quinta-feira, 9 de outubro de 2014

II Crônicas 20:1-37 - O QUE FAZER QUANDO NÃO SABEMOS O QUE FAZER? A HISTÓRIA DO REI JOSAFÁ

Nós estamos aqui, no capítulo 20, que ainda está falando do reinado de Josafá o qual irá até o 21:3, da parte III.
PARTE III – O REINO DIVIDIDO – 10:1 A 28:27.
A. Julgamentos e bênçãos crescentes em Judá – 10:1 a 21:3.
A primeira fase do reino dividido compreenderá – e também será nossa divisão para nossas reflexões – 4 partes: 1. O reinado de Roboão (10:1 - 12:16) – já vimos. 2. O reinado de Abias (13:1 - 14:1a) – já vimos. 3. O reinado de Asa (14:1b - 16:14) – já vimos. 4. O reinado de Josafá (17:1 – 21:3) – ainda estamos vendo.
Os temas comuns entre esses reinados serão, como teremos a oportunidade de verificar:
·         O foco sobre a separação do Reino do Norte.
·         As narrativas de batalhas.
·         As reações à palavra de Deus.
Conforme BEG, a qual nos guiamos e indicamos, depois do início de seu reinado (17:1-2), que é paralelo ao final (20.31-21.3), esses capítulos formam um padrão quiásmico que alterna (A B A' B') seus primeiros (17.3-19.3) e últimos anos (19.4-20.30). veja como ficou:
No entanto, faremos uma divisão mesclada entre o quiasmo e essa proposta da BEG. Nós acompanharemos esse reinado de Josafá da seguinte maneira:
(1). O início do reinado de Josafá – 17:1,2.
            (2). (A) Josafá foi fiel (17:3-19).
                        (3). (B) guerreou (18: 1-19.3).
            (4). (A') Foi fiel novamente (19:4-11).
                        (5). (B').voltou a guerrear (20:1-30).
(6). O final do reinado de Josafá – 20:31 a 21:3.
(5). (B').voltou a guerrear (20:1-30).
Esta é a segunda batalha que se aventura Josafá. A primeira tinha sido contra os sírios em apoio a Acabe e quase veio a ser mortalmente ferido, mas conseguiu escapar e foi advertido por Jeú, filho de Hanani, vidente do Senhor.
Veremos que nessa batalha, narrada neste capítulo, o cronista incluirá o relato de uma batalha que não se encontra no livro de Reis. Josafá respondeu a uma ameaça militar séria demonstrando confiança exemplar no Senhor.
Sem dúvida, o cronista relatará este acontecimento como modelo a ser seguido pelos seus leitores pós-exílio ao enfrentarem um ambiente internacional incerto e ameaçador.
O que fazer quando não sabemos o que fazer? – II Cr20:12
Esperamos que Espírito Santo de Deus nos leve a refletir nessa palavra de Deus e nos dê a sua receita do que fazer quando não sabemos o que fazer.
VOCÊ ESTÁ ESPERANDO UMA RESPOSTA DE Deus e está num impasse sem saber o que fazer?
A verdade é que precisamos fazer algo. Todo o universo parece tramar juntamente nos coagindo a agir e a tomarmos atitudes e se não dermos ouvidos ao Espírito Santo de Deus, estaremos em grandes apuros.
Por exemplo, no ano de 1990, aos 10 de abril nasce Gabriel, nosso primogênito abençoado. Ele foi apresentado na Igreja em Belém do Pará, aos 40 dias de vida, pelo Pr. Aluísio, hoje presidente da ACMEB e Capelão-Mor do INBRACAP.
Em 1991, ocorreu um episódio muito difícil na minha vida que quase destruiu a todos nós, pois meu pai adoeceu e sua doença afetou a vida de todos a ponto de quase ser o fim de minha família em Guarulhos/SP.
A história, resumidamente, foi assim:
Era um dia comum de trabalho. Tudo estava em paz e eu chefiava o Setor de Emprego e Manutenção da Frota da ECT, em Belém do Pará. Graças a Deus, eu tinha um bom relacionamento com a turma de mecânicos, motoristas, borracheiros, ajudantes, lavadores e o pessoal da área administrativa. O ano era de 1991, estávamos no mês de junho, se não me falha a memória.
De repente aconteceu! (é de repente que as coisas acontecem.. você nem imagina, parece que tudo segue o padrão normal dos acontecimentos). Eu recebi uma ligação de São Paulo. Era meu primo Arlindo (já faleceu), empresário e bem sucedido no comércio de brinquedos pedagógicos. Eu não tinha muita amizade com ele, mas planejava conhecer um pouco mais de seu negócio e quem sabe abrir algo em Belém. .
Em minha vida, já passei por momentos muito delicados, mas nada se compara ao dia em que quase perdi, num único dia, meu pai, minha mãe e meus irmãos por causa de uma loucura que meu pai (em outra oportunidade se Deus o permitir contarei com todos os detalhes) em um momento de (a medicina chamou isso de PSICOSE MANÍACO DEPRESSIVA) insanidade tentou triplo homicídio seguido de tentativa de suicídio. .
Para que tenhamos uma ideia da gravidade, minha mãe e meu irmão mais novo (tornou-se depois disso pastor, servo do Senhor abençoado e um dos vice-presidente do campo de Guarulhos/SP – falecido em 2012) tiveram que enfrentar uma UTI onde as chances de sobrevivência eram muito delicadas. Sem entrar nos detalhes, pois a história é longa, eu tive meu momento de situação classificada como IMPOSSÍVEL .
EU ESTAVA COM MEDO, SEM FORÇAS E NÃO SABIA O QUE FAZER!
Neste capítulo 20, o rei Josafá está diante de um grande dilema.
Josafá, filho de Asa [2 Cr 17 a 20 – ele foi o 4º rei de Judá trineto de Salomão/Reboão/Abias/Asa/Josafá]:
·           Começou andando com o Senhor.
·           O Senhor confirmou o seu reino e o prosperou.
·           Ganhou CONFIANÇA + OUSADIA em seguir os caminhos do Senhor.
·           (2 Cr 17:9) Ensinavam e percorriam as cidades de Judá com o livro da Lei (comparem com Mateus 4:23; Mateus 9:35; Marcos 6:6).
·           O Senhor enviou terror para todos os lados nas nações vizinhas que lhe pagavam tributos.
·           Cresceu, engrandeceu-se em extremo.
·           (2 Cr 18:1) Tinha riquezas e glórias em abundância e..
·           Aparentou-se com Acabe que [ERRO DE JOSAFÁ – aliança com o perverso – seu filho Jeorão casa com Atalia, filha de Acabe. Acabe foi o 8º rei de Israel]:
ü  Matou ovelhas e bois em abundância para ele e comitiva.
ü  Persuadiu-o a ir combater com ele em Rimote-Gileade.
Observações:
1.        Josafá disse: “Serei como tu és, o meu povo, como o teu povo; iremos, contigo, à peleja” vs II Cr 18:3. [OUTRO ERRO DE JOSAFÁ – aliança militar com o perverso].
2.        Somente não morreu porque “.. o Senhor o socorreu; ..” vs II Cr 18:31.
3.        Acabe morreu com uma flecha atirada ao acaso [NÃO EXISTE ACASO QUANDO DEUS ESTÁ NO CASO].
4.        O profeta Jeú repreende ao rei Josafá (Embora o rei Josafá tenho vindo em paz para Jerusalém) – [2 Cr 19:2].
A repreensão:
·           Por ter ajudado ao perverso.
·           Por que amou aos que aborrecem ao Senhor.
A consequência:
·           Caiu a ira do Senhor sobre ele.
Ponto positivo em Josafá:
·           Tirou os postes-ídolos da terra.
·           Dispôs seu coração para buscar a Deus.
·           Nomeou juízes e os exortou:
ü  não há no Senhor, nosso Deus, INJUSTIÇA, nem PARCIALIDADE, nem aceita suborno” – vs 6 e 7.
·           Nomeou também a levitas, sacerdotes e alguns dos cabeças das famílias de Israel para julgarem da parte do Senhor com toda justiça e imparcialidade.
O problema
Passadas estas coisas, Josafá recebe a notícia ruim... é de repente!...
·           A batalha contra Moabe, Amon e os do Monte Seir.
·           Leia mais em: Bíblia Comentada por Versículo.
1º) A ameaça:
ü   “grande multidão de além-mar e da Síria que já estão em Hazazom-Tamar que é Em-Gedi vem contra ti”.
2º) O medo:
ü   Então josafá teve medo e se pôs a buscar ao Senhor”.
O que fazer quando estamos com medo, sem forças e não sabemos o que fazer?
·           Características gerais dos Moabitas, Amonitas (Gn 19) e os do Monte Seir:
ü  Moabitas: - povo oriundo da união incestuosa de Ló com sua filha primogênita; habitavam o leste do Mar Morto (hoje Transjordânia); foram poderosos; adoravam ao  deus Quemos - sacrificavam seus filhos no fogo; Balaque, rei dos moabitas, contratou Balaão para amaldiçoar Israel; quando Israel se deteve em Sitim, prostitui-se com as filhas dos moabitas (instrução de Balaão); foram excluídos das Assembleias Santas por não darem passagem a Israel nem lhes saírem ao encontro com pão e água.
ü  Amonitas - povo oriundo da união incestuosa de Ló com sua filha mais nova;  eram uma raça de terríveis salteadores, tão cruéis que chegavam a vazar os olhos aos seus inimigos; seu território amonita ficava ao oriente do Jordão e nordeste do mar Morto - sua principal cidade era Rabá; Naamá, amonita, foi mulher de Salomão e mãe de  Roboão, ler I Reis 14:21; O deus dos amonitas era  Milcom (uma semelhança do ídolo Moloque) - sacrificavam crianças, a abominação dos filhos de Amom, ler I Reis 11:5; rasgavam os ventres da mulheres grávidas de Gileade; também foram excluídos das Assembleias Santas por não darem passagem a Israel nem lhes saírem ao encontro com pão e água.[1].
ü  Os do Monte Seir: - muito provavelmente, Edom. Os meunitas eram um determinado povo chamado Mohammonim ou meunitas (2Cr 26:7), que habitavam no monte Seir, provavelmente um ramo da raça edomita ou de uma tribo separada, que ali foram morar.[2].
A solução do problema.
Passo 1: Josafá, como líder, envolveu o povo em unidade na busca do Senhor.
ü  Jejum em todo Judá.
ü  A busca envolve todo o povo.
§  Com destaque para a unidade do povo em buscar ao Senhor.
ü  A oração.
§  Ver semelhanças com a oração de Atos 4: mesma motivação “ameaças!”.
§  O pedido de justiça: eles pedem “julgamento” – justiça”! [curiosidade: Josafá instrui os seus juízes, levitas, sacerdotes e líderes das famílias na justiça – essa é a essência do capítulo 19, de II Crônicas].
§  Eles confessaram diante de Deus as suas fraquezas/ansiedades – (ver I Pe 5:7):
­  1º) que estavam com medo.
­  2º) que não havia neles forças.
­  3º) que não sabiam o que fazer, mas..
.. mas ..
§  Eles esperaram em Deus – a esperança.
­  4º) .. mas que seus olhos estavam postos no Senhor! – vs 12 – “.. porém os nossos olhos estão postos em ti.”.
O que significa colocar os nossos olhos no Senhor? Significa que todo nosso ser e atenção devem estar focados não nas aparências e contornos, mas no Senhor que nos deu os olhos para ver.
Quando os nossos olhos estão postos em algo, não é somente os nossos olhos que se comprometem, mas todo o nosso ser, pois senão, iremos nos distrair e seremos roubados. Assim olhos, ouvidos, bocas, coração, mente, pensamentos, imaginações devem estar todas postas no Senhor.
Um dia destes eu tive uma noite péssima, pois não sabia o que fazer em relação a uma situação que estou vivendo e ai eu postei em meu blog, no Jamais Desista:
Ajuda-me, Deus Espírito Santo de Deus, a discernir e a obedecer a tua voz dentro do meu ser.
Dá-me inteligência para perceber vozes estranhas que gritam e não são como tu és.
Eu não quero ser dominado por quem quer me dominar e somente me arruinar.
Um grito e gritos ouvi esta noite, mas não eras tu, pois a paz não estava com eles.. era só confusão!.
Suave é a tua voz e a paz sempre está contigo em companhia.
Totalmente inconfundível é quando falas e sussurras aos meus ouvidos.
O teu falar é doce e macio, mas também é espada que divide a alma, juntas e medula.
Deus Espírito Santo, porque me deixo levar e não começo logo a expulsá-los?
A tarefa deles é confusão para gerar roubo, morte e destruição.
Ao dormir com eles, te abandonei e o que ganhei senão a dor?
Glorifico o teu nome porque ainda me ensinas e tens paciência comigo e não me abandonas jamais.
Louvarei o teu nome hoje e sempre: jamais falte louvor e ações de graça em meus lábios e pensamentos.
Ouvir tua voz e obedecer, eis o que mais quero; eis o que tu queres; eis o que queremos!.
Renova-me com teu perdão e não me deixes ser enganado novamente, nunca mais.
Indo eu pelo Caminho, protegei a minha mente para que eu não duvide de ti.
Agora sei que o Senhor guardará minha alma e meus pensamentos.
A DEUS TODA A GLÓRIA!”.
Eu postei essa mensagem em forma de um acróstico, cujas primeiras letras contêm uma linda mensagem: A DEUS TODA A GLÓRIA! Pois bem, essa mensagem fala do meu desespero e da minha dificuldade em ouvir a voz de Deus em meio a muitas vozes que me inquietavam. .
Passo 2: Josafá, como líder, aguardou a resposta do Senhor .
ü  A resposta da oração – [Deus sempre responde às nossas orações!].
.
§  A descida do Espírito Santo! [Deus usa seus profetas e os usa no meio da congregação onde ele está!].
­  Para Jaaziel (Deus que vê!).
­  No meio da congregação (na igreja! Onde os irmãos estão reunidos em união!).
§  A mensagem profética: [primeiro, tratando do medo e da ansiedade do rei e do povo].
­  Não temais, nem vos assustei por causa da grande multidão.
­  A peleja não é vossa, mas de Deus.
[segundo, Deus dando as estratégias, o como agir/fazer].
­  Amanhã, descereis contra eles; eis que sobem pela ladeira de Zir; encontrá-los-ei no fim do vale, de fronte de Jeruel.
­  Não tereis de pelejar.
­  Tomai posição.
­  Ficai parados.
­  E vede o salvamento que o Senhor vos dará, ó Judá, ó Jerusalém.
­  Não temais.
­  Nem vos assusteis.
­  Amanhã, saí-lhes ao encontro porque o Senhor é convosco.
Passo 3: Josafá, como líder, depois da resposta do Senhor, conduz o povo à adoração, os exorta, aconselha e dá ordens .
ü  A adoração e o louvor pela palavra profética.
DORMIRAM! Dormiram em paz e, pela manhã (II Cr 20:20):
O líder! – liderança! – o rei Josafá:
·      Fala ao povo aos moradores de Judá e de Jerusalém:
ü Ouvi-me!
ü Exortou.
ü Aconselhou.
ü Ordenou.
Obs.: “Crede no Senhor, vosso Deus, e estareis seguros. Crede nos seus profetas, e prosperareis” (2 Cr 20:20).
Passo 4: Josafá , como líder, junto com o povo obedece ao Senhor que triunfa sobe os seus inimigos [eles cantam e louvam e o Senhor derrota os seus inimigos].
COMEÇARAM OS CÂNTICOS.
tendo eles começado..[foi após começarem a louvar, a cantar e a dar louvores que ..].
ü  A cantar.
ü  E a dar louvores”.
O SENHOR GUERREANDO [ele lutaram entre si, foi uma confusão tão grande que se auto exterminaram. Judá quando chegou encontrou todos mortos e os despojos à sua disposição].
pôs o Senhor emboscadas..”.
A CONFUSÃO DO INIMIGO.
A MORTE DOS INIMIGOS.
.. eles obedecendo: sobem pela Ladeira de Zir.
OS DESPOJOS.
ü  3 dias!.
NO QUARTO DIA:
ü  Ajuntamento no Vale da Bênção.
Valores ao Senhor, tanto que o nome permanece até hoje!
A VOLTA DE JERUSALÉM.
ü  Grande alegria!.
A CASA DO SENHOR.
ü  Vieram para a Casa do Senhor com:
  • Alaúdes.
  • Harpas.
  • E trombetas.
O TERROR DA PARTE DE DEUS.
ü  Às nações vizinhas.
A PAZ REINANTE.
ü  3º péssimo caminho de Josafá.
  • Aliou-se com Acazias.
  • Eliezer – Deus é ajuda - profetiza contra ele: “O Senhor destruiu as suas obras”.
MORREU.
ü  Morreu e seu filho, Jeorão, reinou em seu lugar.
.
VISÃO GRÁFICA DO PERÍODO DO REINADO DE JOSAFÁ[3].


Aplicação.
Acabamos de ver, detalhadamente, como o rei Josafá, como líder que foi, enfrentou seu medo, sua ausência de forças para lutar e sua indecisão diante da grande ameaça dos Moabitas, Amonitas e os do Monte Seir.
Ele não sabia o que fazer e assim, Josafá, como líder, envolveu o povo em unidade na busca do Senhor; aguardou a resposta do Senhor; depois conduziu o povo à adoração, os exortou, aconselhou, deu ordens e liderou o povo até a vitória.
Vitória esta, ressalte-se, sem luta alguma porque o exército inimigo se auto destruiu. Ele tão simplesmente obedeceu ao Senhor e quando foi ao campo de luta, seus inimigos jaziam mortos e os despojos estavam ali com riquezas em abundância. Foi o Senhor que triunfou sobe os seus inimigos.
No caso de meu pai, eu também estava diante de uma grande ameaça de um inimigo que vinha para destruir toda a minha família. Como líder que Deus me levantou ali no meio dos meus eu também o busquei em orações, jejuns, unidade.
Deus também, semelhantemente, não me deixou sem respostas, nem sem estratégias, pelo contrário, pude contemplar ao longo dos tempos a poderosa mão do Senhor em tudo e em todos e em todas as coisas nos dando vitórias e mais vitórias. Ele, o Senhor, também triunfou sobre os inimigos de casa que queriam a destruição de nossas famílias.
... tendo eu começado a cantar e a dar louvores...
Era impossível que meu pai fosse restaurado. Aceitou a Jesus posteriormente.
Era impossível que minha mãe e meu irmão sobrevivessem (minha mãe para vocês apenas terem uma vaga ideia, levou vários golpes na cabeça com uma torneira de ferro e a violência dos golpes foram tão fortes que houve, inclusive a decepação de uma das orelhas, posteriormente reimplantada).
Hoje minha mãe é uma evangelista de folheto que faz a obra de Deus com tanta alegria. Em sua testa é visível as marcas dos golpes que sofreu enquanto dormia e em alguns lugares de sua cabeça não há osso do crânio, mas nenhuma sequela houve em sua parte mental. Aleluias!.
Era impossível que meu pai fosse absolvido na justiça. Deus abençoou tão grandemente..
Era impossível que a família fosse restaurada. Todos nós conseguimos superar o mal e a família foi reintegrada e grandemente abençoada.
Tudo isso aconteceu com apenas 15 dias que minha mãe tinha sido alcançada pela mensagem do evangelho por intermédio de seus próprios filhos.
Haveria coisa alguma difícil ao SENHOR? Gênesis 18:14.
Superada a crise, voltamos para Brasília em 1992.
No meio daquela crise tão profunda e aguda eu sabia o que fazer?
Agora, vamos para o seu caso em especial e em particular. Quais são as ameaças e inimigos que querem destruir você e sua família?
O que você irá fazer agora que tomou conhecimento da palavra do Senhor? E agora, o que você fará diante do medo, da ausência de forças para lutar e do fato do que fazer quando você não sabe o que fazer?
II Cr 20:1 E sucedeu que, depois disto,
                os filhos de Moabe, e os filhos de Amom, e com eles outros dos
                               amonitas, vieram à peleja contra Jeosafá.
                II Cr 20:2 Então vieram alguns que avisaram a Jeosafá, dizendo:
                               Vem contra ti uma grande multidão dalém do mar e da Síria;
                                               e eis que já estão em Hazazom-Tamar,
                                                               que é En-Gedi.
                II Cr 20:3 Então Jeosafá temeu, e pôs-se a buscar o SENHOR,
                               e apregoou jejum em todo o Judá.
                II Cr 20:4 E Judá se ajuntou, para pedir socorro ao SENHOR;
                               também de todas as cidades de Judá vieram
                                               para buscar ao SENHOR.
                II Cr 20:5 E pôs-se Jeosafá em pé na congregação de Judá
                               e de Jerusalém, na casa do SENHOR, diante do pátio novo.
                II Cr 20:6 E disse:
                               Ah! SENHOR Deus de nossos pais, porventura não és tu Deus
                                               nos céus? Não és tu que dominas sobre todos os
                                                               reinos das nações?
                               Na tua mão há força e potência,
                                               e não há quem te possa resistir.
                               II Cr 20:7 Porventura, ó nosso Deus, não lançaste fora os
                                               moradores desta terra de diante do teu povo Israel,
                                               e não a deste para sempre à descendência de
                                                               Abraão, teu amigo?
                               II Cr 20:8 E habitaram nela e edificaram-te nela um
                                               santuário ao teu nome, dizendo:
                               II Cr 20:9 Se algum mal nos sobrevier, espada, juízo, peste,
                                               ou fome, nós nos apresentaremos diante desta casa
                                               e diante de ti, pois teu nome está nesta casa,
                                               e clamaremos a ti na nossa angústia,
                                                               e tu nos ouvirás e livrarás.
                               II Cr 20:10 Agora, pois, eis que os filhos de Amom,
                                               e de Moabe e os das montanhas de Seir,
                                                               pelos quais não permitiste passar a Israel,
                                                                              quando vinham da terra do Egito,
                                                               mas deles se desviaram e não os destruíram,
                               II Cr 20:11 Eis que nos dão o pago, vindo para lançar-nos
                                               fora da tua herança, que nos fizeste herdar.
                               II Cr 20:12 Ah! nosso Deus, porventura não os julgarás?
                                               Porque em nós não há força perante esta grande
                                                               multidão que vem contra nós,
                                                                              e não sabemos o que faremos;
                                                               porém os nossos olhos estão postos em ti.
                II Cr 20:13 E todo o Judá estava em pé perante o SENHOR,
                               como também as suas crianças, as suas mulheres,
                                               e os seus filhos.
                II Cr 20:14 Então veio o Espírito do SENHOR,
                               no meio da congregação, sobre Jaaziel, filho de Zacarias,
                                               filho de Benaia, filho de Jeiel, filho de Matanias,
                                                               levita, dos filhos de Asafe,
                II Cr 20:15 E disse:
                               Dai ouvidos todo o Judá, e vós, moradores de Jerusalém, e tu,
                                               ó rei Jeosafá; assim o SENHOR vos diz:
                                                               Não temais, nem vos assusteis por causa
                                                                              desta grande multidão;
                                                               pois a peleja não é vossa, mas de Deus.
                II Cr 20:16 Amanhã descereis contra eles;
                               eis que sobem pela ladeira de Ziz, e os achareis no fim do
                                               vale, diante do deserto de Jeruel.
                II Cr 20:17 Nesta batalha não tereis que pelejar;
                               postai-vos, ficai parados, e vede a salvação do SENHOR para
                                               convosco, ó Judá e Jerusalém.
                               Não temais, nem vos assusteis; amanhã saí-lhes ao encontro,
                                               porque o SENHOR será convosco.
                II Cr 20:18 Então Jeosafá se prostrou com o rosto em terra,
                               e todo o Judá e os moradores de Jerusalém se lançaram
                                               perante o SENHOR, adorando-o.
                II Cr 20:19 E levantaram-se os levitas, dos filhos dos coatitas,
                               e dos filhos dos coratitas, para louvarem ao SENHOR Deus
                                               de Israel, com voz muito alta.
                II Cr 20:20 E pela manhã cedo se levantaram e saíram ao deserto de
                               Tecoa; e, ao sairem, Jeosafá pôs-se em pé, e disse:
                                               Ouvi-me, ó Judá, e vós, moradores de Jerusalém:
                                               Crede no SENHOR vosso Deus, e estareis seguros;
                                                               crede nos seus profetas, e prosperareis;
                II Cr 20:21 E aconselhou-se com o povo, e ordenou cantores
                               para o SENHOR, que louvassem à Majestade santa,
                                               saindo diante dos armados, e dizendo:
                               Louvai ao SENHOR porque a sua benignidade
                                               dura para sempre.
                II Cr 20:22 E, quando começaram a cantar e a dar louvores,
                               o SENHOR pôs emboscadas contra os filhos de Amom
                                               e de Moabe e os das montanhas de Seir,
                                               que vieram contra Judá, e foram desbaratados.
                II Cr 20:23 Porque os filhos de Amom e de Moabe se levantaram
                               contra os moradores das montanhas de Seir, para os destruir
                                               e exterminar; e, acabando eles com os moradores de
                                                               Seir, ajudaram uns aos outros a destruir-se.
                II Cr 20:24 Nisso chegou Judá à atalaia do deserto;
                               e olharam para a multidão, e eis que eram corpos mortos,
                                               que jaziam em terra, e nenhum escapou.
                II Cr 20:25 E vieram Jeosafá e o seu povo para saquear
                               os seus despojos, e acharam entre eles riquezas e cadáveres
                                               em abundância, assim como objetos preciosos;
                                               e tomaram para si tanto, que não podiam levar;
                                               e três dias saquearam o despojo, porque era muito.
                II Cr 20:26 E ao quarto dia se ajuntaram no vale de Beraca;
                               pois ali louvaram ao SENHOR.
                                               Por isso chamaram aquele lugar o vale de Beraca,
                                                               até ao dia de hoje.
                II Cr 20:27 Então voltaram todos os homens de Judá e de Jerusalém,
                               e Jeosafá à frente deles, e tornaram a Jerusalém com alegria;
                               porque o SENHOR os alegrara sobre os seus inimigos.
                II Cr 20:28 E vieram a Jerusalém com saltérios, com harpas
                               e com trombetas, para a casa do SENHOR.
                II Cr 20:29 E veio o temor de Deus sobre todos os reinos
                               daquelas terras, ouvindo eles que o SENHOR havia pelejado
                                               contra os inimigos de Israel.
                II Cr 20:30 E o reino de Jeosafá ficou quieto;
                               e o seu Deus lhe deu repouso ao redor.
II Cr 20:31 E Jeosafá reinou sobre Judá;
                era da idade de trinta e cinco anos quando começou a reinar
                               e vinte e cinco anos reinou em Jerusalém;
                                               e o nome de sua mãe era Azuba, filha de Sili.
                II Cr 20:32 E andou no caminho de Asa, seu pai, e não se desviou
                               dele, fazendo o que era reto aos olhos do SENHOR.
                II Cr 20:33 Contudo os altos não foram tirados porque o povo
                               não tinha ainda disposto o seu coração para com o Deus
                                               de seus pais.
                II Cr 20:34 Ora, o restante dos atos de Jeosafá,
                               assim, desde os primeiros até os últimos, eis que está escrito
                                               nas notas de Jeú, filho de Hanani,
                                                               que as inseriu no livro dos reis de Israel.
                II Cr 20:35 Porém, depois disto, Jeosafá, rei de Judá,
                               se aliou com Acazias, rei de Israel, que procedeu com toda a
                                               impiedade.
                II Cr 20:36 E aliou-se com ele, para fazerem navios
                               que fossem a Társis; e fizeram os navios em Eziom-Geber.
                                               II Cr 20:37 Porém Eliezer, filho de Dodava,
                                               de Maressa, profetizou contra Jeosafá, dizendo:
                Porquanto te aliaste com Acazias,
                               o SENHOR despedaçou as tuas obras.
                               E os navios se quebraram, e não puderam ir a Társis..
(6). O final do reinado de Josafá – 20:31 a 21:3.
O cronista segue I Rs 22:41-50. Resume o reinado de Josafá, acrescenta um relato da aliança marítima fracassada e registra a sua morte e o seu sepultamento
Como seu pai Asa, Josafá “fez o que era reto perante o Senhor” – vs II Cr 20:32; I Re 22:43. Perceber-se no texto a descrição do início de seu reinado, do misto de sucessos e de fracassos sob sua liderança e do final de seu reinado.
Percebe-se, ainda, aqui no reinado de Josafá, que nessa época eles viviam em paz com Israel. Desde o início da divisão dos reinos, sempre houve guerras entre eles e agora gozavam de relativa paz entre eles.
Aqui também o cronista fala da aliança errada, imprudente, com Acazias, rei de Israel, que procedeu iniquamente. O objetivo da aliança era a construção de navios que fossem à Tarsis. Por isso foi repreendido por Eliézer, filho de Dodavá, de Merissa. A consequência foi que o Senhor destruiu as suas obras e os navios se quebraram e não puderam ir a Tarsis.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 299 dias para 04/08/2015, quando eu irei concluir a Segmentação de toda a Bíblia.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br

Reações:

1 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.