terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Faltam 801 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).

Tema: Sobre a Intercessão do CMI da PIPT - 2

 

E busquei dentre eles um homem que estivesse tapando o muro, e estivesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruísse; porém a ninguém achei.” (Ezequiel 22:30)

 

Creio que a atividade de interceder e orar requer do intercessor e do que ora uma plena consciência da providência de Deus. Deus é providente. Quando entendemos a providência de Deus, aprendemos a orar mais eficazmente.

 

O que significa Deus providente? “"Meu Pai trabalha ate agora, e eu trabalho também" (Jo 5:17). Deus não deixou o mundo abandonado a si mesmo depois da sua criação. Ele não abandonou o mundo. É ele, Deus, "... quem a todos dá a vida, e a respiração, e todas as coisas ... Nele vivemos, nos movemos e existimos" (At 17:25 e 28).

 

Deus é tanto o criador quanto o sustentador de tudo que criou e veio a existir. A criação e a sustentação das coisas criadas é feita pelo poder de Deus.

 

O mundo não se manteria por um instante se Deus removesse Sua Providência dele” (Agostinho).

 

"O Todo—Poderoso e Santíssimo Verbo do Pai, estando no meio de todas as coisas e manifestando Seus poderes por toda a parte, iluminando todas as coisas visíveis e invisíveis, abarca e contem tudo em si, de modo que nada é sem a participação em Seus poderes; mas tudo em tudo, toda criatura separadamente e toda criatura junta, Ele dá vida e preserva" (Atanásio).

 

Não podemos ter vida independente de Deus! Não dá para separar eu, existência própria, e Deus, com existência própria. Eu somente existo e permaneço vivo porque Deus existe.

 

"33 Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos! 34 Porque quem compreendeu a mente do Senhor? ou quem foi seu conselheiro? 35  Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado? 36  Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém. " (Rom 11:33-36).

 

Quem ora e intercede tem que entender que Deus controla tudo e todas as coisas, tanto visíveis quanto invisíveis, tanto reais como imaginárias, tanto físicas quanto espirituais. Nada, absolutamente nada acontece, sem que ele permita.

 

Iremos continuar amanhã.

A Deus toda a glória!

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Faltam 802 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).

Tema: Sobre a Intercessão do CMI da PIPT
 
NOTÍCIAS DO CONSELHO MINISTERIAL DE INTERCESSÃO – 001/2011
 
E busquei dentre eles um homem que estivesse tapando o muro, e estivesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruísse; porém a ninguém achei.” (Ezequiel 22:30)
 
  1. Em busca de intercessores
 
O Espírito Santo está convocando toda a igreja à oração! Sabem por que creio no que digo? Por causa da palavra de Deus! Mas para quê? Também sei a resposta: o Pai quer nos abençoar grandemente, por isso está nos preparando primeiro em oração.
 
Reparem, irmãos, que no início dos cultos o Pr. Sabino tem feito ousadamente 2 convites de oração. Convite 1: para aqueles que querem receber Jesus como salvador. Convite 2: para aqueles que estão sentindo dor, incômodo ou estão com alguma enfermidade. Precisamos ajudá-lo na intercessão para que Deus, entre nós, realize salvação, curas, sinais e maravilhas em nosso meio e, ainda, o use com ousadia na ministração da palavra de Deus – At 4:29-30.
 
Se você sentiu que a voz que fala contigo agora é de Deus, não endureça o seu coração, antes procure o CMI e se aliste para a guerra, para a guerra de oração. Não lutaremos contra Deus, mas Deus nos moverá em luta contra o comodismo, contra a indiferença, contra a dúvida, contra o medo, contra a incredulidade, contra toda sorte de males e nossa vitória será garantida.
 
  1. Sobre a primeira vigília de 11/02/2011
 
Aconteceu no templo da Primeirona. Começamos, pela graça de Deus, pontualmente dentro do horário programado e assim também aconteceu durante toda a vigília, pois seguimos fielmente o que combinamos. Terminamos, pontualmente, as 3h. O nosso lema é fazermos tudo com ordem, decência e direção de Deus. Tivemos o apoio cabal do Pr. Demerson e dos pregadores sem. Viviane e Adelson.
 
Tivemos palavra, oração, testemunhos, louvores, um delicioso chá com biscoitos, comunhão e sentimos o grande amor de Deus em nossas vidas. Parabéns aos irmãos que nã arredaram o pé de nossa luta de oração e permaneceram fiéis, em todo o tempo. Que Deus os abençoe grande e abundantemente.
 
  1. Próxima vigília em 04/03/2011 – Não Perca!
 
Esperamos que em nossa próxima vigília a igreja esteja lotada. Contamos com a ajuda da liderança da igreja, dos pastores, dos presbíteros, diáconos, da equipe de louvores e de todos os conselhos e sociedades da igreja. Nunca perdemos o nosso tempo, quando gastamos o nosso tempo em oração com o Deus do tempo!
 
Deus vai realizar grandes coisas em nosso meio, por isso está insistindo conosco numa vida de mais oração. Não resista ao Espírito Santo! Venha abençoar e ser abençoado!
 
  1. Sobre as reuniões de Intercessão todas as sextas-feiras
 
Precisamos de intercessores! Precisamos de você! Sim, de você que está lendo e atento ao que está acontecendo em nosso meio. Passem-me um email ou me liguem.
 
As reuniões da equipe de intercessão estão acontecendo todas as sextas-feiras na igreja. As reuniões acontecem, pontualmente, das 20h às 21h. Inicialmente estamos nos reunindo todas as sextas-feiras para orarmos (este é o motivo principal de nossas reuniões – mais de 50% de nosso tempo de reunião é para orarmos) e também para conversarmos, traçarmos estratégias e dividirmos nossos trabalhos.
 
No próximo boletim iremos colocar novas notícias do CMI para que você possa acompanhar nosso trabalho, orar conosco e, preferencialmente, se despertar para nos ajudar.
 
A Deus toda a glória!
 

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Faltam 803 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).

Tema: A Cura do Coxo de Nascença - 2 At 14: 1-28

 

ATOS 14:

(...)

8 Em Listra estava sentado um homem aleijado dos pés, coxo de nascença e que nunca tinha andado.

9 Este ouvia falar Paulo, que, fitando nele os olhos e vendo que tinha fé para ser curado,

10 disse em alta voz: Levanta-te direito sobre os teus pés. E ele saltou, e andava.

11 As multidões, vendo o que Paulo fizera, levantaram a voz, dizendo em língua licaônica: Fizeram-se os deuses semelhantes aos homens e desceram até nós.

(...)

 

Continuando nossa meditação... Foi ai que se depararam em Listra com o paralítico desde nascença:

 

O QUE PAULO FEZ?

 

Curou um coxo de nascença que nunca tinha andado: "e ele saltou e andou" (vs 10).

 

COMO PAULO CUROU O COXO?

 

Pela palavra de sua boca: "levanta-te direito sobre os teus pés" (vs 10)

 

QUANDO PAULO O CUROU?

 

Quando pregavam o evangelho (vs 7). Eram Paulo e Barnabé que pregavam.

 

QUEM FOI CURADO?

 

à Um homem paralítico dos pés

à Desde o nascimento

à Que vivia ali sentado

à Que nunca tinha andado (vs 8).

 

O QUE MOTIVOU PAULO A CURÁ-LO?

 

Fitando Paulo os olhos nele, viu (Paulo viu) que tinha fé para ser curado. A questão é como foi que Paulo viu que ele não tinha fé? Você já viu fé? Você consegue olhar para alguém e ver a fé dele para poder lhe ministrar? Paulo fixando nele os olhos viu que tinha fé, por isso foi ousado e deu-lhe ordens para se por de pé e se firmar nos seus artelhos.

 

DE ONDE VEIO A FÉ DO COXO?

 

A fé vem pleo ouvir e pelo ouvir da palavra de Deus. Ele ouvira Paulo falar "a fé vem pelo ouvir e o ouvir pela palavra de Deus" (Rm 10:17). Por ter ouvido a pregação foi que despertou nele a fé que Paulo viu nele.

 

O QUE PAULO PREGAVA?

 

Pregava as boas novas (vs 7), isto é, o evangelho. Paulo pregava o evangelho. Ele explicava a vida, a obra, a morte e a ressurreição de Cristo.

# Cristo – Cl 1:9; 2:9; Ef 3:19

# Cristo é o evangelho e quando o pregamos, Deus nos usa...

 

  • Deus irá nos encher do seu Espírito e nos capacitará e nos usará em dons, curas, sinais e prodígios quando fizermos como Paulo fez em Listra. O que ele fez? Pregava as boas novas, o Evangelho, a Cristo, o Senhor.

 

Paulo estava cheio do Espírito Santo!

 

Sobre o ser CHEIO (At 6):

  • Do Espírito Santo – vs 3
  • De Sabedoria – vs 3
  • De Fé – vs 5
  • De Graça – vs 8
  • De Poder – vs 8

 

Sobre o fato de repousar em Cristo o ESPÍRITO (Is 11:2):

  1. DO Senhor
  2. De Sabedoria
  3. De Entendimento
  4. Do Conselho
  5. De Fortaleza
  6. De Conhecimento
  7. Do Temor do Senhor

 

A Deus toda a glória!

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Faltam 804 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).

Tema: A Cura do Coxo de Nascença At 14: 1-28

 

ATOS 14:

1 Em Icônio entraram juntos na sinagoga dos judeus e falaram de tal modo que creu uma grande multidão tanto de judeus como de gregos.

2 Mas os judeus incrédulos excitaram e irritaram os ânimos dos gentios contra os irmãos.

3 Eles, entretanto, se demoraram ali por muito tempo, falando ousadamente acerca do Senhor, o qual dava testemunho à palavra da sua graça, concedendo que por suas mãos se fizessem sinais e prodígios.

4 E se dividiu o povo da cidade; uns eram pelos judeus, e outros pelos apóstolos.

5 E, havendo um motim tanto dos gentios como dos judeus, juntamente com as suas autoridades, para os ultrajarem e apedrejarem,

6 eles, sabendo-o, fugiram para Listra e Derbe, cidades da Licaônia, e a região circunvizinha;

7 e ali pregavam o evangelho.

8 Em Listra estava sentado um homem aleijado dos pés, coxo de nascença e que nunca tinha andado.

9 Este ouvia falar Paulo, que, fitando nele os olhos e vendo que tinha fé para ser curado,

10 disse em alta voz: Levanta-te direito sobre os teus pés. E ele saltou, e andava.

11 As multidões, vendo o que Paulo fizera, levantaram a voz, dizendo em língua licaônica: Fizeram-se os deuses semelhantes aos homens e desceram até nós.

12 A Barnabé chamavam Júpiter e a Paulo, Mercúrio, porque era ele o que dirigia a palavra.

13 O sacerdote de Júpiter, cujo templo estava em frente da cidade, trouxe para as portas touros e grinaldas e, juntamente com as multidões, queria oferecer-lhes sacrifícios.

14 Quando, porém, os apóstolos Barnabé e Paulo ouviram isto, rasgaram as suas vestes e saltaram para o meio da multidão, clamando

15 e dizendo: Senhores, por que fazeis estas coisas? Nós também somos homens, de natureza semelhante à vossa, e vos anunciamos o evangelho para que destas práticas vãs vos convertais ao Deus vivo, que fez o céu, a terra, o mar, e tudo quanto há neles;

16 o qual nos tempos passados permitiu que todas as nações andassem nos seus próprios caminhos.

17 Contudo não deixou de dar testemunho de si mesmo, fazendo o bem, dando-vos chuvas do céu e estações frutíferas, enchendo-vos de mantimento, e de alegria os vossos corações.

18 E dizendo isto, com dificuldade impediram as multidões de lhes oferecerem sacrifícios.

19 Sobrevieram, porém, judeus de Antioquia e de Icônio e, havendo persuadido as multidões, apedrejaram a Paulo, e arrastaram-no para fora da cidade, cuidando que estava morto.

20 Mas quando os discípulos o rodearam, ele se levantou e entrou na cidade. No dia seguinte partiu com Barnabé para Derbe.

21 E, tendo anunciado o evangelho naquela cidade e feito muitos discípulos, voltaram para Listra, Icônio e Antioquia,

22 confirmando as almas dos discípulos, exortando-os a perseverarem na fé, dizendo que por muitas tribulações nos é necessário entrar no reino de Deus.

23 E, havendo-lhes feito eleger anciãos em cada igreja e orado com jejuns, os encomendaram ao Senhor em quem haviam crido.

24 Atravessando então a Pisídia, chegaram à Panfília.

25 E, tendo anunciado a palavra em Perge, desceram a Atália.

26 E dali navegaram para Antioquia, donde tinham sido encomendados à graça de Deus para a obra que acabavam de cumprir.

27 Quando chegaram e reuniram a igreja, relataram tudo quanto Deus fizera por meio deles, e como abrira aos gentios a porta da fé.

28 E ficaram ali não pouco tempo, com os discípulos.

 

Introdução

 

Paulo, o menor dos apóstolos, estava em viagem missionária junto com Barnabé. Era a primeira viagem missionária deles. O motivo dela foi a expulsão deles (At 13:50-52) por parte dos judeus.

 

Às vezes pensamos que algo que está ocorrendo é um mal, mas devemos confiar em Deus, pois essa viagem era plano do Espírito Santo e muitas vidas precisavam ser alcançadas.

 

Em Icônio, tiveram outra desavença com os judeus por causa do que eles faziam e do que o Senhor lhes permitia fazer com sinais e curas. Veio, portanto,  a crer numerosa multidão tanto de judeus quanto de gregos.

 

Mas havia judeus incrédulos que incitaram e irritaram os ânimos dos gentios contra os irmãos. A confusão foi tamanha que eles iam ser ultrajados e apedrejados, mas ai fugiram para Listra e Derbe, onde anunciavam o evangelho... sempre anunciando o evangelho...

 

Foi ai que se depararam em Listra com o paralítico desde nascença:

 

A Deus toda a glória!

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Faltam 805 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).

TEMA: As Tempestades da Vida 12 – Lc 8:22-26.
Pequena pausa: Não se esqueçam de nossa vigília hoje, 11 de fevereiro de 2011, a partir das 22h. A palavra de Deus diz que se hoje ouvirmos a voz do Senhor, não devemos endurecer os nosso corações. É hoje o dia da tua bênção nesta vigília. Confira a programação:
 
PROGRAMAÇÃO DA PRIMEIRA VIGÍLIA DO CMI DA PIPT – 11 FEV/2011
 
  • 22h00 - 22h20 - Oração - Oração inicial e direcionada ao evento da vigília e das vigílias do CMI; de agradecimento por esta porta aberta; de ânimo e de incentivo. Pastores, e aqueles designados pelo pastor, deverão ungir com óleo os irmãos.
  • 22h20 - 22h40 - Palavra - Pregação exortativa e voltada à oração. O pregador deverá ter em mente a programação seguinte que será o momento de oração pelos eventos da PIPT. - Sem. Viviane
  • 22h40 - 23h00 - Oração - Oração direcionada aos eventos da PIPT, especialmente ao FEMOTAG e O Primeiro Encontro das Mulheres da SAF/PIPT, porque ocorrerão em fevereiro. Orar também pelas 4 Estações, Acampamento UMP, Pescaria dos Homens, pelas Sociedades internas, pelos Conselhos Ministeriais, pelos presbíteros, pelos diáconos, pelos missionários da Primeirona, pela viagem ao Egito/Israel, pelo Encontro de Casais – Cruzeiro no VISION, pela PIPT, em geral... Verificar necessidade de congregar a igreja em grupos de oração.
  • 23h00 - 23h20 - Louvor Adoração - Momentos de alegria e de dança na presença do Senhor, de descontração, ... Louvor alegre e avivado. Tornemo-nos crianças na presença do Senhor. Celebremos com júbillo ao Senhor.
  • 23h20 - 23h40 - Palavra - Pregação direcionada à busca de dons e da presença de Deus. O objetivo é despertar no homem/mulher de Deus o desejo de um avivamento na igreja e na vida de cada um que busca ao Senhor de todo o seu Coração, Alma, Forças e Entendimento – CAFÉ de Deus! - Asp. Daniel Deusdete
  • 23h40 - 00h00 - Oração - Oração pelos dons, por um avivamento em nossas vidas, para o Senhor confirmar as curas/sinais e maravilhas que o Pr. Sabino e outros pastores e pregadores sentirem em seu coração. Congregar a igreja em grupos onde os pastores, líderes e presbíteros estarão visitando cada grupo ministrando aquilo que o Senhor o direcionar.
  • 00h00 - 01h00 - Pr. Demerson - Tempo destinado ao Pr. Demerson para agir em nome de Jesus - Pr. Demerson
  • 01h00 - 01h20 - Testem. - Oportunidade livre a quem quiser testemunhar algo recebido na vigília ou que queira compartilhar com os irmãos da parte de Deus
  • 01h20 - 01h40 - Oração - Congregar a igreja em grupos de oração e orar pelas nações, especialmente o Brasil e as que estão em destaque na mídia por estarem envolvidas em conflitos e guerras ou perturbações. Orar pelas igrejas no mundo e por todas as instituições do Senhor responsáveis pela disseminação da sua Palavra.
  • 01h40 - 02h00 - Palavra - Pregação reflexiva voltada a um tema, por exemplo, O NOME DE JESUS ou CURA DIVINA (uma vez que o Pr. Sabino desafia, em todos os cultos, não importando quem esteja presente, a igreja a receber curas). Escolher um tema e deixar o outro para a outra vigília. - Sem. Adelson
  • 02h00 - 02h20 - Momento reflexivo - Desafiar a igreja a fundamentar biblicamente os pontos destacados na pregação reflexiva. Para isso congregar os presentes em grupos de discussão e ajudá-los de forma a ficarem e permanecerem fiéis as Escrituras.
  • 02h20 - 02h40 - Louvor/ Adoração - Louvor de adoração ao Senhor buscando a presença de Deus em forma de gratidão e de consolo. De incentivo pela batalha de oração vencida.
  • 02h40 - 03h00 - Oração final - Oração final e de agradecimento. Envolver toda a igreja. É a oração final.  A oração de que continuaremos em guerra, em guerra de oração. Oração pedindo orientação para a próxima vigília. Oração de quem venceu a batalha de oração programada. Oração de vencedor - muita gratidão! Oração de despedida do povo e de cobertura espiritual.
                       
Continuando nossa reflexão:
Primeiro Jesus repreendeu aquela tempestade e tudo se fez bonança. Em seguida, imediatamente ao resolver a questão da tempestade, voltou-se aos seus discípulos e lhes disse: onde está a vossa fé?
 
Repare que primeiro ele tratou do problema grave de uma tempestade que tinha o poder de os afligir e somente depois de tudo resolvido foi que ele se dirigiu aos seus discípulos os censurando com sua pergunta.
 
Eu vou fazer a mesma pergunta a você que hoje parou por aqui para “curiar”: ONDE ESTÁ A VOSSA FÉ?
 
Os discípulos temendo maravilhavam-se dizendo uns aos outros: quem é este? Os ventos e as águas lhe obedecem! Ali estava a prova de que não somente a natureza lhe obedece, mas tudo nela existente. Ele é o criador e não somente isso, mas também o sustentador de tudo o que existe e acontece. Todo o mundo visível e invisível e até o mundo de nossas fantasias, pensamentos e imaginações, tudo, está debaixo de seu total controle, debaixo de sua providência.
 
São na verdade duas perguntas no texto: ONDE ESTÁ A VOSSA FÉ? E, QUEM É ESTE?
 
Onde está a sua fé, meu irmão? Que é este que controla todas as coisas? Ele prometeu que estaria conosco todo o tempo e não nos abandonaria. Estamos num barco, no barco da vida. Estamos debaixo de suas ordens: “passemos para o outro lado”. É para o outro lado que estamos caminhando. Ele dormia em nosso barco. Podemos entender que nossa casa é o templo do Senhor e lugar do seu repouso. Com nossas orações, nos dirigimos a ele e ele se levanta e de pronto dá ordens e elas são obedecidas. As suas repreensões vizam nos educar e nos revelar a sua presença.
 
Um bom dia a todos.
 
22. E aconteceu que, num daqueles dias, entrou num barco com seus discípulos, e disse-lhes: Passemos para o outro lado do lago. E partiram.
23. E, navegando eles, adormeceu; e sobreveio uma tempestade de vento no lago, e enchiam-se de água, estando em perigo.
24. E, chegando-se a ele, o despertaram, dizendo: Mestre, Mestre, perecemos. E ele, levantando-se, repreendeu o vento e a fúria da água; e cessaram, e fez-se bonança.
25. E disse-lhes: Onde está a vossa fé? E eles, temendo, maravilharam-se, dizendo uns aos outros: Quem é este, que até aos ventos e à água manda, e lhe obedecem?
26. E navegaram para a terra dos gadarenos, que está defronte da Galiléia.” (Lc 8:22-26).
 
A Deus toda a glória!
 

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Faltam 806 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).


TEMA: As Tempestades da Vida 11 – Lc 8:22-26.

Muitos, neste momento, estão no meio de uma tempestade financeira! Uau... todas as tempestades são perigosas, mas a financeira tem o poder especial de roubar a nossa tranqüilidade de uma forma mais terrorífica. Mas como cheguamos nela? Meu amigo, a gente se mete em cada uma.

Se eu dependesse de meus acertos para estar diante do Senhor de pé, eu estaria no sal. Sou falho e como sou falho! Sabe a certeza que tenho com relação as minhas falhas? É que eu ainda continuarei a falhar muitas e muitas vezes, mesmo não sendo da mesma maneira. Triste consolo, não é? Ao invés de eu fazer aquela declaração positiva de fé, estou a dizer que ainda hei de tantas vezes ainda falhar.

Pior ainda, poderei falhar enquanto escrevo (cuidado! Seja crente bereiano!), enquanto prego, enquanto aconselho, enquanto oro, enquanto medito, penso, ou enquanto faço ou deixo de fazer algo. Eu não sou perfeito! É ai que aprendo uma lição enorme: eu preciso do perdão de meu irmão para eu continuar a minha jornada aqui na terra.

Tanto preciso do teu perdão quanto preciso a ti liberar meu perdão. Tu me perdoas meu irmão assim como eu te perdôo? A nossa tempestade financeira está trazendo transtornos e estamos todos molhados e assustados. Será que me nos desfaremos de bens recebidos? Será que recorreremos a mais empréstimos? Será que teremos de arrumar mais algum emprego?

Ó Deus que acalma as tempestades, ajuda-nos nesta hora? Não vês que o mar está agitado e as águas furiosas começam a inundar nosso barco? Desperta meu Senhor nesta hora. Levante-se! Deixe-nos contemplar a cena e dê a sua ordem e tudo se fará bonança.

E assim aconteceu. Jesus despertou-se. Jesus levantou-se. Jesus repreendeu o vento e a fúria da água. Imediatamente, instantaneamente, vapt-vupt, num piscar de olhos, o vento desapareceu e a água se acalmou. Que instante fantástico, maravilhoso. Aqueles queixos tiveram que ser encaixados em suas bocas com guindastes. Os discípulos estavam atônitos.

Uau! Ele falou e tudo se fez bonança! Deus de milagres! Deus que controla ventos e águas! Deus que controla os mercados de valores, os poderes constituídos, as forças atômicas, nucleares. Ele parou aquela tempestade com a palavra que saiu de sua boca.

Poderá alguma coisa nos separar do amor de Cristo? Poderá alguma coisa subjugar o Senhor? Poderá alguém ou algo se separar da vida e proclamar e reivindicar a sua vida independente de Deus e com ele digladiar e lutar sendo seu oponente ou concorrente? Quem nos separará do amor de Cristo? “A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada?” (Rm 8:35).

Senhor, dê uma palavra para o nosso caso e nos dê a vitória financeira que estamos precisando! Ensina-me a manter-me fiel em meus compromissos e dízimos e ofertas. Que jamais falte a mim a oportunidade de contribuir e de investir em tua obra ou naqueles que tu levantas para ajudar os necessitados e as instituições que lidam e cuidam dos viciados, dos pobres, dos miseráveis e daqueles que o nosso sistema e nós mesmos rejeitamos.

Em seguida, imediatamente ao resolver a questão da tempestade, voltou-se aos seus discípulos e lhes disse: ficará para amanhã. Obrigado pelas vossas orações. Um bom dia a todos. Não esqueçam de nossa vigília amanhã, 11 de fevereiro de 2011.
“22. E aconteceu que, num daqueles dias, entrou num barco com seus discípulos, e disse-lhes: Passemos para o outro lado do lago. E partiram.
23. E, navegando eles, adormeceu; e sobreveio uma tempestade de vento no lago, e enchiam-se de água, estando em perigo.
24. E, chegando-se a ele, o despertaram, dizendo: Mestre, Mestre, perecemos. E ele, levantando-se, repreendeu o vento e a fúria da água; e cessaram, e fez-se bonança.
25. E disse-lhes: Onde está a vossa fé? E eles, temendo, maravilharam-se, dizendo uns aos outros: Quem é este, que até aos ventos e à água manda, e lhe obedecem?
26. E navegaram para a terra dos gadarenos, que está defronte da Galiléia.” (Lc 8:22-26).
A Deus toda a glória!

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Faltam 807 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).

TEMA: As Tempestades da Vida 10 – Lc 8:22-26.

Hoje é o quadragésimo dia do ano de 2011. Hoje é o dia! Que dia? A palavra de Deus nos diz que se hoje ouvirmos a sua voz não é para endurecermos os nossos corações como os israelitas no deserto e que por conta disso muitos pereceram. Nós, irmãos não somos dos que perecem, antes dos que permanecem fiéis ao Senhor.

 

Hoje eu profetizo o dia da tua vitória! Aquilo que você está esperando de Deus há muito tempo, hoje irá acontecer e você irá louvar e agradecer ao Senhor.

 

Continuando a nossa reflexão sobre as tempestades da vida...

 

Ontem nos terminamos dizendo que “Ele deu a sua ordem e ...”. Jesus tinha se levantado e agora estava diante da tempestade, de pé, firme e sua boca abrirá para repreender o vento e a fúria da água. No meio da tempestade, no coração da tempestade, no auge, no momento de sua maior intensidade e já pronta para ceifar vidas ou destruir coisas.

 

Se congelássemos o tempo, se um pintor pintasse um quadro neste exato momento, ou um fotógrafo pudesse ir lá tirar essa foto, veríamos o Senhor Criador dos céus e da terra e que tem domínio sobre tudo e sobre todas as coisas em pé naquele barco, os discípulos ali junto dele e olhando atentamente a ele, como que esperando algo, o barco agitado, os ventos fortes, as ondas, as águas, o pavor no rosto dos discípulos.

 

Deixe-me fazer um pequenino parêntesis para vaticinar (quem sabe?). Eu creio, não sei por que creio, que um dia ainda poderemos tirar fotos do passado ou filmá-lo. Não creio que poderemos alterar ou interferir, mas espiar, vigiar, ver, olhar, contemplar, como se a cena que quiséssemos estivesse sendo filmada por mil olhos eletrônicos. Poderemos escolher o melhor ângulo e pronto, contemplar.

 

Isso seria ótimo para a polícia investigativa, historiadores, estudiosos, cientistas, curiosos, indústria cinematográfica, em fim seria muito interessante. Também seria uma fonte de grandes problemas por causa da privacidade, mas isso seria resolvido com uma boa legislação e um forte controle. Bem, isso é apenas um pensamento bobinho. Deixe-mos para lá essa fantasia de minha fértil imaginação.

 

Onde estávamos mesmo? Sim, estávamos no momento em que Jesus iria repreender a tempestade. Nenhuma tempestade, nenhuma situação pelas quais passamos permanece para sempre. Nem as boas situações, nem as circunstâncias desagradáveis. Tudo tem um tempo determinado. Aquela tempestade seria interrompida de uma forma anormal.

 

Isso não significa que todas as tempestades terão o mesmo fim, mas algumas delas onde o Senhor está em seu meio, essa não pode continuar a agir e causando estragos para sempre. Jesus estava prestes a dar a sua ordem. Quem provocou Jesus ou o despertou? Foi o clamor daqueles discípulos que fez com que Jesus se levantasse no meio da tempestade.

 

Aqui nós temos mais um ensinamento fantástico. Não entrem em pânico, nem sofram antes da hora. Clamem a Jesus. Despertem-no por meio de suas orações, pois seus ouvidos, dizem as Escrituras, não estão tampados para não ouvir. Clame com força, com vontade: Senhor, pereceremos! Não ninguém perecerá quando o Senhor está no barco.

 

Vamos continuar amanhã? Um bom dia a todos. Não esqueçam de nossa vigília na próxima sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011.

 

22. E aconteceu que, num daqueles dias, entrou num barco com seus discípulos, e disse-lhes: Passemos para o outro lado do lago. E partiram.

23. E, navegando eles, adormeceu; e sobreveio uma tempestade de vento no lago, e enchiam-se de água, estando em perigo.

24. E, chegando-se a ele, o despertaram, dizendo: Mestre, Mestre, perecemos. E ele, levantando-se, repreendeu o vento e a fúria da água; e cessaram, e fez-se bonança.

25. E disse-lhes: Onde está a vossa fé? E eles, temendo, maravilharam-se, dizendo uns aos outros: Quem é este, que até aos ventos e à água manda, e lhe obedecem?

26. E navegaram para a terra dos gadarenos, que está defronte da Galiléia.” (Lc 8:22-26).

 

A Deus toda a glória!

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Vigília do CMI da Primeirona

Click na imagem para ampliá-la ou
Veja a programação em pdf em meu SCRIBD!

Vigília em 11/02/2011 - participe!

Convido você a participar desta vigília conduzida pelo Conselho Ministerial de Intercessão da Primeira Igreja Presbiteriana de Taguatinga nesta próxima sexta-feira, 11/02/2011, a partir das 22hs. Deus abençoe você e família! Veja em meu scribd a postagem respectiva: http://www.scribd.com/doc/48456341/Vigilia-11-2-11

Faltam 808 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).

TEMA: As Tempestades da Vida 9 – Lc 8:22-26.

 
Como a prontidão fazia parte de sua vida, logo ao ser comunicado pelos discípulos que o despertaram, levantou-se, repreendeu o vento e a fúria da água. Levantou-se Jesus. Ele estava deitado, por isso que se levantou. Os discípulos estavam todos assustados e temerosos por causa do perigo.

 

Quando Jesus se levantou o que lhes passou pela cabeça? Eles tinham confiança nele de que ele seria capaz de fazer algo, uma vez que era a natureza que estava agitada? Podemos fazer algo contra a força da natureza, por exemplo, um terremoto, um vulcão em erupção, uma tsuname, um maremoto, uma forte tempestade?

 

Diz a palavra de Deus que repreendeu o vento e também a fúria da água. Você já tentou parar uma tempestade com uma ordem ou com o levantar de suas mãos? Impossível! Não podemos fazer isso, mas Deus é o Senhor do Universo e tudo lhe está sujeito.

 

Nenhuma força física ou química ou radioativa ou atômica ou produzida por qualquer processo ou produto pode ter seguimento se o Senhor não o permitir. Ele controla os tempos e as estações e tudo sustenta por sua poderosa força e poder. A providência de Deus inclui a criação e a manutenção de todas as coisas criadas.

 

Nenhuma força no universo pode continuar o seu caminho se o Senhor não permitir. Assim também aquela tempestade e aqueles fortes ventos não poderiam ferir ninguém sem antes Deus o consentir. Deus criou e sustenta tudo. Não somente as forças da natureza como as interiores, dentro de nossos corações.

 

As tempestades externas e as internas estão sob o seu domínio e controle absoluto. Não devemos temer se tudo está dando errado, pois Ele está tudo controlando. A força também financeira, as economias das nações, as riquezas, o ouro, as divisas econômicas, tudo está debaixo de seu domínio e controle.

 

Rei do Universo, das coisas criadas, visíveis e invisíveis, do mundo dos pensamentos e das imaginações e inclusive das fábulas e das fantasias. Deus é rei absoluto. Como rei tem domínio e trono. Seu trono é nas alturas, revestido de majestades e de honras sem fim. Tronos, principados, domínios, potestades, tudo é dele, por meio dele e para ele.

 

Nada tem existência própria independente dele, pois nada se pode comparar com ele. Eu não posso existir por mim mesmo, dependo 100% dele. Retirando ele o meu fôlego de vida, eu nada sou, nem nada tenho, logo em lugar algum poderei estar ou existir.

 

Ele deu a sua ordem e ... ficará para amanhã.

 

"22. E aconteceu que, num daqueles dias, entrou num barco com seus discípulos, e disse-lhes: Passemos para o outro lado do lago. E partiram.

23. E, navegando eles, adormeceu; e sobreveio uma tempestade de vento no lago, e enchiam-se de água, estando em perigo.

24. E, chegando-se a ele, o despertaram, dizendo: Mestre, Mestre, perecemos. E ele, levantando-se, repreendeu o vento e a fúria da água; e cessaram, e fez-se bonança.

25. E disse-lhes: Onde está a vossa fé? E eles, temendo, maravilharam-se, dizendo uns aos outros: Quem é este, que até aos ventos e à água manda, e lhe obedecem?

26. E navegaram para a terra dos gadarenos, que está defronte da Galiléia." (Lc 8:22-26).

 

A Deus toda a glória!

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Faltam 809 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).

TEMA: As Tempestades da Vida 8 – Lc 8:22-26.
A atitude de Jesus foi a sua prontidão em atender! Jesus se destaca por ser um homem de oração e também por sempre estar pronto. Sempre que era solicitado a fazer algo que dependia dele, ele não dava desculpas ou enrolava a outra parte, antes a atendia e da melhor maneira possível.
 
Eu gostaria de ser assim. O modelo de ação e de todas as coisas para nós é a pessoa de nosso Senhor Jesus Cristo. Eu tenho um amigo, pr. Jailson, que quando é para orar ou visitar enfermos ou fazer a obra de Deus a sua atitude primeira é a prontidão.
 
Um dia destes fui apenas comentar com ele que a mãe do marido da minha secretária do lar estava com câncer e na UTI em uma cidade longe aqui de Brasília, em Anápolis, e que era para orarmos por ela. Fiquei surpreso que logo já quis se levantar e procurar meios de irmos para Anápolis tanto orar por ela como ungi-la com óleo.
 
Comentei também outro dia de duas tias de minha esposa, gêmeas, que estão acometidas da Doença de Huntington, em Águas Lindas/GO, em estado de doença bem avançado, que ele prontamente já combinou comigo um dia e ora e fomos a elas visitá-las depois de uma vigília que se iniciou às 18hs de um dia anterior e se encerrou às 7h da manhã, do dia seguinte.
 
Comentei isso com ele e ele me disse que estava imitando o seu Senhor que quando solicitado não media esforços para se dispor a ir e a ajudar. E sempre que ia, o milagre acontecia e havia curas, sinais e prodígios. Não é incrível esta disponibilidade? E você hoje está disponível ou tem desculpas para dar ao Senhor?
 
A prontidão já faz parte de suas atitudes? Se não faz, que tal orarmos a Deus e pedirmos para ele visitar nossos corações e mentes e nos proporcionar um espírito disponível e pronto para servi-lo? Senhor, eis-me aqui, envia-me a mim! Você pode isso dizer ao Senhor? Você pode se colocar disponível a ele hoje?
 
Outro meu amigo que é muito dado, disponível e que não mede esforços em ajudar aos seus amigos é o Iron. Quando eu estava com meu pai doente, há uns 5 anos, acometido de câncer – gliobastoma multiforme – eu o procurei e lhe pedi uma ajuda para que quando eu fosse a São Paulo vê-lo e assisti-lo, ele, Iron ficasse aqui em Brasília e desse uma ajuda para mim em algo.
 
Sabem o que fez Iron? Tomou-me a chave do carro. Olhou em meus olhos e disse seguro: - você não está em condições de dirigir, abandou a sua própria vida e a ofereceu em ajuda a minha e me conduziu até ao meu pai e lá esteve comigo me ajudando em tudo.
 
Isso é ser e estar pronto, disponível. Eu sou muito grato ao que ele fez por mim. Eu quero imitá-los, pois os tais são imitadores de Cristo.
 
Você está pronto? A prontidão faz parte de suas atitudes?  Mais...(?) Fica para amanha....
 
22. E aconteceu que, num daqueles dias, entrou num barco com seus discípulos, e disse-lhes: Passemos para o outro lado do lago. E partiram.
23. E, navegando eles, adormeceu; e sobreveio uma tempestade de vento no lago, e enchiam-se de água, estando em perigo.
24. E, chegando-se a ele, o despertaram, dizendo: Mestre, Mestre, perecemos. E ele, levantando-se, repreendeu o vento e a fúria da água; e cessaram, e fez-se bonança.
25. E disse-lhes: Onde está a vossa fé? E eles, temendo, maravilharam-se, dizendo uns aos outros: Quem é este, que até aos ventos e à água manda, e lhe obedecem?
26. E navegaram para a terra dos gadarenos, que está defronte da Galiléia.” (Lc 8:22-26).
 
A Deus toda a glória!
 

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Faltam 810 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).

TEMA: As Tempestades da Vida 7 – Lc 8:22-26.


Você já ouviu falar de OO?

 

Oportunidades de Oração! O que são OO - Oportunidades de Oração? São situações ou circunstâncias por que passamos que nos tiram do nosso estado de repouso e nos colocam em situações que, se nada fizermos, algo muito sério irá acontecer conosco.

 

Tempestade, vento, lago, água... perigo! São essas oportunidades. As aflições ou tempestades na vida são essas situações que nos obrigam, certamente, a orarmos buscando uma saída. Se não orarmos, nem buscarmos qualquer saída, murmuraremos, isso se formos livrados da morte.

 

Eu já ouvi um irmão dizer que crente não tem insônia, mas chamado de Deus a orar. Quando nosso calo aperta, corremos a buscarmos alívio e se nada podemos fazer, corremos aos pés do Senhor. Hoje, na Primeira Igreja Presbiteriana de Taguatinga, iniciaremos nossa Escola Bíblica Dominical – EBD. Eu hoje darei aula de Intercessão e quero te convidar a estar conosco e orar.

 

Não espere pelas OO (eu tenho certeza de que elas virão), antecipe-se e busque ao Senhor em oração para que quanto elas vierem te achem munidos, armados, vigilantes e prontos para derrotá-la. Orar, interceder, é uma atitude que deve estar impregnada em nosso ser de tal forma que nossa respiração anseie pelo Senhor.

 

Desperta Senhor, se não pereceremos. Foi assim que aqueles discípulos se dirigiram ao Senhor. Quando a nossa oportunidade de oração é muito grande e o medo nos invade, corremos a pedir ao Senhor que desperte e que nos ajude se não seremos consumidos.

 

O que fez Jesus? prontidão! Jesus se destaca por ser um homem de oração e também por sempre estar pronto. A oração fazia parte de seu cotidiano e sempre levava os seus discípulos a orar. Isso serve de lição para nós nos dias de hoje. Também se destaca a prontidão de Jesus. Sempre que era solicitado a fazer algo que dependia dele, ele não dava desculpas ou enrolava a outra parte, antes a atendia e da melhor maneira possível.

 

Você está pronto? A prontidão faz parte de suas atitudes?  Mais...(?) Fica para amanha....

 

"22. E aconteceu que, num daqueles dias, entrou num barco com seus discípulos, e disse-lhes: Passemos para o outro lado do lago. E partiram.

23. E, navegando eles, adormeceu; e sobreveio uma tempestade de vento no lago, e enchiam-se de água, estando em perigo.

24. E, chegando-se a ele, o despertaram, dizendo: Mestre, Mestre, perecemos. E ele, levantando-se, repreendeu o vento e a fúria da água; e cessaram, e fez-se bonança.

25. E disse-lhes: Onde está a vossa fé? E eles, temendo, maravilharam-se, dizendo uns aos outros: Quem é este, que até aos ventos e à água manda, e lhe obedecem?

26. E navegaram para a terra dos gadarenos, que está defronte da Galiléia." (Lc 8:22-26).

 

A Deus toda a glória!

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Faltam 811 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).

TEMA: As Tempestades da Vida 6 – Lc 8:22-26.


Hora do desespero! É a hora do maior combate, da luta mais ferrenha, da dor mais profunda. O que fazer? Como sair dessa? Há saída? Na hora mais difícil corremos para obtermos ajuda e sai nosso grito de socorro. Socorro! Socorro! É o grito do desespero. É o grito que anunciamos que não damos conta da situação e que precisamos urgente de alguém.

 

Quem poderá me ajudar? Ali havia mais do que um grande amigo que poderia livrá-los de situações complexas. Ali no barco deles estava dormindo o Rei do Universo. Aquele que vive e que reina para todo o sempre.  Ele também está conosco. O Espírito Santo está conosco em nosso barco e não dormita nem toscaneja.

 

Os discípulos se chegaram a ele. Vamos nos achegarmos a ele também sabendo que não seremos rejeitados, pois se quando éramos maus ele se animou a morrer por nós, imaginem agora que já somos dele, não nos dará todas as coisas?

 

Sim, nosso Deus é bom. Ele nos dará o seu livramento. Então façamos como os discípulos e nos acheguemos a ele, mas com confiança, em plena certeza de fé, certos de que seremos aceitos e não rejeitados. Acheguemo-nos com inteiro coração e em plena convicção. Espírito de Deus tem misericórdia de nós!

 

Eles o despertaram. Até parece que o Senhor precisava de ser despertado, mas a palavra registra que eles o despertaram. É isso! Deus nos garante todas as coisas e gratuitamente nos concede todas as dádivas, mas quer que o despertemos, que nos acheguemos a ele. Que oremos com convicção e certos de sua atenção.

 

Tempestade de vento. Tempestade de vento no lago! Pode uma tempestade no lago? Sim, a geografia daquela região, daquele local, permite isso. O barco enchia-se de água. Havia perigo! Tempestade, vento, lago, água... perigo! Desperta Senhor, se não pereceremos.

 

O que fez Jesus? prontidão! Mais...(?) Fica para amanha....

 

"22. E aconteceu que, num daqueles dias, entrou num barco com seus discípulos, e disse-lhes: Passemos para o outro lado do lago. E partiram.

23. E, navegando eles, adormeceu; e sobreveio uma tempestade de vento no lago, e enchiam-se de água, estando em perigo.

24. E, chegando-se a ele, o despertaram, dizendo: Mestre, Mestre, perecemos. E ele, levantando-se, repreendeu o vento e a fúria da água; e cessaram, e fez-se bonança.

25. E disse-lhes: Onde está a vossa fé? E eles, temendo, maravilharam-se, dizendo uns aos outros: Quem é este, que até aos ventos e à água manda, e lhe obedecem?

26. E navegaram para a terra dos gadarenos, que está defronte da Galiléia." (Lc 8:22-26).

 

A Deus toda a glória!

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Faltam 812 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).

TEMA: As Tempestades da Vida 5 – Lc 8:22-26.
Dormir numa tempestade de vento num barco que está sendo agitado pelas ondas é o máximo da tranqüilidade e da confiança em Deus. Quem está com o coração agitado não pode dormir, pois seu cérebro não para de produzir pensamentos de ansiedade e de medo.
 
Se nossa mente está desgovernada, nossos pensamentos serão desgovernados e descontrolados. A agitação do lado de fora do barco era muito assustadora, mas a agitação do lado de dentro era maior nos discípulos que ao invés de curtirem o Senhor no barco, despendiam energias contemplando a tempestade.
 
Tem gente que fica olhando e admirando a tempestade e gostam do cenário de escuridão, de raios e o som ensurdecedor de trovões. Gostam de ver o mar agitado, as ondas, mas não querem sofrer o dano. São expectadores, pensam estar diante de uma tela de cinema e pensam que poderão até andar sobre as águas.
 
Aquela tempestade era real! Raios caem na cabeça de muita gente por ai e elas morrem. Ondas continuam a submergir barcos. Os maiores desastres deste ano no Rio de Janeiro, principalmente, foram decorrentes de fortes chuvas. Na tela do cinema, serve de diversão; mas na realidade, a tempestade tem poder de matar, de destruir, de causar muitos danos.
 
Não se deixe atrair pelo mal nem pelas aparências do mal, seja antes o teu viver longe disso tudo. Não brinque com as tempestades e estando a passar por elas, tenha prudência e cautela. Ter fé não é ser negligente, imprudente e sem perícia, antes devemos ser cautelosos, cuidadosos.
 
Se a tempestade não tivesse força de destruição, não teríamos de temê-la, mas elas destroem e consomem vidas. Há tempestades que são provocadas em nossas vidas por atitudes que tomamos e que se tornam conseqüências as quais teremos de passar por elas. Se você agiu mal, teme a autoridade, diz a palavra de Deus; mas se não, tua consciência é teu árbitro diante de Deus e dos homens.
 
Aquela tempestade que eles enfrentaram era perigosa, mas Jesus dormia tranqüilo naquele barco. Os discípulos estavam com muito medo e não tinham força nem eram capazes de lidarem com elas, bem, pelo menos, assim pensavam. Iremos ver mais adiante que tal visão não coincidia com a realidade. Aqueles discípulos poderiam ter feito algo contra aquela tempestade.
 
O que isso nos ensina hoje? Mais...(?) Fica para amanha....
 
22. E aconteceu que, num daqueles dias, entrou num barco com seus discípulos, e disse-lhes: Passemos para o outro lado do lago. E partiram.
23. E, navegando eles, adormeceu; e sobreveio uma tempestade de vento no lago, e enchiam-se de água, estando em perigo.
24. E, chegando-se a ele, o despertaram, dizendo: Mestre, Mestre, perecemos. E ele, levantando-se, repreendeu o vento e a fúria da água; e cessaram, e fez-se bonança.
25. E disse-lhes: Onde está a vossa fé? E eles, temendo, maravilharam-se, dizendo uns aos outros: Quem é este, que até aos ventos e à água manda, e lhe obedecem?
26. E navegaram para a terra dos gadarenos, que está defronte da Galiléia.” (Lc 8:22-26).
 
A Deus toda a glória!
 

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Faltam 813 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).

TEMA: As Tempestades da Vida 4 – Lc 8:22-26.


Os discípulos estavam em obediência ao Senhor, pois ele tinha pedido a eles que passassem para o outro lado do lago. O bom da viagem é que o Senhor se dispos a ir com eles. Diz a palavra de Deus que Jesus entrou no barco com eles.

 

A caminhada que estamos empreendendo rumo à Canaã também tem a promessa de que não estamos sozinhos. Diz o Senhor que nos daria outro Consolador: "E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre;" (João 14:16).

 

O Espírito Santo é o outro Consolador e no barco de nossa vida ele está conosco. Não estamos sozinhos. Passemos para o outro lado, para onde o Senhor nos quiser levar. Vamos partir. Vamos em frente fazer a obra de Deus.

 

Por que será que ao navegar o Senhor adormeceu? Não está escrito que ele não dormita nem toscaneja – Sl 121: 3 e 4? E por que estava dormindo? Sim, ali estava o Senhor que não dormita nem toscaneja, mas também o filho do homem que em sua natureza humana se afadigava.

 

Em nosso barco, no barco de nossa vida, nosso Consolador não dormita nem toscaneja, mas sempre está alerta e pronto para cumprir a vontade do Pai. Tanto o Pai quanto o Filho quanto o Espírito Santo, nosso Deus, não somente está conosco, mas todas as coisas conhece e sabe nos livrar.

 

Enquanto estava acordado, a tempestade não veio, mas adormeceu e ai sim veio a tempestade. Jesus estava tranquilo sabendo que o Pai tinha um propósito com ele de libertação de uma alma que gemia e se angustiva dia e noite se arranhando, se maltratando e vivendo como um animal em correntes.

 

Esse compromisso não era para ser realizado enquanto cruzavam o Lago de Genesaré, mas quando chegassem do outro lado. Dormia, porque sabia que seu Pai o conduziria ao outro lado do Lago. O Espírito Santo em nossas vidas nos conduz pelos caminhos mais estranhos e tem conosco obras a realizar de libertação de vidas.

 

Nossa vida já não é mais nossa, pertence a Deus. Ele é quem nos conduz e quem nos manda  passarmos para o outro lado. Vamos obedecê-lo e seguirmos a nossa viagem sabendo que chegaremos lá, pois o Pai tem algo para fazermos do lado de lá do nosso lago que estamos a atravessar.

 

Jesus é o nosso exemplo e ele nos diz para ficarmos tranquilos e calmos em nossas travessias. Quando  o seu comando é dado e a sua ordem está sendo executada, podemos desxansarmos em Deus. Podem dormir! Durmam tranquilos sabendo que o Pai esta no controle de tudo e de todas as coisas.

 

Mais? Fica para amanha....

"22. E aconteceu que, num daqueles dias, entrou num barco com seus discípulos, e disse-lhes: Passemos para o outro lado do lago. E partiram.

23. E, navegando eles, adormeceu; e sobreveio uma tempestade de vento no lago, e enchiam-se de água, estando em perigo.

24. E, chegando-se a ele, o despertaram, dizendo: Mestre, Mestre, perecemos. E ele, levantando-se, repreendeu o vento e a fúria da água; e cessaram, e fez-se bonança.

25. E disse-lhes: Onde está a vossa fé? E eles, temendo, maravilharam-se, dizendo uns aos outros: Quem é este, que até aos ventos e à água manda, e lhe obedecem?

26. E navegaram para a terra dos gadarenos, que está defronte da Galiléia." (Lc 8:22-26).

 

A Deus toda a glória!

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Faltam 814 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).

TEMA: As Tempestades da Vida 3 – Lc 8:22-26.


Em terceiro lugar, uma tempestade, por pior que seja, não dura uma vida toda. Ela tem início e por ter início, a conclusão mais óbvia, dentro da física, é que ela terá um final. É óbvio que quando estamos debaixo de um temporal alguns cuidados são necessários.

 

Não dá para sair por ai como se fosse dia ensolarado e de brisa suave, pois um raio destes pode te atingir e raios matam! Os raios na tempestade se caem na cabeça de qualquer um, o seu fim é certo. Nosso comportamento nas tempestades deve ser moderado e bem calculado.

 

A pior hora de tomar decisões é quando estamos com nossos corações agitados e pertubados por causa de alguma situação que nos tirou do sério e que abalou as nossas estruturas. Quando você está abalado emocionalmente, não tome decisões ainda que a pressão seja muito grande. Você com certeza irá se arrepender até ao pó e talvez não haja mais como retroceder. Pense nisso.

 

Ouvi um cantor cantar uma música linda que dizia que as tristezas de seu coração o impulsionavam a cantar louvores a Deus. Fiquei pasmo! É o contrário! Não queremos cantar e Deus nos parece tão longe que blasfemamos: Deus não existe! Deus não se importa comigo! Deus está ocupado demais para dar atenção a mim, despresível e vil!

 

Ah! Se, de fato, como diz a canção, cantássemos naquela hora mais densa e terrível que nosso coração está em trevas. Da nossa boca a tendência é o murmurar, o lamentar, o cobrar, o agredir, o pensamento até suicida. Me mata óh Deus, porque me mantes vivo?

 

"22. E aconteceu que, num daqueles dias, entrou num barco com seus discípulos, e disse-lhes: Passemos para o outro lado do lago. E partiram.

23. E, navegando eles, adormeceu; e sobreveio uma tempestade de vento no lago, e enchiam-se de água, estando em perigo.

24. E, chegando-se a ele, o despertaram, dizendo: Mestre, Mestre, perecemos. E ele, levantando-se, repreendeu o vento e a fúria da água; e cessaram, e fez-se bonança.

25. E disse-lhes: Onde está a vossa fé? E eles, temendo, maravilharam-se, dizendo uns aos outros: Quem é este, que até aos ventos e à água manda, e lhe obedecem?

26. E navegaram para a terra dos gadarenos, que está defronte da Galiléia." (Lc 8:22-26).

 

A Deus toda a glória!

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Faltam 815 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10).

TEMA: As Tempestades da Vida 2 – Lc 8:22-26.

Em primeiro lugar eu disse que o Senhor está me pedindo confiança total nele e não somente a mim, mas também pede a minha esposa a mesma confiança. Estaria Deus sendo exclusivo somente a mim? Não creio. Deus requer confiança de todos os seus filhos e portanto está pedindo a você aqui agora: confie em mim!
 
Em segundo lugar, tudo vem dele ou é permitido por ele. Logo, não há tempestade que o surpreenda. Deus está no controle das tempestades, de todas elas, inclusive daquelas que deixam os céus mais negros que a mais densa treva.
 
Aqueles discípulos não iniciaram a sua viagem por sua própria conta, mas estavam ali em obediência ao Senhor que lhes pedira para irem para o outrol lado do lago. O Lago de Genesaré, ou Mar de Tiberíades, ou Mar da Galiléia. Todos eles são sinônimos.
 
Era neste lago que Jesus e os discípulos iam de uma a outra margem e realizavam grandes milagres, sinais, curas, prodigios. Era um local de preferência de Jesus. Às vezes, ele usava barcos como púlpitos improvisados e ministrava àquela gente, com amor, muita unção e com carinho.
 
Diz a palavra de Deus que todos que o Pai permitia que fosse até ele eram curados, sarados, tratados. Hoje, Jesus não está mais aqui na terra em forma física, embora pudesse. Também não estão os seus discípulos, os primeiros apóstolos. No entanto estão o Espírito Santo e eu e você.
 
Será que Deus precisa ressuscitar e trazer dos 'mortos' alguém que ele queira usar nos dias de hoje? Ele irá usar Pedro, Tiago, João? Não! Eles já passaram e cumpriram a obra de Deus. Nós somos os Pedros, os Tiagos e os Joãos que Deus vai urar no presente para revolucionar este planeta.
 
Pense além de sua região. Pense grande. Vá até as nações e imagine Deus te levando de um lado para o outro do planeta como ele levava os discípulos de um lado para o outro do lago de Genesaré. Deus quer levantar daqui deste lugar vasos que ele possa usar. Vasos que confiem nele. Vasos que saibam que Deus está no controle das tempestades.
 
Amanhã, continuaremos com a terceira observação... enquanto isso meditem no trecho:
 
"22. E aconteceu que, num daqueles dias, entrou num barco com seus discípulos, e disse-lhes: Passemos para o outro lado do lago. E partiram.
23. E, navegando eles, adormeceu; e sobreveio uma tempestade de vento no lago, e enchiam-se de água, estando em perigo.
24. E, chegando-se a ele, o despertaram, dizendo: Mestre, Mestre, perecemos. E ele, levantando-se, repreendeu o vento e a fúria da água; e cessaram, e fez-se bonança.
25. E disse-lhes: Onde está a vossa fé? E eles, temendo, maravilharam-se, dizendo uns aos outros: Quem é este, que até aos ventos e à água manda, e lhe obedecem?
26. E navegaram para a terra dos gadarenos, que está defronte da Galiléia
." (Lc 8:22-26).

A Deus toda a glória!