sexta-feira, 10 de julho de 2015

Dia 5 – EM UNIDADE!


 “E a favor deles eu me santifico a mim mesmo, para que eles também sejam santificados na verdade. Não rogo somente por estes, mas, também por aqueles  que vierem a crer em mim por intermédio da sua palavra ; a fim de que todos sejam um; e como és tu, ó pai em mim e eu em ti, também sejam eles em nós; para que o mundo creia que tu me enviaste. Eu lhes tenho transmitido  a glória que me tens dado, para que sejam um como nos o somos; eu neles e tu em mim. A fim de que sejam aperfeiçoados na unidade , para que o mundo conheça que tu me enviaste, e o amaste como tu também amaste a mim.” (Jo 17. 19-23)

O Pai, Jesus e nós, somos todos nós, ou devemos ser, todos nós, unos, uma unidade. Jesus e o Pai eram um só, dizia Jesus. Também dizia, quem me ve a mim, ve o Pai. Na verdade, a unidade está na Trindade: no Pai, no Filho e no Espírito Santo. Não há disputa entre eles, não há discordância, mas união e amor.
A oração de Jesus era para que com ele, com o Pai e, consequentemente, com o Espírito Santo, todos nós fôssemos um, tanto individualmente como em grupo. Falo da igreja. Eu sou igreja de Jesus Cristo, como é a igreja o conjunto de todos os que creem no Senhor. A igreja do Senhor não pode ter objetivos isolados e não de acordo com o que o Filho nos ensina.
A encarnação de Jesus possibilitou ao homem conhecer o modelo em tudo. Jesus buscou andar com Deus e obedecê-lo em tudo para que também nós seguíssemos seu exemplo. Jesus é homem e escolheu homens para segui-lo e levar adiante a mensagem de Deus, ou seja, a sua mensagem, de que ele como Deus estava reconciliando consigo mesmo o inteiro cosmo para que ao final todos nós sejamos um com ele.
A unidade nossa com o Senhor não é uma unidade que retira a nossa identidade, antes a aperfeiçoa. Eu não deixarei de ser Daniel Deusdete, mas com ele serei um só. Há doutrinas que ensinam que o destino do homem é se misturar com a sua divindade formando com ele uma unidade que desintegra a identidade. Essa doutrina não é bíblica.
A unidade tem um objetivo. É somente voltarmos a ler o versículo base da referência. O objetivo que se sobressai é fazer com que o mundo creia que Jesus foi enviado pelo Pai. O Pai amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho único para que todo aquele que nele creia, não pereça mas permaneça para sempre – Jo 3:16.
O Pai é o governador do mundo que o rege com sua forte mão e nada lhe escapa ao seu controle soberano e absoluto. O mundo parece apavorado com os últimos acontecimentos, mas quando tudo parecer fora de controle, nada está sem o controledo Deus soberano.
Jesus Cristo é a saída desse mundo. Ele e somente ele é a Arca de Noé dos dias atuais. Ele e somente ele é a solução d e todos os problemas do mundo. Ele é a saída contra os terremotos, contra os maremotos, contra as tsunâmis...
Eu oro, eu peço, eu repreendo, mas o fazer ou o não fazer não me compete a mim, mas ao administrador que tem tudo sob o seu controle.
O mundo está precisando se unir. A união em torno de Cristo dará aos nossos dias um grande avivamento que fará coisas sobrenaturais ocorrerem de forma jamais vista e testemunhada por qualquer humano desde os dias de Adão.

Ambos estão juntos e o desafio é a unidade. Repito o que disse ontem de que não estamos sendo chamados para separarmos o trigo do joio, mas para vivermos em união, seguindo o exemplo maior que Jesus nos deu de que convivendo com o inimigo, não permitiu que houvesse desunião entre os seus discípulos. Na hora certa, os que não são da luz se separarão da luz, mas para seu próprio tormento.

...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.