terça-feira, 10 de janeiro de 2012

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 96 - Faltam 473 dias para 26/04/13 e 884 dias para a Copa

Décimo dia do ano de 2012! A semente messiânica vem de qual esposa de Davi? Justamente, daquela Bate-Seba, esposa de Urias, fruto de seu adultério, mas não o fruto do adultério, pois este morreu, apesar de Davi ter orado por ele insistentemente.

Enquanto o menino vivia, Davi se angustiou por ele e sofreu e chorou e comoveu todo o palácio, tanto que temeram muito dar-lhe a notícia de que seu filho havia morrido. Quando a notícia, finalmente chegou-lhe aos ouvidos, ele se levantou e foi comer. Todos se admiraram porque ele se comportara assim, mas ele explicou.

Enquanto vivia o menino, ele tinha esperanças de que Deus em sua infinita misericórdia poderia dar saúde ao menino e assim buscou o Senhor de todo coração, alma, forças e entendimento, mas quando este faleceu, ele entendeu que não mais poderia ficar ali prostrado, mas se levantar e continuar a sua jornada dando glórias a Deus.

Eu acho interessante a reação de Davi e concordo com ele, por isso, creio, que enquanto há fôlego de vida em uma alma, eu não devo me conformar com a "sabida" morte por vir. Nosso coração em muito nos engana e não devemos perder as esperanças.

Eu conheço a história de um "seu Zé que ia morrer" que meu amigo Cleo me contou. Ele me dizia que vivia no interior de MG e na sua rua onde morava havia um "seu Zé que ia morrer". Era assim que ele conhecia aquele senhor e muitas vezes foi vê-lo e via que seu estado era terrível.

Todos esperavam por sua morte a qualquer momento, por isso que seu nome era "seu Zé que ia morrer". Ele passou a sua infância ouvindo a história desse seu Zé. Até as suas tripas eram expostas e ele vivia numa cama em agonia, mas ainda vivia. E não é que o "seu Zé que ia morrer" ficou realmente muito tempo de cama e acabou superando a morte imediata e mais do que isso, Deus o curou.

O tempo foi passando e ele acabou enterrando seus filhos, esposa e muitos dos que viviam e diziam a todo tempo que o seu Zé ia morrer. Um dia desses, meu amigo me procurou, quando já tinha mais de 40 anos e me deu a notícia de que finalmente o "seu Zé que ia morrer", morreu.

Não é a doença que tira a vida. Não é o câncer que mata. Quem dá e quem tira a vida é Deus! Deus a tira no momento que ele quer tirar, mesmo que estejamos cheios de saúde e planos para o futuro. Não importa, a vida pertence a Deus. Davi sabia disso e lutou pela vida do menino em oração.

Quando Deus o levou, entendeu Davi que Deus o tinha chamado e assim, parou de lutar pela vida do menino em oração. Eu não desisto nunca de orar, de lutar e de insistir com a vida até que Deus interrompa isso. A Deus sim, me curvarei e aceitarei seu governo, mas a doença, a enfermidade, o mal não tem poder sobre a vida de ninguém.

A vida pertence a Deus e ele é quem a gerencia, como lhe apraz. Eu creio nas orações. Eu creio em cura divina. Eu creio em Deus. aleluias!diz a palavra de Deus que Davi depois consolou a Bate-Seba e nisso ela ficou grávida da semente messiânica!

Eu assim creio. Eu assim vivo. Eu assim prego.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.