domingo, 4 de abril de 2010

365 dias de propósito! Dia 257/365

 

TEMA: A Entrega – Gn 22

 

Terminou o acampamento. Agora já estamos de volta à nossa vida normal, renovados. A meditação da palavra de ontem, pela manhã foi sobre a entrega. Baseado na frase de Jim Eliot, missionário martirizado no Equador  "Não é tolo alguém que dá o que não pode reter para ganhar aquilo que não pode perder." e no texto bíblico que fala do sacrifício de Isaque por seu pai Abraão (capítulo 22 de Gênesis), o Rev. Sabino Cordeiro Dourado nos trouxe uma mensagem muito profunda.

 

Ele dividiu sua prédica em 5 tópicos: 1. Deus sempre pede algo valoroso para nós. 2. Há sempre um caminho a percorrer na entrega. 3. A única maneira de ter é entregar no altar do sacrifício. 4. Deus não precisa de nada, apenas quer de nós o que nos impede de receber o melhor dele. 5. A entrega nos enche de paz real.

 

Pelos tópicos creio que já deu para verificar que estivemos diante de um verdadeiro tesouro da ministração da palavra de Deus. Realmente, verificamos que Deus sempre nos pede algo de valor para entregarmos a ele e isso se constitui em uma prova (Gn 22:1) a qual temos de passar. É diferente a provação da tentação. Deus a ninguém tenta, mas prova e toda provação é útil e proveitosa. Isaque era tudo de bom e de maravilhoso na vida de Abraão e a entrega de seu filho a Deus não foi fácil.

 

Embora a entrega seja imediata e feita na hora, muitas das vezes pela emoção, sempre há um prazo para a sua concretização e foi esse o caso com Abraão, pois a sua caminhada ao Monte Moriá levou 3 dias. Quantas não são as vezes que decidimos e entregamos algo ao Senhor, mas no caminho, resolvemos mudar de idéia e retomar a coisa entregue? Você se lembra de algum voto, alguma decisão que tomou e que depois se arrependeu e mesmo mudou de idéia?

 

Abraão passou por duas provas, a primeira pela entrega e a segunda pelos três dias que teve de percorrer. O difícil não é a entrega, mas os três dias! Você se lembra de qua ntas vezes conseguiu parar de fumar, mas durante os três primeiros dias, recuou, mudou de idéia? Bem, Abraão passou pelos dois testes e agora está diante do altar do sacrifício!

 

É no altar do sacrifício que a verdadeira entrega se consuma e Deus o provou até o instante final. Naquele momento que Abraão levantou ocutelo para imolar seu sacrifício, foi necessário um anjo bradar dos altos céus: "10 E estendeu Abraão a sua mão, e tomou o cutelo para imolar o seu filho; 11 Mas o anjo do SENHOR lhe bradou desde os céus, e disse: Abraão, Abraão! E ele disse: Eis-me aqui. 12 Então disse: Não estendas a tua mão sobre o moço, e não lhe faças nada; porquanto agora sei que temes a Deus, e não me negaste o teu filho, o teu único filho." (Gn 22: 10-12).

 

Foi naquele momento que Abraão teve a sua bênção confirmada, logo a única maneira de termos é entregarmos a coisa a Deus no altar do sacrifício. Aleluias! Não é que Deus precise daquilo que ele nos pede, mas pede para nos abençoar. Deus na verdade queria é abençoar a Abraão. Se o filho de Abraão estivesse se constituindo em algo que viesse a substituir a Deus, isso seria a Abraão por laço e parecia o caso. A prova de Deus veio para abençoá-lo!

 

E que sensação teve Abraaão por ter obedecido a Deus entregando-lhe seu único filho? A paz! Somente teremos paz quando entregarmos a Deus o que ele nos pede. Não adianta retermos a bênção que ela se tornará para nós laço. O melhor a fazermos é entregarmos a coisa a Deus e isso no altar do sacrifício. Deus visite a tua alma meu irmão e te faça compreender a sua palavra: "Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele e tudo ele o fará!" (Sl 37:5).

 

A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias

 

Ø       Iniciei o livro de Ezequiel - Bíblia Shedd (Shedd Bible), ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova, Russell P. Shedd.

Ø       Estou na pág. 527/660, do livro Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.

Ø       Estou com 03h13m11s de 09h00m35s da parte 1/2 de áudio de VERDADE ABSOLUTA - Libertando o Cristianismo de seu Cativeiro Cultural, Nancy Pearcey, 1ª edição/2006, ed. CPAD.

Ø       Já ouvi [em breve, relacionarei tudo que já li e ouvi nesses 365 dias de propósitos]:

§         08h06m54s de 13h26m47s de áudio do livro UMA HISTÓRIA DO PENSAMENTO CRISTÃO - Dos Primórdios ao Concílio de Calcedônia - Justo L. González

§         9h15m40s de áudio de CALVINISMO – o canal em que se moveu a Reforma do século 16, enriquecendo a vida cultural e espiritual dos povos que o adotaram. O sistema que hoje a igreja cristã deve reconhecer como bíblico – de Abraham Kuyper (1837 – 1920).

 

Observações:

Eu tenho ciência da necessidade de me cuidar na alimentação correta e da necessidade de fazer exercícios físicos regulares por causa de minha vida altamente sedentária. Fica aqui o registro da necessidade, veremos quanto tempo levará para eu tomar uma atitude. (registrado em 02/04/2010).

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.