sexta-feira, 9 de julho de 2010

365 dias de propósito! Dia 353/365 - faltam 12 dias!

TEMA: O que eu quero – O que Deus quer 6 –Mc 14:32-42
Ofereçamos ao Senhor sacrifícios de gratidão e louvor pelo que ele fez por nós sendo ainda pecadores! Imaginem então o que não faria por nós que fomos salvos por ele? “em conseqüência da oferta final de Jesus pelos nossos pecados, temos apenas a obrigação de oferecer sacrifícios de gratidão e louvor a Deus (I Pe 2:9)...” Russel Shedd.
 
Por meio de Jesus, pois, ofereçamos a Deus, sempre, sacrifício de louvor, que é o fruto de lábios que confessam o seu nome.” (Hb 13:15).
 
Depois dessa guerra de oração entre a sua vontade e a do Pai, ele volta e encontra os seus discípulos dormindo e os exorta:
 
Simão dormes? è não era a hora de dormir, principalmente pelo que estava prestes a se cumprir. Simão mesmo, iria negar a Jesus por três vezes. Há momento certo para dormirmos tranquilamente. Nosso organismo precisa de dormir para funcionar perfeitamente, mas aquela hora não era a hora certa. Há muitos que ainda estão dormindo, apesar de acordados e não enxergam nem ouvem a voz do Espírito Santo.
 
Não podes vigiar uma hora? è Cristo não estava exigindo muito, apenas uma hora. Há momentos que precisamos estar mais atentos às coisas do Reino de Deus e à sua Justiça. O vigilante para nada presta se dorme. O sentinela que posto para vigiar resolve tirar uma soneca está convidando a satanás para entrar em sua fortaleza e vencer.
 
Vigiai e orai, para que não entreis em oração è a palavra de exortação ecoa por todo o tempo em que estivermos aqui nesta vida. Não podemos baixar a nossa guarda e deixarmos nem de vigiar nem de orar. Reparemos que também não se diz, orai e vigiai, mas vigiai e orai. Vigiar está associado com uma atividade na qual a sua execução exige atenção, concentração, observação das coisas ao nosso redor. Quem está de vigília, não pode baixar a sua guarda. Mas porque vigia um vigilante? Para não ser atacado de surpresa, de emboscada e quem age assim é o diabo.
 
O espírito está pronto, mas a carne é fraca è quem irá vencer a guerra: o espírito pronto que ficará firme ou a carne fraca que cederá à tentação? Há uma advertência do Senhor, pois conhece a nossa natureza. Não será nem Deus nem o diabo que nos usará como um boneco de marionete, mas nós é que ou cederemos ao espírito pronto ou acudiremos a persuasão da carne fraca. Em nossa guerra, temos de ter a consciência de que apesar de prontos, entraremos em grande luta por causa da nossa fraca carne. Sabendo disso, não enfrente a oposição de qualquer modo, como se já tivesse vencido a guerra.
 
Depois, voltou a orar, a guerrear, a combater a sua luta de oração com seu Pai e tornou a lhe falar as mesmas coisas. Voltou e encontrou a todos dormindo. Diz a palavra que seus olhos estavam pesados e não sabiam o que lhe responder.
 
Pela terceira vez, voltou a orar, a guerrear, a combater a sua luta de oração com seu Pai e tornou a lhe falar as mesmas coisas. Era de joelhos que orava Jesus, tamanha era a angustia que enfrentava. O evangelista Lucas diz que lhe apareceu um anjo do céu que o confortava. Deus nunca nos abandona nem nos deixa sem socorro ainda que tenha de enviar para nós um anjo do céu.
 
A luta que Jesus travou no Getêsemani foi para aceitar a vontade de seu Pai, pois tinha ele um desejo e sabia que sua oração seria atendida se insistisse. Era a luta entre o que ele queria e o que o Pai queria. O que eu quero e o que Deus quer. Ele, por fim, optou por atender ao que o Pai quer e por isso o Pai o exaltou sobremaneira e o colocou acima de tudo e de todas as coisas tanto nos céus quanto na terra. Seu nome foi exaltado e dignificado.
 
Quando eu entro em trabalho de luta com Deus, luta de oração eu já começo a minha luta sabendo de duas coisas: Primeira: que eu irei perder a luta: jamais ganharei um combate contigo, meu Senhor, portanto ajudá-me a ser convencido pelo teu Espírito Santo. Segunda: que eu estou a chorar de barriga cheia, mesmo quando julgo legítimos e válidos pela minha consciência os meus mais sinceros pedidos de oração.
 
A Deus toda a glória!
 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.