segunda-feira, 21 de junho de 2010

365 dias de propósito! Dia 335/365

TEMA: O Perigo da Rejeição do Conhecimento de Deus 8 – Rm 1:18-32
Um dia desses (13/06/2010) enquanto preparava uma palavra de Deus para ministrar ao povo de Deus na igreja de Deus, CONGREGAÇÃO PRESBITERIAL FONTE DE LIBERTAÇÃO TAGUATINGA-DF, Pastor: Rev. Ricardo de Santana Oliveira, tema: Deus está no controle de tudo e de todas as coisas – Jo 6: 15-21, eu passei por uma experiência que me edificou e me ajudou naquela ministração à noite.
Eu não estava legal no dia em que ia pregar e me queixava ao Senhor dizendo-lhe como poderia pregar daquela maneira. Eu já havia orado, mas não tinha alcançado vitória. Foi a tarde que me veio a palavra do Senhor claramente. Filho, eu te provo, não para conhecer o teu coração, pois eu sei tudo e já te conheço desde o ventre materno, mas, sim, para que você conheça o seu próprio coração e me apresente os seus pensamentos para que eu te possa curar.
 
Imediatamente caiu-me a ficha e até sorri. Então o Senhor está me espremendo, não é? Cai na gargalhada, chorei e vi que era isso mesmo. Pensei, se Deus me mostrasse de uma vez toda a minha miséria, certamente não suportaria e viria a morre de puro desgosto.
 
Com base nessa experiência, na técnica do psiquiatra Augusto Cury do D.C.D. (Duvide, Critique e Determine) para reeditar a memória e resgatar a liderança de nossos próprios sentimentos e, ainda, com base no que chamei de PROCESSO DE IDENTIFICAÇÃO DOS MAUS PENSAMENTOS, e recapitulando os passos até então vistos, eu resolvi propor o seguinte método para lidarmos com nossos maus pensamentos.
 
Primeiro passo: identificá-los. Como identificá-los? Simples, temos de manter vigilância e estarmos alerta para sinais como desânimo, tristeza, vontade de desanimar,  de desistir e, principalmente, de duvidarmos do amor e cuidado de Deus. Quando você está com raiva de Deus, pode ter certeza de que você está sendo atacado.
 
Segundo passo: uma vez identificado aqueles maus pensamentos, agora vem a minha proposta de submeter todos eles a Deus em oração confessando o nosso pecado e rogando a Deus forças para por meio do Espírito Santo vencermos o inimigo. É o que fiz na minha experiência relatada acima. A minha oração nesse momento deve ser sincera e verdadeira. Eu devo abrir o meu coração a Deus e aceitar sua correção. Se eu me endurecer, estarei em sérios apuros.
 
Agora sim, nesse momento, entrar e aplicar a técnica, criada por Augusto Cury chamada de D.C.D. (Duvide, Critique e Determine) para reeditar a memória e resgatar a liderança de nossos próprios sentimentos. A qual veremos a seguir:
 
Terceiro passo: duvide deles, dos seus maus pensamentos. Já vimos isso.
 
Quarto passo: critique eles. Também já vimos essa fase.
 
Quinto passo: determine! Ora, já identificamos, oramos, duvidamos, criticamos, agora é hora de tomada de decisões. O que iremos fazer com eles? Para tomarmos uma decisão sábia sobre o que fazer com eles quando mais conhecermos Deus e termos certeza de seu amor e bondade mais fácil será determinarmos algo. Não se trata de determinarmos algo a Deus para que faça, isso é tolice e revela ignorância do conhecimento da vontade de Deus.
 
Reescrever ou reeditar uma experiência vivida que traz grande amargor a nossa alma requer profundo conhecimento do amor e da bondade de Deus, de sua justiça, sabedoria e soberania. Não pode reeditar eficazmente a sua memória quem não conhece profundamente ao seu Deus ou que duvide dele ou que alimente raiva dele.
 
Não sou psiquiatra, nem psicólogo, mas creio em Deus e com ele me relaciono. Tenho minhas dificuldades e lutas com minha própria fé, com Deus, com meu querido e amado Senhor Jesus Cristo, meu amigo, meu irmão e meu Deus, e com o doce Espírito Santo então? Se ele não me amasse tanto, já há muito teria sido fulminado. Eu sempre que inicio um bom combate com meu Deus eu logo declaro: jamais poderei vencê-lo meu Senhor, mas preciso ser vencido! Amanhã, continuaremos as nossas lutas.
 
A Deus toda a glória!
 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.