sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Deuteronômio 18: 1-22 – DIVERSAS ORIENTAÇÕES E A PROMESSA DA VINDA DO MESSIAS.


Ainda prosseguindo com o tema grande do detalhamento das condições da aliança – são 15 capítulos que vai do 12:1 até o capítulo 26:15. Estamos vendo, em cada capítulo, algum aspecto que Moisés queria enfatizar àquela segunda geração preparando eles para a ocupação da Terra Prometida.
No presente capítulo, 18, veremos orientações a respeito da herança e dos direitos dos sacerdotes e dos levitas – vs. 1-8; orientações contra adivinhos, feiticeiros e falsos profetas – vs. 9 – 14; e, a promessa da vinda de um grande profeta do meio dos irmãos israelitas – vs. 13-22.
Os sacerdotes – Arão e seus filhos, da tribo de Levi – e toda a tribo de Levi não deveriam ter nenhuma herança em Canaã porque justamente o Senhor era a herança deles – Nm 18:20.
Nenhum levita deveria receber herança na terra – 10:9; Nm 26:62. Por isso, os levitas não tinham propriedades rurais de onde tirar o seu sustento. Moisés separou para a tribo de Levi 42 cidades, das quais 6 deveriam ser designadas cidades de refúgio – Nm 35:2-8 – e Josué posteriormente as definiu.
Deus proibiu peremptoriamente que Israel praticasse as coisas que as outras nações praticavam que envolviam o ocultismo e feitiçarias, idolatrias, mágicas, adivinhações e coisas do gênero. Por meio dessas coisas é que as nações daquelas terras se tornaram desprezíveis e malignas obtendo em consequência o juízo de Deus.
Era tão terrível o comportamento do povo que até os seus próprios filhos eram sacrificados. Os praticantes e as práticas condenadas por Deus envolviam:
·        Quem fazia passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha.
·        Adivinhações.
·        Prognosticadores, agoureiros, feiticeiros.
·        Encantadores.
·        Os que consultavam a um espírito.
·        Os adivinhadores, mágicos.
·        Os que consultavam os mortos.
Quem pratica tais coisas, mesmo ainda no tempo presente, bem no século XXI é considerado pela Bíblia: ABOMINAÇÃO AO SENHOR! E foi por tais abominações que eles estavam sendo expulsos de sua terra com forte sentença de juízo da parte de Deus.
Este capítulo, depois dessas coisas, anuncia a vinda do Messias! A semente é anunciada claramente entre o povo da segunda geração. A mensagem mais importante de todas estava ali sendo anunciada. O messias, vindo do próprio povo, haveria de surgir e anunciar a palavra do Senhor.
Houve um contexto histórico que deu ao presente trecho das Escrituras uma base sólida.
Tudo tinha começado ali com Abraão que gerou a Isaque e que gerou a Jacó e que gerou os 12 e que depois de um tempo, sempre seguindo a direção de Deus, já sendo ao todo umas 150 pessoas entre homens, mulheres e crianças, se dirigem ao Egito onde viveram mais de 400 anos.
Ali cresceram e se tornaram muito numerosos e o Egito os oprimia. Deus resolve libertar o povo para os conduzir à Terra Prometida.
Com forte mão e sinais e prodígios e maravilhas e exercendo seu juízo sobre o Egito, Deus, por meio de Moisés e Arão, tira o povo dali e o conduz ao deserto onde no monte Sinai faz uma aliança com o povo, mas cedo aquela primeira geração caiu e pecou e ficou prostrada ali no deserto depois de 40 anos de grande misericórdia de Deus.
Agora estava ali a segunda geração ouvindo os discursos, os últimos de Moisés – ele já estava para morrer - e chegou o clímax da mensagem: o anúncio da vinda de um grande profeta.
Dt 18:1 Os sacerdotes levitas, toda a tribo de Levi,
                não terão parte nem herança com Israel;
                das ofertas queimadas do SENHOR e da sua herança comerão.
Dt 18:2 Por isso não terão herança no meio de seus irmãos;
                o SENHOR é a sua herança, como lhes tem dito.
Dt 18:3 Este, pois, será o direito dos sacerdotes, a receber do povo,
                dos que oferecerem sacrifício, seja boi ou gado miúdo;
                               que darão ao sacerdote a espádua e as queixadas e o bucho.               Dt 18:4 Dar-lhe-ás as primícias do teu grão, do teu mosto
                               e do teu azeite, e as primícias da tosquia das tuas ovelhas.
                Dt 18:5 Porque o SENHOR teu Deus o escolheu de todas
                               as tuas tribos, para que assista e sirva no nome do SENHOR,
                                               ele e seus filhos, todos os dias.
                Dt 18:6 E, quando chegar um levita de alguma das tuas portas,
                               de todo o Israel, onde habitar; e vier com todo o desejo da
                                               sua alma ao lugar que o SENHOR escolheu;
                Dt 18:7 E servir no nome do SENHOR seu Deus, como também todos
                               os seus irmãos, os levitas, que assistem ali perante
                                               o SENHOR, Dt 18:8 Igual porção comerão,
                                                              além das vendas do seu patrimônio.
                Dt 18:9 Quando entrares na terra que o SENHOR teu Deus te der,
                               não aprenderás a fazer conforme as abominações
                                               daquelas nações.
                Dt 18:10 Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo
                               a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador,
                               nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro;
                               Dt 18:11 Nem encantador, nem quem consulte a um espírito
                               adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos;
                Dt 18:12 Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação
                               ao SENHOR; e por estas abominações o SENHOR teu Deus
                                               os lança fora de diante de ti.
Dt 18:13 Perfeito serás, como o SENHOR teu Deus.
                Dt 18:14 Porque estas nações, que hás de possuir,
                               ouvem os prognosticadores e os adivinhadores;
                                               porém a ti o SENHOR
                                                               teu Deus não permitiu tal coisa.
                Dt 18:15 O SENHOR teu Deus te levantará um profeta do meio de ti,
                               de teus irmãos, como eu; a ele ouvireis;
                Dt 18:16 Conforme a tudo o que pediste ao SENHOR teu Deus
                               em Horebe, no dia da assembléia, dizendo:
                                               Não ouvirei mais a voz do SENHOR teu Deus,
                                               nem mais verei este grande fogo,
                                                               para que não morra.
                Dt 18:17 Então o SENHOR me disse:
                               Falaram bem naquilo que disseram.
                Dt 18:18 Eis lhes suscitarei um profeta do meio de seus irmãos,
                               como tu, e porei as minhas palavras na sua boca,
                                               e ele lhes falará tudo o que eu lhe ordenar.
                Dt 18:19 E será que qualquer que não ouvir as minhas palavras,
                               que ele falar em meu nome, eu o requererei dele.
                Dt 18:20 Porém o profeta que tiver a presunção de falar alguma                                        palavra em meu nome, que eu não lhe tenha mandado falar,
                               ou o que falar em nome de outros deuses,
                                               esse profeta morrerá.
                Dt 18:21 E, se disseres no teu coração:
                               Como conhecerei a palavra que o SENHOR não falou?
                Dt 18:22 Quando o profeta falar em nome do SENHOR,
                               e essa palavra não se cumprir, nem suceder assim;
                                               esta é palavra que o SENHOR não falou;
                                                               com soberba a falou aquele profeta;
                               não tenhas temor dele.
Toda a Escritura existe por causa de Cristo Jesus! Perfeito serás como o Senhor teu Deus! – vs. 13. Não é impossível? Se é impossível, por que Deus nos pede para sermos perfeitos, se jamais o seremos? No entanto, Cristo Jesus foi perfeito e pela sua perfeição ele nos faz aceitáveis diante de Deus.
Somos assim perfeitos em Cristo e não perfeitos por que praticamos coisas sem defeito algum. O método de Deus falar conosco já não mais seria como ele falou teofanicamente, mas por intermédio de um mediador e este mediador perfeito e eterno é o Cristo Jesus!
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br
...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.