Vamos conhecer o Caminho do Senhor?

Saiba que "O caminho do SENHOR é fortaleza para os íntegros, mas ruína aos que praticam a iniqüidade." (Pv 10:29). Saiba também que aqui no 'JAMAIS DESISTA do Caminho do Senhor' você encontrará, todos os dias uma mensagem baseada na Bíblia que representa o pensamento do autor na sua contínua busca das coisas pertencentes ao reino de Deus e a sua justiça.

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Faltam 788 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).

TEMA: A minha cura é Jesus. A minha pregação é Jesus.
Ontem, pela graça e misericórdia de Deus, na EBD, no culto das 9h, eu preguei uma mensagem intitulada A ORAÇÃO DOS DISCÍPULOS EM AT 4, usando como referência bíblica At 4:24-33. Eu a disponibilizei no link: http://www.scribd.com/doc/49644925/Pregacao-A-Oracao-dos-Discipulos-em-At-4-%E2%80%93-At-4-24-37
 
Fiquem à vontade para lerem, estudarem, criticarem concordarem ou não. O meu papel foi o de levar a palavra de Deus, que Deus me entregou, ao povo de Deus, sendo eu instrumento de Deus. Foi tudo para Deus, em Deus, por Deus e no nome de Jesus Cristo, Filho de Deus.
 
Eu tenho algumas crenças e convicções minhas próprias na hora de pregar:
 
Primeiro: a minha mensagem tem, sempre, por objetivo despertar no ouvinte da palavra de Deus a fé em Deus. Os diversos temas que escolho, ou que Deus me dá, procuram explorar esse aspecto. Eu não sou daqueles que querem corrigir o comportamento de ninguém. Se alguém rouba, mata e adultera, meu objetivo na pregação não é jogar na cara do ouvinte que ele rouba, mata e adultera.
 
Segundo: eu creio que todos têm o conhecimento de Deus e se conhecem a Deus, inclusive os que se dizem ateus ou seguidores de outros deuses, filosofias e credos, todos sabem que roubar, matar e adulterar, por exemplo, é um ato não permitido por Deus. Logo, creio que quem rouba, mata e adultera, por exemplo, está ciente de que está errado e em pecado.
 
Terceiro: eu creio que todos os que têm conhecimento de Deus, crêem na justiça de Deus e que portanto haverá um julgamento, com juízo e condenação ou absolvição. Creio que, no momento, podem até ignorarem as suas crenças em Deus e na justiça de Deus e fazerem justiça com suas próprias mãos, mas que crêem na justiça de Deus, isso para mim é um fato.
 
Quarto: eu creio que quem está roubando, matando e se adulterando, por exemplo, não quer estar roubando, nem matando, nem adulterando. Ele está sendo vítima de seu próprio pecado que o escraviza cada vez mais e o aprisiona num inferno que ele almeja libertar-se. Ele até pode achar que ele está bem, mas no fundo, por causa do temos a Deus e da justiça de Deus, ele não tem paz.
 
Quinto: eu creio que a cura está em cada um, está dentro de cada um, por isso que o Senhor dizia constantemente: a tua fé te salvou e depois dizia, vá em paz e não peques mais. Não adianta eu jogar na cara de ninguém que ele está roubando, matando e adulterando. Ele já sabe disso. Ele quer sair dessa, mas não consegue. Não adianta eu mandá-lo para o inferno e condená-lo, antes devo esticar a minha mão e ajudá-lo.
 
Sexto: a minha ajuda que eu posso oferecer a este homem é o evangelho. O evangelho é Jesus Cristo! Ao pregar o evangelho, Jesus Cristo, eu estarei apontando para ele a cura de sua alma. Tudo o que ele precisa para se livrar do pecado, do roubo, do assassinato e do adultério, por exemplo, está na pessoa de Jesus Cristo.
 
Sétimo: a cura brotará em todos os que se entregarem a Jesus. Ele somente vencerá o pecado quando aquele que venceu o pecado fizer parte da sua vida. A tua fé te salvou! A cura está dentro de cada um de nós. A minha cura é Jesus. A minha pregação é Jesus.
 
A Deus toda a glória!
 

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Faltam 789 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).

TEMA: A Oração dos Discípulos 3  em At 4 – At 4:24-37.

Continuando nossa reflexão em Atos:

 

Lembre-se que hoje, agora, na EBD, no culto das 9h, irei pregar esta mensagem e gostaria muito que você estivesse lá para ouvir a palavra de Deus que Deus me confiou para eu anunciar a sua igreja por meio do nome de Jesus Cristo.

 

Como eu já dissera ontem, o livro de Atos não foi finalizado e isso significa que hoje a história da igreja continua sendo realizada por meio de nossas vidas. Aquela oração de Atos de que estamos falando encontra a gente aqui em 2011. Nossa missão é evangelizar todas as nações, falando e testemunhando de Cristo.

 

E como foi que Deus respondeu essas orações feitas unanimemente? Respondeu infinitamente mais do que pediram. Reparem que tudo começou com uma ameaça, uma perseguição, um problema, algo que mexe com nosso dia-a-dia e nos incomoda. Foi a partir desse algo que era a perseguição daqueles judeus invejosos que se lançaram unânimes à oração.

 

Eu estou enfrentando algumas lutas, mas Deus já me falou que elas não visam me aniquilar ou que são retaliações tão terríveis e cruéis do inimigo que é melhor que eu recue e deixe de confrontá-los, não, nada disso. Elas simplesmente visam meu aperfeiçoamento.

 

Quando espremidos colocamos para fora alguns monstros que nem ao menos imaginávamos que carregávamos conosco. O nosso corpo é habitação do Espírito Santo e não vai ficar bem eu querer dividir a casa com Deus e com o diabo. A casa tem de estar limpa, linda e cheirosa. As aflições fazem esse papel e são doloridas.

 

Como irei resolver o problema se ele não parece ter fim ou parece que é tão forte que resiste a exames, a remédios, a tratamentos, a orientações, a conselhos? De que forma orar a Deus para alcançar o livramento e encontrar um refrigério?

 

Algumas dívidas vão crescendo e os juros vão aumentando e o poder de compra diminuindo e nos apertamos ainda mais em dívidas e daqui há pouco nem o dízimo nem as ofertas conseguimos fazer sem ter de pedir emprestado. Só que ao pedir emprestado o monstro aumenta e fica mais gordo, mais pesado e o próximo mês vira um pesadelo.

 

Trabalhamos e trabalhamos, mas os recursos vão sendo minados. Será que temos de trabalhar mais ainda? Cortar bens e serviços? Cortar dízimos e ofertas? Vender bens adquiridos com tanto esforço? Recuarmos no avanço que fazíamos mais em direção ao centro e voltar à periferia? Como resolver tal situação e glorificar a Deus com isso?

 

E na área da saúde? E aquele problema que não aparece nos exames, mas não nos deixa e resiste a tudo que fazemos para aniquilá-lo? Gastamos recursos, tempos, perdemos a paz, fazemos visitas a hospitais na sala de emergência para buscar alívio, mas nada parece resolver. Como nos livrarmos de tais situações que roubam a nossa paz e nos cansam na caminhada e tiram a gente do foco?

 

Eu não tenho todas as respostas, mas Cristo é, certamente, a resposta.... daqui há pouco, irei pregar esta mensagem e espero que você esteja lá para ver a obra do Senhor sendo realizada, pela sua graça, em nossas vidas. Um bom domingo a todos na paz do Senhor.

 

A Deus toda a glória!

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Faltam 790 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).

TEMA: A Oração dos Discípulos 2  em At 4 – At 4:24-37.

Continuando nossa reflexão em Atos:

 

5º) os pedidos dos discípulos que estavam em unanimidade. As bases para as petições eram as ameças, conforme vs 27:

 

Primeiro pedido è concede aos teus servos que falem com toda ousadia a Palavra de Deus – vs 29

Texto explicativo 2 (ênfase): pelo nome de teu santo Filho Jesus.Segundo pedido è estendes a tua mão para

·         curar e para que se

·         façam sinais e

·         prodígios

 

E, tendo orado, ... (vs 31)

 

6º) as respostas de Deus: (Deus é poderoso para fazer infinitamente mais do que pedimos ou pensamos – Ef 3:20)

 

Primeira

moveu-se o lugar em que estavam reunidos; - vs 31

Segunda

e todos foram cheios do Espírito Santo, - vs 31

Terça

e anunciavam com ousadia a palavra de Deus. – vs 31

Quarta

um só era o coração e a alma da multidão dos que criam – vs 32

Quinta

ninguém dizia que coisa alguma do que possuía era sua própria, mas todas as coisas lhes eram comuns – vs 32 e de 34 a 37.

Sexta

os apóstolos davam com grande poder testemunho da ressurreição do Senhor Jesus – vs 33

Sétima

em todos eles havia abundante graça- vs 33

 

Tudo começou com uma ameaça identificada como procedente de Herodes + Pôncio Pilatos + os gentios + os povos de Israel que motivaram os discípulos, a igreja daquela época, a se reunirem unânimes, em oração ao Senhor. Às vezes, lamentamos as perseguições e ameaças que sofremos, mas elas tem o poder de nos levar, se de fato formos do Senhor, a buscá-lo com muita intensidade.

 

Vocês já repararam que por conta de problemas, entramos em orações e fazemos campanhas e pedimos orações e lamentamos ao pastor e solicitamos ajuda? Os nossos problemas, as nossas aflições, as nossas perseguições,  podem nos levar na direção de Deus a buscá-lo para nos dar livramentos ou podem fazer nossos corações se endurecerem e nos afartar do Senhor.

 

Aqueles discípulos se juntaram em torno de um problema comum que os afligiam, formaram uma unidade. Certamente se lembraram de Mt 18:18-20 e começaram a orar.

 

O livro de Atos é muito singular. Pensamos se tratar dos atos dos apóstolos, mas, prestando mais atenção, veremos que não são atos dos apóstolos, mas do Espirito Santo por meio dos apóstolos. Atos é um livro que fala de unidade, de oração (tudo é motivo de oração em atos), de pregação do evangelho com ousadia e intrepidez e da realização de curas, sinais e prodígios por meio do nome de Jesus.

 

Portanto, atos dos apóstolos é o livro dos atos do Espírito Santo que utiliza homens de Deus que ele escolheu para contar e fazer a história da igreja depois da ascensão de Cristo aos céus, em seu quadragésimo dia de ressuscitado aqui na terra.

 

Aquela oração de Atos 4 ecoará por todos os tempos até a volta de Jesus, conforme ele nos prometeu que voltaria. Eles oraram unânimes apontando a ameça que sofriam (era pontual, mas pode ser aplicada hoje, por outros poderes e forças que representam novos Herodes + Pôncio Pilatos + os gentios + os povos de Israel) e pediram ao Pai:

 

·         corage/ousadia/intrepidez para anunciarem a Palavra de Deus e a realização de

·         curas/sinais/prodígios a serem feitos pela mão de Deus por meio do seu santo Filho Jesus Cristo.

 

Essa oração alcança as nossas vidas hoje em 2011, há mais de 700.000 dias de realizada pelos discípulos unanimemente. Veja como termina Atos: "Pregando o reino de Deus, e ensinando com toda a liberdade as coisas pertencentes ao Senhor Jesus Cristo, sem impedimento algum." (At 28:31). Repare que simplesmente não termina...

 

O livro de Atos não foi finalizado e isso significa que hoje a história da igreja continua sendo realizada por meio de nossas vidas. Paulo, Pedro, João, Tiago, etc... todos foram embora e cumpriram a missão que o Pai designou para cada um. Hoje, estou eu, Daniel, você, nós, os vivos da era presente, registrando e fazendo a história de nossas vidas e da igreja.

 

E como foi que Deus respondeu essas orações feitas unanimemente? A ênfase da unanimidade è INTERCESSÃO NA PIPT!

 

Amanhã, continuaremos... Neste domingo, irei pregar esta mensagem e espero que você esteja lá para ver a obra do Senhor sendo realizada, pela sua graça, em nossas vidas.

 

A Deus toda a glória!

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Faltam 791 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).

TEMA: A Oração dos Discípulos em At 4 – At 4:24-37.
Leitura bíblica:
24. E, ouvindo eles isto, unânimes levantaram a voz a Deus, e disseram: Senhor, tu és o Deus que fizeste o céu, e a terra, e o mar e tudo o que neles há;
25. Que disseste pela boca de Davi, teu servo: Por que bramaram os gentios, e os povos pensaram coisas vãs?
26. Levantaram-se os reis da terra, E os príncipes se ajuntaram à uma, Contra o Senhor e contra o seu Ungido.
27. Porque verdadeiramente contra o teu santo Filho Jesus, que tu ungiste, se ajuntaram, não só Herodes, mas Pôncio Pilatos, com os gentios e os povos de Israel;
28. Para fazerem tudo o que a tua mão e o teu conselho tinham anteriormente determinado que se havia de fazer.
29. Agora, pois, ó Senhor, olha para as suas ameaças, e concede aos teus servos que falem com toda a ousadia a tua palavra;
30. Enquanto estendes a tua mão para curar, e para que se façam sinais e prodígios pelo nome de teu santo Filho Jesus.
31. E, tendo orado, moveu-se o lugar em que estavam reunidos; e todos foram cheios do Espírito Santo, e anunciavam com ousadia a palavra de Deus.
32. E era um o coração e a alma da multidão dos que criam, e ninguém dizia que coisa alguma do que possuía era sua própria, mas todas as coisas lhes eram comuns.
33. E os apóstolos davam, com grande poder, testemunho da ressurreição do Senhor Jesus, e em todos eles havia abundante graça.
34. Não havia, pois, entre eles necessitado algum; porque todos os que possuíam herdades ou casas, vendendo-as, traziam o preço do que fora vendido, e o depositavam aos pés dos apóstolos.
35. E repartia-se a cada um, segundo a necessidade que cada um tinha.
36. Então José, cognominado pelos apóstolos, Barnabé (que, traduzido, é Filho da consolação), levita, natural de Chipre,
37. Possuindo uma herdade, vendeu-a, e trouxe o preço, e o depositou aos pés dos apóstolos.” (At 4:24-37).
 
Objetivo do sermão: demonstrar pela pregação da palavra de Deus que cada um de nós, crentes, independentemente de que cargos temos na igreja, somos sacerdotes diante de Deus e que devemos pregar o evangelho com intrepidez e ousadia e realizarmos curas, sinais e prodigios em nome de Jesus, conforme nos ensina o livro de Atos dos Apóstolos.
 
  1. INTRODUÇÃO:
 
Ouvindo eles isto è as ameaças e perseguições dos judeus contra os discípulos
 
Unânimes è a igreja toda junta – união
 
Levantaram a voz a Deus è apresentaram a Deus as suas orações
 
  1. SOBRE A ORAÇÃO DOS DISCÍPULOS EM UNANIMIDADE:
 
1º) o Deus criador è criou os CÉUS+TERRA, o mar e tudo o que neles há.
 
2º) a lembrança a Deus da sua própria palavra – a importância da Palavra de Deus!
 
1. Por que se amotinam os gentios, e os povos imaginam coisas vãs? 2.  Os reis da terra se levantam e os governos consultam juntamente contra o SENHOR e contra o seu ungido, ....” (Sl 2:1-2)
 
3º) a aplicação para a época presente em que viviam:
 
Perseguido:  o teu santo Filho Jesus, que tu ungiste
Se ajuntaram: Herodes + Pôncio Pilatos + os gentios + os povos de Israel
 
4º  o reconhecimento da providência divina
 
Vs. 28. è Para fazerem tudo o que a tua mão e o teu conselho tinham anteriormente determinado que se havia de fazer
 
  • A mão do Senhor
  • O conselho do Senhor
 
Amanhã, continuaremos... Neste domingo, irei pregar esta mensagem e espero que você esteja lá para ver a obra do Senhor sendo realizada, pela sua graça, em nossas vidas.
 
A Deus toda a glória!
 

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Faltam 792 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).

Tema: Sobre a Intercessão do CMI da PIPT - 11
 
E busquei dentre eles um homem que estivesse tapando o muro, e estivesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruísse; porém a ninguém achei.” (Ezequiel 22:30)
 
Aprendemos a orar quando entendemos, ou melhor, começamos a entender, a soberania de Deus (seria possível endendê-la totalmente? E como conciliá-la com a responsabilidade humana? Acho que não podemos entender cabalmente).
 
Interceder é se colocar no lugar de alguém, em oração, e concordante com aquele, orar por ele. Vejamos no dicionário o significado de interceder: (in.ter.ce.der) v. 1. Intervir (a favor de algo ou alguém); pedir, rogar (por alguém) [ti. + a : Intercedeu às (ou junto às) autoridades em favor do filho.] [int. : Já não tinha como interceder.] [F.: Do lat. intercedere.]  (http://aulete.uol.com.br/site.php?mdl=aulete_digital&op=loadVerbete&pesquisa=1&palavra=interceder)
 
Pelos versículos abaixo, a definição fica bem precisa: interceder é tapar o muro ou estar na brecha ou se colocar entre aquele por quem intercedemos e por aquele que lhe pode fazer-lhe algo. No caso de Ezequiel 22:30 a intenção de Deus era o seu juízo.
 
Quando Deus procurou e não achou ninguém (Is 59:16), ele mesmo levantou um intercessor. Por meio de seu intercessor, Jesus, ele levantou outros intercessores. Jesus nos salvou e hoje somos dele. Já não vivemos mais para nós mesmos e a nossa vida está escondida em Deus.
 
Por meio de Jesus, somos agora chamados para, com ele, à intercessão. Todos os crentes têm chamado de Deus à intercessão, por causa do sacerdócio universal. Todos os crentes em Jesus Cristo podem se achegar ousadamente ao Trono da graça a fim de acharem socorro em tempo oportuno.
 
Se você não está fazendo o seu papel de intercessor, busque a Deus. A nossa igreja está precisando de intercessores. De homens e de mulheres valentes que se ponham na brecha e tapem os muros e orem pelo povo que está sendo esmagado pela vida moderna que a ninguém poupa.
 
Eu tenho uma profecia particular (coisa minha, pensamento meu) de que Deus irá permitir um colapso no mundo da informática que nos levará aos tempos antigos. A quantidade de informação disponível hoje é tanta que estamos ficando doentes mentalmente.
 
Vamos orar e buscar ao Senhor! Venha interceder! Deus abençoe o nosso dia de hoje.
 
E vendo que ninguém havia, maravilhou-se de que não houvesse um intercessor; por isso o seu próprio braço lhe trouxe a salvação, e a sua própria justiça o susteve. (Isaias 59:16 – g.n.)
 
A Deus toda a glória!
 

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Faltam 793 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).

Tema: Sobre a Intercessão do CMI da PIPT - 10

 

Hoje fui a um funeral de um irmão de um amigo meu...triste, não é mesmo? Ah que vontade de dar uma ordem ao morto para que ao nome de Jesus se levante. No entanto, um dia a morte que hoje reina absoluta irá perder o seu status de rainha e dominadora. Aliás, ela já perdeu para o Autor da vida o seu reino.

 

O problema é que ainda vivemos a fase do “já” e “ainda não”. A morte já perdeu o seu status, no entanto, ainda não. Nós já vencemos o pecado, mas ainda não. A natureza geme aguardando o dia da revelação dos filhos de Deus quando tudo for feito novo.

 

Tem gente que pensa em novo no sentido de novidade, algo inédito, mas não é essa a idéia que o texto original propõe. Por exemplo, eu tinha um sofá velho e mandei-o para reforma. Quando voltou, todos falamos: - este sofá esta novinho em folha! É essa a idéia do texto. Tudo o que Deus criou é bom e perfeito, por isso que será renovado pelo seu poder.

 

Comparando o sofá velho com o reformado, nem parece o mesmo de tão lindo que ficou. Assim, a natureza aguarda o renovo de Deus, pois está cansado por causa do pecado e da queda do homem. Estamos nos tempos do fim, nos últimos dias e nossa expectativa é a volta de Jesus quando ele enxugará de nossos olhos todas as lágrimas.

 

Enquanto não formos convidados pelo Senhor para partirmos para a glória, resta-nos aqui, nesta terra, contaminada e cansada, o cumprimento de nossa missão. Cada um de nós é especial e tem uma obra para concluir, uma missão.

 

A luta da presente reflexão é a intercessão! Estamos buscando intercessores e contamos com você! Reflita no texto abaixo:

 

A procura foi por um homem! O resultado foi nenhum homem! Se você está sentindo que a palavra de Deus está falando com você, então não duvide. Deus está te chamando para a missão de estar tapando o muro, de estar na brecha perante o Senhor para que a terra não seja destruída.

 

E busquei dentre eles um homem que estivesse tapando o muro, e estivesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruísse; porém a ninguém achei.” (Ezequiel 22:30)

 

Maravilhou-se Deus! Ninguém havia! Foi o próprio Deus que proveu desta forma o nosso intercessor que vive e reina para todo o sempre. Por intermédio de Jesus Cristo, hoje somos chamados a interceder. Portanto se a Palavra de Deus está falando com você, não endureça o seu coração. Vá interceder pelo povo!

 

E vendo que ninguém havia, maravilhou-se de que não houvesse um intercessor; por isso o seu próprio braço lhe trouxe a salvação, e a sua própria justiça o susteve. (Isaias 59:16 – g.n.)

 

A Deus toda a glória!

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Faltam 794 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).

Tema: Sobre a Intercessão do CMI da PIPT - 9

 

Oh, Senhor, levanta intercessores na Primeirona! Homens e mulheres dispostos a serem achados por ti que queiram estar na brecha, tapando o muro perante ti por esta terra para que não a destruas. Lembra-te, Senhor, na tua ira de tua misericórdia. “Ouvi, SENHOR, a tua palavra, e temi; aviva, ó SENHOR, a tua obra no meio dos anos, no meio dos anos faze-a conhecida; na tua ira lembra-te da misericórdia.” (Hb 3:2).

 

Falando em ira e em misericórdia me veio à mente a tal da questão da maldição hereditária. Por que é que somente se lembram de maldição? Por que nunca ouvimos alguém falar da bênção, ou da bendição hereditária?

 

Vejamos o que diz Ex 20:5 e 6 “5. ... eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam. 6. E faço misericórdia a milhares dos que me amam e aos que guardam os meus mandamentos.”. reparem que a visita da iniqüidade é sobre a terceira e quarta geração, mas a misericórdia é sobre milhares!

 

Nós não somos malditos, mas benditos do Senhor, por meio de Jesus Cristo, o Senhor.

 

Falando em avivamento, este será o tema de nossa próxima vigília de oração a ocorrer no dia 4/3, a partir das 22h, em nossa igreja. Você não poderá perder o momento da oração. Venha buscar um avivamento para a sua vida e para o seu ministério. Vamos orar a Deus e pedir a ele um grande avivamento em nossa igreja.

 

Repito o que postei ontem, por que entendo que o Senhor quer que repitamos. Com isso, estou querendo despertar você que está em dúvida se deve ou não participar da equipe de intercessão. Se você está em dúvidas é sinal de que Deus já está falando contigo. Se Deus está falando contigo, não endureças o teu coração. Venha fazer parte dos que estão na brecha, dos que estão tapando os muros. Glórias a Deus!

 

A procura foi por um homem! O resultado foi nenhum homem! Se você está sentindo que a palavra de Deus está falando com você, então não duvide. Deus está te chamando para a missão de estar tapando o muro, de estar na brecha perante o Senhor para que a terra não seja destruída.

 

E busquei dentre eles um homem que estivesse tapando o muro, e estivesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruísse; porém a ninguém achei.” (Ezequiel 22:30)

 

Maravilhou-se Deus! Ninguém havia! Foi o próprio Deus que proveu desta forma o nosso intercessor que vive e reina para todo o sempre. Por intermédio de Jesus Cristo, hoje somos chamados a interceder. Portanto se a Palavra de Deus está falando com você, não endureça o seu coração. Vá interceder pelo povo!

 

E vendo que ninguém havia, maravilhou-se de que não houvesse um intercessor; por isso o seu próprio braço lhe trouxe a salvação, e a sua própria justiça o susteve. (Isaias 59:16 – g.n.)

 

Ainda meditarei nisso mais e mais vezes.... Não se precipitem querendo me julgar ou a querer difundir heresias. Meu pensamento está em formação nessas linhas (não em minha mente). Ainda poderiam me perguntarem: o que isso tem a ver com a intercessão? Aguardem.... Uma boa semana a todos. No próximo domingo, terei a honra de estar pregando no culto da EBD na PIPT, a partir das 9hs.

 

A Deus toda a glória!

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Faltam 795 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).

Tema: Sobre a Intercessão do CMI da PIPT - 8
 
E busquei dentre eles um homem que estivesse tapando o muro, e estivesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruísse; porém a ninguém achei.” (Ezequiel 22:30)
 
A procura foi por um homem! O resultado foi nenhum homem! Se você está sentindo que a palavra de Deus está falando com você, então não duvide. Deus está te chamando para a missão de estar tapando o muro, de estar na brecha perante o Senhor para que a terra não seja destruída.
 
E vendo que ninguém havia, maravilhou-se de que não houvesse um intercessor; por isso o seu próprio braço lhe trouxe a salvação, e a sua própria justiça o susteve. (Isaias 59:16 – g.n.)
 
Maravilhou-se Deus! Ninguém havia! Foi o próprio Deus que proveu desta forma o nosso intercessor que vive e reina para todo o sempre. Por intermédio de Jesus Cristo, hoje somos chamados a interceder. Portanto se a Palavra de Deus está falando com você, não endureça o seu coração. Vá interceder pelo povo!
 
Voltando ao raciocínio de ontem, o Pai é glorificado quando damos a ele muitos frutos e assim seremos seus discípulos. São pelos frutos! Pelos muitos frutos! Os frutos não poderão servir para a nossa glória, mas para a glória de Deus. Sabem por quê? Por que são produzidos pelo próprio Deus por nosso intermédio.
 
Não há em nós qualquer glória. Por isso que nosso alvo não pode ser nem a glória (é óbvio) nem os frutos que geram as glórias. Tem gente que imagina que as suas obras, são de fato as suas obras e querem, de alguma forma, dividirem os prêmios. Uma parte para mim (eu mereço, foi meu esforço, fui eu quem fiz, eu produzi, fui eu quem se preparou, etc.) e outra parte para Deus.
 
As glórias são decorrentes por causa dos frutos. Tanto as glórias quanto os frutos pertencem a Deus. Eu somente fui capaz de produzi-las por que estou enxertado na videira. Independentemente da videira, jamais produziria qualquer fruto que gerasse glórias.
 
Portanto, não seja o teu alvo, o teu objetivo os frutos! Eles virão naturalmente porque estamos naturalmente na videira. Quando eu quero ser justo, santo e bom, eu tropeço, mas quando eu aumento o meu reconhecimento de que Deus é justo, santo e bom, eu avanço.
 
Eu não posso ser nem justo, nem santo nem bom. Sempre que eu tentar, eu tropeçarei e minha justiça, minha santidade e minha bondade não passarão de trapos de imundície. Se eu imagino que estou vencendo a injustiça, o pecado e a maldade, eu terei do que me orgulhar e o que me seria uma bênção, tornar-se-ia o meu tropeço.
 
No meu homem interior há uma lei que por causa do Espírito Santo me faz querer ser santo, justo e bom. Isso não é ruim, pelo contrário, é lícito. No entanto, em minha carne não habita bem algum. E eu ao tentar me coadunar com a lei de meu entendimento, sofro a pressão da lei da minha carne e cometo pecado. A minha carne, desse jeito, prevalecerá sempre.
 
Qual então a minha esperança, se não consigo e por mais que eu me esforce, eu tropeço? Como produzirei frutos que dêem glórias a Deus? Como aplacar a lei de meu entendimento sem cair na lei da carne? Como então produzir justiça, santidade e bondade genuínas que glorifiquem a Deus?
 
Não é pela prática, não é pelas obras, não é por esforço, não é por violência, não é por dedicação, não é de modo natural. Para eu produzir frutos que dêem glórias a Deus, eu simplesmente preciso ser um ramo e estar na videira. A justiça, a santidade e a bondade brotarão no ramo e pelos muitos frutos, Deus será glorificado.
 
1. Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador.
2. Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto.
3. Vós já estais limpos, pela palavra que vos tenho falado.
4. Estai em mim, e eu em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não estiver na videira, assim também vós, se não estiverdes em mim.
5. Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.
6. Se alguém não estiver em mim, será lançado fora, como a vara, e secará; e os colhem e lançam no fogo, e ardem.
7. Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito.
8. Nisto é glorificado meu Pai, que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos.” (Jo 15:1-8).
 
Ainda meditarei nisso mais e mais vezes.... Não se precipitem querendo me julgar ou a querer difundir heresias. Meu pensamento está em formação nessas linhas (não em minha mente). Ainda poderiam me perguntarem: o que isso tem a ver com a intercessão? Aguardem.... Uma boa semana a todos. No próximo domingo, terei a honra de estar pregando no culto da EBD na PIPT, a partir das 9hs.
 
A Deus toda a glória!
 

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Faltam 796 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).

Tema: Sobre a Intercessão do CMI da PIPT - 7

 

"E busquei dentre eles um homem que estivesse tapando o muro, e estivesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruísse; porém a ninguém achei." (Ezequiel 22:30)

 

"E vendo que ninguém havia, maravilhou-se de que não houvesse um intercessor; por isso o seu próprio braço lhe trouxe a salvação, e a sua própria justiça o susteve. "  (Isaias 59:16 – g.n.)

 

Eu não produzirei frutos se eu não estiver ou for, como Jesus falou, ramo da videira. Vejamos o que diz a passagem bíblica correspondente.

 

"1. Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador.

2. Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto.

3. Vós já estais limpos, pela palavra que vos tenho falado.

4. Estai em mim, e eu em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não estiver na videira, assim também vós, se não estiverdes em mim.

5. Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.

6. Se alguém não estiver em mim, será lançado fora, como a vara, e secará; e os colhem e lançam no fogo, e ardem.

7. Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito.

8. Nisto é glorificado meu Pai, que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos." (Jo 15:1-8).

 

A videira verdadeira é Jesus Cristo. Somente ele sustenta os ramos. Se a videira não sustentar os ramos, eles de si mesmo não poderão produzir nada. O Pai é o lavrador. O ramo da videira existe para produzir frutos e os frutos não podem ser laranjas, mas uvas.

 

Vara na videira sem produzir frutos, diz a palavra, serão cortadas, tiradas da videira, mas toda aquela que dá fruto, será limpa para que de mais frutos ainda. Deus nos limpa pela sua palavra que ele tem nos dito. Se eu quiser produzir frutos, uvas, fora da videira eu não irei conseguir. Se houverem frutos, não serão uvas, mas espinhos e abrolhos.

 

Toda vara que está na videira, a promessa do Senhor é, produzirá frutos. Eu pergunto agora: qual a glória do ramo? O que poderá o ramo ostentar de si ou dizer para os outros ramos? Olhem meus frutos que eu produzi! Vejam como são lindos mais lindos do que os frutos daqueles outros ramos desprexiveis...

 

Não podemos nos gloria em produzir nada. Produzimos frutos porque estamos na videira. É somente isso e nada mais. Portanto, não são as minhas obras que me recomendam ao Senhor ou que provam a minha fé, mas a minha fé é demosntrada pelos frutos, não os meus frutos, mas os frutos do ramo que está na videira.

 

Ainda meditarei nisso mais e mais vezes.... um bom domingo a todos. No próximo domingo, terei a honra de estar pregando no culto da EBD na PIPT, a partir das 9hs.

 

A Deus toda a glória!

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Faltam 797 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).

Tema: Sobre a Intercessão do CMI da PIPT - 6

 

"E busquei dentre eles um homem que estivesse tapando o muro, e estivesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruísse; porém a ninguém achei." (Ezequiel 22:30)

 

"E vendo que ninguém havia, maravilhou-se de que não houvesse um intercessor; por isso o seu próprio braço lhe trouxe a salvação, e a sua própria justiça o susteve. "  (Isaias 59:16 – g.n.)

 

A soberania de Deus exclui a responsabilidade do homem? Não, a soberania de Deus não exclui a responsabilidade humana.

 

Para aprendermos a orar devemos aprender que Deus não corre riscos. Deus não corre riscos em suas decisões. Ele sempre acerta tudo. Ele nunca erra. Ele também tem a visão daquele que vai do presente ao futuro e deste ao passado sem qualquer dificuldade. Eu nunca irei vencê-lo em minhas discussões e queixas diante dele. Ele irá me convencer sempre que errei.

 

Aprendemos a orar quando aprendemos sobre a soberania de Deus. Nos dois versículos acima, Deus está procurando quem possa tapar a brecha e se admira de que não haja um só sequer intercessor. Quem faria este papel de orar a Deus e se colocar diante dele por causa do homem?

 

Deus se maravilha de que ninguém se condoa pelo seu próximo. Não queremos interceder nem nos importamos, é verdade, pelo destino dos outros, mas somente pelo nosso próprio destino. A dor que eu sinto eu quero alívio e se o meu irmão me ajuda a aliviar a minha dor, eu por ele sou grato. Mas eu não to nem ai para a dor de ninguém, pois somente a minha dor é que importa.

 

Também me zango quando ninguém se importa com a minha dor. Fico triste e deprimido porque ninguém me ajuda, nem se importa, nem quer saber de me ajudar. Fico indignado, chateado, aborrecido e triste porque ninguém se importa, nem Deus parece se importar comigo.

 

No entanto, não me importo com a dor de ninguém. É por isso que não me ponho na brecha. É por isso que Deus se indigna, pois queremos receber, mas não gostamos de dar. Mais bem aventurado somos quando damos do que quando recebemos – At 20:35.

 

É impossível a conciliação entre a soberania de Deus e a responsabilidade do homem, mas eu creio em ambas. Não creio em conflito, mas em limitação de minha mente em compreender algo tão complexo. Não posso deixar de ser responsável por cada ato ou pensamento que produzo. Também, não creio que posso ser capaz de fazer qualquer coisa independentemente de Deus.

 

Outra discussão boa é sobre as obras e a fé. Eu não posso colecionar obras e por elas ganhar galardão, mas são as minhas obras que serão premiadas com galardões. Afinal, as obras são minhas ou não são minhas? Se as deixo de fazer, sou responsável por não fazê-las. Se as faço, não sou galardoado por fazê-las.

 

Eu entendo melhor isso quando me vem a idéia de eu ser um ramo da árvore. Eu não sou a árvore. Eu sou o ramo. O ramo, por si só, não pode produzir frutos – essas são as obras que tento fazer. Todo ramo que não der fruto, será cortado e lançado fora. Mas o que der frutos será limpo para que produza mais frutos ainda.

 

Eu produzirei frutos, muitos frutos, se eu simplesmente for um ramo que está enxertado na árvore. Depois, eu continuo.... to com sono... ontem estive em vigília no Monte do P Sul. Glórias a Deus!

 

A Deus toda a glória!

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Faltam 798 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).

Tema: Sobre a Intercessão do CMI da PIPT - 5
 
E busquei dentre eles um homem que estivesse tapando o muro, e estivesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruísse; porém a ninguém achei.” (Ezequiel 22:30)
 
E vendo que ninguém havia, maravilhou-se de que não houvesse um intercessor; por isso o seu próprio braço lhe trouxe a salvação, e a sua própria justiça o susteve. (Isaias 59:16 – g.n.)
 
Será que nessa guerra não contaremos com a ajuda dos irmãos? A luta de intercessão é para toda a igreja! Todos nós somos chamados pelo Senhor para estarmos em oração contínua diante dele. Precisamos estar em oração.
 
Nossos tempos modernos de muita informação estão nos consumindo e dia-a-dia nos envolvendo nas suas coisas que nem chegamos a ter tempo para nada, pois ele está se apagando muito rápido. Os dias nem parecem mais ter 24 horas.
 
Estamos com isso ficando doentes e perturbados. A muita informação está formando uma geração de doentes psíquicos. A doença da moda é a tal da depressão e acompanhando ela, vem os transtornos de personalidade. Há uma geração de transtornados e não de transformados pelo evangelho.
 
É por isso que devemos orar! Na tua ria, Senhor, lembras-te de tua misericórdia. A muita informação é como um doce que uma criança passa a comer e se esquece de se alimentar de alimento sólido e sadio. A criança que come somente doces acaba desnutrida.
 
Pare!
 
O Senhor vai transtornar o mundo! Vai haver um colapso tecnológico que nos remeterá aos caos onde a nossa cura brotará! Será?
 
Irmãos, vamos orar! Deus irá nos ajudar. Não seremos enganados nem tragados pelos cuidados do mundo. Hoje haverá nossa reunião de intercessão. Gastaremos o nosso tempo orando. Você já participou de reunião de oração em que o tempo todo foi pregação ou ensino? Orar que é bom, nada!
 
Eu estava falando da soberania de Deus. Ser soberano dá a Deus o controle de tudo e de todas as coisas. A soberania de Deus destrona Satanás e todos os seus demônios. Tem irmãos que não se entregam à intercessão com medo de retaliação.
 
A palavra de Deus é clara: não terás outros deuses diante de mim – Ex 20:3. A quem devemos temer? A Deus ou a Satanás? Ao Senhor teu Deus temerás e somente a ele darás culto – Dt 10:20 e Lc 4:8. Temer retaliação é declarar que Satanás é o Senhor e isso é um absurdo!
 
Iremos continuar amanhã.
A Deus toda a glória!
 

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Faltam 799 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).

Tema: Sobre a Intercessão do CMI da PIPT - 4
 
E busquei dentre eles um homem que estivesse tapando o muro, e estivesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruísse; porém a ninguém achei.” (Ezequiel 22:30)
 
Achei por bem, no dia de hoje, dar continuidade à boa meditação do Pb. Gilson Santos que é uma continuação de sua mensagem de ontem (veja e conheça o seu blog: http://oscincosolas.blogspot.com). Amanhã, permitindo Deus, daremos sequência àquela nossa lógica em que estávamos meditando.
 
Não podemos deixar de esquecer que o trabalho de intercessão da PIPT tem por objetivo interceder por um avivamento em nossa igreja e assim a matéria de autoria do Pb. Gilson Santos irá nos ajudar a refletir.
 
Mais um versículo para que os intercessores reflitam em seu chamado:
 
E vendo que ninguém havia, maravilhou-se de que não houvesse um intercessor; por isso o seu próprio braço lhe trouxe a salvação, e a sua própria justiça o susteve. (Isaias 59:16 – g.n.)
 
ORAÇÃO POR AVIVAMENTO 2 (créditos ao Pb Gilson Santos)
 
1.   O que é avivamento?
 
  • é obra  exclusiva e soberana de Deus,
  • é um derramamento do Espírito, que rega, renova e restaura a vinha de Deus (Sl 85.6),
  • é uma manifestação extraordinária e poderosa de Deus, que levanta e revigora a igreja e atrai os pecadores a Jesus, mudando a realidade moral e espiritual da sociedade(Is 64.1-3),
  • trata seriamente a questão do pecado,
  • leva a igreja a um compromisso profundo com a palavra,
  • vem como resposta de oração, e conduz na igreja a uma vida fervorosa de adoração e  intercessão,
  • é sede de Deus, restaura o louvor na igreja  louvor puro, santo e ungido e plenamente bíblico,
  • trata de forma profunda da santidade pessoal, restaura o amor a comunhão e  a harmonia na igreja,
  • trata de forma bíblica e urgente a questão do estar cheio do Espirito,
  • trata de forma apaixonada e urgente da evangelização,
  • desperta a igreja para contribuir,
  • move a igreja na obra de ação social,
  • restaura a vida a unção, o poder e a autoridade da igreja na terra e,
  • a igreja deixa de ser omissa e passa a ser  um corpo vivo.
 
OS SINAIS DO AVIVAMENTO
 
1. UMAPROFUNDA SEDE DE ESTUDAR A PALAVRA DE DEUS
 
O primeiro sinal do avivamento é a volta do povo de Deus à Palavra. Os crentes passam a ter fome e sede de Deus e por isso , recorrem à Bíblia com avidez. Passam a ter prazer e deleite por seu estudo, buscam as verdades Divinas, meditam e obedecem à palavra. A palavra do Deus Eterno torna-se viva, poderosa, envolvente e transformadora
 
2.   UMA PROFUNDA NECESSIDADE DE ORAÇÃO.
 
A igreja é acordada da letargia e começa a ter prezer na oração, essa passa a ser uma necessidade imperativa, intransferivel e impostergável. Nada é mais importante que uma reunião de oração. O povo de Deus se apressa em  dobrar os joelhos em buscar a face do Todo-Poderoso.
 
A oração então deixa de ser fria, formal, mecânica para ser um derramamento da alma no altar, uma entrega sem reservas ao Senhor. Passa a ser regada pelas lágrimas e ungida pelo Espírito Santo.
 
3.   UMA PROFUNDA BUSCA DE SANTIDADE 
 
O avivamento começa com a convicção do pecado, a confissão dele e seu abandono, bem como a busca da santidade. o avivamento traz purificação, mudança de vida e arrependimento genuíno. Traz lágrimas, quebrantamento e humilhação na presença de Deus. Ele desperta no cerne um  desejo profundo de santidade, de pureza e retidão. Se o crente ainda tem prazer nas coisas do mundo e vivem acariciando o pecado, o avivamento é impedido. Que Deus possa abençoar a nossa igreja para um verdadeiro avivamento.
 
Fonte: O Melhor de Deus Para sua Vida (vol 1)-Hernandes Dias Lopes - Pb Gilson dos Santos
 
Iremos continuar amanhã.
A Deus toda a glória!
 

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Faltam 800 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).

Tema: Sobre a Intercessão do CMI da PIPT - 3

 

"E busquei dentre eles um homem que estivesse tapando o muro, e estivesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruísse; porém a ninguém achei." (Ezequiel 22:30)

 

Eu havia iniciado ontem meu post com esta declaração: "Creio que a atividade de interceder e orar requer do intercessor e do que ora uma plena consciência da providência de Deus. Deus é providente. Quando entendemos a providência de Deus, aprendemos a orar mais eficazmente."É entendendo a soberania de Deus em primeiro lugar que haveremos de aprender a orar. No entanto, irei me permitir, hoje, um post  de um amigo meu (o tema é o de oração por avivamento...tudo a ver, não é?...boa leitura e reflexão!). Amanhã daremos prosseguimento à nossa lógica espiritual da soberania, da providência e da resposta de Deus nas intercessões.

 

ORAÇÃO POR AVIVAMENTO (créditos ao Pb Gilson Santos)

 

"Amados, no culto do dia 05/01/2011, ao entrar na igreja recebi um número em um papel que correspondia ao motivo de minha oraçõa, era sobre a busca de um avivamento em nossa igreja, fiquei muito feliz por me trazer à memória tão importante tema, pois esse deve ser constante na vida da igreja e motivo de oração para todo crente.

 

Lembrei-me das palavras do Rev Hernandes Dias Lopes, que escreve em seu livro  O MELHOR DE DEUS PARA SUA VIDA, vol 1, palavras que gostaria de compartilhar com os irmãos.

 

"Sobre os teus muros, ó Jerusalém,  pus guardas, que todo o dia e toda a noite jamais se calarão;vós, o que fareis lembrado o Senhor, não descanseis, nem deis a ele descanso até que restabeleça Jerusalém e a ponha por objeto de louvor na terra." ( Is 62.6,7 ).

 

Nesse texto, o profeta Isaías fala de sete características de uma oração por avivamento. A oração é a chave para o avivamento. Este só é possível por meio dela. Sem oração não há torrentes do céu, a igreja não pode experimentar  os rios de água viva, e perde o vigor, a alegria, a intimidade com Deus e o poder para testemunhar do evangelho.

 

Vejamos quais são as marcas da oração pelo avivamento nessa passagem.

  

1. PERSEVERANTE

 

"Que todo o dia e toda a noite jamais se calarão" - Avivamento é obra de Deus, porém só acontece se a igreja orar. Mas é preciso orar com perseverança dia e noite. O avivamento é precedido pela oração, vem com ela e tem a mesma duração dela. Os grandes avivamentos vieram como resultado da oração do povo de Deus. Primeiro o povo se colocava de joehos, depois Deus derramava sobre ele profundo quebrantamento e restauração.

 

2. EXPECTANTE

 

"Sobre os teus muros, ó Jerusalém, pus guardas" - Aquele que ora deve se portar como um sentinela. Deve estar na torre de vigia, buscando o auxilio de Deus e a resposta do Onipotente. Quem se coloca na torre deve estar atento ao ataque do inimigo.

 

3.   CONFIANTE

 

"Vós o que fareis lembrado o Senhor" - A confiança na oração está relacionada às promessas que o Senhor nos faz em sua Palavra. Orar é repetir para Deus o que ele nos diz nas Escrituras. É agarrar-se às promessas infalíveis do Senhor.

 

4.    FATIGANTE

 

"Vós, os que fareis lembrando, o Senhor não descanseis" - A ordem é não descansar. É preciso orar com vigor e determinação. Muitos que começaram a orar retrocederam. Vários que já buscaram a Deus com fervor hoje estão frios e apáticos. Cansaram-se, ficaram esgotados, vencidos pelo cansaço, pelo sono, pela frieza e pelo pecado.

 

5.   DESAFIADORA

 

"Nem deis a ele (DEUS) descanso" - A oração que prevalece é ousada e intrépida. Devemos orar como Jacó  "Não te deixarei ir se me não abençoares" (Gn 32.26).

 

6.   QUE NÃO ABRE MÃO DA BENÇÃO

 

"Até que... " - A oração por avivamento não pode parar no meio do caminho. Temos que orar até que o  Espírito seja poderosamente derramado sobre nós. Muitos crentes se animam a começar uma reunião de oração, mas esmurecem no meio do caminho. Devemos orar sem desanimar, até que DEUS fenda os céus.

 

7.   ESPECÍFICA

 

"Até que estabeleça Jerusalém" - A súplica do profeta era pela restauração de Jerusalém, pelo restabelecimento da igreja. Devemos orar para que esta não seja um povo desolado, nem desamparado, mas uma coroa de glória nas mãos do Senhor, um motivo de louvor na terra. Temos que clamar a Deus que ele mesmo restaure a vinha que ele mesmo plantou. Devemos orar para que o vale de ossos secos se torne um lugar de vida, e que do meio da morte se levante como um exército numeroso (Ez  37.1-10).

 

A porta do céu  se abre de forma maravilhosamente fácil para aqueles que são humildes o bastante para seguir a direção do Espírito Santo, e  que sabem, crendo, pedir, procurar e bater.

 

Que Deus continue levantando homens, mulheres e crianças cheios do Espirito Santo, fervorosos na oração para que ELE derrame em nossa igreja um grande avivamento."

 

Iremos continuar amanhã.

A Deus toda a glória!