e enriquece, que abaixa e também exalta, depois ainda continua dizendo que levanta o pobre do pó e desde o monturo, que exalta o necessitado para o fazer assentar entre os príncipes, para fazer herdar o trono de glória e então explica porque.

O porque do Senhor são as colunas da terra e assentou sobre elas o mundo. Isto é, ele é o Criador, o Deus providente que controla tudo e todas as coisas e faz conforme lhe apraz. Ela tá dizendo, isto é o Espírito Santo, por meio dela está nos dizendo que Deus é soberano e governa o mundo com justiça, paz e amor.

Assim, ele é o governante absoluto de todos os monarcas e no fim ainda cobrará de todos a responsabilidade de todo mal e coisas erradas, pecaminosas feitas contra a sua pessoa. Eu sou tão crente na soberania de Deus como sou na responsabilidade humana. Ai de nós, que achamos que estamos a salvo e salvo porque Jesus Cristo morreu por nossos pecados e é verdade não somente os nossos, mas de todo o mundo.

Vemos na enumeração de Ana que primeiro cita o fator negativo, depois o positivo, começando com a morte, nós vemos sempre a mesma sequencia apontando primeiro o mal e em seguida o bem. Eu chamo o mal porque não agrada e ninguém deseja, mas tudo é de Deus, vem de Deus e é para a glória de Deus.

Irmãos queridos, se Deus pode me exaltar, porque não me pode abater também? Que tenho eu para não querer ser abatido? E seu eu preciso de ser abatido por causa de meus atos, pensamentos e palavras que não o glorificam, antes são laços para minha alma que contaminam a mim e ao meu próximo?

Ana confiava tanto em Deus que descansou totalmente nele. A crença na soberania divina nos dá este norte e nos faz descansar nele, sabendo que ele governa e abate e levanta, empobrece, mas também enriquece, faz cair, mas exalta, tira do monturo, da grande lixeira, e coloca entre os príncipes.

Graças a Deus que até quando eu e a minha igreja estamos naqueles dias e ela se recusa a me ser dócil, até ai eu entendo a soberania de Deus e entendo o meu papel e a minha responsabilidade diante dela (para quem não entendeu, estou falando de meu relacionamento conjugal com minha esposa).

Entender a soberania de Deus, nos ensina a orarmos, mas não para movermos a mão da divindade como queremos, mas para entender que Deus está no controle de tudo, sendo tudo cooperante para nosso bem.

Meu Deus, ajudai-nos! Pois, agora, enfrentaremos uns 1000 km de estrada... orem por nós! Estamos a caminho de Guarulhos/SP... a viagem é longa, mas se confiarmos no Senhor, como Ana, veremos a mão de Deus nos dando a vitória por onde quer que andarmos. Obrigado Espírito Santo pela "Boa Viagem!". Amém!

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 74 - Faltam 495 dias para 26/04/13 e 906 dias para a Copa

A seguir ela fala do cuidado que devemos ter com a nossa boca. A nossa boca é a que fala do que está cheio o nosso coração e é do nosso coração que procedem as fontes da vida. Provérbios 4:23 Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o coração, porque dele procedem as fontes da vida.

O Senhor é contra o orgulho, a arrogância e ainda nos dá a sabedoria e no final tudo pesa numa balança. Para confrontarmos o orgulho e a arrogância com a sabedoria, devemos tudo pesar na balança para vermos para onde está pendendo.

Deus é diferente e vê as coisas de outra maneira. O forte se gaba de sua força e poder, mas não são sua força e poder que lhe dão vitória, antes o Senhor que o faz forte e poderoso. Quando perdemos o foco de Deus e o colocamos na coisa, perdemos a batalha e estamos perto de sermos humilhados pela potente mão de Deus.

Ana se sentia pequena e a sua força não estava em seu braço ou poder, mas cria, profundamente, que Deus poderia ajudá-la e dar-lhe vitórias embora tudo apontasse para outra derrota. Quem nos faz fortes ou fracos, no fim das coisas, é o próprio Senhor.

Também os que confiam em suas riquezas para obterem tudo o que tem, estão em grande engano, pois é do Senhor que vem tudo o que temos. Assim, ele é quem nos dá o pão e não o nosso dinheiro. Na sociedade capitalista, óbvio, o capital é quem manda e dá ordens. Quem tem capital é o dono das coisas e de tudo que existe, até comercializa almas humanas, mas, na verdade, não é assim como estamos pensando.

Há um que governa acima do capital e o capital é ele que coloca nas mãos de quem ele quer levantar e tira de quem ele quer abater. O trabalho dignifica o homem e o faz produtivo e uma bênção ao reino de Deus. Todos devemos trabalhar no reino de Deus para não sermos pesados a ninguém. Todos devemos ganharmos nosso dinheiro de forma honesta, mas nos enganamos quando colocamos a nossa fé no capital.

Em sua oração ela vai comparando o forte e arrogante e orgulhoso, com o humilde, com o simples, com aquele que confia no Senhor.

Quem anda com o Senhor não deve temer o capital nem ser-lhe escravo, antes obedecer ao Senhor e tudo lhe entregar em suas mãos. Quer vitórias em sua vida? Confia no Senhor as tuas obras e os teus desígnios serão estabelecidos. Continuaremos com a oração de Ana amanhã...

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

sábado, 17 de dezembro de 2011

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 72 - Faltam 497 dias para 26/04/13 e 908 dias para a Copa

Não há dúvidas de que o stress faz parte dos dias atuais de uma forma mais intensa e afeta, principalmente, aqueles que estão trabalhando na obra do Senhor, mas não porque lidar com a obra seja stressante, antes porque queremos agradar a Deus a ao mundo ou porque estamos esperando algo e somos frustrados em nossas esperanças.

O trabalho é bênção de Deus, seja ele qual for, assim como o descanso proporcional, na receita de Deus 6x1 também é uma bênção. O trabalho não mata, não estressa, não destrói ninguém, mas a preocupação, a vontade de estar bem diante de Deus e do povo, o desânimo, sim contaminam o homem fazendo-o enfermar.

É certo que Piper diz que não merecemos nada, pois quando o que fazemos achamos que merecemos algo e a nossa esperança é frustrada, ai sim, teremos problemas, desapontamentos, desilusões, chateamento e vontade de desistir de tudo. Isso cansa, isso estressa, isso mata.

Trabalhar dando graças a Deus não estressa ninguém. O trabalho faz bem para nossa alma, para nosso corpo, para a sociedade e principalmente para o reino de Deus. E qual trabalho deveria eu fazer? Ora, isso é simples, aquele que Deus abriu a porta para você. Não fique esperando anjos, sonhos, profecias, visões celestiais a te orientar quando Deus, pelo seu Espírito Santo, já está te falando ao seu próprio coração.

O que você sabe fazer? Para o que você foi treinado? O que você estudou? No que você se formou ou está se formando ou pretende se formar? Então, está esperando o quÊ? Mãos a obra. Arregasse suas mangas e vá a luta que Deus será contigo e o prosperará naquilo que estiveres fazendo e ainda te honrará porque você o está honrando com o seu trabalho.

Tem gente que gosta de fazer separação entre o sagrado e o profano dizendo, por exemplo, que na igreja todo trabalho é santo e no mundo, não. Ora, Deus mesmo disse para não amarmos o mundo, é verdade, mas não é o mundo como imaginamos que é, antes esse mundo que ele fala para não amarmos está relacionado ao sistema corrupto que envolve a mentira, o roubo, o pecado, a balança enganosa, a corrupção, a falcatrua, a traição e coisas semelhantes que os que tais coisas praticam, diz as Escrituras, não são dignos do reino de Deus.

Sim, todo trabalho dentro do reino de Deus é santo e tão santo quanto estar na igreja. Ora, se somos santos apenas na igreja, do que vale a nossa fé? E que hipocrisia é essa que nos beneficiamos de tudo produzido pelo trabalho e amaldiçoamos essas coisas dizendo que são do mundo e profanas?

Quer ser santo e abriu uma porta para você como Ajudante de Pedreiro? Glórias a Deus! Trabalhe que Deus o abençoará. Seja santo em seu trabalho, principalmente.

Voltemos a oração de Ana.... Prosseguiremos amanhã...

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br