sexta-feira, 5 de março de 2010

365 dias de propósito! Dia 227/365

Você está contente com o que você tem, com o que você é e onde você está? 9
 
Ontem no Seminário Presbiteriano da IPB, na 906 Sul, tive aula de VOCAÇÃO E ESPIRITUALIDADE, com o Prof. Rev. Ricardo Barbosa, que já tem perto de 30 anos de ministério pastoral, na Igreja Presbiteriana do Planalto, SGAN 708- Área Especial - Brasília-DF, Telefone: (061) 3272-0809. Para conhecer mais sobre este homem de Deus e seu ministério visitem: http://www.ippdf.com.br/ A questão do foco é muito importante.
 
A sua aula enfocou, praticamente, o tema de nossa reflexão e fiquei pasmo com a “Cristoincidência”. Parecia que estávamos sintonizados em uma mesma estação, guardadas, obviamente, as distintas proporções, pois afinal de contas o Rev. Ricardo Barbosa é mestre e eu simples aluno nas questões do Reino de Deus e de sua Justiça.
 
Seu desafio inicial, em sua primeira aula foi fazer com que apresentássemos nosso conceito de VOCAÇÃO. Ficamos muito confusos e cada um falou algo, mas não de forma abrangente nem clara. Na visão do professor, estávamos confundindo os chamados de Deus, ou seja, há um chamado principal e outro secundário. O principal seria que nós fomos chamados (TODOS): 1. à comunhão/koinonia – I Co 1:9. 2. para sermos discípulos/seguidores de Cristo. 3. para sermos santos/filhos de Deus. 4. à nova liberdade em Cristo. Já o chamado secundário, seria as questões circunstanciais ao longo de nossa vida a qual poderia ser a nossa profissão/função.
 
Assim, ninguém, de certa forma, foi chamado, sendo por isso, alguém especial e superior aos demais, ao pastorado. O pastor, ou o médico, ou o dentista, ou o faxineiro, ou o bancário, ou o administrador, são funções igualmente dignas e não superior às demais. No entanto, todos têm em si o chamado primário e nele todos devem dar seu testemunho de fidelidade.
 
Essa é também a visão de Gerard Van Groningen que entende que o Reino de Deus é todo abrangente e que Deus, desde o início, instituiu os mandatos espiritual, cultural e social. Assim, trabalhar, estudar, passear é tão espiritual como estar em uma igreja. Eu gosto dessa visão e me pactuo com ela. E você?
 
Sabem no que isso resulta ao final de contas? No reconhecimento final de que Deus é soberano e que está no controle de tudo e de todas as coisas, logo é também o grande administrador por excelência que usando os seus recursos (tudo e todas as coisas de seu Reino todo abrangente, inclusive nós, filhos de Deus) os distribui aqui e ali cumprindo cada qual um propósito específico e relacionado ao desenvolvimento e ao progresso. Logo, você tem, é  e está onde Deus, o grande administrador, quer que você esteja. Aleluias!
 
A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias
 
  • Estou no capítulo 37, de Isaias - Bíblia Shedd (Shedd Bible), ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova, Russell P. Shedd.
  • Ainda estou na pág. 435/656, do livro Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.
  • Estou ouvindo 05h35m46s de 13h26m47s de áudio do livro UMA HISTÓRIA DO PENSAMENTO CRISTÃO - Dos Primórdios ao Concílio de Calcedônia - Justo L. González.

quinta-feira, 4 de março de 2010

365 dias de propósito! Dia 226/365

Você está contente com o que você tem, com o que você é e onde você está? 8
 
Ontem, eu conclui o assunto com uma declaração forte: “Eu vo-lo digo com propriedade: você tem o que Deus quer que você tenha; você é o que Deus quer que você seja e você está onde Deus quer que você esteja.”. Tem sido difícil para mim viver a palavra que prego, mas creio que ela é verdadeira e oriunda dos céus. O fato de sermos de Deus, de pertencermos a ele, nos coloca numa situação dessas.
 
O perigo de viver essa palavra é a estagnação. Para mim, Deus não abençoa aquele que não trabalha. “Porque vós mesmos sabeis como convém imitar-nos, pois que não nos houvemos desordenadamente entre vós, Nem de graça comemos o pão de homem algum, mas com trabalho e fadiga, trabalhando noite e dia, para não sermos pesados a nenhum de vós. Não porque não tivéssemos autoridade, mas para vos dar em nós mesmos exemplo, para nos imitardes. Porque, quando ainda estávamos convosco, vos mandamos isto, que, se alguém não quiser trabalhar, não coma também. Porquanto ouvimos que alguns entre vós andam desordenadamente, não trabalhando, antes fazendo coisas vãs. A esses tais, porém, mandamos, e exortamos por nosso Senhor Jesus Cristo, que, trabalhando com sossego, comam o seu próprio pão. E vós, irmãos, não vos canseis de fazer o bem.” (II Ts 3: 7-13 – Grifo Nosso).
 
Como Deus está no controle de tudo, logo porque buscar melhorias? Esse raciocínio não conduz com aqueles que são filhos de Deus. Não podemos confundir as coisas nem maliciarmos os fatos. Eu mesmo irei buscar melhorias sempre: quero sempre ter mais, quero sempre ser mais, quero sempre estar em uma melhor situação ou condição, mas que tudo seja para a glória de Deus.
 
Como conviver com o fato de estarmos contentes em toda e em qualquer situação e ao mesmo tempo buscarmos melhorias contínuas? Eu creio que podemos viver assim se nosso foco não estiver na coisa, no ser e no estar. Repare que se o teu foco é o ter, você será dominado pela ambição e pela inveja e quererá sempre ter mais do que seu irmão numa espécie de concorrência como se aquilo fosse te dominando e te escravizando.
 
Se nosso foco estiver no Senhor e não desviarmos os olhos dele, sempre cresceremos em tudo. Não somente a revelação nas Escrituras é progressiva, mas também nosso desenvolvimento pessoal em termos de posses, de pessoa e de ambientes. Irmão não tenha medo de crescer, mas, no entanto, não desvie os teus olhos do Senhor. Certo? Um bom dia na presença do Senhor.
 
A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias
 
  • Estou no capítulo 34, de Isaias - Bíblia Shedd (Shedd Bible), ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova, Russell P. Shedd.
  • Ainda estou na pág. 434/656, do livro Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.
  • Estou ouvindo o3h33m21s de 13h26m47s de áudio do livro UMA HISTÓRIA DO PENSAMENTO CRISTÃO - Dos Primórdios ao Concílio de Calcedônia - Justo L. González.

quarta-feira, 3 de março de 2010

365 dias de propósito! Dia 225/365

Você está contente com o que você tem, com o que você é e onde você está? 7
 
Eu não estou. No entanto, a palavra de Deus nos diz: “Não digo isto como por necessidade, porque já aprendi a contentar-me com o que tenho. Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade. Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece.” (Fp 4: 11 a 13).
 
Paulo afirmou com veemência: POSSO TODAS AS COISAS NAQUELE QUE ME FORTALECE! Isto é, posso passar por necessidade, posso passar por abundância, posso estar abatido, posso ter fartura, posso ter fome ou posso padecer necessidade, não importa, posso tudo isso e muito mais, pois sei que serei fortalecido!
 
É novamente aquela visão que o apóstolo Paulo nutria de seu Senhor Soberano. Paulo conhecia o Senhor, por isso não se desesperava, nem se atribulava com o ter, com o ser e onde estar. Até nas prisões Paulo se dizia prisioneiro de Cristo! Não era de se esperar que se lamentasse ou que maldissesse seus algozes? Pelo contrário, ele sabia que quem o detinha na prisão não era outro senão o Senhor. E porque o fazia? Em tudo e em todas as coisas Deus tem propósitos firmes e estabelecidos.
 
O Senhor foi o guia, o protetor, o instrutor de Paulo e nada lhe faltava! Aos seus discípulos o Senhor certa feita lhes perguntou? “E disse-lhes: Quando vos mandei sem bolsa, alforje, ou alparcas, faltou-vos porventura alguma coisa? Eles responderam: Nada.”(Lc 22:35). Ele continua a perguntar a nós hoje: porventura lhes falta alguma coisa? E o que você irá responder ao Senhor?
 
Choramos e lamentamos de barriga cheia, aliás bem cheinha. É triste vermos servos de Deus acabrunhados, derrotados, confusos e perdidos por picuinhas que não chegam numa escala comparativa ao mínimo das coisas por que passou Paulo e ainda reconheceu o Senhor em todos os seus caminhos. Reconhece-o, diz a palavra de Deus, e ele endireitará as tuas veredas! Isto está no livro de Provérbios: “Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas.” (Pv 3:6).
 
Senhor, me perdoe. Eu não tenho nenhum motivo para estar de cara fechada e de coração travado contigo. Fui concebido em pecado e aprendi a pecar. Até na minha inocência e na minha sinceridade há peçonha de víbora, por isso faço, penso e pratico coisas que te desagradam e, pior, que me fazem crer na mentira da antiga serpente que sempre quis lançar nos nossos corações a dúvida relacionada ao teu caráter. Estou envergonhado. Perdoe-me!
 
Eu vo-lo digo com propriedade: você tem o que Deus quer que você tenha; você é o que Deus quer que você seja e você está onde Deus quer que você esteja. Se você pudesse contemplar como está agora o meu coração enquanto escrevo palavras tão fortes...  Senhor, preciso de tua ajuda!
 
A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias
 
  • Estou no capítulo 31, de Isaias - Bíblia Shedd (Shedd Bible), ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova, Russell P. Shedd.
  • Ainda estou na pág. 433/656, do livro Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.
  • Estou ouvindo o2h43m40s de 13h26m47s de áudio do livro UMA HISTÓRIA DO PENSAMENTO CRISTÃO - Dos Primórdios ao Concílio de Calcedônia - Justo L. González.

terça-feira, 2 de março de 2010

365 dias de propósito! Dia 224/365

Você está contente com o que você tem, com o que você é e onde você está? 6
 
Tem muita gente se achando livre, mas são verdadeiros escravos. Livre não é quem faz o que quer, a hora que quer, como quer, mas aquele que se domina. “Melhor é o longânimo do que o herói da guerra, e o que domina o seu espírito, do que o que toma uma cidade.” (Pv 16:32). Nós já demos uma pequenina explorada no que temos e chegamos à conclusão de que temos o que Deus quer que tenhamos, pois ele nos tem dito: “jamais te deixarei, nunca jamais te abandonarei” (Hb 13:).
 
Agora estamos entrando no que somos e eu ouso a afirmar que somos exatamente aquilo que Deus quer que sejamos. Isso é duro de ouvir, principalmente se a pessoa tem um sentimento forte de auto-rejeição ou que não gosta de ser o que é. Não se assuste achando que o teu caso é único e que toda a sua vida você sonhou em ser diferente.
 
Deixe-me voltar ao assunto inicial da ilusão da liberdade que temos, pois faz parte do que somos. Na verdade, na verdade, não somos nadinha, mas nada mesmo. O único que é alguma coisa é o Senhor, o restante, nada é. Eu prefiro dizer em questões de atributos, por exemplo, que eu não sou tímido, mas estou tímido.
 
Quando o Senhor se apresentou a Moisés ele disse de si mesmo para que Moisés disse ao povo de Israel: “Disse Deus a Moisés: EU SOU O QUE SOU. Disse mais: Assim dirás aos filhos de Israel: EU SOU me enviou a vós outros.” (Ex 3:14). Deus, na verdade, é o único que é! Aleluias! Tanto que na língua hebraica os verbos ser e estar não são usados pessoalmente, mas exclusivos de Deus. Por exemplo, eles não dizem: eu sou bonito, mas eu bonito; eles não dizem: eu tenho uma casa, mas eu casa.
 
E você, o que tem e o que é? Ao quê você pode dizer tenho e sou?
 
Alguém me disse certa vez: eu bebo e fumo porque quero. Mentira! Ninguém bebe ou fuma porque quer, mas porque é escravo. O escravo faz a vontade de seu senhor, sempre. O escravo não tem vontade própria. “Replicou-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo: todo o que comete pecado é escravo do pecado. O escravo não fica sempre na casa; o filho, sim, para sempre.” (Jo 8: 34 e 35). A ilusão que temos é a de que somos donos de nossos narizes e fazemos que bem entendemos. Somente faz o que bem entender que se domina. Deus te abençoe neste dia especial.
 
A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias
 
  • Estou no capítulo 28, de Isaias - Bíblia Shedd (Shedd Bible), ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova, Russell P. Shedd.
  • Ainda estou na pág. 432/656, do livro Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.
  • Estou ouvindo o2h13m13s de 13h26m47s de áudio do livro UMA HISTÓRIA DO PENSAMENTO CRISTÃO - Dos Primórdios ao Concílio de Calcedônia - Justo L. González.

segunda-feira, 1 de março de 2010

365 dias de propósito! Dia 223/365

Você está contente com o que você tem, com o que você é e onde você está? 5
 
Encerrei ontem assim: “Eu tenho a absoluta certeza em meu coração de que temos tudo aquilo que Deus quer que tenhamos. Se está faltando, Deus irá completar. Se está sobrando, compartilhe!”. Para as 3 declarações a lógica é a mesma. Tanto ter, como ser, como estar são bênçãos de Deus. Deus deu. Deus me fez. Deus me colocou. Se eu entender plenamente isso, entenderei a soberania de Deus em minha vida. Caso contrário, corro o risco de ficar totalmente perdido e confuso.
 
É difícil, às vezes, aceitar que o que eu tenho, que o que eu sou e onde estou faz parte do plano de Deus para minha vida, principalmente porque eu sou tentado a me comparar com meu vizinho. Ao me comparar com ele, se tenho, sou, ou estou inferior a ele, logo se me desperta a inveja e a cobiça e se superior, o desprezo, o orgulho.
 
A nossa mente parece ter associado a idéia de sucesso ao fato de termos, sermos ou estarmos em posição superior ao nosso próximo. Ao invés de nos contentarmos com o que temos passamos a invejar e a odiar o nosso irmão. Devido a nossa natureza pecadora, somos então capazes de atitudes muito cruéis, inescrupulosas e malignas quando estamos dominados ou pela inveja ou pelo orgulho. Nosso foco de prosperidade jamais deve ter como alvo o nosso próximo.
 
Apesar desse meu discurso, sou totalmente contra o não desenvolvimento do ser, do ter e do estar. Parar no tempo achando que tudo cairá dos céus e que nada precisamos fazer, para mim, também é posição extremista e irresponsável. Devemos sim, sempre, buscar melhorias contínuas em nossas vidas buscando sempre ter mais, ser mais e estar em melhor condição, situação, etc.
 
O foco disso é que deve ser diferente. Eu não tenho que me comparar com meu irmão. Isso não é sábio, é tropeço. Eu não irei correr a corrida da vida para chegar na frente de meu vizinho, mas sempre para me superar. Cada dia que eu me supero e venço mais uma etapa e conquisto coisas, eu glorifico ao Senhor. A suma de todas as coisas é que tudo seja feito para a honra e a glória do Senhor.
 
Você entendeu que é diferente o ter, o ser e o estar com o foco no meu vizinho e com o foco no Senhor, buscando a sua glória, sempre? A primeira conseqüência positiva quando você está esclarecido de que não tem de ser melhor do que ninguém é o fato de você poder relaxar e descansar. Com sua mente relaxada e descansada., sua produção e capacidades aumentarão e você se surpreenderá com mais coisas que você passa a conquistar.
 
Existe também perigos nisso, se nisso você colocar o seu coração e novamente errar o alvo. Quando você foca no que você tem, no que você é e onde você está, você corre o risco de se esquecer do Senhor e passar a se engrandecer. Sua mente e seu coração deve estar livre disso tudo e somente você estará livre de todas essas coisas, sendo escravo do Senhor. Interessante, não é mesmo? Até amanhã, se Deus quiser.
 
A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias
 
  • Estou no capítulo 25, de Isaias - Bíblia Shedd (Shedd Bible), ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova, Russell P. Shedd.
  • Ainda estou na pág. 430/656, do livro Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.
  • Estou ouvindo ooh13m11s de 13h26m47s de áudio do livro UMA HISTÓRIA DO PENSAMENTO CRISTÃO - Dos Primórdios ao Concílio de Calcedônia - Justo L. González.
 
=======
(*) utilizo o TextAloud 2.303, da www.nextup.com, com voz Loquendo Felipe – Brasilian  Portuguese para ouvi-lo em meu Nokia - N95, geralmente em meu UNO (para maiores detalhes, ver: http://www.jamaisdesista.com.br/2009/03/irmaos-eu-li-isto-e-ouvi-e-recomendo-o.html).
 
Observações:

domingo, 28 de fevereiro de 2010

365 dias de propósito! Dia 222/365

 

Você está contente com o que você tem, com o que você é e onde você está? 4

 

Continuando o que estávamos falando ontem, para conseguir viajar nesse cruzeiro eu tive que enfrentar algumas situações difíceis e desanimadoras. Parecia que eu não ia conseguir superá-las. A primeira foi a liberação por 3 dias em meu trabalho, sem ter de negociar minhas férias. Eu estava em uma situação que não sabia o que fazer, mas a providência divina caiu como uma luva. Meu chefe, por conta de suas férias no início de janeiro, pediu-me, meio sem jeito, um grande favor: que eu não tirasse minhas férias na mesma data em que ele, pois planeja ele deixar-me em seu lugar em suas férias.

 

Ora, aceitei de pronto. Primeiro, isso fez com que logo tivesse que abrir mão de um dia de serviço o qual ele prometera que iria me pagar. Aproveitei-lhe e disse que também iria precisar no mês de março e que também iria precisar de um grande favor dele: além desse dia, eu iria precisar de mais dois. Como uma mão lava a outra e as duas juntas todo o corpo, ele, prontamente, concordou. Entrei então em regime de compensação de horários para pagar os dois dias que eu precisaria a mais.

 

O bom desse testemunho é que eu estava todo sem jeito de lhe falar e de lhe pedir algo tão difícil. Como eu não sabia o que fazer, apresentei o caso ao Senhor e lhe roguei uma saída, uma solução. O mais estranho ainda foi que no momento em que eu ensaiava lhe falar, ele me chamou em seu gabinete e falou sua situação primeiro. Pronto! Consegui o momento perfeito e tudo deu tão certo que glorifiquei ao Senhor por tão grande bênção. Já havia uns 3 dias que eu estava numa luta interior tao grande. Bem na hora que eu resolvo lhe falar, instantes antes, ele me chama.... incrível!

 

A outra bênção foi uma grande estratégia que Deus nos deu para viajarmos no cruzeiro como se fosse uma lua-de-mel. Aleluiaaaaas! Quando compramos nossa passagem para o cruzeiro, compramos passagens para nossa filhinha de 6 anos e com isso conseguimos um grande problema. Bebel contava nos dias o momento de nosso embarque no cruzeiro e estava super ansiosa e cheia de expectativas.

 

No entanto, menos de 15 dias antes da viagem, caiu a ficha em nós, em mim e em minha esposa, e refletindo chegamos a conclusão que este passeio tão curto não seria apropriado para ela, além do que perderíamos nossa privacidade e deixaríamos de aproveitar momentos tão especiais que somente pertencem aos casais, principalmente aos casais que estão em Cristo. Aleluiaaaaas! O que fazer?

 

Dobrei meus joelhos e orei ao Senhor para que ele nos desse estratégias, a qual eu não vislumbrava nenhuma. Eu orei bem assim: Senhor, este caso está perdido para mim e não quero, de forma alguma, magoar o coração de minha filhinha. Ajudá-me a convencer tanto minha esposa quanto minha filha que o melhor para todos é que ela não vá. No entanto, que ache ela uma saída que ela fique tão contente e feliz que trocaria o cruzeiro por outro evento sem nem pestanejar e assim todos nós fiquemos felizes. Orei e esqueci.

 

Não demorou muito não. Eu até pensei em mandar emails a minha esposa, mas isso poderia causar mais males que bem e resolvi mesmo descansar no Senhor. Uns 3 dias depois, em seu ambiente de trabalho, ela resolveu compartilhar com sua amiga que iria a um cruzeiro. A amiga achou o máximo e lhe deu conselhos para aproveitar o máximo, principalmente o casal. Ela então lhe disse que estaria levando sua filhinha junto. Pronto. A sua amiga, então, falou tanto, tanto, tanto... para cada justificativa de levá-la, sua amiga apresentamava mais de 3 para não levá-la. Resultado! Chegou em casa desesperada querendo também dar um jeito e não levá-la.

 

Eu pesensei comigo que bênção! É o resultado de minha oração! Ora, se Deus começou a responder, óbvio ele continuará até a solução final, pois ainda faltava convencê-la de não ir e olha que contava até os dias que faltava... papai, estão faltando 9 dias para nosso cruzeiro! E agora? Pensamos em um enorme presente, em deixá-la com a avó, em tantas e tantas saídas, mas nenhuma delas era melhor do que a opção dela pelo cruzeiro. Deus vai dar a estratégia! Vamos confiar, eu dizia.

 

Surge meu amigo Patrick que mora no Paraná e que tanto insistia para gente ir visitá-lo em Curitiba, mas não estava dando certo. Ele tem uma filha de 9 aninhos, Larissa, uma gracinha de menina que se afeiçoou muito a Isabel e vai fazer aniversário bem no dia em que estaremos no cruzeiro. Bastou uma ligação da Larissa para Bebel convidando-á para seu aniversário. Bebel trocou o cruzeiro e está empolgadíssima em ir para o aniversário de sua amiguinha e ainda passar alguns dias em Curitiba.

 

Graças a Deus, estamos todos felizes e em expectativa pelos próximos dias em que viajaremos. Uns para o cruzeiro, a Bebel para Curitiba. Todos muito felizes, alegres e gratos a Deus por nos atender de uma forma tão especial.

 

Eu vou encerrar a meditação de hoje dizendo que Deus tem controle de todas as coisas e que podemos orar a ele que ele nos abençoará. Eu tenho a absoluta certeza em meu coração de que temos tudo aquilo que Deus quer que tenhamos. Se está faltando, Deus irá completar. Se está sobrando, compartilhe!

 

"se eu tenho um problema que eu não sei o que fazer, eu ..." oro, oro, oro, até Deus responder! Ore meu irmão, Ore, meu irmão. Aleluias!

 

A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias

 

Ø       Estou no capítulo 22, de Isaias - Bíblia Shedd (Shedd Bible), ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova, Russell P. Shedd.

Ø       Ainda estou na pág. 430/656, do livro Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.

Ø       Irei começar a ouvir UMA HISTÓRIA DO PENSAMENTO CRISTÃO - Dos Primórdios ao Concílio de Calcedônia - Justo L. González, com 13h26m47s de áudio.

Ø       Já ouvi a CONSTITUIÇÃO DA IGREJA PRESBITERIANA DO BRASIL – 01h51m41s.

=======

(*) utilizo o TextAloud 2.303, da www.nextup.com, com voz Loquendo Felipe – Brasilian  Portuguese para ouvi-lo em meu Nokia - N95, geralmente em meu UNO (para maiores detalhes, ver: http://www.jamaisdesista.com.br/2009/03/irmaos-eu-li-isto-e-ouvi-e-recomendo-o.html).

 

Observações:

·         Estou também no 45/90 dias de meu compromisso relacionado à alimentação (ver http://www.jamaisdesista.com.br/2010/01/365-dias-de-proposito-dia-178365.html). Tocom saudades de massas e doces...rs...

·         Estou no 00/00 dias de atividades físicas regulares (caminhada, natação, ginástica). Já comecei, mas ainda não registrei...aguardem! ta difícil... meu Deus me ensina a administrar o meu tempo!

sábado, 27 de fevereiro de 2010

365 dias de propósito! Dia 221/365

 

Você está contente com o que você tem, com o que você é e onde você está? 3

 

Eu de fato não tenho nada que eu possa assegurar que é meu, por isso devo viver desprendido dessas coisas, mas não de forma irresponsável com os bens que o Senhor me tem posto às mãos enquanto eu estiver aqui nessa terra. Àquela visão de soberania de Deus que está no controle de todas as coisas eu não devo perder jamais. Ele dá e ele também tira, bendito seja o Senhor!

 

Essa visão de sua soberania me dará garantias tranquilas de que eu tenho o que Deus quer que eu tenha. Parece tão difícil absorver esse ensino, pois sempre estamos querendo mais e mais e nunca achamos que temos o suficiente. Eu por exemplo gostaria de trocar meus carros, já velhos e bem usados, fazer uma boa reforma em minha casa, fazer serviços de marcenaria, principalmente armários, e adquirir alguns gadgets, principalmente porque uso com frequência teconologias.

 

Lutar por melhorias contínuas em todos os níveis de minha curtíssima existência eu não considero um erro, mas uma disciplina que me levará ao trabalho, à oração. Isso é bênção! No entanto, isso poderá ser um pesadelo quando eu me deixar levar pela inveja, ou pela ganância, ou por qualquer outro sentimento que não venha a resultar em glórias a Deus. Em tudo o que fizermos devemos buscar continuamente a glória para Deus.

 

Por exemplo, estarei nos próximos dias viajando em um cruzeiro nacional com minha amada esposa que Deus me deu o prazer e a honra de convivência por esses últimos 23 aninhos. A pergunta que se segue é: tenho dinheiro em abundância? Não! Pelo contrário, tenho dívidas, mas Deus me dá a graça de administrar suas coisas de forma que alcancemos também alguns prazeres como esse que era um de meus sonhos terrenos. Ainda quero ir para Israel e tantos outros.

 

Sou trabalhador de sol a sol, além do que ainda estudo a noite. Saio para o trabalho 6h30 e volto ao meu lar já próximo das 23hs. Não é fácil, mas Deus dá graça! O que eu tenho, conquistei com muito esforço, dedicação, trabalho e honestidade. Acredito na força do trabalho, do estudo, da vontade de crescer e prosperar. No entanto, se não for para a glória de Deus, nada disso terá valor.

 

Para conseguir realizar esse passeio maravilhoso foi necessário eu passar por alguns estreitos, mas Deus me deu vitórias. Amanhã falarei como aconteceu e creio ter sido resposta às minhas orações. O que você tem, meu irmão, é para a glória de Deus, por isso você tem o que Deus quer que você tenha. Querendo, ele pode tornar-te rico ao terminar essa leitura, mas também querendo, ele pode deixar-te somente com a roupa de teu corpo. Em ambos os casos, Deus jamais nos eleva ou nos abate à toa, mas por causa de algum propósito que irá glorificar seu nome.

 

A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias

 

Ø       Estou no capítulo 19, de Isaias - Bíblia Shedd (Shedd Bible), ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova, Russell P. Shedd.

Ø       Estou na pág. 430/656, do livro Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.

Ø       Irei começar a ouvir UMA HISTÓRIA DO PENSAMENTO CRISTÃO - Dos Primórdios ao Concílio de Calcedônia - Justo L. González, com 13h26m47s de áudio.

Ø       Já ouvi a CONSTITUIÇÃO DA IGREJA PRESBITERIANA DO BRASIL – 01h51m41s.

=======

(*) utilizo o TextAloud 2.303, da www.nextup.com, com voz Loquendo Felipe – Brasilian  Portuguese para ouvi-lo em meu Nokia - N95, geralmente em meu UNO (para maiores detalhes, ver: http://www.jamaisdesista.com.br/2009/03/irmaos-eu-li-isto-e-ouvi-e-recomendo-o.html).

 

Observações:

·         Estou também no 44/90 dias de meu compromisso relacionado à alimentação (ver http://www.jamaisdesista.com.br/2010/01/365-dias-de-proposito-dia-178365.html).

·         Estou no 00/00 dias de atividades físicas regulares (caminhada, natação, ginástica). Já comecei, mas ainda não registrei...aguardem! ta difícil... meu Deus me ensina a administrar o meu tempo!

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

365 dias de propósito! Dia 220/365

Você está contente com o que você tem, com o que você é e onde você está? 2
 
Eu iria dar continuidade ao nosso tema de hoje e tinha lançado a pergunta: “Então, o que eu tenho que é meu? Nada!” No entanto, ontem, pela graça de Deus, tivemos nossa reunião de nosso Grupo Familiar Arca da Aliança e quem nos brindou com uma reflexão da parte de Deus foi nosso irmão Patrick. Assim, nossa temática prosseguirá amanhã, ok?
 
Hoje, neste espaço, abaixo, resolvi publicar um resumo de sua prédica para que os irmãos acompanhem nossos trabalhos feitos com amor: Tema: Não Sejam Tímidos Para Falarem com O Pai. Ref. Bíbl: Mt 10:28; 11: 28-30 e Sl 18:6.
 
Nosso amado irmão Patrick nos trouxe uma palavra reflexiva para nossa meditação e discussão sobre uma comparação entre comportamentos cujos aspectos nos levam a ficarmos calados, sem reação alguma diante das coisas e, o contrário, que, ao mínimo sinal de mudança, já fala, clama, grita buscando com isso ressaltar que sua pessoa foi, de alguma forma, afetada.
 
Narrou-nos, para ilustrar, um exemplo de um pai que está no telhado fazendo consertos e deixa cair, sem querer, no quintal pregos. Seus filhos, dinâmicos e alegres, estão brincando pelo quintal correndo de um lado para o outro sem nem imaginar os perigos existentes. De repente, um dos filhos, mais quieto, calado, pisa em um prego e se fere, mas não se manifesta, fica calado.
 
O outro, um pouco depois, pisa também em um prego e se fere. A sua reação foi instantânea e começou a gritar e a falar com seu pai que estava ferido e que o mesmo estava doendo. A quem o pai socorrerá? Obviamente ao que se manifestou, gritou, clamou. Depois de socorrido e medicado, o menino irá sarar e voltar a brincar no quintal, mas desta vez tomará mais cautela e até estará calçado para evitar novos ferimentos porque sabe que dói e machuca.
 
O outro filho, resolve nada falar, nem se manifestar, nem incomodar o pai e tentou dar uma solução sua mesmo. Resultado? Adoeceu, ficou magoado, com raiva do pai por deixar pregos no quintal. Assim, em nossas vidas espirituais também devemos ser igual ao filho que clama, que grita, que busca o pai. Ficar calado, às vezes, pode resultar num tétano espiritual que poderá, nas últimas conseqüências levar o ferido à morte.
 
Depois, dramatizou com o Gabriel uma pequena apresentação em que uma de suas pernas representava a sua natureza e descendência européia, tidos por frios, calculistas e muito intelectuais e sua outra perna que representava sua outra natureza latina, explosiva e aberta. Pediu então ao Gabriel para dar-lhe pisões nos seus pés. A reação de ambos os lados das pernas foi diferente. Digamos quase imperceptível no lado europeu e terrorífica no lado latino. E novamente fez sua aplicação já finalizando a sua mensagem com o versículo 6, do Salmo 18:
 
Na angústia invoquei ao SENHOR, e clamei ao meu Deus; desde o seu templo ouviu a minha voz, aos seus ouvidos chegou o meu clamor perante a sua face.
 
Ressaltou que os extremos são igualmente atitudes inconseqüentes e devem ser evitados, mas que não podemos nos calar quando sentimos a presença do Senhor. Se somos capazes de vibrarmos diante de nossos times de futebol quando fazem seus gols e conquistam seus campeonatos, quanto mais não haveremos de nos deixar ser impactados pela alegria de estar na presença de Deus?
 
O resumo geral da mensagem e a palavra de advertência a todos foi: NÃO SEJAM TÍMIDOS PARA FALAREM COM O PAI.
 
A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias
 
  • Estou no capítulo 16, de Isaias - Bíblia Shedd (Shedd Bible), ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova, Russell P. Shedd.
  • Estou na pág. 428/656, do livro Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.
  • Terminei 25h03m39s de áudio ouvido(*) do livro As Institutas ou Tratado da Religião Cristã, Parte 4, João Calvino. Irei começar a ouvir UMA HISTÓRIA DO PENSAMENTO CRISTÃO - Dos Primórdios ao Concílio de Calcedônia - Justo L. González, com 13h26m47s de áudio.
  • Estou ouvindo a CONSTITUIÇÃO DA IGREJA PRESBITERIANA DO BRASIL – estou com 01h10m11s, de 01h51m41s
=======
(*) utilizo o TextAloud 2.303, da www.nextup.com, com voz Loquendo Felipe – Brasilian  Portuguese para ouvi-lo em meu Nokia - N95, geralmente em meu UNO (para maiores detalhes, ver: http://www.jamaisdesista.com.br/2009/03/irmaos-eu-li-isto-e-ouvi-e-recomendo-o.html).
 
Observações:

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

365 dias de propósito! Dia 219/365

Você está contente com o que você tem, com o que você é e onde você está?
 
Hoje, pela graça de Deus, teremos nossa reunião de nosso Grupo Familiar Arca da Aliança e quem irá nos brindar com uma reflexão da parte de Deus é o nosso irmão Patrick. Possa Deus hoje visitar você com sua graça e bondade. Vá para a reunião, busque a Deus conosco, adore-o. será um prazer te receber.
 
Ontem, tudo pela graça de Deus, tive a chance de ministrar a palavra de Deus na “Primeirona”. Eu não posso falar de mim mesmo, mas Deus falou comigo! Eu sei que Deus me usa quando eu sei que ele falou comigo. Quer conferir? Eu a disponibilizei, como sempre faço e sempre farei, com a ajuda de Deus, neste link: http://www.scribd.com/doc/27441452/Pregacao-Provai-e-Vede-que-o-Senhor-e-Bom-24-02.
 
O grande desafio foi pregar essa mensagem em 20 minutos: eu falhei! Fiquei triste por não completá-la ou tê-la reprogramado para poder transmitir o recado completo. Nas quartas-feiras, na Primeira Igreja Presbiteriana de Taguatinga o culto tem duração de uma hora, sendo dividido em três partes de 20 minutos cada. Primeiro período: oração; segundo, louvor e terceiro, pregação. Cada parte de 20 minutos.
 
Em relação ao tema proposto de nossa meditação de hoje: há razões mais do que suficientes para estarmos contentes em toda e qualquer situação? A nossa referência bíblica: “Sejam vossos costumes sem avareza, contentando-vos com o que tendes; porque ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei. E assim com confiança ousemos dizer: O Senhor é o meu ajudador, e não temerei O que me possa fazer o homem.” (Hb 13:5-6).
 
Nós devemos ter nossos olhos postos sempre em Cristo sem jamais nos desviarmos dele e assim não estaremos como que perdidos sem saber dar uma resposta dessas que lancei em nosso tema de hoje.  A primeira delas: você está contente com o que você tem? Eu estou a te perguntar e você tem uma resposta pronta ou vai escapar pela tangente dizendo depende. Depende do quê?
 
Eu tenho tudo aquilo que Deus quer que eu tenha! Que tal esta frase? Ela reflete uma verdade para você? Você tem tudo aquilo que Deus quer que você tenha ou está faltando algo? Se está, me diga o que está faltando para podermos buscarmos a direção de nosso Senhor. Pense um pouco: e se Deus teofanicamente se manifestasse para você e o questionasse olhando bem dentro de seus olhos: filho, por ventura está lhe faltando alguma coisa? O que você responderia para Deus?
 
Deus está falando comigo! O que eu tenho, que obviamente não é meu uma vez que não detenho o seu domínio, mas somente a sua posse, foi Deus quem me deu. Estando em meu poder eu sou responsável pelo bem ou mal que eu vier a causar ao seu Reino e à sua Justiça pelo uso da coisa emprestada. Reparem que somos portanto mordomos de Deus. Ao final de minha administração, Deus tomará para si tudo que me deu. Então, o que eu tenho que é meu? Nada! Amanhã, continuaremos.
 
A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias
 
  • Estou no capítulo 13, de Isaias - Bíblia Shedd (Shedd Bible), ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova, Russell P. Shedd.
  • Estou na pág. 427/656, do livro Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.
  • Estou com 24h30m51s de 25h03m39s de áudio ouvido(*) do livro As Institutas ou Tratado da Religião Cristã, Parte 4, João Calvino.
=======
(*) utilizo o TextAloud 2.303, da www.nextup.com, com voz Loquendo Felipe – Brasilian  Portuguese para ouvi-lo em meu Nokia - N95, geralmente em meu UNO (para maiores detalhes, ver: http://www.jamaisdesista.com.br/2009/03/irmaos-eu-li-isto-e-ouvi-e-recomendo-o.html).
 
Observações:

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

365 dias de propósito! Dia 218/365

Estudos nos Salmos 34 – Provai e Vede que o Senhor é bom! 11
 
Hoje, pela graça de Deus, estarei ministrando esta nossa reflexão na Primeira Igreja Presbiteriana de Taguatinga – “Primeirona”. Rev. Sabino Cordeiro Dourado, na Sandu Norte em Taguatinga Norte/DF. Vamos lá hoje à noite no chamado Culto da Esperança? Qual a sua esperança? Provai e vede que o Senhor é bom e que suas esperanças, hoje, serão renovadas, para a honra e a glória do Senhor.
 
Nós já vimos que nos versos de 11 a 14, o Espírito Santo estava nos ensinando o que é o temor do Senhor e que mesmo antes mesmo de começar o ensino, fez-nos um apelo irresistível e que certamente somente terá uma resposta, ou melhor três:
 
- eu amo a vida!
- eu quero longevidade!
- eu quero ver o bem!
 
Relembrando os versículos:
11 Vinde, filhos, e escutai-me; eu vos ensinarei o temor do SENHOR.
12 Quem é o homem que ama a vida e quer longevidade para ver o bem?
13 Refreia a língua do mal e os lábios de falarem dolosamente.
14 Aparta-te do mal e pratica o que é bom; procura a paz e empenha-te por alcançá-la.
 
Pois bem, todos nós amamos a vida, queremos longevidade e queremos ver o bem. E você? Ama a vida? Quer longevidade? Quer ver o bem? Então siga o ensino sobre o temor do Senhor:
 
  1. Refreia a língua do mal e os lábios de falarem dolosamente.
  2. Aparta-te do mal e pratica o que é bom;
  3. Procura a paz e empenha-te por alcançá-la.
 
Refrear a língua significa dizer que ela precisa ser freada! Isso é importante! Diz o ditado que “os passarinhos voam nos céus e não podemos impedi-los, mas podemos impedir de que eles façam ninhos em nossas cabeças”. Antes que a palavra venha a nossa boca, ela transitou pelos nossos céus e nós podemos enxotá-las.
 
Apartar-se do mal e praticar o que é bom significa que não basta afastar-se do mal, mas também exercitar-se na prática do que é bom. Tem gente que pratica o que é bem, mas não se afasta do mal e tem gente que se afasta do mal, mas não pratica o que é bom e acaba se machucando. Se você está em situações complexas e que sabe que elas poderão gerar o mal, o melhor caminho, às vezes, é a fuga.
 
Por exemplo, tem gente que adora flertar o outro naqueles instantes quase infinitesimais quando nossos carros se cruzam e os olhares se encontram. Se você é casado ou casada: foge deste vício, pois poderá ser que em um dado momento desses uma flecha transpasse o teu coração e você ficará fisgado, como um peixe num anzol. Resultado: queda! Mas eu sou forte... mentira! Fuja do mal! Não de a outros a tua honra!
 
1  ¶ Filho meu, atende à minha sabedoria; à minha inteligência inclina o teu ouvido; 2  Para que guardes os meus conselhos e os teus lábios observem o conhecimento. 3  Porque os lábios da mulher estranha destilam favos de mel, e o seu paladar é mais suave do que o azeite. 4  Mas o seu fim é amargoso como o absinto, agudo como a espada de dois gumes. 5  Os seus pés descem para a morte; os seus passos estão impregnados do inferno. 6  Para que não ponderes os caminhos da vida, as suas andanças são errantes: jamais os conhecerás. 7  Agora, pois, filhos, dai-me ouvidos, e não vos desvieis das palavras da minha boca. 8  Longe dela seja o teu caminho, e não te chegues à porta da sua casa; 9  Para que não dês a outrem a tua honra, e não entregues a cruéis os teus anos de vida; 10  Para que não farte a estranhos o teu esforço, e todo o fruto do teu trabalho vá parar em casa alheia; 11  E no fim venhas a gemer, no consumir-se da tua carne e do teu corpo. 12  E então digas: Como odiei a correção! e o meu coração desprezou a repreensão! 13  E não escutei a voz dos que me ensinavam, nem aos meus mestres inclinei o meu ouvido! 14  No meio da congregação e da assembléia foi que eu me achei em quase todo o mal. 15  ¶ Bebe água da tua fonte, e das correntes do teu poço. 16  Derramar-se-iam as tuas fontes por fora, e pelas ruas os ribeiros de águas? 17  Sejam para ti só, e não para os estranhos contigo. 18  Seja bendito o teu manancial, e alegra-te com a mulher da tua mocidade. 19  Como cerva amorosa, e gazela graciosa, os seus seios te saciem todo o tempo; e pelo seu amor sejas atraído perpetuamente. 20  E porque, filho meu, te deixarias atrair por outra mulher, e te abraçarias ao peito de uma estranha? 21  Eis que os caminhos do homem estão perante os olhos do SENHOR, e ele pesa todas as suas veredas. 22  Quanto ao ímpio, as suas iniqüidades o prenderão, e com as cordas do seu pecado será detido. 23  Ele morrerá, porque desavisadamente andou, e pelo excesso da sua loucura se perderá.” (Provérbios 5: 1-23)
 
Procurar a paz e empenhar-se por alcançá-la requer comprometimento e disposição mental pacífica, mansa. Nas nossas decisões e negócios não devemos provocar o nosso irmão ou trazer-lhe aborrecimentos simplesmente por não concordarmos com ele. A Bíblia é clara no ensino de que devemos procurar e nos esforçarmos pela paz. Às vezes, isso é tão difícil e custa o sacrifício de vidas, mas nosso Deus nos perdoou e nos amou para que com nossos irmãos tenhamos comunhão. A paz requer unidade de propósitos, principalmente se somos da mesma igreja.
 
Em seguida, já finalizando o salmo, dos versos de 15 a 22, o salmista nos faz lembrar do cuidado que o Senhor tem conosco em todos os detalhes. Fala de seus olhos, de seu rosto, de seus ouvidos, de sua proximidade, de seu livramento, cuidado e resgate. É todo o ser de Deus envolvido conosco nos dando garantias de cuidado, dedicação e atenção.
 
Será que restam dúvidas em teu coração da bondade do Senhor? Provai! Este é o desafio que ele nos faz: vamos prová-lo e não somente aprová-lo, mas comprovar, ver (PROVAR e VER) que o Senhor é bom. Há uma profecia aqui neste salmos que se aplicou a Cristo e se encontra no vs 20. “Dela nada deixarão até à manhã, e dela não quebrarão osso algum; segundo todo o estatuto da páscoa a celebrarão.” e “Porque isto aconteceu para que se cumprisse a Escritura, que diz: Nenhum dos seus ossos será quebrado. “ (Nm 9:12 e Jo 19:36).
 
15 Os olhos do SENHOR repousam sobre os justos, e os seus ouvidos estão abertos ao seu clamor.
16 O rosto do SENHOR está contra os que praticam o mal, para lhes extirpar da terra a memória.
17 Clamam os justos, e o SENHOR os escuta e os livra de todas as suas tribulações.
18 Perto está o SENHOR dos que têm o coração quebrantado e salva os de espírito oprimido.
19 Muitas são as aflições do justo, mas o SENHOR de todas o livra.
20 Preserva-lhe todos os ossos, nem um deles sequer será quebrado.
21 O infortúnio matará o ímpio, e os que odeiam o justo serão condenados.
22 O SENHOR resgata a alma dos seus servos, e dos que nele confiam nenhum será condenado.
 
A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias
 
  • Estou no capítulo 10, de Isaias - Bíblia Shedd (Shedd Bible), ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova, Russell P. Shedd.
  • Estou na pág. 425/656, do livro Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.
  • Estou com 24h00m01s de 25h03m39s de áudio ouvido(*) do livro As Institutas ou Tratado da Religião Cristã, Parte 4, João Calvino.
=======
(*) utilizo o TextAloud 2.303, da www.nextup.com, com voz Loquendo Felipe – Brasilian  Portuguese para ouvi-lo em meu Nokia - N95, geralmente em meu UNO (para maiores detalhes, ver: http://www.jamaisdesista.com.br/2009/03/irmaos-eu-li-isto-e-ouvi-e-recomendo-o.html).
 
Observações:

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

365 dias de propósito! Dia 217/365

Estudos nos Salmos 34 – Provai e Vede que o Senhor é bom! 10
 
Meus queridos, ontem foi meu primeiro dia de aula no Seminário Presbiteriano. Fui muito bem recebido e acolhido tanto pelos alunos veteranos como pelos professores, coordenadores, diretores. O clima era de muita paz, de humildade e de vontade de aprender. Percebia-se no ar uma atmosfera de temor ao Senhor e grande alegria, como bem ressaltou o Rev. Adail Carvalho Sandoval. Capelão do SPB.
 
Quem ministrou a palavra no culto inaugural foi o Pastor da Igreja Presbiteriana do Lago Norte, Rev. Carlos da Veiga Feitoza. Ele nos falou de comunicação (“chibolete”, a linguagem do crente; “sibolete”, a linguagem do mundo) e os cuidados que devemos ter para que nós nos façamos bem entendidos e o Reino de Deus possa crescer e se aperfeiçoar. Não devemos nos deixarmos levar pelo preconceito e rejeitando as oportunidades matar aquele que não tem a nossa linguagem, antes, com amor, os ganharmos para Cristo.
 
Dando prosseguimento ao que havíamos combinado, as outras 4 declarações e os comentários do próprio Gerard Van Groningen, seguem abaixo:
 
  1. we'emet (e fidelidade). O modificador rab (grande) deve ser entendido como qualificador de ambos, hesed e 'emet. Yahweh é absolutamente confiável na manutenção e demonstração do seu amor pelo seu povo. O termo 'emet também pode conotar o pensamento de verdade; Yahweh é completa e inteiramente fiel a si mesmo, à sua palavra, e ao seu pacto com seu povo. Os primeiros cinco conceitos enfatizaram o caráter de Yahweh; isto é seguido pelo que ele faz.
 
  1. noser hesed la'alapîm (mantém bondade a milhares). O verbo, um qal ativo particípio, enfatiza pela sua forma assim como pelo pensamento básico que Yahweh nunca para de demonstrar sua bondade, seu amor pelo necessitado, ferido e sofredor. Yahweh não disse "a todos"; ele sempre revelará sua benignidade e misericórdia a muitas, muitas pessoas. Esta bondade e misericórdia é particularmente demonstrada através da remoção da fonte da necessidade, da dor e do sofrimento.
 
  1. nose' awôn wapesa'wehatta'â (remover a culpa, transgressão e o pecado). Yahweh suspende e leva para longe, isto é, ele perdoa o povo. awôn pode ser traduzido como maldade, corrupção ou culpa. O termo aponta para a condição ou natureza da pessoa que se afastou de Yahweh e se rebelou contra ele exibindo, assim, a condição enganosa, rebelde e corrupta do pecador. pesa' aponta para "ultrapassar os limites" para a vida pactual. Ele fala da rebelião contra o modo de vida que Yahweh expôs para o povo pactual. hatta nos informa que Yahweh estabeleceu uma meta mas o pecador erra o alvo intencionalmente.
 
  1. wenaqqeh lo'yenaqqeh (e absolver, ele não absolverá; o piel infinitivo absoluto com o piel imperfeito e a negativa adicionada apresentam uma negativa muito forte). Yahweh absolutamente não absolverá, inocentará ou deixará impune o 'awôn (culpado) devido à transgressão e pecado. A retidão e justiça de Yahweh serão demonstradas.
 
As oito declarações incluídas na auto proclamação de Yahweh indicam que seu amor, graça e misericórdia por seu povo, declarados nas sete primeiras, são o desejo mais profundo de Yahweh. Sua retidão e justiça, no entanto, declaradas por último, mas enfaticamente e em declarações em justaposição, nunca serão anuladas pelo seu amor.
 
Mas, ao declarar as positivas primeiramente, Yahweh lembrou Moisés e o povo que, assim como havia feito, iria continuar a deter a realização da sua retidão e julgamentos justos àqueles que se submetessem, fossem humilhados e renovados pelo amor de Yahweh exercido em seu favor. A auto proclamação de Yahweh descreve, em foco brilhante, o caráter do Deus elaborador e mantenedor do pacto.
 
Hoje ficaremos somente com as palavras de Groningen nas quais vale a pena meditar e melhor do que isso adquirir e estudar as suas obras.  A visão deste homem sobre o Reino de Deus e a sua Justiça me encantam, principalmente pelo seu forte caráter bíblico, messiânico e escatológico. Amanhã, continuaremos com a minha análise disso tudo. Tenha todos um excelente dia na presença do Senhor.
 
A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias
 
  • Estou no capítulo 8, de Isaias - Bíblia Shedd (Shedd Bible), ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova, Russell P. Shedd.
  • Estou na pág. 422/656, do livro Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.
  • Estou com 22h49m20s de 25h03m39s de áudio ouvido(*) do livro As Institutas ou Tratado da Religião Cristã, Parte 4, João Calvino.
=======
(*) utilizo o TextAloud 2.303, da www.nextup.com, com voz Loquendo Felipe – Brasilian  Portuguese para ouvi-lo em meu Nokia - N95, geralmente em meu UNO (para maiores detalhes, ver: http://www.jamaisdesista.com.br/2009/03/irmaos-eu-li-isto-e-ouvi-e-recomendo-o.html).
 
Observações:

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

365 dias de propósito! Dia 216/365

Estudos nos Salmos 34 – Provai e Vede que o Senhor é bom! 9
 
Deus é muito bom! Hoje começam as minhas aulas no Seminário Presbiteriano de Brasília, na 906 Sul. Ainda não sei quanto tempo ainda terei de enfrentar de seminário, mas hoje será efetivada minha matrícula. Na verdade, já seria mais do que tempo de eu ser é mestre, mas isso não foi possível antes. Também eu poderia optar por não fazer o seminário e esperar minha aposentadoria tranquilamente, no entanto ainda estou me esforçando e lutando, confiando sempre em Deus.
 
Ontem, falávamos que haviam 7+ 1 declarações individuais que Deus declarou quando fez passar toda a sua bondade diante de Moisés “kal-tubi” (toda a minha bondade) o termo bondade revela o que ele é “Bom”. Na análise de Gerard Van Groningen “O que se segue à repetição do seu nome é a explicação de Yahweh do seu amor, que é a característica abrangente do seu próprio ser (1 Jo 4.16). O termo "amor" (âheb, verbo; 'ahabâ, substantivo) não está no texto. Sua qualidade essencial está expressa em várias declarações (Ex 34.6-7).
 
  1. 'el rahûm (Deus de compaixão NIV). O termo traduzido como "compaixão" não aparece na forma qal do verbo. Como um verbo denominativo, aparece no piel, e fala de um amor intenso. Yahweh ama intensamente; ele ama como uma mãe ama o filho que foi formado no seu ventre (rehem, raham). A idéia transmitida é a de suavidade, ternura e gentileza motivadas por uma afeição profunda. A palavra em português "compaixão", derivada do latin cum (com) passus (particípio passado do verbo significando suportar sofrimento) não transmite totalmente o que o termo hebraico diz; ele expressa o pensamento de que Yahweh, em sua ternura e gentileza, sente e suporta com seus filhos suas dores, sofrimentos e mágoas.
 
  1. wehannûn (um adjetivo derivado do termo hanan, mostrar favor ou ser gracioso). A idéia é a de que Deus Yahweh ama o culpado que é indigno de amor.
 
  1. 'erek 'appîm (literalmente, de fôlego longo). A idéia transmitida é a de paciência. Yahweh respira longa e profundamente quando é ofendido; quando provocado, ele não reage imediata, veemente, violentamente. Ele tem e exercita auto controle sem ser "acomodado" ou preparado para negligenciar ou desculpar.
 
  1. werab-hesed (e grande bondade). O termo hebraico expressa um conceito que é traduzido como benevolência, benignidade, fidelidade, misericórdia. Um pensamento básico é o de que Yahweh, sem obrigação, revela seu amor ao necessitado, ferido, sofredor.” Groningen, G. V. CRIAÇÃO E CONSUMAÇÃO – vol. 1. Ed. Cultura Cristã – vocês deveriam ler, estudar este livro!
 
Amanhã, citaremos as outras 4 declarações e veremos com mais detalhes as explicações. Em seguida, continuaremos com a análise que estávamos fazendo e na quarta, pretendo concluir este estudo e minha pregação a qual será ministrada ,querendo Deus, na PTAG, no Culto da Esperança que agora é realizado todas as quartas-feiras em Taguatinga Norte. Com meu ingresso no Seminário, não sei ainda como ficará esta minha agenda. A todos, um excelente dia.
 
A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias
 
  • Estou no capítulo 6, de Isaias - Bíblia Shedd (Shedd Bible), ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova, Russell P. Shedd.
  • Estou na pág. 418/656, do livro Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.
  • Estou com 21h56m32s de 25h03m39s de áudio ouvido(*) do livro As Institutas ou Tratado da Religião Cristã, Parte 4, João Calvino.
=======
(*) utilizo o TextAloud 2.303, da www.nextup.com, com voz Loquendo Felipe – Brasilian  Portuguese para ouvi-lo em meu Nokia - N95, geralmente em meu UNO (para maiores detalhes, ver: http://www.jamaisdesista.com.br/2009/03/irmaos-eu-li-isto-e-ouvi-e-recomendo-o.html).
 
Observações:

domingo, 21 de fevereiro de 2010

365 dias de propósito! Dia 215/365

 

Estudos nos Salmos 34 – Provai e Vede que o Senhor é bom! 8

 

Novamente farei uma pausa na continuação da análise dos versos de 11 a 14 onde o Espírito Santo irá nos ensinar o que é o temor do Senhor. Nós já começamos, mas quero ainda ressaltar algo sobre a bondade de Deus, pois afinal de contas, o tema de nossa reflexão é PROVAI E VEDE QUE O SENHOR É BOM. Provai e vede o quê? Ora, que o Senhor é bom!

 

Eu gosto de destacar a bondade de Deus e amo falar disso. Eu já disse outras vezes e até já preguei sobre isso. Que a bondade de Deus é algo tão espetacular que se pudéssemos trazer a existência a bondade e personificá-la diante de nós de forma que conseguíssemos ver a sua forma e apalpá-la, nós estaríamos diante do próprio Deus. A sua bondade é a sua pessoa. Eu também sempre gosto de destacar em sua pessoa duas outras características que abuso de falar e de pregar: a sua soberania e a sua sabedoria. No entanto,  a sua bondade, o seu amor, é algo que mais forte fala ao meu coração. Deus é bom! Deus é muito bom!

 

Lendo Gerard Van Groningen (altamente recomendado) vi ele narrando em suas páginas de CRIAÇÃO E CONSUMAÇÃO (ainda estou no volume 1) o episódio em que Moisés está diante de Deus no Sinai e atrevidamente, ousadamente lhe dirige uma oração, um pedido, um clamor que só mesmo uma pessoa do caráter de Moisés poderia ter feito: "hare enima et-kebodeka" (Faça-me ver, por favor, a sua glória – Ex 33:18).

 

"Moisés foi assegurado por Yahweh de que ele se revelaria fazendo passar kal-tûbî (toda a minha bondade) diante dele. O termo "bondade" descreve o que Yahweh é: ele é precisamente o que diz ser. "Bom" transmite a idéia de alguém ser o que diz ser, fazer o que diz que fará no contexto de produzir a satisfação perfeita do outro. E Yahweh prosseguiu assegurando a Moisés de que sua bondade seria exibida através da demonstração da sua misericórdia e compaixão de acordo com a sua vontade soberana (Ex 33.19)."[1]

 

Moisés, como falado, pediu a Deus esse pedido ousado e atrevido. Deus não atendeu plenamente, pois lhe disse que não poderia ver a sua face porque ninguém poderia vê-lo e viver. Foi-lhe então concedido vê-lo pelas costas e assim lhe deu garantias de sua presença (Moisés buscava isso!). No entanto, Yahweh, ali, naquele momento verbalizou uma série de virtudes (7+1) declarações incluídas em sua auto proclamação que deram a Moisés garantia poderosa de Deus Yahweh era, de fato, o Senhor pactual.

 

Deus então passou toda a sua bondade diante dele "kal-tubi" (toda a minha bondade) o termo bondade revela o que ele é "Bom". Talvez eu venha a citar e comentar o que Gerard Van Groningen destacou dessas 7+ 1 declarações individuais, mas isso ficará para outra oportunidade: tenha um bom domingo na presença do Senhor: Deus é muito bom! Amanhã, pela graça de Deus, haveremos de continuar. Abração a todos!

 

A Deus toda a glória! - Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias

 

Ø       Estou no capítulo 4, de Isaias - Bíblia Shedd (Shedd Bible), ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova, Russell P. Shedd.

Ø       Estou na pág. 415/656, do livro Criação e Consumação (From Creation To Consummation), Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã. Gerard Van Groningen.

Ø       Estou com 21h46m32s de 25h03m39s de áudio ouvido(*) do livro As Institutas ou Tratado da Religião Cristã, Parte 4, João Calvino.

=======

(*) utilizo o TextAloud 2.303, da www.nextup.com, com voz Loquendo Felipe – Brasilian  Portuguese para ouvi-lo em meu Nokia - N95, geralmente em meu UNO (para maiores detalhes, ver: http://www.jamaisdesista.com.br/2009/03/irmaos-eu-li-isto-e-ouvi-e-recomendo-o.html).

 

Observações:

·         Estou também no 34/90 dias de meu compromisso relacionado à alimentação (ver http://www.jamaisdesista.com.br/2010/01/365-dias-de-proposito-dia-178365.html).

·         Estou no 00/00 dias de atividades físicas regulares (caminhada, natação, ginástica). Já comecei, mas ainda não registrei...aguardem!



[1] Pág. 408. CRIAÇÃO E CONSUMAÇÃO. Groningen, G. V. Ed. Cultura Cristã. Para melhor entendimento do termo "Bom", o autor nos remete ao capítulo 2, do mesmo livro. Recomendo a leitura!