quarta-feira, 26 de outubro de 2011

TEMA: Deus Existe e nos deixou um livro: a Bíblia! - 20 - Faltam 549 dias para 26/04/13 e 960 dias para a Copa

Sonhos adiados por causa dos irmãos, vamos continuar a nossa jornada que muitas coisas irão acontecer no deserto cuja jornada fora prolongada 360 vezes. É somente fazer-se os cálculos para se chegar a esse resultado, pois para cada dia, dos 40 dias que os espias levaram, um ano para cada dia. Sendo o ano de 360 dias, logo, 14.400/40 = 360 vezes.

Realmente não devemos fazer a obra de Deus relaxadamente ou desprezá-lo a ponto de negligenciarmos aquele que conosco está falando. Tomemos cuidado de nossos corações não se sobrecarregarem com tantos cuidados, seduções, enganos, mentiras, riquezas. Deus é santo e nós devemos ser santos nele também, por meio de Jesus Cristo.

Logo de cara, no deserto, enquanto Moisés sobe ao monte para receber a lei de Deus que ele escreve em duas tábuas, o povo, cansado de esperar, se deixa levar pelo engano e afrontam a Deus com um bezerro de ouro para substituir a adoração devida a Deus.

Foram novamente 40 dias. 40 dias espiaram a terra e Moisés agora fica consagrado por 40 dias para receber a lei de Deus e o povo entra em tédio. Admiro-me de Arão que resolve atender aquele povo e diz o que diz que jogou o ouro no fogo e saiu um bezerro. Que história é essa Arão? Que desculpas são essas de que o povo estava inquieto e era preciso dar-lhes diversão, idolatria e coisas tais?

Eu não entendi nada do que fez Arão, irmão de Moisés, mas não foi nada bom. Moisés então desce do monte com as duas pedras. Eu creio que uma pedra era cópia da outra. Eu creio que a tábua era em duas como testemunha. Moisés se indigna e rebenta as pedras talhadas pelas mãos do Todo-Poderoso. Que pena que as pedras sumiram. Se se achassem elas, seria um tremendo achado arqueológico.

Depois disso, novamente, Moisés sobe ao Monte por mais 40 dias e finalmente desce com as pedras da lei perfeita, boa, correta, mas reveladora e não curadora dos corações. Paulo algum tempo depois vai explicar muito bem isso em suas epístolas. A lei é boa e perfeita. Alei é agente revelador do pecado. É como um espelho que ao contemplarmos nossos corações, ficam expostos que somos pecadores.

No deserto, creio, este foi o momento mais importante e que iria conduzir, guiar e orientar toda a geração dos judeus até que se levantasse o Messias esperado e anunciado como o cumpridor da lei. Jesus Cristo, filho de Maria e de José, filho de Deus, iria cumprir toda a lei e agradar ao Pai que deu a lei.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.