sábado, 12 de dezembro de 2009

365 dias de propósito! Dia 144/365

Minha LBH: Estou no capítulo 6 do livro de Ester. No livro O ESCÂNDALO DO COMPORTAMENTO EVANGÉLICO - Por que os evangélicos estão vivendo exatamente como o resto do mundo?, de Ronald J. Sider (Título original: The Scandal of the Evangelical Conscience), estou na página 037/134. Quanto às Institutas de João Calvino, parte III, que estou ouvindo em meu N95, no UNO, já estou em 12h17m51s/25h56m37s.

 

Essa história do judeu Mordecai, de sua filha por criação Ester e de Hamã é um exemplo de que devemos sempre confiar em Deus a despeito do quão mal e contrária seja a circunstância a que estaremos sujeitos por causa de nossa fé. A perseguição desencadeada por Hamã foi cruel, inteligente, objetiva e tinha tudo para ser fatal. O alvo não foi somente Hamã, mas toda a sua raça. Se Hamã tivesse perdido a sua fé e esperança no socorro bem presente nas tribulações como escaparia?

 

O que fez Ester, filha de Mordecai, é o que devemos fazer sempre que ocorrem perseguições à nossa pessoa, à nossa raça inteira. Antes porém de entrar no que fez Ester, vejamos um pouco da história de seu pai de criação, Mordecai. Quem era o judeu Mordecai? A Bíblia diz que ele era benjamita, filho de Jair, filho de Simei, filho de Quis e que fora transportado de Jerusalém com os exilados, que foram transportados com Jeconias, rei de Judá, a quem Nabudonossor, rei da Babilônia, havia transportado. Quis, seu bisavô, foi contemporâneo de Daniel e ambos chegaram junto à Babilônia.

 

Mordecai, judeu, teve a chance de voltar à Jerusalém com Sesbazar em 538 a.C., mas não foi. Essa história se desenrolou no período entre a primeira volta do Cativeiro e a ida de Esdras e Neemias para Jerusalém (período subtendido entre os capítulos 6 e 7 de Esdras). O seu nome, Mordecai, era um nome civil babilônico, derivado do nome da divindade Marduque.

 

Mordecai criara a Hadassa, nome hebraico derivado de hadhas, "mirta" que é a Ester. Ester é também um nome persa, derivado da palavra stam, "estrela". Na época os judeus que moravam em países distantes, sempre usavam um nome hebraico, religioso e nacional, e um nome na língua do povo das suas peregrinações. Ester, diz as Escrituras, era filha de seu tio, não tinha pai, nem mãe e era muito bela, de boa aparência e formosa. Tendo ficado órfã, Mordecai a criou e a educou. Percebe-se na narrativa o quanto e o como Ester obedecia a Mordecai. Isso lhe trouxe grandes benécias.

 

Nada mais se fala diretamente de Mordecai, principalmente do que era, mas, creio, era um homem temente a Deus, sábio, fiel em toda a sua casa, zeloso das coisas de Deus, um excelente pai e educador e fiel trabalhador. No seu trabalho, onde certamente primou pela excelência (a exemplo de José e de Daniel) e, teve a oportunidade de dar ao rei, seu senhor, um grande livramento por denunciar uma conspiração que iria tirar a vida do rei Assuero.

 

Voltando ao que fez Ester que é o que devemos fazer sempre que ocorrem perseguições à nossa pessoa, à nossa raça inteira verificaremos que sua primeira atitude foi orar e se humilhar diante de Deus. Ao tomar conhecimento da gravidade do mal que estaria por vir e tendo sido advertida por seu pai de que mesmo a ela, esposa do rei, não haveria escape algum, a sua estratégia foi a oração e o jejum e assim se propôs a orar e a jejuar por 3 dias e desafiou e conclamou seu pai e todos os judeus a fazerem o mesmo.

 

Parafraseando um desenho animado da Pink Dink Doo, se eu tenho um problema (aqui era sim um grande e terrível problema) que eu não sei o que fazer, eu oro, oro, oro até eu resolver... ore Ester.... ore... A oração foi a principal estratégia inicial que deram a Ester e a Mordecai o grande livramento. Reparem que não foi reunião, planos de ação, greves, mas oração e jejum! Quanto maior e mais problemático o problema, maior deve ser o nosso tempo dedicado à oração. Se Deus é nosso Deus, devemos realmente buscá-lo em oração. Um bom final de semana a todos. Soli Deo Gloria!

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.