quinta-feira, 2 de outubro de 2014

II Crônicas 13:1-22 - O REINADO MAU DE ABIAS E A MISERICÓRDIA DO SENHOR

Nós estamos aqui, no capítulo 13, parte III.
PARTE III – O REINO DIVIDIDO – 10:1 A 28:27.
A. Julgamentos e bênçãos crescentes em Judá – 10:1 a 21:3.
A primeira fase do reino dividido compreenderá – e também será nossa divisão para nossas reflexões – 4 partes: 1. O reinado de Roboão (10:1 - 12:16) – já vimos. 2. O reinado de Abias (13:1 - 14:1a) – veremos agora. 3. O reinado de Asa (14:1b - 16:14). 4. O reinado de Josafá (17:1 – 21:3).
Os temas comuns entre esses reinados serão, como teremos a oportunidade de verificar:
·         O foco sobre a separação do Reino do Norte.
·         As narrativas de batalhas.
·         As reações à palavra de Deus.
2. O reinado de Abias (13:1 - 14:1a).
O cronista segue fielmente o relato do reinado de Abias em Reis no começo (cf. 13.1-2a com 1Rs 15:1-2) e no final (cf. II Cr I3:22 a 14.1a com I Rs 15:7-8). O texto paralelo em Reis se encontra em I Rs 15:1-8, ao qual também nos valeremos aproveitando nossas reflexões já feitas.
Era o décimo oitavo ano em Israel quando ocorreu a troca de rei em Judá. Jeroboão ainda estaria no poder por mais 4 anos. Abias somente reinou por três anos em Israel e durante o seu reinado sempre esteve em guerra contra Jeroboão.
A parte central do seu registro (13:2b-21) difere consideravelmente do texto de Reis (I Rs 15:3-5). Percebe-se no texto que o Cronista enfatiza o lado positivo do reinado de Abias, enquanto o escritor de Reis se concentra no seu lado negativo (I Rs 15:3).
O cronista se concentra especialmente no discurso de Abias contra o Reino do Norte (13:4-12) e na sua confiança piedosa em Deus na batalha (13:14).
Por exemplo, I Re 15:7 menciona a guerra entre Abias e Jeroboão, mas o cronista acrescenta detalhes, como a formação de linhas de batalha – vs 2b-3 -, o discurso de Abias – vs 4 -12 -, a batalha – vs 13 – 18 -, e o resultado para cada rei – vs 19-21.
No vs 3, o cronista também faz uma comparação dos exércitos de um com o outro para mostrar a inferioridade numérica do Reino do Sul e ressaltar o poder de Deus operando em favor do reino fiel de Judá.
Não encontramos em Reis o discurso de Abias contra Israel que fala de duas questões centrais: a aprovação divina da dinastia de Davi (vs. 5-8a) e a legitimidade exclusiva do templo de Jerusalém (vs. 8b-12).
As palavras de Abias exortam os leitores do período pós-exílico a evitarem o sincretismo (a combinação de culto ao Senhor com o culto a outros deuses) e a permanecerem fiéis às instituições do trono de Davi e ao templo de Jerusalém.
Abias se dirigiu ao exército do norte e culpou Jeroboão diretamente pela rebelião contra Roboão. Abias explicou que a ofensa de Roboão às tribos do norte (10:1-17) foi resultante de sua juventude e inexperiência (cf. I Cr 22:5; 29:1).
Apesar da ofensa de Roboão, resistir à dinastia de Davi era o mesmo que resistir ao próprio Deus.
O discurso de Abias representa a visão do cronista acerca da observância correta do culto, urna mensagem de suma importância para os seus leitores pós-exílio.
A presença de Deus com o exército de Judá garantiu a vitória. Abias afirmou que Deus tomaria partido de Judá contra o Reino do Norte.
No verso 14, quando Judá se percebeu cercado por trás e pela frente e as esperanças estavam se esvaindo, está dito que clamaram ao SENHOR e os sacerdotes tocaram as suas trombetas. Esse acontecimento traz à memória a oração de dedicação do templo. O cronista apresenta a oração como o fator decisivo na batalha.
O cronista explica a vitória de Abias como resultado da confiança de Judá em Deus. A dependência no poder do Senhor, e não na força humana, é um tema importante na mensagem do autor ao seu público pós-exílio.
O cronista contrasta os resultados para Jeroboão e para Abias, respectivamente, a fim de indicar a desaprovação e a aprovação de Deus. Jeroboão nunca se recuperou dessa derrota. Abias, por sua vez, se fortaleceu e teve muitos filhos.
Abias morreu e foi sucedido pelo seu filho Asa.
II Cr 13:1 No ano décimo oitavo do rei Jeroboão,
                Abias começou a reinar sobre Judá.
                II Cr 13:2 Três anos reinou em Jerusalém;
                               e era o nome de sua mãe Micaía, filha de Uriel de Gibeá;
                                               e houve guerra entre Abias e Jeroboão.
                II Cr 13:3 E Abias ordenou a peleja com um exército
                               de valentes guerreiros, quatrocentos mil homens escolhidos;
                                               e Jeroboão dispôs contra ele a batalha
                                               com oitocentos mil homens escolhidos,
                                                               todos homens corajosos.
                II Cr 13:4 E pôs-se Abias em pé em cima do monte de Zemaraim,
                               que está na montanha de Efraim, e disse:
                                               Ouvi-me, Jeroboão e todo o Israel:
                II Cr 13:5 Porventura não vos convém saber
                               que o SENHOR Deus de Israel deu para sempre a Davi
                                               a soberania sobre Israel, a ele e a seus filhos,
                                                               por uma aliança de sal?
                II Cr 13:6 Contudo levantou-se Jeroboão, filho de Nebate,
                               servo de Salomão, filho de Davi,
                                               e se rebelou contra seu senhor.
                II Cr 13:7 E ajuntaram-se a ele homens vadios, filhos de Belial;
                               e fortificaram-se contra Roboão, filho de Salomão,
                                               sendo Roboão ainda jovem, e terno de coração,
                                                               e não lhes podia resistir.
                II Cr 13:8 E agora julgais que podeis resistir ao reino do SENHOR,
                               que está na mão dos filhos de Davi, visto que sois uma grande
                                               multidão, e tendes convosco os bezerros de ouro
                                                               que Jeroboão vos fez para deuses.
                II Cr 13:9 Não lançastes vós fora os sacerdotes do SENHOR,
                               os filhos de Arão, e os levitas, e não fizestes
                                               para vós sacerdotes, como os povos
                                                               das outras terras?
                               Qualquer que vem a consagrar-se com um novilho
                                               e sete carneiros logo se faz sacerdote daqueles
                                                               que não são deuses.
                II Cr 13:10 Porém, quanto a nós, o SENHOR é nosso Deus,
                               e nunca o deixamos; e os sacerdotes que ministram
                                               ao SENHOR são filhos de Arão,
                                                               e os levitas se ocupam na sua obra.
                II Cr 13:11 E queimam ao SENHOR cada manhã
                               e cada tarde holocaustos, incenso aromático,
                                               com os pães da proposição sobre a mesa pura,
                                               e o candelabro de ouro, e as suas lâmpadas
                                                               para se acenderem cada tarde, porque nós
                                               temos cuidado do serviço do SENHOR nosso Deus;
                                                               porém vós o deixastes.
                II Cr 13:12 E eis que Deus está conosco, à nossa frente,
                               como também os seus sacerdotes, tocando com as trombetas,
                                               para dar alarme contra vós.
                               O filhos de Israel, não pelejeis contra o SENHOR
                                               Deus de vossos pais; porque não prosperareis.
                II Cr 13:13 Mas Jeroboão armou uma emboscada,
                               para dar sobre eles pela retaguarda; de maneira que estavam
                                               em frente de Judá e a emboscada por detrás deles.
                II Cr 13:14 Então Judá olhou, e eis que tinham que pelejar por diante
                               e por detrás; então clamaram ao SENHOR;
                                               e os sacerdotes tocaram as trombetas.
                II Cr 13:15 E os homens de Judá gritaram; e sucedeu que,
                               gritando os homens de Judá,
                                               Deus feriu a Jeroboão e a todo o Israel diante de
                                                               Abias e de Judá.
                II Cr 13:16 E os filhos de Israel fugiram de diante de Judá;
                               e Deus os entregou na sua mão.
                II Cr 13:17 De maneira que Abias e o seu povo fizeram grande
                               matança entre eles; porque caíram feridos de Israel
                                               quinhentos mil homens escolhidos.
                II Cr 13:18 E foram humilhados os filhos de Israel naquele tempo;
                               e os filhos de Judá prevaleceram,
                                               porque confiaram no SENHOR Deus de seus pais.
                II Cr 13:19 E Abias perseguiu Jeroboão; e tomou-lhe a Betel
                               com os lugares da sua jurisdição,
                                               e a Jesana com os lugares da sua jurisdição,
                                               e a Efrom com os lugares da sua jurisdição.
                II Cr 13:20 E Jeroboão não recobrou mais o seu poder
                               nos dias de Abias;
                                               porém o SENHOR o feriu, e morreu.
                II Cr 13:21 Abias, porém, se fortificou,
                               e tomou para si catorze mulheres, e gerou vinte e dois filhos
                                               e dezesseis filhas.
II Cr 13:22 Os demais atos de Abias,
                tanto os seus caminhos como as suas palavras,
                               estão escritos na história do profeta Ido.
Abias morreu, mas Deus teve misericórdia de seu povo e concedeu a eles seu filho Asa como sucessor.
Apesar de Abias fazer o que era mau e não perseverar em seguir ao Senhor como Davi, seu pai, no entanto Deus ainda por amor de Davi, conforme sua palavra de aliança com ele, lhe deu uma lâmpada e estabilidade: Asa, seu filho!
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 306 dias para 04/08/2015, quando eu irei concluir a Segmentação de toda a Bíblia.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br
...

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.