quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

365 dias de propósito! Dia 148/365

Minha LBH: Estou no capítulo 9 do livro de Jó. No livro O ESCÂNDALO DO COMPORTAMENTO EVANGÉLICO - Por que os evangélicos estão vivendo exatamente como o resto do mundo?, de Ronald J. Sider (Título original: The Scandal of the Evangelical Conscience), estou na página 70/134. Quanto às Institutas de João Calvino, parte III, que estou ouvindo em meu N95, no UNO, já estou em 14h28m24s/25h56m37s.

 

Eu já estou pensando em meu próximo livro: CRIAÇÃO E CONSUMAÇÃO - Volume 1. Gerard Van Groningen. Editora Cultura Cristã – 656 páginas. Há muitos bons livros para ler e eu preciso pedir a direção de Deus. Hoje em minhas orações eu pensava como devia ser a vida, principalmente a vida de oração dos grandes expoentes do evangelho depois de Cristo, seu autor. Eles aqui viveram e fizeram o que fizeram. A história está ai para nos mostrar suas obras as quais Deus permitiu que se realizassem.

 

Como hoje – século XXI - o mundo ve Deus e como é esse relacionamento? Eis ai uma pergunta interessante. Quem foi que nos deixou o nosso legado? O que temos hoje que não temos recebido? Somos frutos do que nossos pais semearam, nada mais? Se nossos pais estiveram confusos e não souberam nos ensinar as coisas do Reino de Deus e de sua justiça, como haveremos de ter uma crença firme, impactante e convincente? É ... Adão culpou a Deus e a mulher a serpente...

 

Às vezes, o mundo me parece com uma grande prateleira de idéias onde as pessoas escolhem (as que podem escolher) das que estão expostas aquela que mais lhe parece razoável ou atraente ou coersiva e as adotam passando, pois, a regê-las por um determinado tempo ou para sempre, até a sua morte. Deus, nosso Criador, expôs a sua e se nos apresentou dizendo simplesmente eis aqui o Caminho, a Verdade e a Vida... você crê? Acho bom!

 

Que futuro deixaremos para os nossos filhos? Como eles irão lidar com as questões relacionadas ao Reino de Deus e de sua Justiça?

 

A minha crença está baseada na idéia de que Deus é o Administrador de tudo o que existe, tanto visível quanto invisível. Tudo, para mim, está em seu controle. Nada lhe escapa de suas mãos, nada. A história que temos é a história que Deus administra. Todas as coisas estão no controle de Deus. Assim, as pessoas, em todo o mundo, estão no lugar onde Deus quer que elas estejam; assim, as pessoas têm aquilo que Deus quer que elas tenham; assim, as pessoas são aquilo que ele quer e planejou que sejam. Soberania. Sabedoria. Bondade. Deus é soberano, sábio e bom.

 

E o homem? Qual o seu papel nessa administração? Qual a sua responsabilidade? Como ele deve se relacionar com Deus e com o seu Reino e a sua Justiça?

 

Uma pequenina pausa: ontem, Deus me disse para eu tratar bem a minha esposa independentemente de merecimento ou de direito. Sabem o que fiz? Comprei-lhe um lindo arranjo floral com orquídeas e rosas. Em seguida, ele me disse que é assim que ele quer que eu trate com a sua igreja, independentemente de ela merecer ou ter qualquer direito, pois também foi assim que Cristo amou a sua igreja e por ela derramou o seu sangue, independentemente do que ela fez ou deixou de fazer. É Deus quem tudo controla. Aleluias! 

 

Quanto ao homem e seu papel, deixarei para outro momento.

 

Relembrando a história foi em 16/12/1865 que foi organizado o primeiro presbitério da Igreja Presbiteriana do Brasil que jurisdicionava as igrejas do Rio de Janeiro, de São Paulo e de Brotas. A Deus toda a glória!

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.