quarta-feira, 11 de agosto de 2010

1000 dias de propósito! Faltam 989 dias! Aleluias! 18.628 dias de vida!


TEMA:  Gênesis! – OBRIGADO SENHOR!.

OBRIGADO SENHOR! O meu dia de hoje começou com uma grande bênção especial, pois faço hoje 18.628 dias de vida! A palavra do Senhor para mim, logo de manhã, em meu Fiat Uno Mile Fire, ao vir para meu serviço honrar e servir ao Senhor, foi poderosa.

Bênçãos sem medidas têm prometido o Senhor a todos os que derem ouvidos à sua voz, por isso não devemos ser negligentes à voz do Senhor. Tem gente que tem dificuldades ou medo de se relacionar com Deus e não ouvem a sua voz mansa e delicada, sempre amorosa.

Repetiu o Senhor várias vezes para mim: tenha um coração agradecido, pois tenho cuidado e irei cuidar de ti cada vez mais. Eu resolvi então adotar uma atitude mental favorável à Palavra de Deus e disciplinar minha mente para viver em constante gratidão a ele: OBRIGADO SENHOR!

Irmãos amados, em minha leitura de hoje, me deparei com o Deus Jeová que tudo cuida e faz para nós. Reparem na vida de Noé: a partir do relato que se encontra em Gênesis 6, 7 e 8, irei fazer algumas considerações baseadas nos comentários da Bíblia de Estudo de Genebra. E o que é para repararmos?

Glórias a Jesus! No dia 10/02/600 (lê-se: aos 10 dias do segundo mês do ano 600 da vida de Noé), vs 4, Deus disse para Noé ENTRAR na arca que dentro de 7 dias ele iria fazer chover. No dia 17/02/600 (dia 007/407) começa então copiosa chuva sobre a terra por 40 dias (quarenta é um número simbólico que  representa a introdução de uma nova era e foi o que aconteceu na vida de Noé, de Moisés – Ex 24:18, de Elias – I Re 19:8 e Cristo – At 1:3, etc...). O predomínio das águas durou por 150 dias.

A ordem foi dada por Deus: “entra... porque reconheço que tens sido justo diante de mim no meio desta geração.” – vs 1. No verso 16 ,diz a Palavra de Deus que “...e o Senhor FECHOU a porta após ele”. O Senhor manda entrar, fecha a porta: ele é o Deus de Is 64:4 que trabalha por aqueles que nele esperam.

Depois, em 17/07/600 (dia 157/407), a arca repousou no monte Ararate – vs 4. Esta é a região da antiga Urartu, mas também chamada de Armênia, agora parte leste da Turquia, sul do Azerbaijão e noroeste do Irã. Neste dia foi o fim do predomínio das águas. No dia 01/10/600 (dia 230/407), apareceram os cimos dos montes e Noé solta um corvo e uma pomba – vs 5. Diz  a palavra que depois de 40 dias (dia 270/407) Noé abriu a janela e soltou o corvo. 7 dias depois (dia 277/407), soltou a pomba e ela voltou a tarde trazendo no bico uma folha de oliveira. Depois de mais 7 dias (dia 284/407) solta a pomba novamente, mas esta não volta mais.

O dia em que a terra secou foi em 01/01/601 (dia 321/407), mas somente 86 dias depois no dia 27/02/601 (dia 407) é que a terra estava verdadeiramente seca e ai Deus disse para ele sair da arca e lhes deu ordens para serem fecundos e se multiplicarem.

Se fizermos as contas direitinho, veremos que do dia em que Deus disse: “entra” até o dia em que disse “sai”, decorreram-se exatos 407 dias (ou 13 meses e 17 dias, ou 1 ano, 1 mês e dezessete dias). O Senhor mandou entrar, fechou a porta e agora mandou sair. De fato, ele é o Deus de Is 64:4 que trabalha por aqueles que nele esperam. Tudo é feito e controlado por Deus.

Eu realmente tenho de viver o restante de meus dias aqui nesta face da terra dizendo: OBRIGADO SENHOR! A arca deve ter levado uns 120 anos para ficar pronta. Como o dilúvio começou quando Noé tinha 600 anos e como ele teve Sem, Cam e Jafé com 500 anos, logo Deus deve ter falado com ele quando ele tinha uns 480 anos de idade. Ver Gn 6:3 que provavelmente representa o tempo dessa proclamação de Deus até o dilúvio em 600 da vida de Noé.

Noé vivia pela fé – Hb 11:7 – “... assim fez Noé ...” o vs 22 enfatiza a sua fé. Deve ter havido um esforço e investimento sem medidas para concluir seu plano de construção do barco. Ele deve ter trabalhado muitos anos cortando a imensa quantidade de madeira, transportando para o local certo e unindo as enormes pranchas. Deve ter gasto uma fortuna para construir, abastecer o barco de alimentos suficientes e variados para tão grande número de pessoas e animais.

Hoje entendemos que o dilúvio é um tipo de batismo cristão – I Pe 3:20,21. A saída do povo da aliança da arca pode ser vista como o surgimento desse povo das águas da morte para uma nova vida – Jo 5:28-29; 11:43-44 e Rm 6:3-5. Noé e família prefiguram a nova humanidade que prevalecerá sobre o mal – Ap 21:7.

OBRIGADO SENHOR! Deus tudo faz por nós, porque então desesperarmos com os cuidados do dia a dia? Eu sei que há tantos problemas que parecem querer nos devorar. Hoje mesmo ao chegar aqui em meu trabalho logo me deparei com um enorme email relativo a problemas familiares. Se não fosse Deus falar comigo para eu ser agradecido, teria me desesperado, no entanto, agora estou em total paz, a paz do Senhor. Aleluias!

Reforço o final da mensagem de ontem: “a Bíblia fala que o fim virá e que será como nos dias de Noé. Hoje Noé é a igreja que proclama que Jesus está voltanto. Jesus é o barco. Enquanto ainda há tempo, suba para o barco e encontre segurança para não ser destruido pelo dilúvio.

OBRIGADO SENHOR!

Acompanhamento de minhas leituras/áudios:
  • Estou na página 24/1835 da leitura bíblica da Bíblia de Estudo de Genebra – segunda edição revisada e ampliada, The Spirit os the Reformation Study Bible, ed. Cultura Cristã, Sociedade Bíblica do Brasil, 2009 - texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada.
  • Estou na pág. 135/302, do livro No Crepúsculo do Pensamento – Estudos sobre a pretensa autonomia do pensamento filosófico (In the twilight os western though: studies in the pretended autonomy of philosophical thought), de Herman Dooyeweerd, ed. Hagnos, 2010.
A Deus toda a glória!

terça-feira, 10 de agosto de 2010

1000 dias de propósito! Faltam 990 dias!

TEMA:  Gênesis! – o Dilúvio e a Volta de Jesus.
 
8. Porém Noé achou graça diante do SENHOR. 9. Eis a história de Noé. Noé era homem justo e íntegro entre os seus contemporâneos; Noé andava com Deus.” (Gn 6:8,9). Noé era homem justo, íntegro e que andava com Deus.
 
Na sua geração, o Espírito Santo dar este testemunho de Noé nos mostra que Deus sempre preserva o remanescente. Ele nunca irá deixar o seu povo, a sua descendência, os seus filhos abandonados.
 
Noé deveria ter irmãos e irmãs, tios e tias, sobrinhos e sobrinhas, netos, bisnetos, trinetos, tataranetos, cunhados e cunhadas, amigos e amigas, vizinhos e vizinhas. Por ser homem justo e íntegro não era alguém que vivia isolado em um mosteiro em vida contemplativa e de meditação em Deus.
 
Noé foi declarado justo e íntegro entre os seus contemporâneos! Os seus familiares e amigos e vizinhos e a sociedade em geral conheciam Noé e sabiam, certamente, de sua fé. Como iria conseguir ele construir algo tão gigantesco e diferente de tudo o que se havia visto sem empregar mão-de-obra?
 
A sociedade deveria comentar de seus projetos, idéias e pregação. A vida de Noé deveria chamar a atenção de todos e por todos deveria haver uma grande curiosidade sobre o que viria ser aquele grande empreendimento.
 
Noé por ser declarado justo e íntegro não era homem de dar calotes em seus empregados, pelo contrário, todos deveriam amar servi-lo. Noé também deve ter pregado muito a sua mensagem apocalíptica, mas quem creu em sua pregação?
 
Qual deveria ser a população do mundo na época de Noé quando ocorreu o dilúvio? Eu creio que a população na época do dilúvio que já contava com aproximadamente 1500 anos deveria ser de mais de 500 milhões de humanos. Adauto Lourenço deve ter um cálculo mais exato e preciso.
 
Desse total, apenas Noé e sua família direta foi poupado. Apenas 8 pessoas conseguiram sobreviver e todos nós hoje somos filhos de Noé! Enoque andou com Deus, mas não viu nem a sua própria morte. Noé andou com Deus e viu a morte de toda a raça humana.
 
A Bíblia fala que o fim virá e que será como nos dias de Noé. Hoje Noé é a igreja que proclama que Jesus está voltando. Jesus é o barco. Enquanto ainda há tempo, suba para o barco e encontre segurança para não ser destruído pelo dilúvio.
 
Acompanhamento de minhas leituras/áudios:
  • Estou na página 22/1835 da leitura bíblica da Bíblia de Estudo de Genebra – segunda edição revisada e ampliada, The Spirit os the Reformation Study Bible, ed. Cultura Cristã, Sociedade Bíblica do Brasil, 2009 - texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada.
  • Estou na pág. 129/302, do livro No Crepúsculo do Pensamento – Estudos sobre a pretensa autonomia do pensamento filosófico (In the twilight os western though: studies in the pretended autonomy of philosophical thought), de Herman Dooyeweerd, ed. Hagnos, 2010.
 
A Deus toda a glória!
 

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

1000 dias de propósito! Faltam 991 dias!

TEMA:  Gênesis! – Deus é bom!
 
Deus é bom! Meus compromissos estão aumentando e o tempo está diminuindo. Estudar seminário teológico à noite não é fácil, principalmente porque chego em meu trabalho 7h30 e somente deixo o local às 17hs, para em seguida enfrentar aulas até 22h. Levantando às 05h05, todos os dias somente vou dormir próximo ou depois da meia-noite.
 
Eu estou relacionado na escala de pregação na minha igreja onde agora também sou professor de EBD. No meu emprego, sou vice-líder do Grupo Evangélico – GECOR. Sou também membro do Conselho Deliberativo do Instituto Brasileiro de Capelania. Ainda escrevo todos os dias uma postagem no Jamais Desista e tenho uma vida piedosa sistemática que me mantém atarefado.
 
Urge, no momento, organização e disciplina para eu poder dar conta de cada assunto que estou envolvido. Preciso trabalhar, meditar, estudar, ler e escrever. Tenho, portanto, uma vida intelectual e espiritual muito intensa, dinâmica. Seria tão bom se me sobrasse tempo para eu me dedicar pelo menos 1h/dia para atividades físicas. Por enquanto é somente sonho...
 
Sono! Agorinha mesmo, estou com sono! Acho que meu dia ontem foi muito agitado e fui dormir muito tarde. Agora estou com sono e preciso produzir. Não creio que isso seja saudável, mas não sei o que fazer.
 
É importante, no entanto, não perdermos o foco de Jesus, de seu reino e de sua justiça. Em minhas leituras de hoje deparei-me com a parte cronológica que fala dos filhos e das gerações de Adão. A Bíblia não teve a preocupação de registrar tudo de forma que hoje possamos reconstituir o passado bíblico.
 
Boa parte do que foi narrado, foi narrado com um fundo de mistério e apenas para compreendermos em parte certas coisas. Eu bem que gostaria que não fosse assim, mas Deus assim preferiu e ele é sábio e eu confio nele. Um dia, creio, compreenderemos muitas coisas.
 
O homem vive inquieto com muitas coisas, mas poucas é que são necessárias. O que adianta eu ser o super super teólologo se eu não puder com minha teologia fazer diferença na vida daqueles que Deus coloca em meu caminho?
 
Meu sonho não é ser o super, nem o melhor, nem o pior, mas ser alguém que irá fazer uma enorme diferença na vida dos que comigo habitam confiadamente. A minha igreja está em campanha de 40 dias de oração e jejum pelas famílias. Eu e minha esposa aderimos à campanha.
 
Acompanhamento de minhas leituras/áudios:
  • Estou na página 20/1835 da leitura bíblica da Bíblia de Estudo de Genebra – segunda edição revisada e ampliada, The Spirit os the Reformation Study Bible, ed. Cultura Cristã, Sociedade Bíblica do Brasil, 2009 - texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada.
  • Estou na pág. 123/302, do livro No Crepúsculo do Pensamento – Estudos sobre a pretensa autonomia do pensamento filosófico (In the twilight os western though: studies in the pretended autonomy of philosophical thought), de Herman Dooyeweerd, ed. Hagnos, 2010.
 
A Deus toda a glória!
 

domingo, 8 de agosto de 2010

1000 dias de propósito! Faltam 992 dias!

 

TEMA:  Gênesis! - Feliz dia dos pais!

 

Feliz dia dos pais! Aproveite a oportunidade, largue o que está fazendo que deve ser importante e vá dar um abração bem apertado em seu pai e olhando bem nos olhos dele dizer: PAPAI, EU TE AMO! Em seguida lhe dê um beijão.

 

Eu hoje me deparei com assuntos interessantes em minha leitura. Por exemplo, o sétimo na geração de Caim, foi Lameque (bígamo, contrariou Gn 2:24) e assassino, isto é aquele que causou a morte de uma outra pessoa.

 

Lendo sobre o sétimo descendente de Sete, descobriremos, curiosamente, que foi Enoque, aquele que foi trasladado para não ver a morte, pois andou com Deus!

 

Irmão matando outro irmão e enchendo a terra de sangue, de violência e espalhando a maldição sobre a terra. Enoque foi o pai de Noé e em Noé, Deus destruiu toda a geração tanto a de Caim, do malígno, quanto a de Sete, excetuando-se a família de Noé.

 

Zumbindo em nossos ouvidos ecoa a mensagem de Deus a Noé por todos os tempos, pois semelhantemente aos dias de Noé, na volta de Cristo todos estarão distraídos e não irão perceber que o fim chegou.

 

Dedique o dia de hoje para refletir em Deus, o Pai dos pais. Dê um grande presente ao seu Pai celestial honrando o seu pai terreno para que se prolonguem os teus dias aqui nessa terra.

 

Invente alguma coisa criativa e inspirada. Não precisa de presentes caros e bem transados. Tudo o que é feito de coração é aceitável diante de Deus.

 

A oferta de Abel foi aceita, mas não a de Caim. Não há como separar o ofertande do adorador, são inseparáveis. Pela fé Abel foi declarado justo diante de Deus por causa de sua oferta.

 

Das primícias, de coração, ofertada com a sua vida, de todo o seu ser. Será que é assim que entregamos os nossos dízimos e ofertas diante de Deus que tudo nos dá.

 

O que de fato damos a Deus que não temos recebido? Seria possível dar-lhe algo sem antes ter recebido este algo? É de Deus que vem todas as coisas. Deus sempre foi e sempre será aquele que cuida de nós com um cuidado excepcional, além do que imaginamos.

 

Somente estudando as Escrituras e aprofundando na linguagem tanto do grego quanto do hebraico é que acabamos tendo a certeza de que certas palavras traduzidas não representam a idéia total do que o autor nos quis comunicar. Quando Deus diz que ele cuida de nós, significa que ele está cuidando de nós com todas as suas forças, interesse e amor.

 

Portanto, no dia de hoje e nos dias seguintes, invisa mais tempo em dar atenção aos que te rodeiam. Saia um pouco da sua rotina diária de trabalho e de fazer algo importante, para ser importante para alguém.

 

A nossa vida passa muito rapidamente e sem desejar estaremos cruzando uma rua que nos levará para casa. Não entremos nessa rua devendo algo, principalmente o amor, aos nossos pais. O dia é dos pais, mas a mensagem também cabe aos filhos, a mãe, aos irmãos, parentes e amigos.

 

Invista tempo de qualidade para os que moram contigo confiadamente. Meu papai já faleceu, mas dentro do meu possível pude estar com ele, tanto que em seus últimos suspiros estava eu cuidando dele. Tive a grata honra de inclusive dar-lhe banho, limpar-lhe, higienizá-lo, trocar suas roupas, alimentá-lo, etc... pois tinha câncer de cérebro e já não podia cuidar de si mesmo.

 

Senhor Jesus nos abençoe nesse dia especial nos enchendo de seu Espírito e nos concedendo graça para darmos honra a quem honra, respeito a quem respeito. Abençoe as famílias, os filhos e filhas, as esposas, as mães, os avós, bisavós, parentes e amigos. Amém!

 

Feliz dia dos pais!

 

Acompanhamento de minhas leituras/áudios:

Ø       Estou na página 18/1835 da leitura bíblica da Bíblia de Estudo de Genebra – segunda edição revisada e ampliada, The Spirit os the Reformation Study Bible, ed. Cultura Cristã, Sociedade Bíblica do Brasil, 2009 - texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada.

Ø       Estou na pág. 118/302, do livro No Crepúsculo do Pensamento – Estudos sobre a pretensa autonomia do pensamento filosófico (In the twilight os western though: studies in the pretended autonomy of philosophical thought), de Herman Dooyeweerd, ed. Hagnos, 2010.

 

A Deus toda a glória!

sábado, 7 de agosto de 2010

1000 dias de propósito! Faltam 993 dias! Aleluias!

 

TEMA:  Gênesis!

 

A temática de hoje aborda um conflito que se iniciou há muito tempo, na verdade quando o homem e a mulher foram criados à imagem e à semelhança de Deus. "Adão e Eva demonstraram a sua fidelidade a Satanas ao distorcer a verdade, acusando um ao outro e, finalmente, acusando Deus (tg 1:13) Os esforços deles para esconder  o pecado apenas os expôs." (BEG).

 

O homem se queixa de sua mulher e a acusa e dela faz cobranças em cima de cobranças. A mulher se queixa do marido e o acusa e dele faz cobranças e mais cobranças. Um acusando o outro e trocando insultos, ofensas, acusações. Até parece que estão em guerra!

 

Com o aperfeiçoamento tecnológico são usados os emails, os SMS, mensagens de todo tipo com acusações e cobranças. Ele se acha certo e com razão. Ela também se acha certíssima e com razão. Ambos com razão e o carro de ambos indo para uma colisão terrível, uma tragédia que poderá não ter fim, ou melhor, um final terrível: a morte do relacionamento.

 

Esquecem os casais que não estão numa disputa, mas são um time. Um jogando contra o outro e jogo duro. O que seria mais importante num trânsito, manter a sua razão e deixar o carro bater ou se conter e evitar a batida? E numa competição em que ambos jogam no mesmo time, quem é o adversário? Um ao outro devemos ajudar e não eliminar ou matar.

 

Palavras muito duras podem trazer feridas mais sérias do que uma bala perdida! E o que dizer dos ciúmes? Você olhou que eu vi! Eu não olhei não, você é que não está vendo direito. Pensa que eu não notei o mole que você estava dando para ele? Um desconfiado do outro e com uma imaginação tendenciosamente malígna, para onde caminhará essa relação?

 

Ameaças, insultos, provocações, apatia, indiferença, grosseria, estupidez, ignorância, violência, desprezo, medo, ciúmes, muita cobrança, ... de onde provêm tais coisas? Disse Jesus que é dos nossos corações que procedem tais coisas, pois ele está contaminado pelo pecado e nossa boca fala do que ele está cheio.  E nossa mente é ocupada com que pensamentos?

 

Tanto o homem quanto a mulher são responsáveis pela manutenção da paz e da harmonia em seus casamentos. Homem, tome cuidado, pois a tua esposa é comparada a Igreja pela qual Jesus deu a sua vida por ela. Como é que você está tratando a sua igreja? E você mulher, também tome cuidado, pois se tu és a igreja com quem se compara o seu marido? E como você o está tratando?

 

Hoje é muito fácil resolver conflitos nos casamentos: é só largar o cônjuge e partir para outro abençoado. Eu sinto muito, mas nem Jesus nem a Igreja abandonariam um ao outro para irem atrás de outro Jesus e de outra Igreja. Se você pensa assim, acho que seria bom você repensar as coisas.

 

Acompanhamento de minhas leituras/áudios:

Ø       Estou na página 16/1835 da leitura bíblica da Bíblia de Estudo de Genebra – segunda edição revisada e ampliada, The Spirit os the Reformation Study Bible, ed. Cultura Cristã, Sociedade Bíblica do Brasil, 2009 - texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada.

Ø       Estou na pág. 107/302, do livro No Crepúsculo do Pensamento – Estudos sobre a pretensa autonomia do pensamento filosófico (In the twilight os western though: studies in the pretended autonomy of philosophical thought), de Herman Dooyeweerd, ed. Hagnos, 2010.

 

A Deus toda a glória!

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

1000 dias de propósito! Faltam 994 dias!

TEMA:  Gênesis!
 
O autor (ou os atores) da Bíblia de Estudos de Genebra comentou: “O pecado é constituído de um ato ilícito de descrença, de uma pretensa autonomia humana, do desejo de adquirir conhecimento à parte de Deus. Devemos viver pela fé na palavra de Deus e não por uma pretensa autosuficiência de conhecimento – Dt 8.3; Ez 28:6; 15:17
 
Ao assim fazer, ele destacou 3 características relacionadas ao pecado: 1. Ato ilícito de descrença – é isso mesmo o que ocorreu. Deliberadamente foi cometido/consentido um ato ilícito baseado na descrença, ou seja, na dúvida. Satanás lançou a semente da dúvida e esta encontrou um terreno propício para nascer e produzir os seus frutos.
 
Isso para mim é uma demonstração inequívoca do livre-arbítrio que possuía Adão/Eva. Este de fato escolheu entre duas ações. Uma que seria pela obediência à Palavra de Deus e a outra de desobediência à Palavra de Deus. Adão tinha o livre-arbítrio, mas ao exercê-lo perdeu-o. Nós, os seus filhos, herdeiros do pecado, nascemos sem livre-arbítrio, pois todas as inclinações de nossos corações são para o mal, para a desobediência.
 
O pecado ao entrar na humanidade, o enganou e o dominou. Tornamo-nos por isso pecadores e irreconciliáveis com Deus. Adão/Eva foram únicos. Jamais houve alguém semelhante a eles nem antes nem depois. Nasceram, mas morreram e com eles morreu o livre-arbítrio. Quando o pecado entrou na vida deles, eles se tornaram os primeiros da nossa espécie: pecadores e sem livre-arbítrio. Somente sabemos fazer o mal.
 
Eu sei que isso é duro de se receber, mas é a verdade. O último Adão não veio para nos devolver ao nosso estado original, mas para nos dar uma nova natureza. Assim como fomos pecadores, seremos não pecadores e, portanto, incapazes de pecar. Não teremos o livre-arbítrio de volta. O que de fato temos é a ilusão de que escolhemos as coisas.
 
A segunda característica que se destaca é a nossa pretensa autonomia. Somos seres inteligentes e capazes de interferir em nosso meio produzindo coisas que afetam o mundo criado e as próprias imagens e semelhanças de Deus. Quando Deus nos fez fecundos e disse para que nos multiplicássemos e enchêssemos a terra, ele estava não dizendo diretamente para termos filhos e mais filhos, mas para que a sua imagem e a sua semelhança enchesse toda a terra.
 
Por causa dessa nossa capacidade de nos multiplicarmos e de modificarmos nosso meio, achamos que somos suficientes, ou melhor, autosuficientes. Não precisamos de Deus! Ou como já dizia meu ex Chefe da Auditoria: “Deus é uma peça descartável dentro do processo”. Primeiro chamou Deus de peça, segundo disse que era lixo. Isso mostra que o homem se acha autosuficiente. É de fato conseqüência do pecado ou engano do pecado.
 
Pobre homem autosuficiente! Não passamos de uma FMA - Fábrica de Merda Ambulante - que produz ao longo de uns setenta anos de existência, cerca de quase 6 toneladas de pura merda. Como pode tal FMA dizer que faz o que quer e que tem livre-arbítrio e que é autosuficiente? Um FMA faz sim algumas coisas, entre elas, muita merda e outra acumular pecado sobre pecado a ponto de vomitar sujidades. Quem faz o que quer não tem livre-arbítrio, mas é escravo do pecado.
 
A terceira característica é o desejo de adquirir conhecimento à parte de Deus. Sabem porque? Para se tornarem melhor do que o próprio Deus. Por isso que Satanás disse que subiria aos céus e seria semelhante ao Altíssimo. “subirei acima das mais altas nuvens e serei semelhante ao Altíssimo. (Isaías 14:14). Não há conhecimento a ser adquirido à parte de Deus, pois Deus é o próprio conhecimento.
 
Que conhecimento poderíamos obter à parte de Deus? Poderíamos surpreendê-lo com nosso conhecimento? De modo nenhum. Se Deus de fato fosse descartável como pretendeu afirmar nesciamente meu ex-chefe, então poderíamos obter algo assim. O pecado também tornou o homem orgulhoso, por isso que é difícil para ele aceitar o dom gratuito de Deus; a salvação. Ele acha que tem de merecê-la, de ser digno dela, de conquistá-la. Deus salva, mas eu tenho de .... isso é puro orgulho! Não temos de fazer nada!
 
Outro assunto que ele aborda é sobre a Criação, a Queda e a Redenção – porque há tanta corrupção? Isso daria um livro só de comentários. Você já notou que o padrão criação-queda-redenção está presente no homem em tudo que faz, pensa e vive? Mas por hoje, ficarei por aqui.
 
Acompanhamento de minhas leituras/áudios:
  • Estou na página 14/1835 da leitura bíblica da Bíblia de Estudo de Genebra – segunda edição revisada e ampliada, The Spirit os the Reformation Study Bible, ed. Cultura Cristã, Sociedade Bíblica do Brasil, 2009 - texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada.
  • Estou na pág. 90/302, do livro No Crepúsculo do Pensamento – Estudos sobre a pretensa autonomia do pensamento filosófico (In the twilight os western though: studies in the pretended autonomy of philosophical thought), de Herman Dooyeweerd, ed. Hagnos, 2010.
 
A Deus toda a glória!
 
 

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

1000 dias de propósito! Faltam 995 dias!

TEMA:  Gênesis!
 
Quem é o principal protagonista em Gênesis? Ele é Deus! Reparem:
 
  • Ele formou o homem, vs 7; Jó 10:8-12.
  • Plantou o jardim – Sl 87:1; <t 16:18.
  • Soberanamente colocou o homem nele – vs 15; Ef 1:3-14.
  • Determinou a sua vida – vs 16, 17; Sl 31:15.
  • Deu-lhe uma esposa – vs 18-25; Mt 19:6.
  • Julgou-os pelo pecado e os restaurou – cap. 3; Hb 9:27 e 28.
 
Como podemos verificar, Deus tudo faz. Isso me faz lembrar de um versículo bíblico: “Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu um Deus além de ti que trabalha para aquele que nele espera.” (Is 64:4). É por isso que não devemos nos desesperarmos com o nosso dia de amanhã, nem com nosso futuro ou com as coisas por vir, pois Deus tudo nos dará no tempo certo.
 
Entrar em ansiedade e deixar-se dominar pelo medo é não confiar no Pai celestial que todas as coisas faz por nós. É ele quem nos dá trabalho e até as nossas esposas e filhos. Nada nos falta nem nos faltará nunca. “E disse-lhes: Quando vos mandei sem bolsa, alforje, ou alparcas, faltou-vos porventura alguma coisa? Eles responderam: Nada.” (Lc 22:35). Deus está cuidando de nós e a palavra de Jesus é tão perfeita: “Buscai o Reino de Deus e a sua justiça e todas as demais coisas vos serão acrescentadas” (Mt 6:33).
 
Ao homem bastava tão-somente obedecer a sua ordem. Nesta aliança, Deus graciosamente ofereceu vida aos seres humanos, mas exigiu obediência à sua ordem. O primeiro Adão representando a humanidade falhou e, por causa disso, trouxe morte a todos. A obediência ativa do último, ou o segundo Adão, representando o eleito, trouxe vida eterna a todos (Rm 5:12-19; I Co 15:45-49)
 
Se Deus cuida de nós como o Pai ao filho e nada lhes falta, o que temos de fazer? Obedecer aos seus mandamentos! Como iremos obedecer ou saber que estamos obedecendo a Deus? “E ali haverá bom caminho, caminho que se chamará o Caminho Santo; o imundo não passará por ele, pois será somente para o seu povo; quem quer que por ele caminhe não errará, nem mesmo o louco.” (Is 35:8).
 
Meditando um pouco mais, ainda veremos que há uma estreita relação entre Adão e a terra, ou seja, entre nós e a terra. A terra foi seu berço (de onde ele, Adão, foi formado), seu lar (viveu seus 930 anos na terra) e a sua sepultura (foi enterrado e todo o seu ser foi consumido, transformado, como na lei de Lavoisier).
 
(Antoine-Laurent de Lavoisier (Paris, 26 de agosto de 1743 — Paris, 8 de maio de 1794) foi um químico francês, considerado o criador da química moderna.Foi o primeiro cientista a enunciar o princípio da conservação da matéria. Além disso identificou e batizou o oxigênio, refutou a teoria flogística e participou na reforma da nomenclatura química. Célebre por seus estudos sobre a conservação da matéria, mais tarde imortalizado pela frase popular "Na Natureza nada se perde, nada se cria, tudo se transforma.") – wikipedia.
 
Isso  fundamenta o comentário de Paulo de que o primeiro Adão foi formado como um corpo natural para uma existência terrena. O celestial, Filho do Homem (Dn 7:13), compartilhou deste estado terreno para assegurar a humanidade caída um corpo espiritual de glória permanente na ressurreição (I Co 15:42-49). Você já imaginou o que está por vir para nós que Deus está fazendo e preparando? “mas, como está escrito: Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam.” (I Co 2:9).
 
Como está escrito: “18. Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada. 19. Porque a ardente expectação da criatura espera a manifestação dos filhos de Deus. 20. Porque a criação ficou sujeita à vaidade, não por sua vontade, mas por causa do que a sujeitou, 21. Na esperança de que também a mesma criatura será libertada da servidão da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus. 22. Porque sabemos que toda a criação geme e está juntamente com dores de parto até agora. 23. E não só ela, mas nós mesmos, que temos as primícias do Espírito, também gememos em nós mesmos, esperando a adoção, a saber, a redenção do nosso corpo.” (Rm 8:18-23).
 
Acompanhamento de minhas leituras/áudios:
  • Estou na página 12/1835 da leitura bíblica da Bíblia de Estudo de Genebra – segunda edição revisada e ampliada, The Spirit os the Reformation Study Bible, ed. Cultura Cristã, Sociedade Bíblica do Brasil, 2009 - texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada.
  • Estou na pág. 90/302, do livro No Crepúsculo do Pensamento – Estudos sobre a pretensa autonomia do pensamento filosófico (In the twilight os western though: studies in the pretended autonomy of philosophical thought), de Herman Dooyeweerd, ed. Hagnos, 2010.
  • Já ouvi dois artigos com 1hora no total de áudio em MP3 em meu N95: Como fazer sexo para a glória de Deus - Justin taylor e Cântico dos Cânticos - notas erótico-exegéticas – Calvani.
 
A Deus toda a glória!
 

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

1000 dias de propósito! Faltam 996 dias! Aleluias!

TEMA:  Gênesis!
 
Finalmente, ou inicialmente, comecei a leitura mesmo de Gênesis. Eu gosto de ler e de meditar na Palavra de Deus. Estou gostando dos comentários da Bíblia de Genebra e creio que deverei aprender muito. Seria interessante ter mais tempo, mas você já notou que sempre está nos faltando tempo?
 
Observei com a ajuda dos comentários:
 
  • Que, de fato, a Gênesis não entra no mérito de explicar as origens das trevas, do abismo e de Satanás e obviamente do mal, mas em todo tempo se percebe Deus no controle de todas as coisas e eterno, sem princípio de dias, nem fim de existência.
 
Na verdade, em meu modo de ver as coisas, não existem trevas, pois não se mensuram trevas e somente têm existência aquilo que se pode mensurar de alguma forma. As trevas são em última hipótese a ausência de luz, logo o que existe é a luz e não as trevas. A luz, sim, pode ser mensurada, mas as trevas, impossível.
 
Ao afirmar que as trevas eram enormes, eu estou dizendo que a luz é fraca ou muito fraca. Quando a Palavra de Deus diz que haviam trevas sobre a face do abismo antes mesmo da luz ser criada, há necessidade de uma melhor compreensão do texto, da narrativa e dos significados existentes.
 
2. A terra, porém, estava sem forma e vazia; havia trevas sobre a face do abismo, e o Espírito de Deus pairava por sobre as águas. 3. Disse Deus: Haja luz; e houve luz.” (Gn 1:2,3).
 
Eu ainda não tenho uma explicação que me satisfaça, mas creio que há. Seria necessário despender tempo em pesquisa e estudo e o tempo, a questão do tempo... é complicada! Para não ficarmos totalmente ao léu, Deus é luz e nele não há trevas alguma! “Ora, a mensagem que, da parte dele, temos ouvido e vos anunciamos é esta: que Deus é luz, e não há nele treva nenhuma.” (I Jo 1:5). Logo, se Deus é luz, há sentido de se falar em trevas antes da criação da própria luz (vs 3). O que seriam então tais trevas que se oporiam a Deus luz?
 
  • Que há um padrão na narrativa inicial: uma declaração: “Disse Deus: ...”; uma ordem: “haja ...”; um relato: “Disse Deus: ...”; uma avaliação: “... bom ...”; uma estrutura cronológica: por exemplo, “primeiro dia ...”. Declara-Ordena-Relata-Avalia-Organiza!
 
  • Que fomos criados à imagem de Deus e à sua semelhança! Nós somos portadores da imagem e da semelhança de Deus. Embora soubesse que iríamos pecar e cair, Deus nos fez especiais e por nós animou-se a dar a sua própria vida em sacrifício para nossa redenção. Se nossa queda foi algo terrível, a nossa redenção é algo TREMENDO! Não há como classificar ou comentar.
 
Já no livro de Herman Dooyeweerd, nas paginas 82 a 84 quando ele comenta da “a) A tendência religiosa estrutural do eu” e nos comentários relativos, ele aborda a questão que eu sinto vontade de me aprofundar que foi um dos temas de ontem, ou seja, a de Agostinho que em suas Confissões, livros VII e X, disse que o conhecimento de Deus e o conhecimento de si mesmo estão inextricavelmente ligados, assim, não conhecer a Deus é não conhecer a si mesmo.
 
Eu sempre tive entendimento, mesmo antes de estar lendo e estudando Calvino, Agostinho e  Dooyeweerd que todo homem tem conhecimento de Deus. Eles falam, principalmente Calvino, do sensus divinitatis (Institutas I.iii.1) sendo a idolatria uma evidência dessa "semente da religião" que conduz a humanidade a criar deuses à sua imagem e à sua semelhança. Com base nisso, irei aperfeiçoar a minha pregação sobre a rejeição do conhecimento de Deus já publicada no meu SCRIBD/crerparaver.
 
Meu Deus, há tanto que meditar, que estudar, que escrever, que conversar, que dialogar, que discutir, que pesquisar, que explorar, mas onde está o tempo necessário? A Deus e somente a ele toda a glória! Obrigado Senhor por mais um dia de sua grande e infinita misericórdia e graça que são a causa de não sermos consumidos.
 
Acompanhamento de minhas leituras/áudios:
  • Estou na página 10/1835 da leitura bíblica da Bíblia de Estudo de Genebra – segunda edição revisada e ampliada, The Spirit os the Reformation Study Bible, ed. Cultura Cristã, Sociedade Bíblica do Brasil, 2009 - texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada.
  • Estou na pág. 84/302, do livro No Crepúsculo do Pensamento – Estudos sobre a pretensa autonomia do pensamento filosófico (In the twilight os western though: studies in the pretended autonomy of philosophical thought), de Herman Dooyeweerd, ed. Hagnos, 2010.
  • Estou ouvindo dois artigos com 1hora no total de áudio em MP3 em meu N95: Como fazer sexo para a glória de Deus - Justin taylor e Cântico dos Cânticos - notas erótico-exegéticas – Calvani.
 
A Deus toda a glória!
 

terça-feira, 3 de agosto de 2010

1000 dias de propósito! Faltam 997 dias! Aleluias! (terça-feira, 03 de agosto de 2010)

TEMA:  Gênesis!
O começo de tudo. Em hebraico: בְּרֵאשִׁ֖ית "Bereshith", devido à sua primeira frase "No princípio...". No grego: εν αρχη "Em Arche". Gênesis, no princípio, o começo, é a primeira palavra no VT e também a primeira palavra no NT, no livro de João. O Evangelho de João também começa com: "No princípio...".
 
Até o próprio tempo, pois "No princípio..." se refere a um determinado tempo, foi criado por Deus e este, creio, teve início com o Gênesis. Deus é o Criador que está fora do tempo e por ele não é regido, controlado, antes, Ele é o Senhor do tempo. Passado, presente e futuro somente tem significado e sentido para nós. Deus está além do tempo.
 
Quando eu vou pregar eu converso com Deus antes pedindo-lhe o tema e o que Ele, Deus, quer comunicar ao seu povo por meu intermédio, no entanto, toda a palavra que irei pregar, por exemplo, minha próxima pregação será feita no dia 15 de agosto na Congregação Presbiteriana do Riacho Fundo II, Pastor: Rev. André Vieira - revandremorais@yahoo.com.br, Endereço: QC 01, Conjunto 09 lote 20, Riacho Fundo II.
 
Na primeira vez que estive lá em 18 de abril deste ano, o tema que Deus me deu e no qual me usou foi: "Pede-me o que queres que eu te dê" – I Re 3:5. O próximo tema ainda nem eu sei, no entanto, Deus já conhece o meu sermão desde o início até o final. Sabe quem estará por lá ouvindo e quem me acompanhará.
 
Tal conhecimento é como uma antecipação do futuro, mas sem o revelar. Isso é tão bom! Também significa que Deus está me comunicando antecipadamente que tudo, tudo e todas, todas as coisas estão sob o seu controle absoluto e que não é para eu ficar ansioso, pois ele me dará muito mais do que ambiciono, obviamente para sua glória e honra. Aleluias!
 
Hoje em minhas leituras me deparei com assuntos que me chamaram a atenção:
 
  1. Deus é o dono e quem controla a história, mas não tira do homem a sua responsabilidade.
  2. Judá vendeu seu irmão José, mas depois, ele mesmo se ofereceu para ficar como escravo no lugar de seus irmãos (Gn 37:26,27 e 44:33,34).
  3. Gênesis está interessado em quem os criou e por quê, enquanto os cientistas que se utilizam da ciência, se preocupam em como foram criadas as coisas e quando.
  4. Cristo é o foco de Gênesis, aliás todas as Escrituras falam dele. Aleluias!
  5. Agostinho em suas Confissões, livros VII e X, disse que o conhecimento de Deus e o conhecimento de si mesmo estão inextricavelmente ligados, assim, não conhecer a Deus é não conhecer a si mesmo.
 
Sobre cada um desses 5 temas eu gostaria de meditar, de pesquisar e de escrever tanto, mas... falta-me o tempo necessário. Por enquanto fica então apenas a sua citação. Conforme seja possível, irei desenvolvendo-os. Agora, devo dedicar-me ao meu abençoado trabalho na empresa que Deus me colocou para honrá-lo e servi-lo.
 
Acompanhamento de minhas leituras/áudios:
  • Estou na página 8/1835 da leitura bíblica da Bíblia de Estudo de Genebra – segunda edição revisada e ampliada, The Spirit os the Reformation Study Bible, ed. Cultura Cristã, Sociedade Bíblica do Brasil, 2009 - texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada.
  • Estou na pág. 78/302, do livro No Crepúsculo do Pensamento – Estudos sobre a pretensa autonomia do pensamento filosófico (In the twilight os western though: studies in the pretended autonomy of philosophical thought), de Herman Dooyeweerd, ed. Hagnos, 2010.
  • Estou ouvindo ...
 
A Deus toda a glória!
 

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

1000 dias de propósito! Faltam 998 dias!

TEMA:  A autoria de Gênesis!
 
Ontem, pela graça de Deus, preguei a mensagem REJEITANDO A REJEIÇÃO DO CONHECIMENTO DE DEUS a qual disponibilizei para os amados irmãos tomarem conhecimento e se quiserem colaborar, com críticas e sugestões, fiquem à vontade:  http://www.scribd.com/doc/35170082/Pregacao-A-rejeicao-da-rejeicao-do-conhecimento-de-Deus-parte-1.
 
Hoje, retomo minhas aulas no Seminário Presbiteriano da 906 Sul. Também, retornei de férias e agora vamos prosseguir para conquistarmos este segundo semestre para a glória de Deus. Iniciei também no SEBI um curso sobre Cantares com o professor Airton Willians.
 
Cantares é a história de amor entre um pastor e a Sulamita como crítica a Salomão. Não se trata, no entanto, de Cântico “de” Salomão, mas “para” Salomão. Há quem crê que Cantares é a história de amor envolvendo três personagens o Pastor , a Sulamita e Salomão. Ambos no entanto defendem que a linguagem, o gênero literário e o sentido de Cantares é extremamente picante, classificando-o como ERÓTICO SAGRADO.
 
Bem, conforme nosso tema, estamos inciando o livro de Gênesis e no momento a questão está sobre a autoria de Gênesis. Antes de qualquer coisa, vale a pena relembrar algumas características do livro de Gênesis:
 
  • Os hebreus deram-lhe o nome de “Bereshith”, devido à sua primeira frase “No princípio...”.
  • No período talmúdico, o livro foi conhecido como o livro da criação do mundo.
  • O título “Gênesis”, se encontra na versão do Antigo Testamento Grego, a LXX, traduzida por judeus em Alexandria, no Egito em 250 a.C.
  • conforme a tradução de Gn 2:4 (tradução: Este é o registro das origens do céu e da terra).
  • Jerônimo em 382 d.C. apenas transliterou da LXX, para a sua versão Latina, a Vulgata, o título “Liber Genesis”. E este título é utilizado pela maioria das Bíblias que receberam influência das línguas latina e grega, como o inglês, espanhol, francês e português.
  • O livro leva este nome em virtude de ter como conteúdo a narrativa da origem do universo e do homem na obra criativa de Deus, e em particular da aliança que compõe o povo redimido por Deus.  http://www.monergismo.com/textos/teologia_pacto/ensaio_alianca.htm
 
Quanto à questão da autoria, esta simples pergunta é muito complicada. O autor (alguns diriam autores) não deixou um selo digital ou um certificado válido que pudéssemos hoje comprovar sua autoria. Alias, quem na história deixou?
 
A informação que temos hoje é que a tradição judaica lista Moisés como o autor do Gênesis e dos outros quatro livros que o seguem. Também atestam de forma indireta que Moisés foi o autor de Gênesis a própria Bíblia e a tradição cristã por meio de seus muitos teólogos ilustres e renomados da nossa história.
 
O fato é que temos um autor e um livro muito importante para a compreensão de todo o cosmos que trata da origem de todas as coisas, do céu, da terra, do homem, do pecado, do dilúvio, da aliança e de muitos outros eventos e personagens importantes para a nossa fé. Por discorrer sobre assuntos importantes e por declarar sua inerrância e sua infalibilidade, esse livro tem sido muito atacado, tanto por sua historicidade quanto por sua autenticidade.
 
Um dos ataques mais ferozes é aquele que está focado na questão da autoria de Gênesis. Essa questão é muito importante de ser solucionada e como não temos a certificação ou o selo digital que comprovem a tradição judaica e cristã, os eruditos fizeram uso da crítica.
 
Sendo a crítica o “exame de algum problema, texto ou questão, etc, a fim de determinar a sua autenticidade, confiabilidade ou significação” McDOWELL, J. Evidência que exige um veredito 2. ed. São Paulo: Candeia, 1992 e a Alta Crítica como definido abaixo.
 
“... escrutínio cuidadoso, com base nos princípios usualmente aplicáveis a toda a literatura, dos fenômenos reais da Bíblia, com o intuito de deduzir dessas conclusões o que for possível no tocante à época, à autoria, ao modo de composição, às fontes, etc., de seus diferentes livros; e todo aquele que se ocupa de tais investigações, com qualquer propósito, ainda que não queira sê-lo, ...” McDOWELL, J. Evidência que exige um veredito 2. ed. São Paulo: Candeia, 1992,
A idéia principal seria o estudo dessas e outras questões de uma forma objetiva e desprovida de qualquer pressuposto. No entanto, infelizmente, a objetividade, a clareza e a busca da verdade deram lugar ao preconceito e a interesses próprios.
 
Há razões suficientes para confiarmos nas Escrituras? Essa é a pergunta mais óbvia e que necessita de uma resposta que não pode haver rodeios. Moises não se identificou como o autor dos relatos de Gênesis. Eu estou convencido disso, no entanto, é necessário verificarmos as evidências históricas, documentais, arqueológicas e bíblicas.
 
Acompanhamento de minhas leituras/áudios:
  • Estou na página 6 da leitura bíblica da Bíblia de Estudo de Genebra – segunda edição revisada e ampliada, The Spirit os the Reformation Study Bible, ed. Cultura Cristã, Sociedade Bíblica do Brasil, 2009 - texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada.
  • Estou na pág. 72302, do livro No Crepúsculo do Pensamento – Estudos sobre a pretensa autonomia do pensamento filosófico (In the twilight os western though: studies in the pretended autonomy of philosophical thought), de Herman Dooyeweerd, ed. Hagnos, 2010.
  • Estou ouvindo ...
 
A Deus toda a glória!
 

domingo, 1 de agosto de 2010

1000 dias de propósito! Faltam 999 dias! Aleluias!

 

TEMA:  A Bíblia é inspirada!

 

Glórias a Deus! Que animação a minha, não é? Pois bem, tudo isso é graça, pura graça de Deus, porque em mim mesmo nada tenho em que possa confiar.

 

Eu comecei a ler a Bíblia de Estudo de Genebra e estou gostando de sua proposta de oferecer em um só livro a Palavra de Deus, versão ARA e os auxílios que são os Simbolos da Fé das Igrejas Reformadas (Confissão Belga, Catecismo de Heidelberg e Cânones de Dort); Símbolos de Westminster (A Confissão de Fé, Catecismo Maior de Westminster e O Breve Catecismo de Westminster).

 

Os autores destacam que somente a Bíblia é inspirada e que os auxílios não têm a pretensão por estar em um mesmo livro de serem equiparados à Bíblia, mas apenas estão ali para facilitarem a vida dos estudantes sérios da Palavra de Deus.

 

Eu concordo plenamente. Conhecer a nossa história revela compromisso com Deus e com a verdade, pois muitos falsos profetas têm se levantado trazendo não conteúdo novo, mas antigo e já debatido e vencido pelos grandes homens de Deus do passado.

 

Eu somente não gostei do destaque que foi dado à teologia liberal quando comentam sobre a autoria do livro de Gênesis. Acho que nem explicada resumidamente ela se presta. Há coisas boas na teologia liberal? Sim, certamente, mas não quero também entrar nesse mérito agora. Quem sabe futuramente.

 

A minha linha de tendência teológia é reformada, portando centrada nas Escrituras como Palavra de Deus. A Bíblia para mim não é como qualquer outro livro. Ela é minha única regra de fé infalível.

 

Um bom dia a todos!

 

Acompanhamento de minhas leituras/áudios:

Ø       Estou na página 4 da leitura bíblica da Bíblia de Estudo de Genebra – segunda edição revisada e ampliada, The Spirit os the Reformation Study Bible, ed. Cultura Cristã, Sociedade Bíblica do Brasil, 2009 - texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada.

Ø       Estou na pág. 66/302, do livro No Crepúsculo do Pensamento – Estudos sobre a pretensa autonomia do pensamento filosófico (In the twilight os western though: studies in the pretended autonomy of philosophical thought), de Herman Dooyeweerd, ed. Hagnos, 2010.

Ø       Estou ouvindo ...

 

A Deus toda a glória!

sábado, 31 de julho de 2010

1000 dias de propósito! Dia 1/1000 – início do propósito! Aleluias! (sábado, 31 de julho de 2010)

 

TEMA:  1.000 dias de propósito para a glória de Deus!

 

Glórias a Deus! Estou de volta! As férias foram boas e proveitosas e já me sinto renovado. Amanhã, pela manhã, na "Primeirona", na Sandu Norte, no culto da Escola Bíblica Dominical, início 9h, estarei pregando uma palavra de Deus ao povo de Deus: você é meu convidado especial. O tema será: REJEITANDO A REJEIÇÃO DO CONHECIMENTO DE DEUS – Rm 1:18-32.

 

Eis-me aqui novamente com um novo propósito para a glória de Deus! O desafio é enorme, mas Deus é meu ajudador, o que temerei?

 

Início: 31 de agosto de 2010 – sábado.

Final: 26 de abril de 2013 – sexta-feira (ou antes, dependendo da volta de Jesus! Você está esperando a volta de Jesus? Espere e apresse-a - Tg 5:7-11 e 2 Pedro 3:9-18).

 

1.000 dias de propósito! "Ensina-nos Senhor a contar os nossos dias a fim de que alcancemos corações sábios" (Sl 90:12). Quem conta os dias sabe que a sua vida é breve e que para vivê-la intensamente aproveitando no máximo de seu prazer, a melhor proposta é estar na presença e diante de Deus.

 

A primeira pergunta do Catecismo Maior de Westminster é 1. QUAL É O FIM SUPREMO E PRINCIPAL DO HOMEM? E a resposta é: O FIM SUPREMO E PRINCIPAL DO HOMEM E GLORIFICAR A DEUS E GOZÁ-LO PARA SEMPRE, sendo as referências: Rom. 11:36; 1 Cor. 10:31; Sal. 73:24-26; João 17:22-24. A primeira atitude de que fala o Catecismo Maior de que o homem deve tomar é a de glorificar a Deus e a segunda é de gozá-lo para sempre.

 

Como será este novo propósito?

 

1. Compromisso de oração diária: três vezes ao dia: manhã, tarde, noite. Irei orar por você e família, pelo Reino de Deus e sua Justiça, pelo Jamais Desista, por este propósito, pela minha vida e por aqueles que habitam confiadamente comigo, irei adorar e louvar ao Senhor, etc...

 

2. Compromisso de leitura Bíblica regular: a Bíblia selecionada é a Bíblia de Estudo de Genebra – segunda edição revisada e ampliada, The Spirit os the Reformation Study Bible, ed. Cultura Cristã, Sociedade Bíblica do Brasil, 2009 - texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada – com auxílio: Simbolos da Fé das Igrejas Reformadas (Confissão Belga, Catecismo de Heidelberg e Cânones de Dort); Símbolos de Westminster (A Confissão de Fé, Catecismo Maior de Westminster e O Breve Catecismo de Westminster). Com um total de 1835 páginas. Irei ler duas páginas/dia e demonstrar dia a dia a evolução desse compromisso. Meu objetivo é chegar ao final junto com o término dos 1.000 dias de meu propósito.

 

3. Compromisso de leitura sistemática de bons livros evangélicos: irei registrar diariamente minha evolução em minhas leituras. Como diz o ditado popular: é de grão em grão que a galinha enche o papo, logo, irei, ler todos os dias, pelo menos umas 5 páginas/dia. Irei começar com o seguinte livro:

 

4. Compromisso de meditação na forma escrita: irei desenvolver o hábito de escrever, de comentar, de colocar uma mensagem diária, exceto, domingos, feriados, férias, viagens. O assunto ou tema das mensagens será livre, mas provavelmente deverá se referir de alguma forma ao qua estou lendo, estudando, ouvindo, aprendendo, trabalhando.

 

Qual a finalidade desse propósito?

 

O lema de minha vida é BUSCANDO O REINO DE DEUS E SUA JUSTIÇA – Mt 6:33. O verbo buscar está no gerúndio porque entendo que essa busca deve ser contínua, insistente, persistente, perseverante, sem jamais desistir.

 

Logo, tudo isso que estou a fazer: este propósito, estas leituras, orações e meditações na forma escrita, esta vida piedosa tem por finalidade glorificar a Deus e gozá-lo para sempre! Se ao menos uma pessoa poder ser edificada com isso, eu me darei satisfeito. E eu já tenho uma pessoa fiel leitora deste propósito: eu mesmo! aleluias! Glórias a Deus. Se eu conseguir edificar mais alguém, então, serei ainda mais feliz.

 

Outra finalidade que se sobressai, pelo menos para mim, é para eu cultivar o hábito de uma vida piedosa e ocupar minha mente com as coisas de Deus, de seu Reino e de sua Justiça a fim de eu não me enveredar por outros caminhos que não agradam a Deus. Eu sinto a necessidade de estar ativo, de estar envolvido com Deus e o buscando sempre, caso contrário, nem quero pensar!

 

Daqui uns tempos, farei uma revisão em meu propósito para ver se está bom e o que necessita de ajustes e correções.

 

Acompanhamento de minhas leituras/áudios:

  • Iniciei a leitura bíblica da Bíblia de Estudo de Genebra – segunda edição revisada e ampliada, The Spirit os the Reformation Study Bible, ed. Cultura Cristã, Sociedade Bíblica do Brasil, 2009 - texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada.
  • Estou na pág. 60/302, do livro No Crepúsculo do Pensamento – Estudos sobre a pretensa autonomia do pensamento filosófico (In the twilight os western though: studies in the pretended autonomy of philosophical thought), de Herman Dooyeweerd, ed. Hagnos, 2010.
  • Estou ouvindo ...

 

A Deus toda a glória!

domingo, 25 de julho de 2010

Em Itacaré/BA - eu to na foto!

quarta-feira, 21 de julho de 2010

365 dias de propósito! Dia 365/365 – fim do propósito! Aleluias!

 

TEMA:  Em Itacaré/BA – Ora Vem Senhor Jesus – Ap 22:17

 

Aquele sucesso da pescaria que eu anunciei ontem, não deu certo, mas no final da tarde compramos um atum dos pescadores locais a R$ 10,00 o kilo, uma delícia! Chegamos ao local para comprar já fora de hora de serviço, mas o atendimento do sr. Roberto, homem humilde, pescador da região, foi tão excepcional, feito com tanto carinho, amor e atenção para conosco, inclusive tendo paciência com a nossa febre de fotos, que o peixe ficou até mais gostoso.

 

Oxalá todos nós fôssemos assim gentis para com nosso próximo! A humildade, o respeito, a cordialidade e o sorriso no rosto transformam qualquer um numa pessoa muito agradável. Ele nos mostrou também uma lagosta enorme e nos permitiu fotografá-la. Foi tudo tão agradável e bom. Agora, nesse momento, o Marcos, outro varão, esposo da Alessandra, humilde e gente boa, é quem está preparando o atum no molho numa panela de barro. O cheiro está tão convidativo! Glórias a Jesus.

 

Pois é, meus irmãos, pela graça de Deus, estou chegando ao final de meu propósito: "13. rmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, 14. Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus." (Fp 3:13,14)

 

Confesso que me deu muito trabalho, mas muitas alegrias. Também tive oportunidade de crescer ainda mais no conhecimento das coisas do Reino de Deus e de sua Justiça.

 

Escolhi como tema para concluir meu propósito um chamado para que o Senhor volte logo: "O Espírito e a noiva dizem: Vem! Aquele que ouve, diga: Vem! Aquele que tem sede venha, e quem quiser receba de graça a água da vida" (Ap 22:17).

 

Esse versículo é o último apelo evangelístico do Espírito pregado pela Igreja. Conforme o comentário de Russel Shedd, os que anseiam pela volta de Cristo são:

 

  • O Espírito – que inspira o profeta e ilumina a igreja
  • A noiva – a amada igreja ataviada – Ef 5:27
  • Os que têm sede de justiça – Mt 5:6; Is 55:1; Ap 21:6
  • Os humildes que reconhecem que não têm nenhum mérito próprio para receber a salvação – Ef 2:8-9

 

E você? Está aguardando a volta de Jesus? Podes dizer junto com o Espírito, com a Noiva, com o que ouve e com o que tem sede: venha? Maranata! Você que tem sede, venha e quem quiser receba de graça da água da vida! aleluias. Obrigado Senhor!

 

Aguardem para breve um novo propósito baseado na Bíblia de Genebra envolvendo seus 1189 capítulos. Foi muito bom! Obrigado meu Senhor por essa conquista maravilhosa e também muito obrigado por essa nova inspiração.

 

A Deus toda a glória!