segunda-feira, 30 de agosto de 2010

1000 dias de propósito! Faltam 970 dias!

TEMA:  Eu Sei Quem Eu Sou!
 
Em minhas leituras de hoje notei que Calvino dizia que o conhecimento de si mesmo depende do conhecimento que temos de Deus, ou seja, o homem não sabe quem ele é até saber e conhecer, primeiro, quem é Deus.
 
Uma pergunta que os homens fazem e se esforçam na busca de resposta é quem somos? De onde viemos? Para onde estamos indo? Qual a nossa missão? Não saber quem somos é de fato desastroso, pois não conseguiremos responder as demais perguntas.
 
Sou eu descendente de uma esponja ou de um primata? Quem sou eu? O que sou? Por que existo? São perguntas básicas que requerem respostas. Não saber nem quem somos, nem o que somos, nem por que existimos traz desconforto e inquietação em nossa alma. Tudo parece indicar que há sentido, mas qual?
 
O  home está inquieto. Há muitas teorias tentando dar respostas ao homem, mas nenhuma delas tem poder convincente. A própria busca por um sentido faz da vida um motivo para se viver. Há quem diga que não há sentido algum a se buscar e explicam todas as coisas com um chavão relativo ao caos ou ao acaso.
 
Uma coisa é certa: estou vivo! Mas será por acaso, por coincidência, não há razão alguma a ser  buscada ou experimentada? Eu nasci. Eu estou vivo. Eu morrerei. Somente isso é que existe? Calvino, no início do seu primeiro capítulo das Institutio Religionis Christianae diz: “O verdadeiro conhecimento de nós mesmos é dependente do verdadeiro conhecimento de Deus.”
 
Filho de Deus! Eis o que eu sou. Eu sou filho de Deus. Nascido da vontade de Deus e não da carne nem do sangue, nem da vontade de qualquer varão. “Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome; Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus.” (Jo 1:12-13).
 
Isso parece complicado para você? Não consegue admitir que somos filhos de Deus e que por meio de Jesus Cristo fomos recebidos na família de Deus? Que pena! Isso é decorrente de uma mentalidade errônea, de um raciocínio acostumado com a religião e não comprometida com quem criou os céus e a terra e tudo o que neles há. Amanhã, continuarei.
 
 
Acompanhamento de minhas leituras/áudios:
  • Estou na página 62/1835 da leitura bíblica da Bíblia de Estudo de Genebra – segunda edição revisada e ampliada, The Spirit os the Reformation Study Bible, ed. Cultura Cristã, Sociedade Bíblica do Brasil, 2009 - texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada.
  • Estou na pág. 246/302, do livro No Crepúsculo do Pensamento – Estudos sobre a pretensa autonomia do pensamento filosófico (In the twilight os western though: studies in the pretended autonomy of philosophical thought), de Herman Dooyeweerd, ed. Hagnos, 2010.
  • Estou na pág. 100/545, do livro HÁ´UM SIGNIFICADO NESTE TEXTO – Interpretação Bíblica: os enfoques contemporÂneos (Is There a Meaning in This Text?), de Kevin Vanhoozer, ed. Vida. A leitura deste livro está sendo obrigatória na matéria de Metodologia Exegética, ministrada no Seminário Presiteriano de Brasília, professor, Rev. Ricardo Almeida.
 
A Deus toda a glória!
 

Reações:

1 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.