sábado, 19 de novembro de 2011

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 44 - Faltam 525 dias para 26/04/13 e 936 dias para a Copa

Embora seja sabido que Josué foi como Moisés um excelente líder de seu povo que Deus levantou para conquistar a terra de Canaã, este caiu num ardil simples de um povo cananeu que estava apavorado com os sucessos que Israel vinha tendo diante de seus inimigos.

A ordem era avançar e conquistar a terra e não fazer com o povo daquela região qualquer aliança, antes obedecer ao Senhor e exterminá-los o que seria feito de forma paulatina para que a terra não produzisse feras e pragas que afetariam também Israel. Deus havia dito que os expulsaria dali. A promessa era de Deus e certamente seria cumprida!

O povo cananeu estava sob o juízo de Deus e Israel estava sendo a nação que estava executando esse juízo. Na história, depois da divisão dos reinos, bem mais a frente, tanto Israel quanto Judá estarão também sob juízo e serão levados cativos. O profeta Habacuque, inclusive, apresenta uma queixa ao Senhor de que Deus estava usando uma nação mais ímpia ainda para isso e se indignava, mas Deus responde as suas queixas e diz que aqueles que estavam sendo usados também estavam julgados e no seu devido tempo seriam responsabilizados e entrariam também em juízo até mais severo.

É Deus quem executa justiça e juízo na terra e usa quem ele quer e da forma que ele quer. Quem se oporá a Deus e lhe dirá que não é justo? Como não seria justo, o único justo que é o modelo de nossa justiça e de quem recebemos o senso dessa justiça? Somente Deus é justo e 100% justo, os demais, os que têm o senso de justiça, não os têm de si mesmos porque são justos, mas porque Deus é justo.

A justiça pertence a Deus e ele a executará. Eu não tenho preocupação nenhuma sobre os que irão ou não para o inferno ou se tiveram ou não a oportunidade de ouvirem o evangelho, pois sei que o único que pode fazer alguma coisa, fará e essa coisa que ele fará muito bem é a justiça.

Vemos que o uso de ímpios ou não para executar o juízo de Deus e a manipulação dessa justiça pertence a Deus que soberana e sabiamente tudo administra de forma que ao usar o ímpio, ou uma nação até pior que a que está sendo julgada, ele, Deus, executa seu juízo, faz a sua justiça e ao mesmo tempo atribui 100& de responsabilidade a quem está sendo usado. É demais! Deus pode julgar e julga. Deus pode exercer o juízo e o exerce. Deus usa quem quer e usa e no final todos serão responsáveis pelos seus próprios atos e Deus continuará sendo justo, executando a juízo e sendo perfeito e bom em tudo o que faz ou permita que se faça. Glórias a Deus! Tu és tremendo Senhor.

Tu és o Deus da justiça, do juízo e do amor. Todas as suas obras são perfeitas, por isso o homem se aproximará a ti para te adorar e te louvar pelos seus grandes feitos e maravilhas. Ensina-me Senhor a tua lei, a tua justiça e me faz aprender em teus juízos a tua bondade, amor e perfeição.

Dessa forma Josué foi conquistando e vencendo seus inimigos, como Jericó... continuarei amanhã...

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.