sexta-feira, 19 de março de 2010

365 dias de propósito! Dia 241/365

TEMA: Honra A Teu Pai E A Tua Mãe 5 – Dt 5:16
 
Como é delicioso navegar nas águas do Espírito Santo principalmente quando a sua palavra exalta a majestade, o poder, a glória, o reino e o domínio do Senhor. Eu confesso que fico totalmente tomado de alegria e regozijo. Aleluias! Acabamos de ver apenas um pequenino detalhe dos 4 primeiros mandamentos e agora iremos ver os demais:
 
16 Honra a teu pai e a tua mãe, como o SENHOR teu Deus te ordenou, para que se prolonguem os teus dias, e para que te vá bem na terra que te dá o SENHOR teu Deus. 17 Não matarás. 18 Não adulterarás. 19 Não furtarás. 20 Não dirás falso testemunho contra o teu próximo.
 
Este conjunto aborda os aspectos sociais e envolvem do mandamento 5° ao 7° onde a ênfase, nitidamente, é o social. Aqui podemos perceber que devemos ser seres que se relacionam uns com os outros – relação horizontal. Nesse relacionamento deve sobrar o respeito, o amor a vida, o carinho, o perdão e a comunhão. Quem afirma em alto e bom som que conhece a Deus a quem não vê, mas aborrece a seu irmão a quem vê, é tido por mentiroso. “Aquele que diz que está na luz, e odeia a seu irmão, até agora está em trevas.” (I Jo 2:9); “Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu?” (I Jo 4:20).
 
(5) A família, a unidade básica na sociedade, deve ser preservada; os pais devem realizar suas responsabilidades de forma honrada a fim de que os filhos possam reconhecer seu papel e autoridade com amor, respeito e submissão espontânea. (6) A vida de todas as pessoas deve ser considerada como um presente dado por Deus; ela deve ser mantida adequadamente e protegida em todas as situações. (7) O dom e potencial maravilhosos para a procriação deve ser considerado como uma dádiva especial de Deus, pela qual a humanidade pode associar-se com Deus Yahweh para gerar e dar à luz uma nova vida.
 
O próximo conjunto e o último dos três blocos dos mandamentos abordam os aspectos culturais.
 
Os últimos três mandamentos, enquanto tem implicações de longo alcance para o mandato de comunhão espiritual e social, endereça uma extensão ampla da vida humana no mundo natural e cultural. (8) A dádiva das possessões materiais não deve ser abusada ou violada. (9) O sistema judicial requer uma consideração honesta e respeitosa do próximo; todos devem ser considerados portadores de imagem de Deus em todas as circunstâncias, particularmente quando as dificuldades surgirem entre as pessoas e quando crimes forem cometidos. (10) O respeito pelo privilégio de propriedade, em todas as dimensões da vida, deve ser mantido. A cobiça é um ato pessoal profundo; ela surge do coração e pode afetar as atitudes com relação às outras pessoas e suas bênçãos, uma exaltação da própria pessoa sobre as outras, e rebelião contra o governo sábio de Yahweh em tudo da vida
 
Nos lembra G. V. Groningen que embora divididos em 10 e agrupados didaticamente em três grupos, os mandamentos representam os aspectos de nossa vida que deve ser integral e não desfacelada. Quem rompe um mandamento se quer está pecando contra todos os outros. Somos seres que devemos nos interagir com Deus, com os homens e com os nossos talentos. Ninguém vive numa ilha isolado.
 
No entanto, deve ser lembrado que, enquanto os três mandatos pactuais criacionais são distintos, nenhum deles pode ser considerado de forma isolada dos outros dois. Vida pactual do reino é integrada, cada aspecto influenciando o outro. Quando um mandato é violado, os outros dois também são a uma extensão surpreendente. Violações culturais infringem os mandatos de comunhão espiritual/moral; violações da comunhão afetam profundamente os outros dois. Por exemplo, uma violação na vida social, freqüentemente causada por uma violação no cultural, distancia o violador do Senhor” Amanhã, continuaremos.
 
A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias
 
  • Estou no capítulo 12 do livro de Jeremias - Bíblia Shedd (Shedd Bible), ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova, Russell P. Shedd.
  • Estou ainda na pág. 475/660, do livro Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.
  • Estou com 01h25m03s de 9h15m40s de áudio de CALVINISMO – o canal em que se moveu a Reforma do século 16, enriquecendo a vida cultural e espiritual dos povos que o adotaram. O sistema que hoje a igreja cristã deve reconhecer como bíblico – de Abraham Kuyper (1837 – 1920).
 
Observações:

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.