segunda-feira, 22 de agosto de 2011

TEMA: Cri, por isso falei 5 - Sl 116:10 e 2 Co 4:13 - Faltam 613 dias para 26/04/13

Eu falei ontem que os problemas acabam servindo para revelarem o que anda passando em nossos corações e mentes, mas não para Deus nos conhecer, pois ele não precisa de nos conhecer porque já nos conhece, antes,  para que nós vejamos o que há dentro de nós e ao serem expostas as nossas fragilidades, tomarmos conhecimento de que somente Deus pode nos ajudar.
Assim, ao serem revelados, pelos problemas, espera-se do crente, daquele que anda com Deus, uma atitude, ou atitudes e eu já falei e expliquei duas:
  1. devemos CRER naquele que disse que estaria conosco todo tempo e nos ajudaria em tudo, o Senhor! “Jamais te deixarei, nunca jamais te abandonarei...” (Hb 13:5).
  2. devemos CONFIAR cabalmente, totalmente, plenamente. É o que chamo de CAFÉ de Deus: Coração + Alma + Forças + Entendimento = CAFÉ. Em me vindo o temor, hei de confiar em ti.” (Salmos 56:3)
Em terceiro lugar, espera-se do crente, daquele que está sendo provado não para ser reprovado, mas para ser aprovado, TER FÉ! Ora, poderão me dizer assim: - você está de brincadeira comigo, pois as três coisas que se esperam são, praticamente a mesma coisa! Verdadeiramente, qual a diferença entre crer, confiar e ter fé? Praticamente nenhuma!
Eu realmente exagerei para mostrar a mesma coisa: precisamos crer, confiar, ter fé naquele que está falando, naquele que está nos dando a sua palavra, em Deus! Ou Deus existe e está no controle, ou nosso deus é Baal e estamos perdendo tempo. A quem serviremos? Ao Senhor ou a Baal? Escolhei, pois, a quem irei servir. Eu e a minha casa escolhemos ao Senhor! Porém, se vos parece mal servir ao SENHOR, escolhei, hoje, a quem sirvais: se aos deuses a quem serviram vossos pais que estavam dalém do Eufrates ou aos deuses dos amorreus em cuja terra habitais. Eu e a minha casa serviremos ao SENHOR. (Josué 24:15)
3, Pois a nossa exortação não procede de engano, nem de impureza, nem se baseia em dolo; 4. pelo contrário, visto que fomos aprovados por Deus, a ponto de nos confiar ele o evangelho, assim falamos, não para que agrademos a homens, e sim a Deus, que prova o nosso coração.. (I Tessalonicenses 2:3).
6. Porque Deus, que disse: Das trevas resplandecerá a luz, ele mesmo resplandeceu em nosso coração, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Cristo. 7. Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus e não de nós. 8. Em tudo somos atribulados, porém não angustiados; perplexos, porém não desanimados; 9. perseguidos, porém não desamparados; abatidos, porém não destruídos; 10. levando sempre no corpo o morrer de Jesus, para que também a sua vida se manifeste em nosso corpo. (...) 16. Por isso, não desanimamos; pelo contrário, mesmo que o nosso homem exterior se corrompa, contudo, o nosso homem interior se renova de dia em dia. 17. Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós eterno peso de glória, acima de toda comparação, 18. não atentando nós nas coisas que se vêem, mas nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que se não vêem são eternas. (2 Corintios 4:6-10 e 16-18).
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br
 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.