sábado, 22 de agosto de 2009

365 dias de propósito! Dia 32/365

LB de hoje: Lv 9:24. “O fogo arderá continuamente sobre o altar e não se apagará” Lv 6:13. Diz Russel Shedd que este fogo inicial foi produzido por Deus e deveria ser mantido aceso continuamente e jamais ser apagado. O aparecimento do fogo foi feito por Deus, mas a sua manutenção seria responsabilidade dos sacerdotes. Nadabe e Abiú morreram por apresentarem diante do Senhor um fogo estranho, isto é, que não teve a sua origem em Deus.

E o fogo que arde em te peito que foi o Senhor quem o iniciou, meu irmão? É tua a responsabilidade agora pela sua manutenção. A obra já foi iniciada por Deus, mas a sua manutenção é de sua responsabilidade. Não deixe o fogo sobre o altar parar de arder!

O tema de minha pregação amanhã será FAMÍLIA NO PROJETO DE DEUS. Repare que são 3 palavras importantes que se destacam no tema: 1. família; 2. projeto; 3. Deus. O próprio tema é perfeito e completo e se encaixa dentro do que creio e entendo.

Deus. Primeiramente creio em um Deus Soberano, sábio e bom. Deus é o administrador e controla todas as coisas. Tudo ele faz muito bem. É o Deus que reina, que tem domínio, e seu trono está firmado desde a eternidade (Salmos 93). Reino. Domínio. Trono.

Projeto. Aqui está presente a inteligência e a sabedoria de um ser que todas as coisas faz para um propósito específico. Nenhuma de suas coisas é feita ao acaso, mas com propósito, com inteligência. Iremos encontrar essa inteligência e propósito até em um grão de areia. Nós somos obra de suas mãos e fazemos parte de seu projeto. A família é um dos projeto de Deus que tem uma finalidade.

Família. Não se trata aqui de algo que se foi evoluindo ao longo dos tempos até termos o que temos hoje e cujo sentido da palavra está comprometido e gasto. Os estudiosos da família, sociólogos, psicólogos, teólogos e tantos outros logos formulam suas teorias baseados em estudos, pesquisas, história e creio que têm o seu devido valor, mas não podemos esquecer que o nosso Deus que é soberano (reino, domínio e trono) e que tudo projetou também estabeleceu, criou a família e deu a ela uma tarefa que passará os céus e a terra, jamais deixaram de ser válidos.

Gerard Von Groningen, o autor do livro A Família da Aliança acrescentaria mais uma palavra importante que seria a aliança e como o autor tem uma visão bíblica ortodoxa e é cristocêntrico, eu irei acrescentar mais esta palavra e dela falar um pouco.

Aliança. Recapitulando: Deus que é soberano (reino, domínio e trono) e que tudo projetou também estabeleceu a família da aliança. Essa aliança é algo mais do que seu significado parece dizer. Nas próprias palavras de V. Groningen:

"A Aliança, portanto, é um vínculo de amor real, de vida de amor caracterizada pelo relacionamento indestrutível entre duas partes, especialmente no contexto bíblico, entre Deus e os seres humanos.A Aliança é soberanamente administrada e quando Deus fez aliança, como, por exemplo, com Abraão, ele disse: "Eu sou o Deus Todo-poderoso; anda na minha presença e sê perfeito.Guardarás a minha aliança, tu e a tua descendência no decurso das suas gerações" (Gn 17.1, 9). Quando Deus faz uma aliança, ele não somente estabelece um relacionamento entre ele mesmo e aqueles que refletem a sua imagem, mas ele usa esse relacionamento como um recurso administrativo. Deus leva adiante a sua vontade, o seu plano, o seu propósito na criação e na redenção. Ele sempre faz isso nesse relacionamento de vida de amor e amor vivo e assim, a ligação amor-vida se torna a maneira e o caminho de Deus administrar tudo o que ele criou e, especialmente, mostra o que ele pretende fazer com a humanidade e em favor dela."

Qual então o papel e a importância dessa família e como Deus a estabeleceu? Partindo disso, como devemos tratar, doravante, esse assunto da família?

A Deus toda a glória.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.