terça-feira, 14 de outubro de 2014

II Crônicas 25:1-28 - OS 29 ANOS DO REINADO DE AMAZIAS EM JUDÁ

Nós estamos aqui, no capítulo 24, o último da parte “B”, que continuará a falar do reinado de Joás.
PARTE III – O REINO DIVIDIDO – 10:1 A 28:27.
C: A deterioração decorrente da obediência superficial (25:1 - 28:27).
Estamos já encerrando a fase do reino dividido e passaremos a ver a deterioração decorrente da obediência superficial que abrange a última fase desse reino dividido os quais são os reinados de Amazias (25:1-28), Uzias (26:1-23), Jotão (27:1-9) e Acaz (28:1-27).
O que há de comum neles é que não serviram a Deus de todo o coração (veja 25:2; 26:4; 27:2), ou sejam, fizeram o que era reto, mas não com inteireza de coração. Também veremos a derrota de Acaz diante de Israel (cf: 25:14-24; 28:6:15).
A história de reis em Israel começou com Saul, reinou 40 anos; depois, com Davi, também reinou 40 anos; e, depois com Salomão, que também  reinou 40 anos. Salomão morreu em 931 a.C. e o reino foi dividido em Israel (o Reino do Norte) e Judá (o Reino do Sul). Veja quadro abaixo com as referências bíblicas em Reis[1]:
Referência Bíblica
Reis no Judá
Reis no Israel
Data
I Reis 11:43
Roboão

931 a.C.
I Reis 11:28

Jeroboão
931 a.C.
I Reis 14:31
Abias

913 a.C.
I Reis 15:8-24
*Asa

911 a.C.
I Reis 15:25

Nadabe
910 a.C.
I Reis 15:16-22

Baasa
909 a.C.
I Reis 16:6

Elá
886 a.C.
I Reis 16:15

Zinri
885 a.C.


*Tibni
885 a.C.
I Reis 16:16

Onri
885 a.C.
I Reis 16:29

Acabe
884 a.C.
I Reis 15:24
*Jeosafá

873 a.C.
II Reis 8:16
*Jeorão

853 a.C.
I Reis 22:51

Acazias
853 a.C.
II Reis 1:17

Joroão
852 a.C.
II Reis 8:25
Acazias

841 a.C.
II Reis 11:1
Atalia

841 a.C.
II Reis 10:36

Jeú
841 a.C.




II Reis 11:21
Jeoás

835 a.C.
II Reis 10:35

Jeoacaz
814 a.C.




II Reis 13:10

*Jeoás
798 a.C.




II Reis 14:1
*Amazias

796 a.C.
II Reis 14:23
*Uzias
* Jeroboão II
793 a.C.
II Reis 15:5
*Jotã

750 a.C.
II Reis 15:8

Zacarias
753 a.C.




II Reis 15:38
*Acaz

735 a.C.
Como estamos seguindo as divisões propostas pela BEG, também dividiremos a parte “C” em quatro partes, com cada parte sendo resumida em um capítulo e em um reinado:
1: O reinado de Amazias (25:1-28)
a: O início do reinado de Amazias (25:1-2)
b: A fidelidade parcial de Amazias (25:3-12)
c: Amazias enfrenta problemas causados por Israel (25:13)
d: A infidelidade de Amazias (25:14-24)
e: O final do reinado de Amazias (25:25-28)
2: O reinado de Uzias (26:1-23)
a: O início do reinado de Uzias (26:1-5)
b: A fidelidade e a bênção de Uzias (26:6-15)
c: A infidelidade e a maldição de Uzias (26:16-21)
d: O final do reinado de Uzias (26:22-23)
3: O reinado de Jotão (27:1-9)
4: O reinado de Acaz (28:1-27)
a: O início do reinado de Acaz (28:1-5)
b: A fidelidade do Reino do Norte a Deus (28:6-15)
c: A infidelidade de Acaz a Deus (28:16-25)
d: O final do reinado de Acaz (28:26-27)
1: O reinado de Amazias - 796-767 a.C. - (25:1-28; II Re 14:1-22)
Veremos que, conforme a BEG, o relato do reinado de Amazias começa e termina com material tirado de Reis (cf. II Rs 14:1-6 com os vs. 1- 4; de II Rs 14:8-20 com os vs. 17-28). A seção central do relato (vs. 5-16) foi acrescentada pelo cronista pelo uso de outro(s) documento(s) que não se encontra(m) mais disponível(is).
Para fins didáticos, poderíamos dividir este reinado primeiro em 5 partes a. O início do reinado de Amazias (25:1-2); b. A fidelidade parcial de Amazias (25:3-12); c. Amazias enfrenta problemas causados por Israel (25:13); d. A infidelidade de Amazias (25:14-24); e. O final do reinado de Amazias (25:25-28)
O cronista se concentra na maneira como as alianças estrangeiras, a resposta à instrução profética e o sincretismo afetam a segurança militar de Israel. Seu relato se divide em fidelidade e infidelidade, de maneira bastante semelhante ao seu registro dos reinados de Joás e Uzias (22:10-24:27).
O cronista omite parte da condenação contundente de Amazias encontrada em II Rs 14.3-4, mas reconhece que o rei possuía falhas graves.
Depois de Joás ter sido assassinado pelos seus próprios oficiais – II Re 12:20,21 – foi sucedido pelo seu filho Amazias no trono de Judá. Amazias seguiu o exemplo piedoso de seu pai Joás.
Quando começou a reinar ele tinha 25 anos e por mais 29 governou Judá. A narrativa bíblica padrão[2] dos feitos dos reis em Judá e em Israel fala que este rei fez o que era reto perante o Senhor, isto é, seguiu as prescrições da aliança, ou seja, teve o zelo de andar nos seus caminhos, para guardar os seus estatutos e os seus mandamentos, no entanto, não com inteireza de coração – vs 2.
Foi dessa forma que Davi exortou seu filho Salomão (I Re 2:1-4) a ser fiel e a fazer o que era reto aos olhos do Senhor: observando as leis de Deus e, portanto, experimentando sua bênção – Dt 6:2; 8:6, 11; 10:12-23; 11:22. Se, por acaso, fosse infiel, fazendo o que era mau aos olhos do Senhor, ele e a nação sofreriam, inevitavelmente, consequências ainda mais terríveis – Dt 4:40, 44-45.
Este, igualmente, seu pai, não tirou os altos e o povo ainda ali sacrificava e queimava incenso. O povo insistia em adorar nos altos, ou seja, repetindo o que já disse antes e expliquei, os altos eram santuários nos altos das colinas. Ao entrarem na terra de Canaã, os israelitas deveriam ter abolido todos os altos dos cananeus – Nm 33:52; Dt 7:5; 12:3 – e construído seus próprios centros de culto ou altares em locais aprovados por Deus – Ex 20:24; Jz 6:4; 13:19; I Sm 7:17; I Re 9:12-13. Essa adoração, em certos locais sancionados, seria somente considerada aceitável até o tempo em que o santuário central do qual Dt 12 trata em detalhes, fosse construído.
Depois que foi de fato confirmado rei em Judá, tratou de eliminar aqueles servos que tinham matado a seu pai. Amazias teve o zelo de poupar os filhos daqueles homens por temor a Deus, pois na lei estava escrito que nem os filhos nem os pais deveriam pagar pelo pecado um do outro, mas cada um seria responsável pelo seu próprio pecado – Dt 24:16.
Amazias, em batalha, vence os edomitas, mas cai diante de Israel por causa de sua precipitação. Seu desafio impulsivo a Jeoás, rei de Israel, resultou em derrota para Judá na batalha, bom como na destruição de parte do muro de Jerusalém e no saque do templo e dos tesouros reais.
Nessa luta dele contra os edomitas, um profeta conhecido por “certo homem de Deus” o adverte para que não leve à batalha os efraimitas para não suceder que perdessem a batalha, antes que lutasse só e o exorta a ser forte e agir dizendo que Deus tanto tem força para ajudar como para fazer cair – vs 8 -, ou seja, a batalha pertence ao Senhor e ele a dá a quem ele quiser.
Amazias então se preocupa com o dinheiro que já dera adiantado para os filhos de Efraim como paga dos serviços, mas o profeta lhe diz que muito mais tinha Deus para dar a ele, se quisesse.
Aqui, então, Deus é o Senhor que vence as batalhas e aquele que sustenta e dá recursos àqueles que ele quiser.
Infelizmente, Amazias voltou da matança bem sucedida dos edomitas, trazendo consigo os deuses dos filhos de Seir – vs 14. Deus então lhe envia um profeta que o censura e lhe diz que ele estava sendo muito incoerente, pois se os deuses dos edomitas não lhe puderam livrá-los das mãos dele, como agora Amazias tomava aqueles deuses para servir?
Naquele momento, o rei interrompe o profeta para censurá-lo dizendo quem o estava constituindo como conselheiro do rei. Entendeu o profeta, por causa da dureza do coração de Amazias que não aceitava a repreensão que o juízo de Deus já estaria determinado em sua vida, por isso disse para ele que sabia que Deus tinha decidido já destruí-lo, razão pela qual ele não lhe daria ouvidos. Dito e feito.
Aprendemos aqui como funciona a mente de Deus sobre aqueles que repreendidos pelo Espírito Santo, insistem na prática do pecado.
Amazias fora forçado a ficar em cativeiro até a morte de Jeoás quando, finalmente, fora liberto – vs II Re 14:17. Apesar de ter sido derrotado e preso, viveu ainda mais 15 anos depois da morte do rei de Israel, Jeoás.
Depois disso, houve uma conspiração contra ele em Jerusalém que o obrigou a fugir para Laquis, uma cidade importante de Judá, distante uns 24 km a oeste de Hebrom. De nada adiantou a sua fuga, pois que o alcançaram lá e o mataram. Trouxeram o seu cadáver e o sepultaram junto a seus pais, na cidade de Davi e o seu filho, Uzias, com 16 anos, passou a reinar em Judá.
II Cr 25:1 Era Amazias da idade de vinte e cinco anos,
                quando começou a reinar, e reinou vinte e nove anos em Jerusalém;
                               e era o nome de sua mãe Joadã, de Jerusalém.
                II Cr 25:2 E fez o que era reto aos olhos do SENHOR,
                               porém não com inteireza de coração.
                II Cr 25:3 Sucedeu que, sendo-lhe o reino já confirmado,
                               matou a seus servos que mataram o rei seu pai;
                II Cr 25:4 Porém não matou os filhos deles;
                               mas fez segundo está escrito na lei, no livro de Moisés,
                                               como o SENHOR ordenou, dizendo:
                               Não morrerão os pais pelos filhos, nem os filhos pelos pais;
                                               mas cada um morrerá pelo seu pecado.
                II Cr 25:5 E Amazias reuniu a Judá e os pôs segundo
                               as casas dos pais, sob capitães de cem, por todo o Judá
                                               e Benjamim; e os contou, de vinte anos para cima,
                                                               e achou deles trezentos mil escolhidos
                                               que podiam sair à guerra, e manejar lança e escudo.
                II Cr 25:6 Também de Israel tomou a soldo cem mil homens valentes,
                               por cem talentos de prata.
                II Cr 25:7 Porém um homem de Deus veio a ele, dizendo:
                               O rei, não deixes ir contigo o exército de Israel;
                                               porque o SENHOR não é com Israel,
                                                               a saber com os filhos de Efraim.
                II Cr 25:8 Se quiseres ir, faze-o assim, esforça-te para a peleja.
                               Deus, porém, te fará cair diante do inimigo;
                                               porque força há em Deus para ajudar
                                                               e para fazer cair.
                II Cr 25:9 E disse Amazias ao homem de Deus:
                               Que se fará, pois, dos cem talentos de prata que dei
                                               às tropas de Israel?
                E disse o homem de Deus:
                               Mais tem o SENHOR que te dar do que isso.
                II Cr 25:10 Então separou Amazias as tropas que lhe tinham vindo
                               de Efraim, para que se fossem ao seu lugar;
                                               pelo que se acendeu a sua ira contra Judá,
                                               e voltaram para as suas casas ardendo em ira.
                II Cr 25:11 Esforçou-se, pois, Amazias, e conduziu o seu povo,
                               e foi ao Vale do Sal; onde feriu a dez mil dos filhos de Seir.
                II Cr 25:12 Também os filhos de Judá prenderam vivos dez mil,
                               e os levaram ao cume da rocha; e do mais alto da rocha
                                               os lançaram abaixo, e todos se despedaçaram.
                II Cr 25:13 Porém os homens das tropas que Amazias despedira,
                               para que não fossem com ele à peleja,
                                               deram sobre as cidades de Judá desde Samaria,
                                                               até Bete-Horom;
                               e feriram deles três mil, e saquearam grande despojo.
                II Cr 25:14 E sucedeu que, depois que Amazias veio da matança
                               dos edomitas e trouxe consigo os deuses dos filhos de Seir,
                                               tomou-os por seus deuses, e prostrou-se diante deles,
                                                               e queimou-lhes incenso.
                II Cr 25:15 Então a ira do SENHOR se acendeu contra Amazias,
                               e mandou-lhe um profeta que lhe disse:
                                               Por que buscaste deuses deste povo, os quais não
                                                               livraram o seu próprio povo da tua mão?
                II Cr 25:16 E sucedeu que, falando ele ao rei, este lhe respondeu:
                               Puseram-te por conselheiro do rei? Cala-te!
                                               Por que haveria de ser ferido?
                                                               Então parou o profeta, e disse:
                               Bem vejo eu que já Deus deliberou destruir-te;
                                               porquanto fizeste isto, e não deste ouvidos
                                                               ao meu conselho.
                               II Cr 25:17 E, tendo tomado conselho, Amazias, rei de Judá,
                                               mandou dizer a Jeoás, filho de Jeoacaz,
                                                               filho de Jeú, rei de Israel:
                                                                              Vem, vejamo-nos face a face.
                II Cr 25:18 Porém Jeoás, rei de Israel, mandou dizer a Amazias,
                               rei de Judá:
                                               O cardo que estava no Líbano mandou dizer ao
                                                               cedro que estava no Líbano:
                                               Dá tua filha por mulher a meu filho;
                                                               porém os animais do campo, que estavam
                                                               no Líbano passaram e pisaram o cardo.
                II Cr 25:19 Tu dizes:
                               Eis que tenho ferido os edomitas; e elevou-se o teu coração,
                                               para te gloriares; agora, pois, fica em tua casa;
                                                               por que te entremeterias no mal, para caíres
                                                                              tu e Judá contigo?
                II Cr 25:20 Porém Amazias não lhe deu ouvidos,
                               porque isto vinha de Deus, para entregá-los na mão
                                               dos seus inimigos;
                                               porquanto buscaram os deuses dos edomitas.
                II Cr 25:21 E Jeoás, rei de Israel, subiu; e ele e Amazias, rei de Judá,
                               viram-se face a face em Bete-Semes, que está em Judá.
                II Cr 25:22 E Judá foi ferido diante de Israel;
                               e fugiu cada um para a sua tenda.
                II Cr 25:23 E Jeoás, rei de Israel, prendeu a Amazias, rei de Judá,
                               filho de Joás, o filho de Jeoacaz, em Bete-Semes,
                                               e o trouxe a Jerusalém; e derrubou
                                                               o muro de Jerusalém, desde a porta de
                                                                              Efraim até à porta da esquina,
                                                                                              quatrocentos côvados.
                II Cr 25:24 Também tomou todo o ouro, a prata, e todos os utensílios
                               que se acharam na casa de Deus com Obede-Edom,
                                               e os tesouros da casa do rei, e os reféns;
                                                               e voltou para Samaria.
                II Cr 25:25 E viveu Amazias, filho de Joás, rei de Judá,
                               depois da morte de Jeoás, filho de Jeoacaz,
                                               rei de Israel, quinze anos.
                II Cr 25:26 Quanto ao mais dos atos de Amazias,
                               tanto os primeiros como os últimos, eis que, porventura,
                               não estão escritos no livro dos reis de Judá e de Israel?
                II Cr 25:27 E desde o tempo em que Amazias se desviou do SENHOR,
                               conspiraram contra ele em Jerusalém, porém ele fugiu
                                               para Laquis;
                                                               mas perseguiram-no até Laquis,
                                                                              e o mataram ali.
                II Cr 25:28 E trouxeram-no sobre cavalos
                               e sepultaram-no com seus pais na cidade de Judá.
Uzias edificou Elate e a restituiu a Judá depois que o rei descansou com seus pais. Elate era um porto marítimo no golfo da Ácaba, usado inicialmente por Salomão para promover o comércio marítimo com outras nações – I Re 9:26-28.
Uma vez que Amazias derrotou a Edom – vs 7 -, o seu filho Uzias (também chamado de Azarias – 15: 30, 32, 34; Is 6:1) pode reconstruir Elate e usá-lo novamente como porto de Judá – I Re 22:47-50; II Reis 8:20-22; 16:6 – veremos com mais detalhes no próximo capítulo de Crônicas.
As histórias dos reis de Judá e de Israel vão se desenrolando a partir de Saul, primeiro rei, depois Davi, quando seu trono foi estabelecido para sempre no lugar de Saul que fora rejeitado, em seguida Salomão, filho de Davi, onde ocorre a divisão do reino, ficando a dinastia de Davi com um trono ao sul e as outras tribos com Israel ao norte.
São vários os reis que se vão se sucedendo um ao outro e em cada um o resultado de seu reinado se preservaram ou não a aliança do Senhor. Em Israel, nenhum rei fez o que é reto ao Senhor.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 294 dias para 04/08/2015, quando eu irei concluir a Segmentação de toda a Bíblia.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br




(*) Reis participando em reinos concomitantes.
[2] Chamo de relato padrão no livro de Reis por seguir de fato um padrão: 1. Identificação do rei. 2. Tempo de duração de seu reinado. 3. Seus feitos, se retos ou maus. 4. Algum destaque especial. 5. Sua morte.
...

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.