sexta-feira, 7 de outubro de 2011

TEMA: Deus Existe e nos deixou um livro: a Bíblia! - Faltam 568 dias para 26/04/13 e 979 dias para a Copa

Vamos assistir um filme desses que estão em cartaz nos principais cinemas de nossa cidade? Escolha o filme e eu irei te dizer antes de assistir que ele reproduzirá em linhas gerais. Eu aposto contigo que nele poderemos identificar facilmente os quatro principais períodos da narrativa bíblica (falo da Bíblia como um único livro que contém capítulos que vão de Gênesis à Apocalípse) que demonstra os propósitos de Deus: Criação. Queda. Redenção. Consumação.
Não é somente no cinema que se repete os períodos acima, mas na literatura, na arte, no teatro e em todos os lugares onde reproduzimos ou tentamos reproduzir a nossa vida. Reparem que também a história da nossa vida também é assim. E até histórias de fases de nossa vida também, como por exemplo o casamento, a traição, a redenção e depois o recomeço. Muito interessante, não é mesmo?
Quase sempre, tudo começa com uma história de paz, de harmonia, onde tudo é belo, maravilhoso e próspero, como foi em Gênesis. Ali no Jardim do Éden estavam Deus, Adão, Eva e toda a criação tanto animada quanto não animada. Havia harmonia, alegria, prosperidade e Deus, todos os dias visitava Adão, Eva e a sua criação e com eles tinha comunhão. Era tão bom, tão desejável!
Os filmes também começam assim. Nenhum filme começa do caos, antes na paz e na harmonia. Se, por acaso, começa com o caos, repare que no futuro irão lançar a história que explicará o caos e como o mundo entrou naquela situação que entrou e porque tantos problemas e lutas entre o bem e o mal.
Em seguida vem a queda! Entra em cena o vilão, a antiga serpente que com seu engano seduz a mulher que come do fruto proibido e estendendo a sua mão oferece ao seu marido, Adão, que também come. O pecado entra no mundo e o mal passa a disputar seu espaço. É o momento do caos, da guerra, da dor, do sofrimento e de perdas.
Começa uma jornada difícil como se não tivesse mais jeito nem solução. Todos passam a sonhar com o tempo bom, de paz, de prosperidade e sonham vencer o mal e voltarem aos bons tempos. Na jornada, que passam a trilhar, tudo é incerto. Surgem heróis, salvadores da pátria, que vencem batalhas e ganham tempos de paz, mas a guerra é a sua vizinha, de perto.
Reinos se levantam, uns bons outros malígnos. Parece haver no coração de quem tudo presencia uma esperança de que algo vai acontecer que irá mudar o quadro de miséria atual. Surgem expectativas de um messias, um salvador, alguém que irá executar uma tarefa excepcional e vencer o vilão.
Também nos games, podemos ver isso. Geralmente, nos games a vitória final se dá quando se vence o último vilão ou o chefão. Na nossa vida e nas telas do cinema e onde existe um humano, a história é sempre a mesma. A expectativa é sempre a mesma. A luta sempre é a mesma. Isso não seria mais uma evidência de que Deus está falando ALTO demais em nossos corações nos apontando o Senhor Jesus Cristo que morreu pelos nossos pecados?
Amanhã, prosseguiremos... meditem, reflitam nisso.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br
 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.