quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

365 dias de propósito! Dia 176/365

Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias
LIVRO DETALHES AUTOR CONTROLE
Bíblia Shedd (Shedd Bible) ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova Russell P. Shedd Estou no Sl 68
Criação e Consumação (From Creation To Consummation) Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã Gerard Van Groningen Estou na pág. 210/656
O Alienista Ed. Ática Machado de Assis Estou ouvindo (*): 3h40m00s/ 7h12m10s
O Feijão e o Sonho Ed. Ática Orígenes Lessa
(*) utilizo o TextAloud 2.303, da www.nextup.com, com voz Loquendo Felipe – Brasilian  Portuguese para ouvi-lo em meu Nokia - N95, geralmente em meu UNO (para maiores detalhes, ver: http://www.jamaisdesista.com.br/2009/03/irmaos-eu-li-isto-e-ouvi-e-recomendo-o.html ) - esses livros que estou ouvindo são dois livros cujos conhecimentos são exigidos para se prestar o Vestibular Unificado do Seminário Presbiteriano, agora no dia 18 de janeiro de 2010.
 
A minha postagem de hoje será um texto extraído de uma revista o qual me chegou a mim por email. Eu que estou aspirando ser pastor, pastor presbiteriano (não lobo), não posso me esquecer jamais disso. Se minha finalidade é ganhar dinheiro, devo abrir uma empresa e não tornar-me pastor. Se quero fama, devo buscá-la onde estão os holofotes e os aplausos e não tornar-me pastor. Se quero as “delícias dos filhos dos homens” (Ec 2:8), devo procurá-las não na igreja, mas em outros lugares.
 
Eu não estou me esforçando para tornar-me servo dos homens, mas do Senhor a quem irei prestar contas de todos os meus atos, pensamentos e palavras (Ec 11:9, 12:14; Hb 4:13, 13:17). Talvez, querendo Deus, conforme sejam os seus propósitos em minha vida, tenha que administrar grandes somas de dinheiro – sinceramente, eu preferiria distância disso – talvez tenha que me envolver com personalidades e estar no centro da mídia, próximo aos holofotes e aos aplausos – também, preferiria distância – talvez eu até por conta dessas coisas venha a ter facilidades relacionadas ao sexo – preferiria não ter nada disso.
 
Se for qualquer um desses “talvez” o caso, desde já, devo me preparar para a obra que Deus vai me confiar. Ser pastor, não é brincadeirinha.
 
Esta é uma palavra fiel: se alguém deseja o episcopado, excelente obra deseja. Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar; Não dado ao vinho, não espancador, não cobiçoso de torpe ganância, mas moderado, não contencioso, não avarento; Que governe bem a sua própria casa, tendo seus filhos em sujeição, com toda a modéstia (Porque, se alguém não sabe governar a sua própria casa, terá cuidado da igreja de Deus?);  Não neófito, para que, ensoberbecendo-se, não caia na condenação do diabo. Convém também que tenha bom testemunho dos que estão de fora, para que não caia em afronta, e no laço do diabo.” (1 Tm 3: 1-7).
 
Aqui vai o texto: “Pastores e Lobos”, do Pr. Omar Ludovico – Revista Enfoque.
 
Pastores e lobos têm algo em comum: ambos se interessam e gostam de ovelhas, e vivem perto delas. Assim, muitas vezes, Pastores e lobos nos deixam confusos para saber quem é quem. No entanto, não é difícil distinguir entre um e outro:
 
Pastores buscam o bem das ovelhas, lobos buscam os bens das ovelhas.
Pastores vivem à sombra da cruz, lobos vivem à sombra de holofotes.
Pastores têm fraquezas, lobos são poderosos.
Pastores são ensináveis, lobos são donos da verdade.
Pastores têm amigos, lobos têm admiradores.
Pastores vivem de salários, lobos enriquecem.
Pastores vivem para suas ovelhas, lobos se abastecem das ovelhas.
Pastores apontam para Cristo, lobos apontam para si mesmos e para a igreja deles.
Pastores são pessoas humanas reais, lobos são personagens religiosos caricatos.
Pastores ajudam as ovelhas a se tornarem adultas, lobos perpetuam a infantilização das ovelhas.
Pastores são simples e comuns, lobos são vaidosos e especiais.
Pastores se deixam conhecer, lobos se distanciam e ninguém chega perto.
Pastores alimentam as ovelhas, lobos se alimentam das ovelhas.
Pastores lidam com a complexidade da vida sem respostas prontas, lobos lidam com técnicas pragmáticas com jargão religioso.
Pastores vivem uma fé encarnada, lobos vivem uma fé espiritualizada.
Pastores se comprometem com o projeto do Reino, lobos têm projetos pessoais.
Pastores são transparentes, lobos têm agendas secretas.
Pastores dirigem igrejas-comunidades, lobos dirigem igrejas-empresas.
Pastores pastoreiam as ovelhas, lobos seduzem as ovelhas.
Pastores buscam a discrição, lobos se autopromovem.
Pastores se interessam pelo crescimento das ovelhas, lobos se interessam pelo crescimento das ofertas.
Pastores ajudam as ovelhas a seguir livremente a Cristo, lobos geram ovelhas dependentes e seguidoras deles.
Pastores constroem vínculos de amizade, lobos aprisionam em vínculos de dependência.
 
A Deus toda a glória!
 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.