segunda-feira, 3 de outubro de 2011

TEMA: O Espírito que vivifica! 4 - Rm 8:11 - Faltam 572 dias para 26/04/13 e 983 dias para a Copa

Há tantas histórias de conversões nas igrejas, de gente que estava totalmente envolvida com cada coisa malígna e Deus libertou e hoje usa tais pessoas no púlpito das igrejas. As libertações continuarão a acontecer porque Deus continuará a libertar pelo seu poder.
Cumpre a nós não desanimarmos e sempre perseverarmos em vigilância e oração que a seu tempo ceifaremos o que temos semeado. O testemunho de cada conversão serve para edificação de vidas que se encontram indecisas e amarradas às correntes das depressões, das drogas e vícios, dos hábitos pecaminosos e de tantas porcarias.
Não há nenhum segredo ou mágica para que a libertação de alguém ocorra. Todas elas têm uma história e uma história de luta, de sofrimento, mas de perseverança e crença nas promessas de Deus de que fará a obra na vida de alguém.
Há pessoas que desistem muito facilmente e que depois de um tempo de luta abandonam a vida daqueles que por eles se derramavam em orações e súplicas. Não podemos ser assim se quisermos a vitória. Muitas mulheres e muitos maridos lutam para que seus cônjuges sejam transformados, mas a demora na obtenção de suas bênçãos a fazem desanimar e desistir.
A saída mais fácil é a separação e a conquista de um novo marido ou esposa. Nem sempre a saída mais fácil produzirá o melhor resultado. Tem gente que sai de um inferno para entrar em dois. Há uma saída de Deus para nós quando em Deus buscamos a sua palavra. Deus nunca nos abandona, no entanto, vivemos como se Deus nos tivesse abandonado para sempre. Isso é uma afronta a Deus e o fazemos mentiroso.
A revolta contra Deus é loucura e insensatez. Arrepender-se é o caminho mais sensato. Quem se ira contra Deus ou o responsabiliza pelos nossos fracassos e pelas nossas desventuras está fora de si, sem juízo, louco.
Há circunstâncias em nossas vidas que temos de enfrentar que nunca, jamais, gostaríamos de passar por elas, mas, todavia, é justamente essa que o Pai celestial, bom e amoroso, quer que passemos por ela. Deus não fica nos tentando, nem nos testando por causa de um prazer mórbido e cruel, antes somos convidados, sempre, a glorificá-lo em tudo.
Você confia em Deus? Pois bem, quando passamos pela prova o que acontece? Desespero, medo, tristeza, sensação de injustiça, revolta, vontade de desistir de tudo, de sumir? Onde está o teu coração? Em Deus? Certamente que não. E onde está então? A resposta está na ponta de seus lábios, pois é do seu coração que estão saindo o veneno que está te atormentando e te acorrentando.
O outro, ainda que estejamos 100% certos em nossas pré-conclusões baseadas no nosso achismo fortemente evidenciado pelo que vemos e ouvimos, não é, nem nunca foi o problema. Assim, aquele parente ou aquele marido ou aquela esposa que precisa mudar e se converter e largar os vícios e a prostituição ou outras coisas mais, na verdade, somente mudará quando primeiro você mudar.
A cura do outro começa com a nossa cura! Quando formos curados a ponto de estendermos as nossas mãos para ajudar a pessoa presa no pecado e quando formos capazes de nos libertarmos do medo e confiarmos em Deus como aquele que é capaz de conduzir os ribeiros de águas para onde ele quiser, então ai, seremos capazes de orarmos e vermos o que Deus é capaz de fazer.
O Espírito que vivifica é aquele que vivifica o teu coração agora e te liberta da amargura, do ressentimento, da dor, da frustração, do desespero e te renova em ondas de amor, fé e esperança. Confie em Deus! A vitória é certa! O teu marido, a tua esposa, o teu amigo, o teu parente é do Senhor Jesus.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br
 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.