segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

O que fazer quando estamos aflitos?- parte 2


Em primeiro lugar, Ana buscou ao Senhor de todo o seu coração.
Quando estamos em aflição lembramos do Senhor por causa da dor que se abate sobre nós. Mas, não adianta querer se enganar porque o fato de se lembrar não traz a solução e por causa de não conseguirmos enxergar uma saída, o desespero tende a aumentar.

Lembramos sim do Senhor, mas, na maioria das vezes, não associamos o que estamos enfrentando com sua providência ou achamos que não merecemos o seu favor. Achamos que ele pode (ora, ele é Todo-Poderoso!) e que devia fazer (somos seus filhos, nascidos de sua vontade e não da carne, nem do sangue, nem de varão algum...) qualquer coisa para nos aliviar.

Essa questão do merecer ou do não merecer algo de Deus é complicada. Eu sei de uma coisa, se o parâmetro fosse o merecimento para se obter de Deus algo, eu estaria perdido. A ação de Deus em nosso favor se deve mais a sua graça e ao seu amor do que com as nossas obras...

Nós devemos buscar ao Senhor porque somente nele e dele é que vem a saída perfeita. Como na oração de Ana, feita depois quando recebeu a sua bênção, ela destaca o papel de Deus de tanto nos abater quanto de nos exaltar. Não devemos esmorecer de buscar ao Senhor.

Não adianta a raivinha ou querer se virar contra o Senhor ou achar que ele não se importa ou não nos ama ou nos está castigando severamente... isso somente agravará nossos sentimentos e nos deixarão ainda mais depressivos e com vontade de fazermos besteiras ou de cometermos loucuras por causa da dor da aflição.

Deus tem a saída! Eu estou em aflição. Deus me manda buscá-lo, então, agora, precisamos de atitude... "A.T.I.T.U.D.E." ... e esta atitude inclui a decisão de que o buscarei até a morte, sem desanimar ou achar que acabou e que é o meu fim.

Ana sabia que Deus tinha a solução de seu problema e ele de fato tinha e sempre tem. Qual e a tua aflição agora? Não consegue se libertar dessa maldita droga que está fazendo da sua vida uma droga de vida? Você não quer acabar como Whitney Houston ou como Amy Winehouse e tantos outros?

Qual a sua aflição? Seria com seu cônjuge e seu casamento está à beira da separação? Seria com seu filho, algum parente, uma situação financeira terrível? Ou seria por causa de envolvimentos ilícitos, más amizades e situações que estão colocando você e os que você mais amam em aperto? Qual a sua aflição e o que pretende fazer? Como vai sair disso?

Deus tem a saída! Deus tem a saída certo para o seu caso específico e você deve confiar no que estou te dizendo... Ana continuara, amanhã, a nos ensinar a sair dessa para a glória de Deus. Amém!

Contagem regressiva: Faltam 439 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10). (hoje: 13/02/12) e 850 dias para a Copa

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

domingo, 12 de fevereiro de 2012

TEMA: O que fazer quando estamos aflitos?


Não irei falar sobre a bigamia, nem sobre os costumes daquela época, mas focar em como ela, Ana, resolveu o seu problema de aflição. Há muita gente aflita em nosso meio pelas mais diferentes razões e a forma como Ana tratou a sua aflição e encontrou seu resultado é que nos interessa nessa meditação de hoje.
O que é que tem amargurado a sua alma a ponto de você estar desgostoso da vida? Porque estais tão aflito? Porque lhe sobem ao coração o desespero e a sensação de que tudo chegou ao fim sem que o nome do Senhor seja glorificado?

A história de Ana começa mostrando ela em grande aflição. Ela era casada com Elcana, mas era estéril e, portanto, não lhe poderia dar filhos. Para piorar a sua situação, ela tinha uma rival que a menospresava por ser muito fértil. Naquela época uma esposa que não gerasse filhos era uma grande vergonha.

Elcana tinha duas mulheres Ana e Penina. No entanto amava mais a Ana e sempre lhe mostrava favorável, mas isso não era suficiente para ela viver em paz, por isso a sua amargura era muito grande.

Antes de prosseguir com a lógica e a argumentação bíblica do como ela resolveu o problema, vamos pensar um pouco sobre o problema de Ana. Algumas características chamam a nossa atenção. 1. Ela era estéril; 2. Ela não se conformava com isso; 3. Ela não atribuía a Deus culpa de sua situação – posteriormente, veremos que sua noção de soberania de Deus era muito elevada; 4. Ela tinha muita fé; 5. Ela se dispôs em seu coração a buscar o Senhor.

Por exemplo, faleceu na tarde de ontem, sábado,Whitney Houston, cantora do soul e do R&B. Ela tinha uma voz excepcional e era cheia de talentos. Também andava muito aflita devido a problemas com drogas e, como se comenta, estava falindo economicamente (veja mais em http://renatovargens.blogspot.com/2012/02/morreu-whitney-houston.html onde você também verá alguns vídeos de suas canções, em especial, ela interpretando "I love the Lord"). Whitney, percebe-se, era uma mulher muito aflita. Quem sabe se lhe fosse dado mais tempo, não teria encontrado uma saída para a sua situação difícil e aflitiva?

O fato é que nem sempre podemos contar com mais tempo... daí que quanto antes buscarmos ao Senhor, melhor pra nós e para os que habitam conosco confiadamente, não estou certo?

Precisamos ter um bom relacionamento com Deus para discernirmos quando é ora de lutar e quando é ora de se conformar aceitando os desígnios de Deus. Atribui-se a Francisco de Assis a seguinte frase, muito sábia: "Senhor, dai-me força para mudar o que pode ser mudado... Resignação para aceitar o que não pode ser mudado... E sabedoria para distinguir uma coisa da outra."

Vejamos como ela resolveu isso e aprendamos com ela:

Em primeiro lugar, Ana buscou ao Senhor de todo o seu coração. Quando estamos em aflição... continua!

Contagem regressiva: Faltam 440 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10). (hoje: 12/02/12) e 851 dias para a Copa

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

sábado, 11 de fevereiro de 2012

TEMA: Qual o caminho?


Há muitos caminhos por ai... começar a segui-los para ver aonde vai dar, não é uma boa. Não entramos num caminho apenas para caminhar e pronto. Quando praticamos algum esporte, sim, podemos pegar qualquer caminho, pois nosso objetivo não é chegar em algum lugar, mas caminhar para exercitar o corpo.
Quem está em um caminho deve saber como chegou a ele, o que faz nele, onde está localizado no presente momento e, principalmente, onde e quando irá chegar ao seu destino final. Estar na estrada, mas não saber onde ela vai dar é loucura.

Tomé disse para Jesus: - Senhor, não sabemos para onde vais, como saberemos o caminho?

Então dessa pergunta posso deduzir que é importante sabermos para onde estamos indo para sabermos qual o caminho. Veja que a pergunta de Tomé baseou-se na dúvida suscitada antes pelas falas de Jesus:




João 14:1 Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim.



João 14:2 Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vô-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar.



João 14:3 E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também.



João 14:4 E vós sabeis o caminho para onde eu vou.



Primeiramente, Jesus tinha dito a eles para não se preocuparem, mas crerem em Deus e nele também porque havia muitas moradas na casa de seu Pai e que ele estaria indo primeiro para preparar lugar para eles também de forma que quando retornasse pudesse estar com eles. Foi nesse momento que Jesus disse: - e vós sabeis o caminho para onde eu vou.

É como se Tomé se levantasse e dissesse: - um momento! Que caminho é este? Para onde estaremos indo? Como é que eu sei este caminho?

Prontamente, Jesus respondeu a ele dizendo:

João 14:6 Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.

Que tal pararmos de inventar coisas, de buscarmos novidades? Jesus é o Caminho! É tão simples!
contagem regressiva: Faltam 441 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10). (hoje: 11/02/12) e 852 dias para a Copa

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 122 - Faltam 442 dias para 26/04/13 e 853 dias para a Copa


Eu irei encerrar essa série embora ainda não tenha terminado. Senti o desejo de me aprofundar e estudar melhor principalmente a consumação e achei uma matéria que me despertou o interesse no site Monergismo.
Quando eu concluir meus estudos sobre o assunto ou quando estiver nele meditando, poderei falar um pouco mais e assim agregar valor aos meus colegas leitores.

Eu também tenho meditado muito no objetivo deste site e não creio estar competindo com ninguém que possua blogs e sites específicos que tragam reflexões, estudos, palavras, meditações. Com certeza, há muitos irmãos, pastores, reverendos, mestres, bispos, presbíteros com maior capacidade, experiência e formação.

Meu objetivo não é concorrer, nem se destacar, mas quero tão-somente falar da minha vida, da minha experiência, daquilo que Deus tem colocado em meu coração e como tem me ajudado a jamais desistir do caminho do Senhor. Se ele tem assim me ajudado e continuará a me ajudar até o dia final, então, eu posso crer que lhe serei útil.

Eu estava até pensando em mudar o nome do JAMAIS DESISTA para algo como O CAMINHO DO SENHOR, mas um de meus filhos não gostou da idéia e insistiu que o site não deve mudar nunca. Foi ai que resolvi – ainda estou orando a respeito – não mudar, mas colocar no Jamais Desista o complemento que o próprio nome solicita.

Jamais desista do quê? Jamais Desista não transmite uma idéia completa por lhe faltar justamente o seu complemento. Então, uni as duas coisas, a antiga idéia com a nova e esta deu: JAMAIS DESISTA DO CAMINHO DO SENHOR.

É isso, agora temos um complemento e a frase tem sentido completo. Quanto ao nome publicitário do site, ficará sem o complemento e continuará como sempre foi: http://www.jamaisdesista.com.br – e você o que acha? Poderia me ajudar dando seu palpite e opinião?

Meu objetivo com esse blog, portanto, não é oferecer um site alternativo ou concorrente de estudos bíblicos profundos ou de escritos de autores renomados e bem conceituados na boa teologia reformada, embora possa contê-los – porque não? – mas trabalhar com essas idéias sempre em mente:

·         Quero ser um atalaia do Senhor a incentivar aos que estão no Caminho a jamais desistirem do Caminho do senhor de forma a quando olharem para trás verem em letras garrafais uma faixa escrita com letras vermelhas que representam o sangue do Cordeiro: - JAMAIS DESISTA DO CAMINHO DO SENHOR! (somente este motivo já é mais do que suficiente para eu manter este site para a glória de Deus).

·         Quero ser um atalaia do Senhor a anunciar, a berrar, a insistir, a pregar, a expor aos que não estão no Caminho do Senhor que há um caminho seguro e que podem trilhá-lo como eu e muitos milhares de milhares e milhões de milhões e bilhões de bilhões que seguiram e que estão seguindo rumo à nossa pátria celestial (Ef 3:20).

Essas seriam as duas mensagens básicas deste site, mas elas também deixarão perguntas no ar que precisarão ser comentadas e discutidas:

·         Há outros caminhos?

·         O que ocorrerá aos que rejeitarem o Caminho do Senhor?

·         Quais serão as bênçãos aos que perseverarem até o fim?

Dado o exposto, podemos perceber que meu público alvo, neste site, são os próprios crentes e minha mensagem para eles é que não devem jamais desistir como eu não desistirei jamais e, também, são os que ainda não seguem ao Senhor e minha mensagem para eles é que há um caminho que eles precisam seguir. Continuaremos... todos os dias uma mensagem nova para a glória de Deus!

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 121 - Faltam 443 dias para 26/04/13 e 854 dias para a Copa


Em nossa jornada de 121 dias nesse tema, viajamos na criação, na queda, na redenção e agora iremos falar um pouco da consumação.
Vocês já repararam que a nossa vida e a história de nossas vidas é parecida com a história de Deus envolvendo a criação, a queda, a redenção e a consumação? Você já reparou nos filmes, mesmo os que nada tem de evangélicos, ou gospel, ou espirituais? Até mesmo nas representações de teatros, cinema, arte em geral, tudo parece representar essa história.

E nos games, na literatura, então, nos romances, em toda forma do homem se expressar e que curtimos e amamos estão presentes essas idéias de uma forma não assim com esses nomes e jeito, mas tem tudo a ver. Tudo a ver... por que será?

Simples, somos criação de Deus e isso está representado em nós, quer reconheçamos, quer não. A maioria dessas obras começa assim. Tudo estava em paz e harmonia até que surge o vilão que provoca a queda e a ruína até que se levanta um herói, o mocinho, alguém especial que combatendo o vilão, restaura todas as coisas como no começo e tudo se consuma.

Aqui, agora, estamos vivendo o grande momento do Senhor ressurrecto que deixou a igreja aqui na terra para cumprir a missão de evangelizar apontando o caminho a todos os moradores da terra antes que venha o terrível dia final.

Estamos sendo convidados pelo Espírito Santo a termos atitudes e disposições mentais relacionadas a duas referências importantes e principais:

A primeira, diz respeito a nossa missão que envolve a redenção (epa...calma... não somos os redentores, mas aqueles que apontam para o Redentor!). Cristo nos está chamando para trilharmos o Caminho do Senhor, percorrendo aldeias, cidades, vilas, nações, pregando o evangelho do reino, curando e libertando aqueles que ele quiser curar e libertar, ensinando todas as coisas do reino de Deus e de sua justiça.

A segunda, é a expectativa das coisas que estão por vir, nas quais devem nossos corações se animarem e se confortarem uns aos outros, pois o que Deus tem preparado para nós...

Meu amigo e meu irmão em Cristo, companheiro na caminhada do Senhor há muito o que falar e meditar, mas o que Deus tem preparado para nós e algo.... Continuarei depois...

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 120 - Faltam 444 dias para 26/04/13 e 855 dias para a Copa

O apóstolo dos gentios também cumpriu a sua missão: "II Timóteo 4:7 Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé." Também quero chegar ao final de minha carreira e como o apóstolo Paulo exclamar:
  1. Combati o bom combate
  2. Completei a carreira
  3. Guardei a fé!

João Batista cumpriu a dele e o Pai o levou consigo. Jesus também e agora Paulo. Somente iremos embora para a pátria celestial no dia em que cumprirmos a nossa missão específica que Deus planejou para nós. Paulo não vacilou um instante e todo o tempo disponível ele usou para se "gastar e se deixar gastar" (II Co 12:5) pelos seus irmãos.

E como foi que o maior apóstolo de todos os tempos deixou essa vida e seus negócios? Embora a Bíblia não relate a sua morte, diz a tradição, que ele foi decapitado no governo romano de Nero porque era cidadão romano e assim não pode ser ainda mais maltratado.

O que esperar dessa vida e dos que a curtem quando nossos maiores exemplos de homens da história, de toda a história, foram assim dela despedidos? Esses três grandes homens foram contemporâneos e exemplos para nós em tudo.

O que estamos nós fazendo se não seguindo os seus exemplos de vida e de dedicação e de fé? É verdade que nem Paulo, nem João Batista morreram por nós, mas o exemplo deles, de homens que viveram e dedicaram as suas vidas à sua missão, ficou para ser imitado.

Veja a advertência de Hebreus sobre tais homens – eu descorri sucintamente sobre três deles que foram contemporâneos, mas há uma multidão deixada por Deus para nosso exemplo:

Hebreus 13:7 Lembrai-vos dos vossos guias, os quais vos pregaram a palavra de Deus; e, considerando atentamente o fim da sua vida, imitai a fé que tiveram.

Devemos, sim, imitar a fé que tiveram. Queridos, não se iluda, não somos maiores de que nossos pais... se eles foram perseguidos, maltratados, desprezados e até odiados por causa do evangelho, porque se iludir com falsas promessas, principalmente do maligno evangelho da prosperidade que se esquecendo do Deus das bênçãos, apenas se liga nas bênçãos de Deus?




Mateus 5:12 Regozijai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; pois assim perseguiram aos profetas que viveram antes de vós.









João 15:20 Lembrai-vos da palavra que eu vos disse: não é o servo maior do que seu senhor. Se me perseguiram a mim, também perseguirão a vós outros; se guardaram a minha palavra, também guardarão a vossa.









Atos 7:52 Qual dos profetas vossos pais não perseguiram? Eles mataram os que anteriormente anunciavam a vinda do Justo, do qual vós agora vos tornastes traidores e assassinos,









I Tessalonicenses 2:15 os quais não somente mataram o Senhor Jesus e os profetas, como também nos perseguiram, e não agradam a Deus, e são adversários de todos os homens,



Continuarei depois...

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 119 - Faltam 445 dias para 26/04/13 e 856 dias para a Copa


Eu fui salvo porque ouvi alguém pregar a palavra de Deus e não porque me trouxe ao conhecimento a última novidade gospel do planeta. Alguém pregou a simples palavra de Deus e eu fui alcançado. Eu creio nisso, nessa mensagem simples de alcance universal e disponível a qualquer um.

Respondendo a pergunta que formulei ontem: E nós devemos trazer e falar de novidades que ninguém sabe? Qual a nossa missão? Eu digo que somente precisamos anunciar a mensagem do evangelho e quanto mais simples, mais eficaz ela é. Eu não preciso convencer ninguém de que Deus existe, mas tão-somente anunciar o Deus que existe.

Quem convence o homem do pecado, da justiça e do juízo é o Espírito Santo e eu não sou o Espírito Santo. Deus tem me chamado para uma missão e ela envolve a missão de Cristo, de João Batista e de Paulo, o apóstolo dos gentios. Eu vejo 4 verbos de ação em minha missão: 1. PERCORRER; 2. PREGAR; 3. ENSINAR; 4. CURAR.

Vejamos a Palavra de Deus:




Mateus 4:23 Percorria Jesus toda a Galiléia, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino e curando toda sorte de doenças e enfermidades entre o povo.



Mateus 9:35 E percorria Jesus todas as cidades e povoados, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino e curando toda sorte de doenças e enfermidades.









Marcos 6:6 Admirou-se da incredulidade deles. Contudo, percorria as aldeias circunvizinhas, a ensinar.



Por enquanto bastam essas citações para demonstrar o que pretendo que envolve a nossa missão enquanto aqui nesta terra estivermos tendo a oportunidade e a bênção da vida a qual é dom de Deus. Realmente, Deus não nos deve nada, mas nada mesmo... nós é que lhe devemos a vida!

Continuarei depois...

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 118 - Faltam 446 dias para 26/04/13 e 857 dias para a Copa


I Co 15:22 diz que em Cristo, todos seremos vivificados. Ele não fala de salvos, nem de perdidos, mas que todos serão vivificados. Todos nascemos e nascemos de mulher. Todos morreremos por causa do pecado, inclusive os salvos e os perdidos. Todos, também, seremos vivificados pela ressurreição de Cristo.

É por isso que existe a segunda morte, pois pela primeira morte todos haveremos de passar. Há exceções como Elias e Enoque que foram trasladados aos céus e não passaram pela morte. Se eles fossem as duas testemunhas de Apocalípse 11, eles iriam passar pela morte e assim não haveria exceções.

Eu não sou universalista e crente em que todos serão salvos, mas todos seremos vivificados em Cristo Jesus.

Mas falando da missão de Cristo, vemos que ele a cumpriu e quando a cumpriu, o Pai o levou para si: ele morreu, como morreu João Batista ao cumprir a sua missão. Ambos tiveram uma morte muito terrível e cruel demais da conta.

João Batista morreu. Jesus Cristo morreu. E agora, Saulo de Tarso, o menino que era 6 anos mais novo do que eles, estava vivo e perseguia a igreja cruelmente até que o Senhor o chamou e dali em diante começou o seu ministério, a sua missão.

A missão de João Batista foi apontar para o Cristo. A missão de Cristo foi apontar para si mesmo. A missão de Paulo foi anunciar a Cristo. Saulo que teve seu nome mudado para Paulo pelo Senhor e escreveu diversas cartas, chamadas de epístolas e nelas falou com profundidade e explicou-nos melhor a mensagem do evangelho.

Paulo não poderia trazer algo novo porque a mensagem não era dele, mas do Senhor. Não houve nada de novo nos escritos de Paulo, mas tão somente uma melhor exposição e explicação do evangelho que é o poder de Deus para salvação de todos os que crêem, primeiro do judeu.

E nós devemos trazer e falar de novidades que ninguém sabe? Qual a nossa missão?

Continuarei depois...

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

domingo, 5 de fevereiro de 2012

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 117 - Faltam 447 dias para 26/04/13 e 858 dias para a Copa


Por quem Jesus Cristo morreu? De uma coisa eu tenho certeza, eu sei que ele morreu pelos meus pecados porque fui alcançado pela palavra de pregação que alguém pregou.

Como dizíamos, ao ressuscitar, Jesus venceu a morte. Ao vencer a morte, a morte morreu. Foi assim o fim da morte. Com a morte de Cristo, houve a morte da morte. Até há um livro foi escrito e chamado A MORTE DA MORTE NA MORTE DE CRISTO, de John Owen que muita gente não gosta porque não entende a obra de Deus ou porque se acha ofendido em seu orgulho.

É por isso que não quero dar respostas, mas gerar perguntas cujas respostas cada um dará a si mesmo. Depois de sua missão ter sido concluída e consumada pela sua morte, Jesus ressuscitou para ser o primeiro entre todos os que ressuscitarão.

Somente ressuscitaremos porque Cristo foi o primeiro a ressuscitar, logo a vida que pertence unicamente a ele, sem dever explicações a ninguém, ele a devolveu a todos os homens, mas a salvação seria ou é de todos os homens?




I Coríntios 15:20 Mas, de fato, Cristo ressuscitou dentre os mortos, sendo ele as primícias dos que dormem.



I Coríntios 15:21 Visto que a morte veio por um homem, também por um homem veio a ressurreição dos mortos.



I Coríntios 15:22 Porque, assim como, em Adão, todos morrem, assim também todos serão vivificados em Cristo.



De fato, Cristo não nos deve nada. Deus não tem explicação nenhuma a nos fornecer ou está ele obrigado a explicar qualquer coisa que aconteça com a gente nesta vida. Há inclusive um desses judeus heróis sobreviventes dos campos de concentração alemães que indagado da responsabilidade de Deus sobre o sofrimento, maus tratos e afrontas a que esteve submetido por anos sem nem ao menos imaginar que um dia seria liberto deu uma resposta espetacular ao repórter:

- Deus não me deve nada, ao contrário, eu é que lhe devo a vida!

Outro judeu famoso que também foi um exemplo foi Victor Emil Frankl que encontrou um sentido para a vida quando já nenhum sentido parecia existir. Leia abaixo uma breve explicação retirada de outro site, mas cuja leitura é deveras edificante. Se preferir, poderá ler a matéria abaixo no próprio site original:


Olavo de Carvalho

Primeira Leitura, novembro de 2005

Freud assegurava que, reduzido à privação extrema, o ser humano perderia sua casca de espiritualidade e poria à mostra sua verdadeira natureza, comportando-se como um bicho. Victor Emil Frankl, psiquiatra, judeu e austríaco como Freud, não acreditava nisso, mas não teve de inventar uma resposta ao colega: encontrou-a pronta no campo de concentração de Theresienstadt durante a II Guerra Mundial. Ali, reduzidos a condições de miséria e pavor que no conforto do seu gabinete vienense o pai da psicanálise nem teria podido imaginar, homens e mulheres habitualmente medíocres elevavam-se à dimensão de santos e heróis, mostrando-se capazes de extremos de generosidade e auto-sacrifício sem a esperança de outra recompensa senão a convicção de fazer o que era certo. A privação despia-os da máscara de egoísmo biológico de que os revestira uma moda cultural leviana, e trazia à tona a verdadeira natureza do ser humano: a capacidade de autotranscendência, o poder inesgotável de ir além do círculo de seus interesses vitais em busca de um sentido, de uma justificação moral da existência.

Uma recente viagem a Filadélfia, onde a Universidade da Pennsylvania comemorava com um ciclo de conferências o centenário de nascimento do criador da Logoterapia, trouxe-me a lembrança animadora de que na história das idéias tudo se dá como na vida dos indivíduos: mesmo a extrema indigência espiritual consolidada por séculos de idéias deprimentes não impede que, de repente, a consciência do sentido da vida ressurja com uma força e um brilho que pareciam perdidos para sempre. A evolução do pensamento moderno, de Maquiavel ao desconstrucionismo, é marcada pela presença crescente do fenômeno que denomino "paralaxe cognitiva": o hiato entre o eixo da experiência pessoal e o da construção teórica. Cada novo "maître à penser" esmera-se em criar teorias cada vez mais sofisticadas que sua própria vida de todos os dias desmente de maneira flagrante. A "análise existencial" de Frankl, a contrapelo do "existencialismo" de Heidegger e Sartre que é uma apoteose da paralaxe, recupera o dom de raciocinar desde a experiência direta, que ao longo da modernidade foi renegada pelos filósofos e só encontrou refúgio entre os poetas e romancistas.

O que Frankl descobriu em Thesienstadt foi que além do desejo de prazer e da vontade de poder existe no homem uma força motivadora ainda mais intensa, a "vontade de sentido": a alma humana pode suportar tudo, exceto a falta de um significado para a vida. Ao contrário, dizia Frankl, "se você tem um porquê , então pode suportar todos os comos ". A privação de sentido origina um tipo de neurose que Freud e Adler não haviam identificado, e que é a forma de sofrimento psíquico mais disseminada no mundo de hoje: a neurose noogênica , isto é, de causa espiritual, marcada pelo sentimento de absurdo e vacuidade. A análise existencial é a redescoberta da lógica por trás do absurdo, a reconquista do estatuto espiritual humano que torna a vida digna de ser vivida. A logoterapia é a técnica psicoterápica que faz da análise existencial uma ferramenta prática para a cura das neuroses noogênicas.

Uma pesquisa da Biblioteca do Congresso mostrou que "Man's Search for Meaning", a mistura de autobiografia, análise filosófica e tratado psicoterápico em que Frankl expõe as conclusões da sua experiência no campo de concentração, é um dos dez livros que mais influenciaram o povo americano. Se, a despeito disso, a obra de Frankl ainda não alcançou o lugar merecido nas atenções do establishment acadêmico, é simplesmente porque este é o templo da paralaxe cognitiva.

* * *

Livros de Victor Frankl no Brasil: Em Busca de Sentido (Vozes-Sinodal); Psicoterapia Para Todos (Vozes); A Questão do Sentido em Psicoterapia (Papirus); Um Sentido para a Vida (Santuário); Sede de Sentido (Quadrante); Psicoterapia e Sentido da Vida (Quadrante); A Presença Ignorada de Deus (Vozes-Sinodal)

Continuarei depois...

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

sábado, 4 de fevereiro de 2012

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 116 - Faltam 448 dias para 26/04/13 e 859 dias para a Copa


Por quem Jesus Cristo morreu? Eu sei que ele morreu pelos meus pecados. Eu ouvi a palavra de Deus e ela gerou em mim a vida. Mas porque ela gerou em mim a vida? Porque, simplesmente eu ouvi a palavra sendo a mim pregada, não que necessariamente tenha sido dirigida a mim, especificamente.
O fato é que alguém pregou a palavra de Deus e eu ouvi a palavra de Deus sendo pregada! Não é simples demais? É muito simples, mas muito simples mesmo.

Se eu fui alcançado pela pregação de alguém que se dispôs a pregar, quantas não serão as almas que também serão salvas pelas minhas pregações da palavra de Deus? Devemos pregar o evangelho!

Jesus Cristo veio e cumpriu a sua missão e ao cumpri-la, morreu, como morreu João Batista. A diferença da sua morte com a morte de João Batista está no fato de que a morte não pode deter em seu poder o Filho de Deus.

Também João Batista não morreu por ninguém, mas Jesus morreu por todos os pecadores que serão salvos. Será que todos os pecadores serão salvos? Eu não creio que todos os pecadores serão salvos, principalmente por causa do joio, dos filhos do diabo, da descendência da serpente que não será nenhum deles salvo. Logo, Jesus Cristo morreu por todos os homens?

Eu não quero dar respostas, mas gerar perguntas cujas respostas cada um dará a si mesmo. Depois de sua missão ter sido concluída e consumada pela sua morte, Jesus ressuscitou para ser o primeiro entre todos os que ressuscitarão.

Ao ressuscitar, Jesus venceu a morte. Ao vencer a morte, a morte morreu. Foi assim o fim da morte. Com a morte de Cristo, houve a morte da morte. Até há um livro foi escrito e chamado A MORTE DA MORTE NA MORTE DE CRISTO, de John Owen (John Owen (Stadhampton, 1616 - Ealing, 24 de Agosto de 1683) é, por consenso, o mais bem conceituado teólogo puritano, e muitos o classificariam, ao lado de João Calvino e de Jonathan Edwards, como um dos três maiores teólogos reformados de todos os tempos. Nascido em 1616, entrou para o Queen's College, em Oxford, aos 12 anos de idade e completou seu mestrado em 1635 aos 19 anos de idade. Em 1637 tornou-se pastor. Na década de 1640 foi capelão de Oliver Cromwell e, em 1651, veio a ser deão da Christ Church, a maior faculdade de Oxford. Em 1652, recebeu o cargo adicional de vice-reitor da universidade, a qual passou a reorganizar com sucesso notável. Depois de 1660, foi líder dos Independentes (mais tarde chamados de congregacionais, até sua morte em 1683 - http://pt.wikipedia.org/wiki/John_owen).

Continuarei depois...

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Anúncio do Desafio Jovem de Brasília

Problemas com DROGAS ou ÁLCOOL

 em sua Família?

Queremos te ajudar!

 

O DESAFIO JOVEM DE BRASÍLIA é uma Instituição que vem se dedicando, à difícil tarefa de recuperar jovens dominados pelas drogas e pelo álcool. Para isso, mantém um programa de nove meses, em regime residencial, em chácara localizada em Planaltina/DF, e atendimento ambulatorial em sua sede em Brasília. Tem sido uma tarefa árdua e também muito gratificante, ao vermos jovens libertos, transformados e restaurados à sua integridade moral, familiar, espiritual e social, tudo isso num excelente índice de recuperação.

Aguardamos seu contato!

Ligue para nós - (61) 3273-0455 - email: desafiojovembsb@hotmail.com - Visite nosso site: WWW.desafiojovembsb.org.br

Pedimos que reenvie este informativo para seus contatos, pois  poderá  chegar até uma pessoa que neste momento esta precisando de muita ajuda!

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 115 - Faltam 449 dias para 26/04/13 e 860 dias para a Copa

Descendente: o Cristo! Descendência: a igreja. Reparem, todavia, que há também uma descendência da serpente que como perseguia o descendente (Cristo), agora persegue a descendência de Cristo.
Se a história do AT é a história da semente apontando para aquele prometido, o que é a história do NT? É o registro do nascimento, vida e obra deste descendente que se perpetua agora nos descendentes nascidos dele ou por meio dele.
O livro, chamado de Atos dos Apóstolos, não tem uma conclusão, não tem um fim. Ele continua a sua história para incluir a sua parte e a minha e a da igreja até que ele volte, como prometeu.
O descendente veio do ventre da mulher e a descendência da serpente, de qual ventre vieram, estão vindo e continuarão a vir até o dia que houver a consumação de tudo? Também provém da mulher. De uma só procedem o descendente e a descendência, pois todos os homens são nascidos da mulher, exceto o primeiro Adão.
Há uma geração de malígnos, filhos do diabo, chamados de joio em meio ao trigo. Judas era do malígno, por isso que permaneceu com o Senhor, sendo seu apóstolo, por todo o ministério terreno de Cristo, por um período de três anos e meio.
Por meio de Judas, escolhido pelo próprio Senhor, depois de uma noite de orações, nosso Deus nos ensinou que não compete a nós a separação, no presente momento, entre o joio e o trigo. Eu sei pela palavra de Deus que habito com o joio e com o trigo, mas não posso fazer qualquer julgamento, como não o fez o Senhor.
Judas era ladrão, não se firmava na verdade, seu coração estava na bolsa de dinheiro que tomava conta, na fama, no egoísmo, no orgulho, na vaidade e no pecado, mas dissimulava tão bem que enganava até os próprios escolhidos, os outros onze apóstolos.
Apesar disso, o Senhor não o expôs, não o discriminou, não o tratou mal, mas confiou no julgamento de seu Pai que a seu tempo revelaria quem era e qual seria o seu fim. Quem somos nós para julgarmos nosso irmão hoje?
Cristo amou Judas e lutou por ele até o fim. Na Santa Ceia, o honrou, permitindo que se assentasse ao seu lado direito e metesse consigo a sua mão no prato. A mensagem de Jesus para nós por meio de Judas é a de que devemos acreditar na conversão do pecador até as últimas consequências, quando então já não dependerá mais de nós, mas do julgamento do Justo Juiz.
Jesus, creio, estaria disposto a perdoá-lo e a aceitá-lo, mas Judas não aceitou o perdão e preferiu o remorso e a dor da sua culpa porque seu coração era do malígno. Jesus Cristo, a semente messiânica, o esperado das nações, o redentor e mediador entre Deus e os homens, morreu, creio, por todos os homens, mas não serão todos os homens que serão salvos.
Por quem Jesus Cristo morreu? Lembram-se de John Owen? ... Amanhã, prosseguiremos...
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 114 - Faltam 450 dias para 26/04/13 e 861 dias para a Copa

Há uma inimizade plantada por Deus entre a serpente e a mulher por causa dos descendentes dela da serpente e por causa do descendente da mulher, Cristo. 
Porei inimizade
entre ti e a mulher,
entre a tua descendência e o seu descendente.
Este te ferirá a cabeça, e
tu lhe ferirás o calcanhar.(Gn 3:15).
Quem fala do descendente, e não da descendência, é Paulo em Gálatas. Vejamos!
Gálatas 3:16 Ora, as promessas foram feitas a Abraão e ao seu descendente. Não diz: E aos descendentes, como se falando de muitos, porém como de um só: E ao teu descendente, que é Cristo.
Gálatas 3:17 E digo isto: uma aliança já anteriormente confirmada por Deus, a lei, que veio quatrocentos e trinta anos depois, não a pode ab-rogar, de forma que venha a desfazer a promessa.
Gálatas 3:18 Porque, se a herança provém de lei, já não decorre de promessa; mas foi pela promessa que Deus a concedeu gratuitamente a Abraão.
Gálatas 3:19 Qual, pois, a razão de ser da lei? Foi adicionada por causa das transgressões, até que viesse o descendente a quem se fez a promessa, e foi promulgada por meio de anjos, pela mão de um mediador.
Gálatas 3:20 Ora, o mediador não é de um, mas Deus é um.
O que o apóstolo Paulo fala é claro sobre o descendente, o mediador e se confirma com o que Deus diz à serpente não falando da descendência da mulher, mas de seu descendente, o Cristo. É Cristo quem esmaga a cabeça da serpente e por ela é ferido em seu calcanhar.
Os eventos da história bíblica depois daquela fala de Deus à serpente, a Eva e a Adão até o cumprimento da palavra de Deus sobre o descendente, é a história do AT. É a história da descendência da serpente indo atrás do descendente para o matar, para o destruir, para o ferir em seu calcanhar. Ela, a serpente, alcança seu objetivo na cruz do calvário, mas é pisada em sua cabeça com a ressurreição de Cristo.
II Timóteo 2:8 Lembra-te de Jesus Cristo, ressuscitado de entre os mortos, descendente de Davi, segundo o meu evangelho;
O descendente é um: Cristo Jesus! Mas a descendência de Deus, o Pai, são milhares, milhões, bilhões, porque em Cristo Jesus nasce a igreja lavada e remida no sangue de Jesus, não gerada da vontade de varão algum, nem da vontade da carne, nem do sangue, mas feitos filhos de Deus, por intermédio do Filho de Deus.
O descendente não gerou uma descendência a partir dele com sua união com uma mulher. O descendente morreu virgem, sem gerar nenhum filho seu. No entanto, Deus lhe deu uma descendência e a chamou de igreja que abrange, na história, não somente os filhos que vieram depois de Cristo, mas de todos os tempos.
Vamos Amanhã, prosseguiremos...
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

TEMA: Criação, Queda, Redenção e Consumação! - 113 - Faltam 451 dias para 26/04/13 e 862 dias para a Copa

Como dizíamos, a missão de Cristo era muito especial. Primeiramente porque ele era aquele que João Batista apontou como sendo o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Jesus Cristo foi a semente anunciada em Gn 3:15 que esmagaria a cabeça da serpente. Assim como João Batista, o último profeta do AT, todo o AT, cumpriu essa finalidade de apontar sempre que a semente surgia o Cristo que viria em cumprimento à profecia anunciada por Deus à própria serpente.
Recapitulemos: "Gênesis 3:14 Então, o SENHOR Deus disse à serpente: Visto que isso fizeste, maldita és entre todos os animais domésticos e o és entre todos os animais selváticos; rastejarás sobre o teu ventre e comerás pó todos os dias da tua vida. Gênesis 3:15 Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. Este te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar."
Reparem. Deus está falando com a serpente.
Então, o SENHOR Deus disse
à serpente:
Visto que isso fizeste,
maldita és entre todos os animais domésticos
e o és entre todos os animais selváticos;
rastejarás sobre o teu ventre e
comerás pó todos os dias da tua vida.
Porei inimizade
entre ti e a mulher,
entre a tua descendência e o seu descendente.
Este te ferirá a cabeça, e
tu lhe ferirás o calcanhar.
A profecia da semente foi anunciada à serpente e não a Adão, e não a Eva, mas, ambos – Adão e Eva – estavam ali e ouviram a profecia. Quando Deus diz "entre a tua descendência e o seu descendente", óbvio que ele deveria estar apontando para a mulher. Mesmo quando diz "Este te ferirá a cabeça" ele apontava para quem e para o quê? Eu creio que ele apontava para o ventre de Eva!
Antes disso, primeiro Deus faz três perguntas a Adão (- onde estás? – quem te fez saber que estavas nu? – comeste da árvore que te disse para não comer?) e a Eva uma pergunta (- que é isso que fizeste?). Respondendo ao Senhor, eles jogarem a culpa no outro (Adão culpou a mulher e a mulher culpou a serpente – ninguém assumiu culpa nenhuma! E não é isso que continuamos a fazer? Nunca somos nós os culpados por nada, mas sempre estamos a busca de um "bode expiatório"!)
Depois disso, vem a fala de maldição de Deus à serpente, como vista acima e, depois, temos sentenças de juízo, primeiro à mulher e depois ao homem. Quando fala ao homem, Deus fala mais uma maldição e esta dirigida à terra por causa do homem. A terra, de onde dela obtemos nosso sustento por todos os dias de nossas vidas, caiu em maldição.
Gênesis 3:16 E à mulher disse: Multiplicarei sobremodo os sofrimentos da tua gravidez; em meio de dores darás à luz filhos; o teu desejo será para o teu marido, e ele te governará.
Gênesis 3:17 E a Adão disse: Visto que atendeste a voz de tua mulher e comeste da árvore que eu te ordenara não comesses, maldita é a terra por tua causa; em fadigas obterás dela o sustento durante os dias de tua vida.
Gênesis 3:18 Ela produzirá também cardos e abrolhos, e tu comerás a erva do campo.
Gênesis 3:19 No suor do rosto comerás o teu pão, até que tornes à terra, pois dela foste formado; porque tu és pó e ao pó tornarás.
Na queda duas coisas foram amaldiçoadas. Primeiro a serpente, depois a terra por causa do homem.
Vamos Amanhã, prosseguiremos...
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br