domingo, 5 de janeiro de 2014

Relacionamentos


                           1ª Igreja Presbiteriana de Taguatinga - PASTORAL DE DOMINGO DE 05/01/2014

Tema: RELACIONAMENTOS – Ex 3:1-22
Estamos no primeiro domingo de 2014 e a mensagem de início é sobre relacionamentos. Que este seja um ano de valorização e melhoramentos contínuos em todos os tipos de relacionamentos de nossas vidas.
DEUS É A CAUSA MAIOR, A BASE.
Deus, na sua Trindade – Pai, Filho e Espírito Santo - é a causa maior de todas as coisas. Ele é o centro de tudo e nele tudo subsiste.
Se não fosse Deus, não haveria vida, nem lugar para viver, nem gente para nos relacionarmos.
A TRINDADE COMO MODELO DE RELACIONAMENTO PERFEITO
Este Deus, que é a causa maior de todas as coisas, a base, nos ensinou, por sua vida, exemplo e obras e palavra, que o modelo de relacionamento perfeito está dentro dele mesmo, na Trindade. Cada um é um com cada um e os três são um só.
A FÉ, A ESPERANÇA E O AMOR
O nosso modelo de relacionamento perfeito é o próprio Deus. Sendo assim, devem estar obrigatoriamente presentes, por causa de Deus, a causa maior, e por nossa causa também,: a fé, a esperança e o amor (I Co 13:13). O amor é o maior porque será o único a permanecer, pois a fé e a esperança, um dia, cessarão, quando não mais serão necessárias, uma vez que não mais andaremos em fé, mas por vista.
No entanto, por enquanto precisamos tanto dela como da esperança. A fé não anda sozinha, ela é dependente. A dependência dela é a esperança e a esperança somente existe porque Deus falou, fala e ainda falará. Se não fosse a Palavra de Deus, não haveria o que esperar, nem haveria a fé.
A INDIVIDUALIDADE, O PERDÃO E A COMUNHÃO.
Como andamos por fé e não por vista, agora chegamos a três características importantes, ou três colunas indispensáveis, no relacionamento.
1.         Respeito à individualidade – Gn 1:27; Jo 1:12, 13.
Devemos respeitar a pessoa como àquela criada e formada à imagem de Deus e à sua semelhança. Sem esse respeito e sem considerarmos que cada um é uma pessoa, não poderemos nos relacionarmos com ninguém.
Não podemos impor aos outros as nossas vontades e gostos e jeito como se eles devessem obrigatoriamente gostar das mesmas coisas que nós e fazer as mesmas coisas que fazemos.
2.         Necessidade contínua de liberação de perdão – Cl 3:13; Mc 11:25
Depois de entendermos que fomos criados únicos no universo e que somos sua obra prima para o presente momento, deveremos entender ainda, que por causa da queda do homem e da entrada do pecado no mundo, nos tornamos pecadores.
Como pecadores, dependemos da graça de Deus e de seu perdão. Somos, então, dependentes do perdão de Deus e isso nos mostra algo interessante que ao dependermos do perdão de Deus por causa de nossa natureza, devemos, igualmente, liberar nosso perdão aos nossos irmãos, nossos semelhantes que foram criados também à imagem e à semelhança de Deus. O segredo do perdão então é perdoar.
3.         Comunhão – Jo 17:21; I Jo 4:20; I Co 12:14-27.
Agora sim, podemos viver em comunhão.
Primeiro, porque Deus é a base de tudo. Segundo, porque temos e andamos por fé e não por vista e que se andamos por fé, temos esperanças e o amor nos constrange acima de todas as coisas. Terceiro, porque respeitamos a individualidade de cada ser criado por Deus único e especial. Quarto, porque entendemos que somos pecadores e que portanto o perdão tem de estar e ser liberado de contínuo em nossos corações como uma atitude positiva e adequada ao reino de Deus.
Pronto, a comunhão então agora já faz parte de nossas vidas. E todos podemos suportar uns aos outros em amor - Cl 3:13.
PALAVRAS FINAIS
Depois disso tudo, eu entendo ainda que nossos relacionamentos precisam de reciclagens. Ele não é parado, estático e uma vez atingido, pronto, acabou.
Pelo contrário, ele deve ser cultivado, trabalhado, para assim ter continuidade.
MELHORIAS CONTINUAS NOS RELACIONAMENTOS
Como melhorar continuamente os relacionamentos iniciados? Vivendo intensamente e sem medo. Respeitando a individualidade, esforçando-se em manter o perdão, a comunhão e o temor a Deus.
Temos de ter atitudes proativas em favor do relacionamento. Temos de ter uma predisposição mental favorável à nossa união e ao nosso aperfeiçoamento. Tudo assim feito para a glória de Deus!
 A Força de Vontade sempre dá um jeito.  A Falta de Vontade sempre dá desculpas.
A Deus toda a glória!





Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.