sábado, 11 de setembro de 2010

1000 dias de propósito! Faltam 958 dias!

 

Tema: Creia-me, precisamos do verdadeiro Evangelho!

 

Cedo, me lembrei: hoje, 11 de setembro é uma data triste na história por causa da magnitude da violência causada por terroristas inescrupulosos que achando estarem servindo a Deus, executaram o juízo de forma irresponssável tirando milhares de vidas inocentes. A vingança pertence a Deus amados e não a nós mesmos.

 

Revanchismo, atitududes de revolta e protesto como rasgar o Alcorão não são atitudes coerentes com o que cremos e com que nos ensinou o nosso Mestre e Senhor. A violência gera vilolência e quem vive pela espada por ela será ferido: "Então Jesus disse-lhe: Embainha a tua espada; porque todos os que lançarem mão da espada, à espada morrerão." (Mateus 26:52).

 

Eu creio que uma boa forma de protestar é dar a sua vida pela vida dos terroristas indo evangelizar aquelas nações falando de um Deus de amor que nos aceita como somos e que nos perdoa os pecados e nos dá a paz por meio de seu Filho amado Jesus Cristo.

 

Irmãos, evangelizar não é levar a nossa igreja ou métodos ou sistemas de governo da igreja, ou conjunto de doutrinas e regras, mas levar o próprio Jesus Cristo, poder de Deus para salvação tanto do judeu quanto do grego quanto do mundo islâmico ou qualquer outro movimento religioso de massas.

 

Agora, quando dizemos que o mundo carece do evangelho, estamos dizendo que o mundo carece de Jesus Cristo, pois não existe evangelho sem a pessoa de Jesus Cristo que é bendito para todo sempre. Foi em Jesus que Deus, em sua soberania, sabedoria e bondade encerrou todos os tesouros da sabedoria e da ciência que tanto buscam outras religiões pelo mundo afora.

 

Meus queridos, o povo mulçumano, islâmico, budista, hinduísta, judeu, grego, católico, espiritualista, espírita, todos os povos estão sedentos e carentes do verdadeiro evangelho, da pessoa bendita de Jesus Cristo. Quando levamos o verdadeiro evangelho a elas, todas sentem o toque do Espírito de Deus e reconhecem o poder e a salvação contidas em sua pessoa.

 

E é verdade que todos os povos estão sedentos do verdadeiro evangelho que eu e você estamos retendo dentro de 4 paredes. Já não nos disse o Senhor: "E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Marcos 16:15"? o que estamos então fazendo? Vamos que ainda dá tempo para ganhar o mundo para Cristo.

 

Acompanhamento de minhas leituras/áudios:

Ø       Estou na página 86/1835 da leitura bíblica da Bíblia de Estudo de Genebra – segunda edição revisada e ampliada, The Spirit os the Reformation Study Bible, ed. Cultura Cristã, Sociedade Bíblica do Brasil, 2009 - texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada.

Ø       Estou na pág. 147/545, do livro HÁ UM SIGNIFICADO NESTE TEXTO – Interpretação Bíblica: os enfoques contemporÂneos (Is There a Meaning in This Text?), de Kevin Vanhoozer, ed. Vida. A leitura deste livro está sendo obrigatória na matéria de Metodologia Exegética, ministrada no Seminário Presiteriano de Brasília, professor, Rev. Ricardo Almeida.

Ø      Estou na página 097/438 Ele nos deu Histórias – Um guia completo para a interpretação de histórias do Antigo Testamento (He Gave Us Stories), de Richard L. Pratt, Jr. Ed. Mundo Cristão.

Registro das leituras/áudios Terminados:

1.    Terminei as 302 páginas do livro No Crepúsculo do Pensamento – Estudos sobre a pretensa autonomia do pensamento filosófico (In the twilight os western though: studies in the pretended autonomy of philosophical thought), de Herman Dooyeweerd, ed. Hagnos, 2010. [Gostei e recomendo. Autores tão ilustres no campo intelectual e tão fervorosos no espírito, com uma fé tão profunda e tremendamente arraidada, reformada, fortalecem a nossa fé. No entanto, terei de lê-lo novamente para melhor compreender as suas idéias].

 

A Deus toda a glória!

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

1000 dias de propósito! Faltam 959 dias!

Tema: Escolha sempre o amor a Deus e ao próximo
 
Agostinho disse que entre duas ou mais interpretações das Escrituras conflitantes, escolha sempre a que melhor promova o amor a Deus e o amor ao próximo.
 
Vemos que Agostinho sabia em quem ele cria e estava convicto das suas crenças. Realmente se duvidarmos de Deus de que ele seja perfeito, sábio, soberano e bom não conseguiremos estruturar uma vida de fé em Deus.
 
Imaginem que nosso Deus fosse volúvel, instável, inconstante em seus caminhos, como seríamos nós? Há tantas coisas acontecendo em tantos lugares e em cada uma dessas situações vemos um constante ataque a Deus.
 
“Deus não existe.” “Deus é uma peça descartável em qualquer processo.” “Deus está morto.” São frases duras que satanás tenta inculcar ao mundo. Nós crentes não podemos abrir mão, como Agostinho, de termos uma mente ou uma disposição mental favorável ao reino de Deus e à sua justiça.
 
A nossa vida pertence a Deus, o Senhor da vida. Ao nos resgatar das mãos do pecado e se fazer Senhor sobre nós, ele, Deus, tornou-se nosso Senhor absoluto.
 
É Deus o autor e o consumador da vida e somente ele pode nos dar como pode nos tirar todas as coisas. Não entendemos uma série de coisas que se nos acometem todos os dias e gritamos quando algo nos machuca.
 
Biblicamente falando, vemos que exemplos são disponibilizados para nós por homens de fé do passado. Por isso devemos ler, estudar e meditar constantemente em sua palavra procurando sempre nela entendermos em suas narrativas e histórias o amor de Deus e o amor ao nosso próximo.
 
Escolha sempre interpretações e visões e conceitos e raciocínios que promovam tanto o amor a Deus quanto o amor ao próximo.
 
Lute contra a idéia de que o mundo tenta imprimir em nossas mentes parecendo conhecimento e sabedoria deste mundo. Ao rejeitar a Deus, o homem tornou-se nulo e completamente cego em seu raciocínio.
 
A vida é bela quando o autor da vida está nela. A vinda de Jesus Cristo a este mundo foi o maior exemplo de amor a Deus e ao próximo.
 
Acompanhamento de minhas leituras/áudios:
  • Estou na página 84/1835 da leitura bíblica da Bíblia de Estudo de Genebra – segunda edição revisada e ampliada, The Spirit os the Reformation Study Bible, ed. Cultura Cristã, Sociedade Bíblica do Brasil, 2009 - texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada.
  • Estou na pág. 142/545, do livro HÁ UM SIGNIFICADO NESTE TEXTO – Interpretação Bíblica: os enfoques contemporÂneos (Is There a Meaning in This Text?), de Kevin Vanhoozer, ed. Vida. A leitura deste livro está sendo obrigatória na matéria de Metodologia Exegética, ministrada no Seminário Presiteriano de Brasília, professor, Rev. Ricardo Almeida.
  • Estou na página 092/438 Ele nos deu Histórias – Um guia completo para a interpretação de histórias do Antigo Testamento (He Gave Us Stories), de Richard L. Pratt, Jr. Ed. Mundo Cristão.
Registro das leituras/áudios Terminados:
1.    Terminei as 302 páginas do livro No Crepúsculo do Pensamento – Estudos sobre a pretensa autonomia do pensamento filosófico (In the twilight os western though: studies in the pretended autonomy of philosophical thought), de Herman Dooyeweerd, ed. Hagnos, 2010. [Gostei e recomendo. Autores tão ilustres no campo intelectual e tão fervorosos no espírito, com uma fé tão profunda e tremendamente arraidada, reformada, fortalecem a nossa fé. No entanto, terei de lê-lo novamente para melhor compreender as suas idéias].
 
A Deus toda a glória!
 

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

1000 dias de propósito! Faltam 960 dias! Aleluias!

 

Tema: Meu Projeto Pessoal de Vida

 

Este é um pequenino rascunho de meu projeto pessoal de vida. Minha intenção é construir meu projeto considerando uma visão ciristocêntrica, centralizada nas Escrituras e formado com base em minha consciência e experiências pessoais com Deus.

 

Para isso, resolvi dividir a minha vida em áreas e dentro delas, com base nas Escrituras e no temor a Deus, traçar para cada uma, missão, visão, valores e tarefas.

 

As 12 áreas chaves da minha vida, são, no meu entender:

 

1. MEU CASAMENTO

2. MEUS FILHOS      

3. MINHA SAÚDE     

4. MEUS NEGÓCIOS 

5. MINHA VIDA PIEDOSA – MVP     

6. MEU MINISTÉRIO 

7. MINHA PESSOA   

8. MINHA EDUCAÇÃO

9. MINHA IGREJA     

10. MEU LAZER       

11. MEUS RELACIONAMENTOS      

12. MEUS ESTUDOS

 

Eu resolvi fazer essa divisão e dar esse tratamento a minha vida para dar a ela um sentido, uma direção e um objetivo. Com isso, eu não estou apenas vivendo, mas gerenciando, da melhor maneira que Deus me permite, a minha vida. Como mordomo de Deus, não estou sendo negligente, mas colocando à sua disposição o que Deus me deu procurando obter com isso os rendimentos devidos, pois creio, piamente, que de tudo daremos contas a Deus, em algum momento.

 

Eu quero chegar diante de meu Senhor e dizer-lhe: tu me destes 2 talentos e eu os apliquei. Tome, pois, de volta os talentos que me deste mais os que eu negociei..

 

O Senhor nos ensina que nossa vida não é aqui nesta terra e que devemos ajuntar tesouros nos céus onde nem a traça, nem a ferrugem corroem. Se formos sábios e inteligentes, no sentido espiritual, iremos fazer as coisas certas objetivando aquilo que o Criador e Pai nos prometeu.

 

Não devemos esquecer, todavia, que somos cooperadores de Deus e não que Deus deve cooperar com nossas visões. Se a minha visão não vier de Deus, nada disso terá proveito. (ver II Co 6:1).

 

Acompanhamento de minhas leituras/áudios:

Ø       Estou na página 82/1835 da leitura bíblica da Bíblia de Estudo de Genebra – segunda edição revisada e ampliada, The Spirit os the Reformation Study Bible, ed. Cultura Cristã, Sociedade Bíblica do Brasil, 2009 - texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada.

Ø       Estou na pág. 136/545, do livro HÁ UM SIGNIFICADO NESTE TEXTO – Interpretação Bíblica: os enfoques contemporÂneos (Is There a Meaning in This Text?), de Kevin Vanhoozer, ed. Vida. A leitura deste livro está sendo obrigatória na matéria de Metodologia Exegética, ministrada no Seminário Presiteriano de Brasília, professor, Rev. Ricardo Almeida.

Ø      Estou na página 077/438 Ele nos deu Histórias – Um guia completo para a interpretação de histórias do Antigo Testamento (He Gave Us Stories), de Richard L. Pratt, Jr. Ed. Mundo Cristão.

Registro das leituras/áudios Terminados:

1.    Terminei as 302 páginas do livro No Crepúsculo do Pensamento – Estudos sobre a pretensa autonomia do pensamento filosófico (In the twilight os western though: studies in the pretended autonomy of philosophical thought), de Herman Dooyeweerd, ed. Hagnos, 2010. [Gostei e recomendo. Autores tão ilustres no campo intelectual e tão fervorosos no espírito, com uma fé tão profunda e tremendamente arraidada, reformada, fortalecem a nossa fé. No entanto, terei de lê-lo novamente para melhor compreender as suas idéias].

 

A Deus toda a glória!

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

1000 dias de propósito! Faltam 961 dias!

Tema: Uma Nação Feliz 4 – Salmo 33
 
Hoje, depois de um feriado abençoado, estamos de volta para servirmos a Cristo. Sim! Isso mesmo: servirmos a Cristo! Lembram-se? Somos empregados de Cristo como Paulo era prisioneiro de Cristo. Ontem eu trouxe minha gatinha Bebel para assistir o desfile militar. Ela gostou tanto que disse que agora quer estudar no Colégio Militar.
 
Conclusão. Sim, vamos concluir a mensagem e o pequenino estudo que estamos fazendo dentro do Salmos 33. Aprendemos com o Espírito Santo no Salmos 33 que:
 
è diante de Deus devemos exultar, celebrar, louvar, entoar e tanger com arte e júbilo, por causa de sua palavra, sua retidão e a sua bondade.
è toda a terra e toda a humanidade estão convidadas a temer ao Senhor porque ele é o criador, portanto não existe acaso e Deus está no controle de tudo e de todas as coisas.
è a nação feliz é aquela cujo Deus é o Senhor e que portanto ele está interessado no destino das nações, do seu povo, de você que está aqui nesta tarde. Deus nos constituiu nação santa, geração eleita, sacerdócio real, povo de propriedade exclusiva de Deus para anunciar o Evangelho.
è Deus é quem dá vitórias ao seu povo. Tudo é feito pela graça de Deus e a nós cabe corações agradecidos e não murmuradores. Vamos dar graças a Deus e vivermos em gratidão continua diante de Deus. Um coração agradecido é um coração que reconhece e que crê que há um Deus com o qual eu tanto posso falar como me relacionar.
è que a esperança proposta pelo Deus da esperança é a âncora da alma, segura e firme e que penetra além do véu, e que não deixa que as correntes marítimas nem as vagas procelosas (ondas tempestuosas) arrastem o nosso barco da vida por onde não queremos ir.
 
Para finalizarmos, vamos cantar uma canção de agradecimento a Deus pelas muitas bênçãos derramadas sobre os nossos corações:
 
"Que darei ao SENHOR por todos os seus benefícios para comigo?"(Sl. 116:12)
 
"Para o crente, a gratidão deve ser uma atitude da vida”. O salmista Davi sabia como louvar e agradecer ao Senhor. Em circunstancias muitas vezes intoleráveis, não se desesperou, mas "fez a escolha de levantar a sua voz em canto, celebrando o incomparável amor e a fidelidade de Deus". É bom que cada crente tome tempo para redescobrir as verdades profundas expressas pelo hinista Johnson Oatman nas quatro estrofes deste hino.
 
Nas primeiras duas estrofes ele desenvolve o pensamento que o contar das bênçãos serve como antídoto para os desânimos da vida, e também estimula o viver cristão vitorioso. A terceira estrofe nos ensina que o contar das bênçãos pode ser o meio de colocarmos os bens materiais em devida perspectiva quando comparados com a herança eterna que espera todo o crente nas regiões celestiais. Então,enquanto revemos as nossas bênçãos individuais, certamente temos de concordar com a quarta estrofe: a provisão do auxílio e conforto de Deus durante toda a nossa vida é uma das nossas mais ricas bênçãos.
 
Este hino talvez seja o mais cantado hino escrito por Johnson Oatman. Difundiu-se por todo o globo. Apareceu pela primeira vez na coletânea Songs for Young People (Cânticos para Jovens), compilado e publicado pelo compositor da melodia, Edwin Othello Excell, em 1897, Um escritor disse deste hino: "Como raio do sol, alumiou os lugares escuros da terra".” (retirado do site: http://hinologia.blogspot.com/2010/03/conta-as-bencaos.html).
 
As muitas bênçãos - Louvor e Adoração › Gratidão
 
Se da vida as vagas procelosas são,
Se, com desalento, julgas tudo vão,
Conta as muitas bênçãos, dize-as de uma vez,
E verás, surpreso, quanto Deus já fez.
 
Conta as bênçãos, dize-as quantas são,
Recebidas da divina mão!
Vem dizê-las, todas de uma vez,
E verás, surpreso, quanto Deus já fez!
 
Tens acaso mágoas, triste é teu lidar?
É a cruz pesada que tens de levar?
Conta as muitas bênçãos! Logo exultarás,
E, fortalecido, tudo vencerás!
 
Quando vires outros com seu ouro e bens,
Lembra que tesouros prometidos tens.
Nunca os bens da terra poderão comprar
A mansão celeste que vais habitar.
 
Seja o teu combate longo ou breve aqui,
Não te desanimes Deus será por ti!
Seu divino auxílio minorando o mal,
Te dará consolo e galardão final.
 
Repito sobre essa meditação que você já pode tê-la de forma integral em meu SCRIBD: http://www.scribd.com/doc/36941689/Pregacao-Uma-Nacao-Feliz-6-9.
 
Acompanhamento de minhas leituras/áudios:
  • Estou na página 80/1835 da leitura bíblica da Bíblia de Estudo de Genebra – segunda edição revisada e ampliada, The Spirit os the Reformation Study Bible, ed. Cultura Cristã, Sociedade Bíblica do Brasil, 2009 - texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada.
  • Estou na pág. 125/545, do livro HÁ UM SIGNIFICADO NESTE TEXTO – Interpretação Bíblica: os enfoques contemporÂneos (Is There a Meaning in This Text?), de Kevin Vanhoozer, ed. Vida. A leitura deste livro está sendo obrigatória na matéria de Metodologia Exegética, ministrada no Seminário Presiteriano de Brasília, professor, Rev. Ricardo Almeida.
  • Estou na página 068/438 Ele nos deu Histórias – Um guia completo para a interpretação de histórias do Antigo Testamento (He Gave Us Stories), de Richard L. Pratt, Jr. Ed. Mundo Cristão.
Registro das leituras/áudios Terminados:
1.    Terminei as 302 páginas do livro No Crepúsculo do Pensamento – Estudos sobre a pretensa autonomia do pensamento filosófico (In the twilight os western though: studies in the pretended autonomy of philosophical thought), de Herman Dooyeweerd, ed. Hagnos, 2010. [Gostei e recomendo. Autores tão ilustres no campo intelectual e tão fervorosos no espírito, com uma fé tão profunda e tremendamente arraidada, reformada, fortalecem a nossa fé. No entanto, terei de lê-lo novamente para melhor compreender as suas idéias].
 
A Deus toda a glória!
 

terça-feira, 7 de setembro de 2010

1000 dias de propósito! Faltam 962 dias!

 

Tema: Uma Nação Feliz 3 – Salmo 33

 

Hoje, neste 7 de setembro, dia importante para o Brasil e para todos nós brasileiros que ganhamos a nossa independência por meio do Senhor Jesus Cristo, vamos ter aquele coração agradecido e feliz diante desse Deus maravilhoso. Lembremo-nos que a verdadeira nação feliz é aquela que tem o Senhor como Deus.

 

Continuando com nosso mergulho nas águas profundas do Espírito Santo, veremos nos vs de 16 a 19, o DEUS QUE DÁ VITÓRIAS AO SEU POVO:

 

16. Não há rei que se salve com o poder dos seus exércitos; nem por sua muita força se livra o valente.

17. O cavalo não garante vitória; a despeito de sua grande força, a ninguém pode livrar.

18. Eis que os olhos do SENHOR estão sobre os que o temem, sobre os que esperam na sua misericórdia,

19. para livrar-lhes a alma da morte, e, no tempo da fome, conservar-lhes a vida.

 

Agora, temos diante de nós o Deus que nos dá vitórias e que luta as nosas lutas e que nos manda aquietarmos e vermos o seu grande livramento. Não há como esquecer Isaias 64:4 que nos diz: "Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu Deus além de ti, que trabalha para aquele que nele espera."

 

Não são os nossos esforços, nem nossos cavalos, ou estratégias, ou astúcias, ou vida santa quem nos garante as vitórias, mas Deus por sua imensa graça! A graça de Deus é tudo e não acrescenta dores! É tudo de graça! Assim, devemos ter corações agradecidos e não murmuradores diante de Deus.

 

No entanto, não sejamos néscios e sem entendimento, achando que devemos deitar em berço explêndido ao som do mar e à luz do céu profundo e tudo vai acontecer como deseja o preguiçoso e o vagabundo. Se você não trabalha, diz a Palavra de Deus, também não coma! (2 Ts 3:10).

 

 

O DEUS DA NOSSA ESPERANÇA

 

20. Nossa alma espera no SENHOR, nosso auxílio e escudo.

21. Nele, o nosso coração se alegra, pois confiamos no seu santo nome.

22. Seja sobre nós, SENHOR, a tua misericórdia, como de ti esperamos.

 

"E o Deus da esperança vos encha de todo o gozo e paz no vosso crer, para que sejais ricos de esperança no poder do Espírito Santo." (Rm 15:13).

 

16. Pois os homens juram pelo que lhes é superior, e o juramento, servindo de garantia, para eles, é o fim de toda contenda.

17. Por isso, Deus, quando quis mostrar mais firmemente aos herdeiros da promessa a imutabilidade do seu propósito, se interpôs com juramento,

18. para que, mediante duas coisas imutáveis, nas quais é impossível que Deus minta, forte alento tenhamos nós que já corremos para o refúgio, a fim de lançar mão da esperança proposta;

19. a qual temos por âncora da alma, segura e firme e que penetra além do véu,

20. onde Jesus, como precursor, entrou por nós, tendo-se tornado sumo sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque

 

Amanhã, finalizaremos esta série de meditação que você já pode tê-la de forma integral em meu SCRIBD: http://www.scribd.com/doc/36941689/Pregacao-Uma-Nacao-Feliz-6-9. Deus abençoe a todos nós neste dia. Estou agora indo levar minha Bebel para ver o desfile. Seja feliz Nação Feliz cujo Deus é o Senhor!

 

Acompanhamento de minhas leituras/áudios:

Ø       Estou na página 78/1835 da leitura bíblica da Bíblia de Estudo de Genebra – segunda edição revisada e ampliada, The Spirit os the Reformation Study Bible, ed. Cultura Cristã, Sociedade Bíblica do Brasil, 2009 - texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada.

Ø       Estou na pág. 120/545, do livro HÁ UM SIGNIFICADO NESTE TEXTO – Interpretação Bíblica: os enfoques contemporÂneos (Is There a Meaning in This Text?), de Kevin Vanhoozer, ed. Vida. A leitura deste livro está sendo obrigatória na matéria de Metodologia Exegética, ministrada no Seminário Presiteriano de Brasília, professor, Rev. Ricardo Almeida.

Ø      Estou na página 058/438 Ele nos deu Histórias – Um guia completo para a interpretação de histórias do Antigo Testamento (He Gave Us Stories), de Richard L. Pratt, Jr. Ed. Mundo Cristão.

Registro das leituras/áudios Terminados:

1.    Terminei as 302 páginas do livro No Crepúsculo do Pensamento – Estudos sobre a pretensa autonomia do pensamento filosófico (In the twilight os western though: studies in the pretended autonomy of philosophical thought), de Herman Dooyeweerd, ed. Hagnos, 2010. [Gostei e recomendo. Autores tão ilustres no campo intelectual e tão fervorosos no espírito, com uma fé tão profunda e tremendamente arraidada, reformada, fortalecem a nossa fé. No entanto, terei de lê-lo novamente para melhor compreender as suas idéias].

 

A Deus toda a glória!

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

1000 dias de propósito! Faltam 963 dias!

Tema: Uma Nação Feliz 2 – Salmo 33
 
Continuando com nosso mergulho nas águas profundas do Espírito Santo, veremos nos vs de 6 a 9 o DEUS CRIADOR. [hoje tem culto no GECOR e irei estar pregando uma palavra de Deus ao povo de Deus e a temática será essa aqui exposta. Faça-nos uma visitinha hoje]
 
6. Os céus por sua palavra se fizeram, e, pelo sopro de sua boca, o exército deles.
7. Ele ajunta em montão as águas do mar; e em reservatório encerra as grandes vagas.
8. Tema ao SENHOR toda a terra, temam-no todos os habitantes do mundo.
9. Pois ele falou, e tudo se fez; ele ordenou, e tudo passou a existir.
 
Nada me fascina mais do que meditar na criação e no Deus criador. É aqui que cabe a famosa frase que NÃO ESTAMOS AQUI POR ACASO. Não pode haver acaso quando Deus está no caso. Também consigo visualizar outra frase famosa na criação: DEUS ESTÁ NO CONTROLE DE TUDO E DE TODAS AS COISAS.
 
O homem diante da criação, do Deus criador, deve fazer o que está no vs 8: temer a Deus! O convite é feito a toda a terra, a todo habitante do mundo. Confiram o versículo correspondente.
 
Deus existe! Deus é o criador, portanto...
 
 
O DEUS QUE GOVERNA AS NAÇÕES
 
10. O SENHOR frustra os desígnios das nações e anula os intentos dos povos.
11. O conselho do SENHOR dura para sempre; os desígnios do seu coração, por todas as gerações.
12. Feliz a nação cujo Deus é o SENHOR, e o povo que ele escolheu para sua herança.
13. O SENHOR olha dos céus; vê todos os filhos dos homens;
14. do lugar de sua morada, observa todos os moradores da terra,
15. ele, que forma o coração de todos eles, que contempla todas as suas obras.
 
Em seguida à exaltação de Deus diante de quem devemos exultar, celebrar, louvar, entoar e tanger com arte e júbilo, grande alegria, à exaltação do Deus que criou todas as coisas e que convida toda a terra e toda a humanidade a temê-lo, o salmista, fala do Deus imanente (ele é transcendente sim, mas imanente também) que está interessado no destino das nações, do seu povo, de você que está aqui nesta tarde.
 
  • Deus frustrando desígnios das nações
  • Deus anulando intentos dos povos
 
Para confirmar os seus próprios conselhos e desígnios. Três aspectos da divindade eu enxergo aqui na condução de todas as coisas: sua soberania, sua sabedoria e sua bondade.
 
Qual é a nação feliz? Aquela cujo Deus é o Senhor, o povo que ele escolheu para sua herança! Nós somos a nação santa, a geração esolhida, “9. Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; 10. vós, sim, que, antes, não éreis povo, mas, agora, sois povo de Deus, que não tínheis alcançado misericórdia, mas, agora, alcançastes misericórdia.” (1 Pe 2: 9, 10)
 
Reparem meus queridos irmãos que nós somos algo para um fim especificado na Palavra de Deus, portanto, pesa sobre nós a responsabilidade de sermos algo. Se somos nação santa, geração eleita, sacerdócio real, povo de propriedade exclusiva de Deus é porque Deus tem uma finalidade e ela está explícita no próprio versículo, em sua parte “b” a fim de ...
 
... PROCLAMARDES AS VIRTUDES DAQUELE QUE VOS CHAMOU DAS TREVAS PARA A SUA MARAVILHOSA LUZ.  Estamos sendo intimados pelo Espírito Santo a proclamar o EVANGELHO às nações!
 
Do vs 13 ao 15, Deus está de olho em nós, contemplando o quê? As nossas obras! E quais devem ser elas? Anunciar o EVANGELHO!
 
Nação feliz! A nação feliz é aquela cujo Deus é o Senhor. Estamos comemorando neste 7 de setembro 188 anos ou em dias: 68.667 dias de independência. Outros eram senhores sobre nós e agora somos livres!
 
Por meio de Cristo, Deus nos deu a nossa independência do pecado e já não temos os seus desejos como senhores sobre nós! Somos livres agora, mas não para continuarmos escravos de nossas vontades, antes para resistir à vontade da carne e obedecer ao Espírito Santo. Nossa liberdade é poder dizer não, porque temos um Deus criador que diante dele devemos exultar, celebrar, louvar, entoar e tanger com arte e júbilo, grande alegria. É toda a terra e toda a humanidade que está sendo intimada a temê-lo.
 
Acompanhamento de minhas leituras/áudios:
  • Estou na página 76/1835 da leitura bíblica da Bíblia de Estudo de Genebra – segunda edição revisada e ampliada, The Spirit os the Reformation Study Bible, ed. Cultura Cristã, Sociedade Bíblica do Brasil, 2009 - texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada.
  • Estou na pág. 114/545, do livro HÁ UM SIGNIFICADO NESTE TEXTO – Interpretação Bíblica: os enfoques contemporÂneos (Is There a Meaning in This Text?), de Kevin Vanhoozer, ed. Vida. A leitura deste livro está sendo obrigatória na matéria de Metodologia Exegética, ministrada no Seminário Presiteriano de Brasília, professor, Rev. Ricardo Almeida.
  • Estou na página 053/438 Ele nos deu Histórias – Um guia completo para a interpretação de histórias do Antigo Testamento (He Gave Us Stories), de Richard L. Pratt, Jr. Ed. Mundo Cristão.
Registro das leituras/áudios Terminados:
1.    Terminei as 302 páginas do livro No Crepúsculo do Pensamento – Estudos sobre a pretensa autonomia do pensamento filosófico (In the twilight os western though: studies in the pretended autonomy of philosophical thought), de Herman Dooyeweerd, ed. Hagnos, 2010. [Gostei e recomendo. Autores tão ilustres no campo intelectual e tão fervorosos no espírito, com uma fé tão profunda e tremendamente arraidada, reformada, fortalecem a nossa fé. No entanto, terei de lê-lo novamente para melhor compreender as suas idéias].
 
A Deus toda a glória!
 

domingo, 5 de setembro de 2010

1000 dias de propósito! Faltam 964 dias! Aleluias!

 

Tema: Uma Nação Feliz – Salmo 33

Salmos 33

1. Exultai, ó justos, no SENHOR! Aos retos fica bem louvá-lo.

2. Celebrai o SENHOR com harpa, louvai-o com cânticos no saltério de dez cordas.

3. Entoai-lhe novo cântico, tangei com arte e com júbilo.

4. Porque a palavra do SENHOR é reta, e todo o seu proceder é fiel.

5. Ele ama a justiça e o direito; a terra está cheia da bondade do SENHOR.

6. Os céus por sua palavra se fizeram, e, pelo sopro de sua boca, o exército deles.

7. Ele ajunta em montão as águas do mar; e em reservatório encerra as grandes vagas.

8. Tema ao SENHOR toda a terra, temam-no todos os habitantes do mundo.

9. Pois ele falou, e tudo se fez; ele ordenou, e tudo passou a existir.

10. O SENHOR frustra os desígnios das nações e anula os intentos dos povos.

11. O conselho do SENHOR dura para sempre; os desígnios do seu coração, por todas as gerações.

12. Feliz a nação cujo Deus é o SENHOR, e o povo que ele escolheu para sua herança.

13. O SENHOR olha dos céus; vê todos os filhos dos homens;

14. do lugar de sua morada, observa todos os moradores da terra,

15. ele, que forma o coração de todos eles, que contempla todas as suas obras.

16. Não há rei que se salve com o poder dos seus exércitos; nem por sua muita força se livra o valente.

17. O cavalo não garante vitória; a despeito de sua grande força, a ninguém pode livrar.

18. Eis que os olhos do SENHOR estão sobre os que o temem, sobre os que esperam na sua misericórdia,

19. para livrar-lhes a alma da morte, e, no tempo da fome, conservar-lhes a vida.

20. Nossa alma espera no SENHOR, nosso auxílio e escudo.

21. Nele, o nosso coração se alegra, pois confiamos no seu santo nome.

22. Seja sobre nós, SENHOR, a tua misericórdia, como de ti esperamos.

 

Introdução:

 

No dia 7 de setembro, comemoraremos a Independência do Brasil. O Salmo 33:12 nos fala que feliz é a nação cujo Deus é o Senhor. Eu quero te convidar a mergulhar nas águas do Espírito na Palavra de Deus que dão e geram vida a todos nós.

 

"Denomina-se Independência do Brasil o processo que culminou com a emancipação política desse país do reino de Portugal, no início do século XIX. Oficialmente, a data comemorada é a de 7 de setembro de 1822, quando ocorreu o episódio do chamado "Grito do Ipiranga". De acordo com a história oficial, nesta data, às margens do riacho Ipiranga (atual cidade de São Paulo), o Príncipe Regente D. Pedro bradou perante a sua comitiva: Independência ou Morte!. "(fonte: wikipedia)

 

Análise do texto bíblico no Salmos 33:

 

São 22 versículos, a mesma quantidade de letras do alfabeto hebraico, mas não dispostos na forma de um acróstico. Os Hebreus gostavam de fazer suas poesias e melodias dessa maneira usando as letras de seu alfabeto. Eu também gosto muito de deixar mensagens ocultas dentro de um texto, mas dessa vez faltou-me tempo...

 

O DEUS DIGNO DE LOUVOR E OS FIÉIS A ADORÁ-LO

 

1. Exultai, ó justos, no SENHOR! Aos retos fica bem louvá-lo.

2. Celebrai o SENHOR com harpa, louvai-o com cânticos no saltério de dez cordas.

3. Entoai-lhe novo cântico, tangei com arte e com júbilo.

4. Porque a palavra do SENHOR é reta, e todo o seu proceder é fiel.

5. Ele ama a justiça e o direito; a terra está cheia da bondade do SENHOR.

 

Porque devemos exultar, celebrar, louvar, entoar e tanger com arte e júbilo, grande alegria? A resposta está no vs 4 e 5.

 

è exaltação à Palavra de Deus que é reta, ou seja dígna de confiança.

è exaltação ao seu proceder que é fiel, ou seja dígno de confiança.

è exaltação à justiça e ao direito

èexaltação à sua bondade.

 

Acompanhamento de minhas leituras/áudios:

Ø       Estou na página 74/1835 da leitura bíblica da Bíblia de Estudo de Genebra – segunda edição revisada e ampliada, The Spirit os the Reformation Study Bible, ed. Cultura Cristã, Sociedade Bíblica do Brasil, 2009 - texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada.

Ø       Estou na pág. 114/545, do livro HÁ UM SIGNIFICADO NESTE TEXTO – Interpretação Bíblica: os enfoques contemporÂneos (Is There a Meaning in This Text?), de Kevin Vanhoozer, ed. Vida. A leitura deste livro está sendo obrigatória na matéria de Metodologia Exegética, ministrada no Seminário Presiteriano de Brasília, professor, Rev. Ricardo Almeida.

Ø       Estou na página 047/438 Ele nos deu Histórias – Um guia completo para a interpretação de histórias do Antigo Testamento (He Gave Us Stories), de Richard L. Pratt, Jr. Ed. Mundo Cristão.

Registro das leituras/áudios Terminados:

1.      Terminei as 302 páginas do livro No Crepúsculo do Pensamento – Estudos sobre a pretensa autonomia do pensamento filosófico (In the twilight os western though: studies in the pretended autonomy of philosophical thought), de Herman Dooyeweerd, ed. Hagnos, 2010. [Gostei e recomendo. Autores tão ilustres no campo intelectual e tão fervorosos no espírito, com uma fé tão profunda e tremendamente arraidada, reformada, fortalecem a nossa fé. No entanto, terei de lê-lo novamente para melhor compreender as suas idéias].

 

A Deus toda a glória!

sábado, 4 de setembro de 2010

1000 dias de propósito! Faltam 965 dias!

 

TEMA:  Para Que o Homem Foi Criado - 4?

 

Repito o que já desde o início tenho dito de que o homem foi feito para a glória de Deus e para gozá-lo para sempre.

 

Irmãos ou Deus existe e temos, portanto, um Deus, ou não existe Deus e tudo é relativo. Se tudo é relativo, eu sou o deus da minha vida e somente a mim mesmo prestarei contas. Estou livre não para ser livre, mas livre para ser escravo daquilo que me domina ou daquilo porque sou dominado.

 

A glória do homem é dar glórias a Deus. Somente em Deus é que somos completos e livres já não para sermos escravos de nossas vontades, mas para dizer não quando tenho a obrigação moral de dizer não.

 

Deus existe! Isso acaba com a minha liberdade de vontade para ser escravo de minhas vontades. Deus existe é a mensagem atual e verdadeira. Temos alguém superior a quem deveremos prestar contas.

 

Eu creio que Deus nos criou para a sua glória e louvor. Tudo acaba apontando para o Senhor, para Jesus Cristo. É nele que Deus cumpre os seus mistérios e nos concede bênçãos sem medida. Por isso que ele é a principal pedra de esquina, a pedra angular.

 

Deus existe! Eu não sou Deus, nem me confundo com ele. Ele existe independentemente de minha pessoa que ganha existência na pessoa dele e fora dele nada sou, aliás, nem dá para ser fora dele, pois tudo é dele, por ele e para ele.

 

Eu estou aqui neste espaço para lembrar você irmão, amigo, pastor, simpatizante, erudito, religioso que Deus existe. O mundo se esqueceu de que Deus existe e agora vive conforme seus próprios padrões.

 

Uma coisa ainda está nos faltando: crermos verdadeiramente em Deus. No dia em que acreditarmos que Deus existe, que a sua palavra é verdadeira regra de fé e prática e daí passarmos a assumir a nossa vida conforme o exemplo que Cristo nos deixou, então, tudo será diferente.

 

Será que não nos basta vermos os exemplos deixados pelos nossos irmãos que já se foram e que agora estão com o Senhor? A quem chamamos de bem aventurados se não aqueles que perseveraram até o fim? (Tg 5:11). Irmãos, O HOMEM FOI CRIADO PARA A GLÓRIA DE DEUS!

 

Acompanhamento de minhas leituras/áudios:

Ø       Estou na página 72/1835 da leitura bíblica da Bíblia de Estudo de Genebra – segunda edição revisada e ampliada, The Spirit os the Reformation Study Bible, ed. Cultura Cristã, Sociedade Bíblica do Brasil, 2009 - texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada.

Ø       Estou na pág. 114/545, do livro HÁ UM SIGNIFICADO NESTE TEXTO – Interpretação Bíblica: os enfoques contemporÂneos (Is There a Meaning in This Text?), de Kevin Vanhoozer, ed. Vida. A leitura deste livro está sendo obrigatória na matéria de Metodologia Exegética, ministrada no Seminário Presiteriano de Brasília, professor, Rev. Ricardo Almeida.

Ø       Estou na página 047/438 Ele nos deu Histórias – Um guia completo para a interpretação de histórias do Antigo Testamento (He Gave Us Stories), de Richard L. Pratt, Jr. Ed. Mundo Cristão.

Registro das leituras/áudios Terminados:

1.        Terminei as 302 páginas do livro No Crepúsculo do Pensamento – Estudos sobre a pretensa autonomia do pensamento filosófico (In the twilight os western though: studies in the pretended autonomy of philosophical thought), de Herman Dooyeweerd, ed. Hagnos, 2010. [Gostei e recomendo. Autores tão ilustres no campo intelectual e tão fervorosos no espírito, com uma fé tão profunda e tremendamente arraidada, reformada, fortalecem a nossa fé. No entanto, terei de lê-lo novamente para melhor compreender as suas idéias].

 

A Deus toda a glória!

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

1000 dias de propósito! Faltam 966 dias!

TEMA:  Para Que o Homem Foi Criado - 3?
 
Para vivermos de forma plena e sem medo e ainda sermos e estarmos satisfeitos com nossas vidas é fundamental sabermos quem somos, o que somos, de onde viemos, para onde estamos indo e o que estamos fazendo aqui.
 
A resposta já existe para todas essas questões e elas estão estampadas e disponíveis para todos os homens como testemunho para que fiquem inescusáveis diante de Deus que tudo criou para a sua própria glória, louvor e honra.
 
Receber a verdade de Deus, no entanto, as vezes nos parece demais e não ficamos satisfeitos e assim passamos a buscar algo diferente que venha a completar aquele algo que está nos faltando.
 
A verdade é que o buraco que há em nosso peito é do tamanho de Deus e somente Deus para ocupá-lo. Nada poderá ser colocado no lugar em substituição. Deus nos fez para a sua glória! Por que não aceitamos isso?
 
A primeira objeção que vem a nossa mente é que isso é assunto das religiões e como há infinitos caminhos que nos levam a Deus, logo haverá tantas respostas quantos forem os caminhos. Ledo engano! Há somente um único caminho para Deus e ele é uma pessoa, a segunda pessoa da Trindade.
 
Graciosamente, Deus se manifestou ao homem e lhe apontou a solução para seu problema existencial: Jesus Cristo. No entanto, o homem se recusa a aceitar a salvação de Deus e cria a sua própria solução com invencionices religiosas e astuciosas com rituais e cerimoniais que cada vez mais afastam o homem de Deus ao invés de aproximá-lo.
 
Lúcifer está por traz de tudo isso incentivando a confusão e o ofuscamento do Caminho, do Evangelho – o Evangelho é Jesus Cristo! Milhares de alma estão se perdendo em caminhos que jamais irão satisfazer aquele vazio do tamanho de Deus.
 
O nosso papel agora é pregar o Evangelho, pregar a Jesus Cristo! Nós precisamos abrir mão de nossas religiões, caminhos, outro evangelho e métodos para pregarmos o Evangelho verdadeiro e certo o qual é o próprio Senhor Jesus Cristo, a única solução de Deus para os problemas do homem.
 
Acompanhamento de minhas leituras/áudios:
  • Estou na página 70/1835 da leitura bíblica da Bíblia de Estudo de Genebra – segunda edição revisada e ampliada, The Spirit os the Reformation Study Bible, ed. Cultura Cristã, Sociedade Bíblica do Brasil, 2009 - texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada.
  • Estou na pág. 105/545, do livro HÁ UM SIGNIFICADO NESTE TEXTO – Interpretação Bíblica: os enfoques contemporÂneos (Is There a Meaning in This Text?), de Kevin Vanhoozer, ed. Vida. A leitura deste livro está sendo obrigatória na matéria de Metodologia Exegética, ministrada no Seminário Presiteriano de Brasília, professor, Rev. Ricardo Almeida.
  • Estou na página 029/438 Ele nos deu Histórias – Um guia completo para a interpretação de histórias do Antigo Testamento (He Gave Us Stories), de Richard L. Pratt, Jr. Ed. Mundo Cristão.
Registro das leituras/áudios Terminados:
  1. Terminei as 302 páginas do livro No Crepúsculo do Pensamento – Estudos sobre a pretensa autonomia do pensamento filosófico (In the twilight os western though: studies in the pretended autonomy of philosophical thought), de Herman Dooyeweerd, ed. Hagnos, 2010. [Gostei e recomendo. Autores tão ilustres no campo intelectual e tão fervorosos no espírito, com uma fé tão profunda e tremendamente arraidada, reformada, fortalecem a nossa fé. No entanto, terei de lê-lo novamente para melhor compreender as suas idéias].
 
A Deus toda a glória!
 

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

1000 dias de propósito! Faltam 967 dias!

TEMA:  Para Que o Homem Foi Criado - 2?
 
Creio que o homem foi criado à imagem de Deus e à sua semelhança. É por isso que satanás pode tentá-lo em seu coração para ser como Deus, pois do contrário como seria tentado? O homem é dotado de consciência de si mesmo e essa sua consciência o torna distinto das demais criaturas de Deus. Por causa de sua autoconsciência é capaz de ter consciência dos outros e até do próprio Criador.
 
Reparem num cachorro, por exemplo, ou em qualquer outra criatura de Deus, e veja que não tem ele consciência de si mesmo como ser que existe. Apenas vive por instinto e sujeito às suas inclinações inatas e genéticas. Se o cachorro tivesse consciência de si mesmo ele iria se preocupar com outros caninos e com a sua própria raça e ficaria curioso de entender o homem e o próprio Criador. Um cachorro não guarda mágoas em seu coração nem é abalado por crises de depressão porque jamais consegue se comparar com outros caninos.
 
Imaginem o Senhor Jesus quando esteve conosco. Ele somente nos ensinou a amar a Deus a ao próximo como a nós mesmos, mas ele foi ofendido, maltratado, tratado injustamente, punido, sem culpa, julgado por nós humanos, condenado sem ter culpa, cuspiram em sua face, bateram nele, chicotearam, foi torturado e, finalmente, morto.
 
A minha pergunta bem simples é: Jesus ficou ofendido? A resposta também simples é: não, não ficou. Dizem que ninguém tem poder de ofender ninguém, mas a própria pessoa é que pega aquela ofensa e dá vida a ofensa dentro de si mesma e fica tremendamente magoada, ferida, aborrecida, etc. Jesus Cristo em relação aos seus ofensores, agressores, torturadores disse: “ E dizia Jesus: Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem. E, repartindo as suas vestes, lançaram sortes. (Lucas 23:34).
 
Deus existe! Ele é o Pai Criador e nos conhece perfeitamente. Ele foi nosso modelo como homem para o seguirmos e o imitarmos. Quando estudamos, nos aprofundamos na pessoa de nosso Deus e o adoramos queremos ser como ele é, mas não na medida da síndrome de Lúcifer que quis ser maior do que Deus ou como Deus.
 
O quero dizer então com esta pequena reflexão? Que a ofensa somente tem valor quando a valorizamos, do contrário, não nos poderá jamais nos atingir. Se você crê e confia em Deus que te criou à sua imagem e à sua semelhança, eu te convido a sublimar as ofensas como fazia Cristo. Se uma ofensa nos atinge é porque ainda estamos com olhos maus em relação ao nosso próximo e não conseguimos perdoar-lhes. Mas como perdoar se é eu que estou sendo ofendido? Por favor, não pense assim. Aquele que ofende é vítima de sua própria ofensa e precisa ser curado e somente o amor de Deus é capaz de curar todos os males tanto dos ofensores como dos ofendidos. Confie sempre em Deus: ele existe!
 
Acompanhamento de minhas leituras/áudios:
  • Estou na página 68/1835 da leitura bíblica da Bíblia de Estudo de Genebra – segunda edição revisada e ampliada, The Spirit os the Reformation Study Bible, ed. Cultura Cristã, Sociedade Bíblica do Brasil, 2009 - texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada.
  • Estou na pág. 280/302, do livro No Crepúsculo do Pensamento – Estudos sobre a pretensa autonomia do pensamento filosófico (In the twilight os western though: studies in the pretended autonomy of philosophical thought), de Herman Dooyeweerd, ed. Hagnos, 2010.
  • Estou na pág. 105/545, do livro HÁ´UM SIGNIFICADO NESTE TEXTO – Interpretação Bíblica: os enfoques contemporÂneos (Is There a Meaning in This Text?), de Kevin Vanhoozer, ed. Vida. A leitura deste livro está sendo obrigatória na matéria de Metodologia Exegética, ministrada no Seminário Presiteriano de Brasília, professor, Rev. Ricardo Almeida.
 
A Deus toda a glória!
 

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

1000 dias de propósito! Faltam 968 dias!

TEMA:  Para Que o Homem Foi Criado?
 
O meu filho hoje me fazendo companhia no meu uno em direção ao meu trabalho – SOU EMPREGADO DE CRISTO! – fez-me perguntas relacionadas aos mortos baseado no caso de Saul, Samuel e a médium. Um pequenino parêntesis: meu filho Miguel está, hoje, indo matricular-se na UNB em Engenharia da Computação – aleluias!
 
Há muitos mistérios que não compreendemos e que Deus nos deixou sem nos explicar. Quem me dera eu tivesse respostas e não dúvidas. Para o caso presente da aparição de Samuel por invocação da médium para dar respostas a Saul, há muitas interpretações e estudos sobre o assunto. Quem tiver interesse no aprofundamento é somente pesquisar. Eu, sinceramente, gosto demais da interpretação dada por Gerard Van Groningen, exegeta do AT.
 
O que me chamou a atenção foi o fato de uma pergunta que ele fez para mim e que me deixou intrigado. Se os mortos estão vivos no céu o que eles estão fazendo? Mortos que estão vivos soa estranho, mas o que dizer de Moisés e de Elias que apareceram no Monte da Transfiguração ao Senhor Jesus Cristo?
 
Mas, o que me deixou mesmo intrigado nem foi a questão do que os mortos (?) como Moisés e Elias estão fazendo e sim nós os vivos. O QUE NÓS OS VIVOS ESTAMOS FAZENDO? O que você, meu amigo e irmão, está fazendo?
 
Eu reparei que boa parte do tempo do nosso dia-a-dia é gasto comendo, bebendo, dormindo, se reproduzindo, se relacionando, indo e vindo por ai. Eu também trabalho, mas para que trabalho? Uma resposta bem simplória seria para ganhar dinheiro, mas para que ganhar dinheiro? Ora para comer, para beber, para dormir, para se relacionar, para ir e vir por ai, etc. Só isso?
 
Minha questão continua latente: e nós os vivos o que estamos fazendo? O que você está fazendo meu irmão? O Catecismo Maior de Westminster (CMW) também diz o seguinte: Pergunta 1. Qual é o fim supremo e principal do homem? Resposta: O fim supremo e principal do homem é glorificar a Deus e gozá-lo para sempre.
 
Fim supremo e principal do homem: glorificar a Deus e gozá-lo para sempre, isto é desfrutar dele, ter nele prazer, fazer as coisas com gratidão e com reconhecimento de que Deus existe e que é galardoador dos que o buscam. "Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam." (Hebreus 11:6).
 
O que estamos fazendo? Quando paramos para meditar fica estranho responder. O que pode então ser importante e significativo? Creio que tudo que fazemos colocando Cristo no centro de nossas ações é importante e significativo, o restante é pura vaidade e corre atrás do vento.
 
Irmãos, Deus existe. Por isso nos esforcemos por tudo fazer para a sua glória e louvor: "Se alguém falar, fale segundo as palavras de Deus; se alguém administrar, administre segundo o poder que Deus dá;para que, em tudo, Deus seja glorificado por Jesus Cristo, a quem pertence a glória e poder, para todo o sempre. Amém. (I Pedro 4:11)". Ele criou todas as coisas e nos criou para a sua glória e louvor. A vida somente tem sentido na vida e na mente de Deus e não em nós mesmos.
 
Acompanhamento de minhas leituras/áudios:
  • Estou na página 66/1835 da leitura bíblica da Bíblia de Estudo de Genebra – segunda edição revisada e ampliada, The Spirit os the Reformation Study Bible, ed. Cultura Cristã, Sociedade Bíblica do Brasil, 2009 - texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada.
  • Estou na pág. 260/302, do livro No Crepúsculo do Pensamento – Estudos sobre a pretensa autonomia do pensamento filosófico (In the twilight os western though: studies in the pretended autonomy of philosophical thought), de Herman Dooyeweerd, ed. Hagnos, 2010.
  • Estou na pág. 105/545, do livro HÁ´UM SIGNIFICADO NESTE TEXTO – Interpretação Bíblica: os enfoques contemporÂneos (Is There a Meaning in This Text?), de Kevin Vanhoozer, ed. Vida. A leitura deste livro está sendo obrigatória na matéria de Metodologia Exegética, ministrada no Seminário Presiteriano de Brasília, professor, Rev. Ricardo Almeida.
 
A Deus toda a glória!