quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Deuteronômio 2: 1-37 – AS PEREGRINAÇÕES E O INÍCIO DAS VITÓRIAS NA TRANSJORDÂNIA.

Antes de prosseguirmos com o capítulo 2, destacamos que o propósito do livro de Deuteronômio é despertar, reeducar e estimular uma renovação da aliança mediada por Moisés à nova geração, quando Israel estava prestes a entrar na Terra Prometida sob a nova liderança de Josué.
Vamos recordar que a primeira geração foi rejeitada pelo Senhor porquanto eles rejeitaram ao Senhor por ocasião do evento de espiar a terra e trazer um relatório negativo influenciando toda a nação contra o Senhor.
Algumas verdades se destacam em Deuteronômio: 1. Os israelitas que se encontravam nas campinas de Moabe deveriam aprender, a partir das experiências da geração anterior, a importância da fidelidade à geração. 2. As leis de Moisés foram estabelecidas com a finalidade de beneficiar o povo de Deus em sua entrada na Terra Prometida sob a liderança de Josué. 3. A fidelidade à aliança seria recompensada com bênçãos, enquanto a desobediência seria castigada com maldições. 4. Os israelitas deveriam renovar o compromisso com a aliança enquanto esperavam nas campinas de Moabe e depois entrar na Terra Prometida.]
A questão de autoria do livro, partiremos do pressuposto que foi Moisés o autor dos discursos e do livro.
Não podemos deixar de nos atentar que Moisés, o fundador da teocracia de Israel, foi o mediador da antiga aliança e, como tal, prefigurou Jesus Cristo, o Filho de Deus e o mediador da nova aliança – Jr 31:31-34.
Feita essas considerações, estaremos, em continuação, vendo o primeiro discurso de Moisés – o prólogo histórico – 1:1 a 4:43 e dentro dele, a narração da história que ocupará todo este capítulo e ainda o próximo.
O capítulo 2, abaixo, o dividiremos em duas partes: as peregrinações – vs.. 1-23 e as vitórias na Transjordânia que vai dos vs.. 24 a 37. Essas vitórias ainda ocuparão o próximo capítulo do vs.. 1 ao 20.
Foi o próprio Senhor quem disse que o povo já tinha rodeado bastante a montanha de Seir e todos sabiam disso e isso deveria ser enfadonho, por isso os mandou ir para o norte.
Com relação à sua jornada em direção ao norte, o primeiro obstáculo foi o povo de Esaú, seus irmãos, mas Deus não permitiu que Israel se envolvesse com eles porque tinha dado a Esaú aquela terra. Houve neles temor dos israelitas.
O segundo obstáculo foi Moabe e o Senhor novamente impediu os israelitas de os atacarem por causa que ele tinha dado aos filhos de Ló aquela terra.
No vs.. 14 há menção do tempo em que em que caminharam desde Cades-Barnéia até passarem o ribeiro de Zerede: 38 anos! Objetivo: destruir toda aquela primeira geração dos homens de guerra.
Depois de consumidos todos daquela primeira geração, passaram por Ar, pelos filhos de Moabe, e chegaram até defronte dos filhos de Amon. Novamente aqui o Senhor deu a terra a eles e não permitiu Israel de atacá-los e tomar-lhes a terra.
O Senhor deu vitórias aos povos de Esaú de Moabe e de Amon sobre os gigantes que nelas havia permitindo assim a posse e o domínio da terra deles as quais Israel não pode se apossar, mas atravessar com cuidado.
Com relação à Hesbon, tudo foi feito de forma contraria. Primeiro os israelitas pediram permissão para passar por eles, mas Deus interviu e endureceu o coração deste povo para resistir a Israel porque Deus tinha outros planos.
Israel então destruiu todo o povo e o juízo de Deus caiu sobre eles, exterminando-os. Aproveitaram somente o gado e todo o despojo das cidades que tomaram para si.
Depois, desde Aroer, que está à borda do vale de Arnom, e a cidade que nele está, até Gileade nenhuma cidade houve alta demais para eles porque Deus tinha entregue tudo isso a eles.
Deuteronômio 2:1 Depois viramo-nos, e caminhamos ao deserto,
               caminho do Mar Vermelho, como o SENHOR me tinha dito,
                              e muitos dias rodeamos o monte Seir.
Dt 2:1 Depois viramo-nos, e caminhamos ao deserto,
               caminho do Mar Vermelho, como o SENHOR me tinha dito,
                              e muitos dias rodeamos o monte Seir.
Dt 2:2 Então o SENHOR me falou, dizendo:
               Dt 2:3 Tendes rodeado bastante esta montanha;
                              virai-vos para o norte.
               Dt 2:4 E dá ordem ao povo, dizendo:
                              Passareis pelos termos de vossos irmãos, os filhos de Esaú,
                                            que habitam em Seir; e eles terão medo de vós;
                                                           porém guardai-vos bem.
               Dt 2:5 Não vos envolvais com eles, porque não vos darei da sua terra
                              nem ainda a pisada da planta de um pé; porquanto a Esaú
                                            tenho dado o monte Seir por herança.
               Dt 2:6 Comprareis deles, por dinheiro, comida para comerdes;
                              e também água para beber deles comprareis por dinheiro.
               Dt 2:7 Pois o SENHOR teu Deus te abençoou
                              em toda a obra das tuas mãos; ele sabe que andas por este                                                 grande deserto;
                              estes quarenta anos o SENHOR teu Deus esteve contigo,
                                            coisa nenhuma te faltou.
Dt 2:8 Passando, pois, por nossos irmãos, os filhos de Esaú,
               que habitavam em Seir, desde o caminho da planície de Elate
                              e de Eziom-Geber, nos viramos e passamos o caminho do
                                            deserto de Moabe.
Dt 2:9 Então o SENHOR me disse:
               Não molestes aos de Moabe, e não contendas com eles em peleja,
                              porque não te darei herança da sua terra;
                              porquanto tenho dado a Ar por herança aos filhos de Ló.
               Dt 2:10 (Os emins dantes habitaram nela; um povo grande
                              e numeroso, e alto como os gigantes.
               Dt 2:11 Também estes foram considerados gigantes
                              como os anaquins; e os moabitas os chamavam emins.
               Dt 2:12 Outrora os horeus também habitaram em Seir;
                              porém os filhos de Esaú os lançaram fora,
                              e os destruíram de diante de si, e habitaram no seu lugar,
                                            assim como Israel fez à terra da sua herança,
                                                           que o SENHOR lhes tinha dado).
Dt 2:13 Levantai-vos agora, e passai o ribeiro de Zerede.
               Assim passamos o ribeiro de Zerede.
Dt 2:14 E os dias que caminhamos, desde Cades-Barnéia
               até que passamos o ribeiro de Zerede, foram trinta e oito anos,
                              até que toda aquela geração dos homens de guerra
                                            se consumiu do meio do arraial,
                                                           como o SENHOR lhes jurara.
               Dt 2:15 Assim também foi contra eles a mão do SENHOR,
                              para os destruir do meio do arraial até os haver consumido.
Dt 2:16 E sucedeu que, sendo já consumidos todos os homens de guerra,
               pela morte, do meio do povo, Dt 2:17 O SENHOR me falou, dizendo:
Dt 2:18 Hoje passarás a Ar, pelos termos de Moabe;
               Dt 2:19 E chegando até defronte dos filhos de Amom, não os molestes,
                              e com eles não contendas; porque da terra
                                            dos filhos de Amom não te darei herança,
                              porquanto aos filhos de Ló a tenho dado por herança.
               Dt 2:20 (Também essa foi considerada terra de gigantes;
                              antes nela habitavam gigantes, e os amonitas os chamavam
                                            zamzumins; Dt 2:21 Um povo grande, e numeroso,
                              e alto, como os gigantes; e o SENHOR os destruiu de diante
                                            dos amonitas, e estes os lançaram fora,
                                                           e habitaram no seu lugar;
               Dt 2:22 Assim como fez com os filhos de Esaú, que habitavam em Seir,
                              de diante dos quais destruiu os horeus, e eles os lançaram
                                            fora, e habitaram no lugar deles até este dia;
               Dt 2:23 Também os caftorins, que saíram de Caftor,
                              destruíram os avins, que habitavam em Cazerim até Gaza,
                                            e habitaram no lugar deles).
Dt 2:24 Levantai-vos, parti e passai o ribeiro de Arnom;
               eis aqui na tua mão tenho dado a Siom, amorreu, rei de Hesbom,
               e a sua terra; começa a possuí-la, e contende com eles em peleja.
Dt 2:25 Neste dia começarei a pôr um terror e um medo de ti diante dos povos
               que estão debaixo de todo o céu; os que ouvirem a tua fama tremerão
                              diante de ti e se angustiarão. Dt 2:26 Então mandei
                                            mensageiros desde o deserto de Quedemote a Siom,
                                            rei de Hesbom, com palavras de paz, dizendo:
Dt 2:27 Deixa-me passar pela tua terra; somente pela estrada irei;
               não me desviarei para a direita nem para a esquerda.
               Dt 2:28 A comida, para que eu coma, vender-me-ás por dinheiro,
                              e dar-me-ás por dinheiro a água para que eu beba;
                                            tão-somente deixa-me passar a pé;
               Dt 2:29 Como fizeram comigo os filhos de Esaú, que habitam em Seir,
                              e os moabitas que habitam em Ar; até que eu passe o Jordão,
                                            à terra que o SENHOR nosso Deus nos há de dar.
               Dt 2:30 Mas Siom, rei de Hesbom, não nos quis deixar passar
                              por sua terra, porquanto o SENHOR teu Deus endurecera
                                            o seu espírito, e fizera obstinado o seu coração
                                                           para to dar na tua mão, como hoje se vê.
Dt 2:31 E o SENHOR me disse:
               Eis aqui, tenho começado a dar-te Siom, e a sua terra;
                              começa, pois, a possuí-la para que herdes a sua terra.
Dt 2:32 E Siom saiu-nos ao encontro, ele e todo o seu povo,
               à peleja, em Jaza; Dt 2:33 E o SENHOR nosso Deus
                              no-lo entregou, e o ferimos a ele, e a seus filhos,
                                            e a todo o seu povo.
               Dt 2:34 E naquele tempo tomamos todas as suas cidades,
                              e cada uma destruímos com os seus homens,
                                            mulheres e crianças; não deixamos a ninguém.
               Dt 2:35 Somente tomamos por presa o gado para nós,
                              e o despojo das cidades que tínhamos tomado.
               Dt 2:36 Desde Aroer, que está à margem do ribeiro de Arnom,
                              e a cidade que está junto ao ribeiro, até Gileade,
                                            nenhuma cidade houve que de nós escapasse;
                                            tudo isto o SENHOR nosso Deus nos entregou.
Dt 2:37 Somente à terra dos filhos de Amom não chegastes;
nem a toda a margem do ribeiro de Jaboque,
nem às cidades da montanha,
nem a coisa alguma que nos proibira*
               o SENHOR nosso Deus.
Como é incrível vermos como Deus é imanente e não somente transcendente. Ele realmente é quem abate, quem exalta, quem permite, quem destrói por meio dos seus juízos.

Ai daqueles que usam de seu poder e força e domínio para perverter o direito e conquistarem para si mais riquezas e bens sobre a terra.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br
...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.