terça-feira, 11 de março de 2014

Juízes 6:1-40 – A INCRÍVEL HISTÓRIA DE GIDEÃO.


Estamos dando continuidade à segunda parte de três de nossa divisão proposta de todo o livro de Juízes, conforme BEG, que fala dos ciclos dos juízes: B. Os doze ciclos – 3:7 a 16:31.

Já vimos quatro juízes: Otniel, de Judá; Eúde, de Benjamim,  Sangar, filho de Anate; Débora. Agora, estaremos iniciando a incrível história de Gideão, um homem de fé e de coragem que foi chamado por Deus enquanto trabalhava arduamente pelo povo de Deus.
O seu chamado foi incrível. O povo estava sendo muito oprimido pelos midianitas e amalequitas e mal preparavam seu sustento e lá estavam eles roubando, tomando o que não era deles, taxando de forma muito usurpadora.
Isso também não ocorrera de graça por que eles eram maus e Israel bonzinho e inocente, mas devido a maldade dos filhos de Israel que insistiam em seguir outros deuses e se misturarem às nações e povos e gentes que não deveriam se unir por ordenança de Deus.
Eles sabiam que estavam transgredindo as leis de Deus e conheciam a história. Isso é fato que se percebe quando o ser celestial vai conversar com Gideão e ele deixa escapar que sabia ao lançar diante do anjo uma pergunta instigante: “se és de fato conosco, por que estas coisas estão nos sucedendo?”
Então a rebeldia e o desprezar e a rejeição de Deus nunca foram imotivadas, mas agiam de forma negligente e mesmo proposital porque valorizavam mais as aparências do que o próprio Senhor e se encantavam com os povos das nações e se esqueciam de Deus.
Não podemos deixar que as aparências deste mundo nos encantem e nos distraiam e nos ofereçam ajuda para solucionar nossos problemas de forma que venhamos a esquecer o Senhor e com as nações fazermos igualmente alianças.
Deus sabia da opressão e descera para verificar por causa do clamor dos israelitas que já não aguentavam mais a opressão e clamavam ao Senhor que os ajudasse e os livrasse.
Assim também nós em nossas opressões e aflições de alma e de espírito, principalmente por causa do inimigo ou de nações ímpias que queiram nos sucumbir, não podemos deixar de clamar ao Senhor que ele nos livrará ou enviará seu anjo para prover uma saída.
Gideão malhava o trigo! Ele estava absorto em seu dever e ali pisava o lagar como quem estava pisando o inimigo e sozinho orava a Deus e clamava enquanto trabalhava e se expunha a ser apanhado pelo inimigo.
Gideão não parece preocupado com isso, mas em preservar sustento para o povo de Deus. Enquanto estava ali no mais alto calor do trabalho e em fadigas, quem surge para dialogar com ele? O Anjo do Senhor, ele mesmo, Jesus Cristo de Nazaré.
Sim, foi um diálogo onde trocaram palavras e saudações. O Senhor percebeu em Gideão força, garra, vontade de trabalhar, coragem, fé e foi por isso que disse a ele para ir na força dele que ele haveria de vencer o inimigo e trazer paz para Israel.
É impressionante o agir de Deus. Ele não move o perigo nem a força do oponente que continua a se exibir e a se ostentar. Se o Senhor quisesse, bastaria uma só palavra da boca dele e todo o inimigo seria derrotado imediatamente. No entanto, parece acontecer o contrário, ou seja, o inimigo fica mais ousado e vem com mais força contra o povo de Deus.
E o que faz o Senhor? Levanta aquele que ele está com ele e fala para ele ir à frente da batalha e lutar, às vezes sem homens e até sem armas que ele dará vitórias e ai sim, o Senhor age e desbarata todo um exército e entrega a vitória nas mãos dos seus a quem está guardando.
O Senhor fala para ele ir que ele prevalecerá. Gideão fica desconfiado, mas já está fisgado pelo Senhor e seu coração começa a acelerar-se em adrenalina querendo obedecer e ir com toda a sua força.
Também Gideão é cauteloso e pede ao Senhor sinais. Ao todo, antes de ir para valer ele chega a pedir ao senhor três sinais. Em todos eles, ele somente quer uma coisa: saber se realmente o Senhor estava mesmo com ele.
Ele não pede exércitos poderosos, nem armamento de última geração, nem valentes guerreiros ou mesmo estratégias militares, nem sabedoria de guerras, mas somente quer uma coisa: o Senhor está ou não comigo? Se estiver, eu irei mesmo!
O Senhor, antes de qualquer missão mais especial e complicada e perigosa, dá-lhe uma simples missão ali mesmo diante do seu povo e pede a ele que destrua o altar de Baal edificado na cidade por seu próprio pai e no lugar, erija um altar ao Senhor.
Gideão vai cumprir a missão dada e reúne dez homens. Vê-se aqui também presente nesse homem capacidade de liderança e de influência de pessoas que estejam dispostas a obedecer-lhe e com ele se comprometerem, correndo sérios riscos.
Sabiamente, não vai de dia para evitar muita confusão, mas o faz a noite e de dia o alvoroço foi grande. Depois de acurada investigação, chegam até Gideão como autor. O povo se reúne para dar-lhe uma tremenda lição, mas seu pai o defende e transfere a responsabilidade do agir à entidade que servia.
Se Baal é Deus e se ele foi ofendido, que ele mesmo se defenda. Obviamente, sabemos dos resultados, Baal nada pode fazer nem de bem, nem de mal a Gideão que acabou ganhando a alcunha de Jerubaal – contendeu com Baal, que Baal se defenda!
Gideão passou no primeiro teste e ele mesmo agora vai fazer seus testes com o Senhor que com ele tem paciência e lhe atende conforme ele pede, sem mesmo com ele contender.
Pronto, Gideão já pode sair para enfrentar os midianitas e amalequitas que o Senhor o fará prevalecer.
Jz 6:1 Porém os filhos de Israel fizeram o que era mau aos olhos do SENHOR;
                e o SENHOR os deu nas mãos dos midianitas por sete anos.
                Jz 6:2 E, prevalecendo a mão dos midianitas sobre Israel,
                               fizeram os filhos de Israel para si, por causa dos midianitas,
                               as covas que estão nos montes, as cavernas e as fortificações.
                Jz 6:3 Porque sucedia que, semeando Israel, os midianitas
                               e os amalequitas, e também os do oriente, contra ele subiam.
                Jz 6:4 E punham-se contra ele em campo, e destruíam
                               os frutos da terra, até chegarem a Gaza;
                                               e não deixavam mantimento em Israel, nem ovelhas,
                                                               nem bois, nem jumentos.
                Jz 6:5 Porque subiam com os seus gados e tendas;
                               vinham como gafanhotos, em grande multidão que não se
                                               podia contar, nem a eles nem aos seus camelos;
                                                               e entravam na terra, para a destruir.
Jz 6:6 Assim Israel empobreceu muito pela presença dos midianitas;
                então os filhos de Israel clamaram ao SENHOR.
                Jz 6:7 E sucedeu que, clamando os filhos de Israel ao SENHOR
                               por causa dos midianitas,
                Jz 6:8 Enviou o SENHOR um profeta aos filhos de Israel,
                               que lhes disse:
                Assim diz o SENHOR Deus de Israel:
                               Do Egito eu vos fiz subir, e vos tirei da casa da servidão;
                               Jz 6:9 E vos livrei da mão dos egípcios, e da mão de todos
                                               quantos vos oprimiam; e os expulsei de diante de
                                                               vós, e a vós dei a sua terra.
                Jz 6:10 E vos disse:
                               Eu sou o SENHOR vosso Deus; não temais aos deuses dos
                                               amorreus, em cuja terra habitais; mas não destes
                                                               ouvidos à minha voz.
Jz 6:11 Então o anjo do SENHOR veio, e assentou-se debaixo do carvalho
                que está em Ofra, que pertencia a Joás, abiezrita;
                               e Gideão, seu filho, estava malhando o trigo no lagar,
                                               para o salvar dos midianitas.
                Jz 6:12 Então o anjo do SENHOR lhe apareceu, e lhe disse:
                               O SENHOR é contigo, homem valoroso.
                Jz 6:13 Mas Gideão lhe respondeu:
                               Ai, Senhor meu, se o SENHOR é conosco,
                                               por que tudo isto nos sobreveio?
                               E que é feito de todas as suas maravilhas que nossos pais
                                               nos contaram, dizendo:
                                                               Não nos fez o SENHOR subir do Egito?
                               Porém agora o SENHOR nos desamparou, e nos deu nas
                                               mãos dos midianitas.
                Jz 6:14 Então o SENHOR olhou para ele, e disse:
                               Vai nesta tua força, e livrarás a Israel
                               das mãos dos midianitas; porventura não te enviei eu?
                Jz 6:15 E ele lhe disse:
                               Ai, Senhor meu, com que livrarei a Israel?
                               Eis que a minha família é a mais pobre em Manassés,
                                               e eu o menor na casa de meu pai.
                Jz 6:16 E o SENHOR lhe disse:
                               Porquanto eu hei de ser contigo, tu ferirás aos midianitas
                                               como se fossem um só homem.
                Jz 6:17 E ele disse:
                               Se agora tenho achado graça aos teus olhos,
                                               dá-me um sinal de que és tu que falas comigo.
                               Jz 6:18 Rogo-te que daqui não te apartes,
                                               até que eu volte e traga o meu presente,
                                                               e o ponha perante ti.
                E disse:
                               Eu esperarei até que voltes.
                Jz 6:19 E entrou Gideão e preparou um cabrito e pães ázimos de um
                               efa de farinha; a carne pôs num cesto e o caldo pôs numa
                                               panela; e trouxe-lho até debaixo do carvalho,
                                                               e lho ofereceu.
                Jz 6:20 Porém o anjo de Deus lhe disse:
                               Toma a carne e os pães ázimos, e põe-nos sobre esta penha e
                                               derrama-lhe o caldo.
                               E assim fez.
                Jz 6:21 E o anjo do SENHOR estendeu a ponta do cajado,
                               que estava na sua mão, e tocou a carne e os pães ázimos;
                               então subiu o fogo da penha, e consumiu a carne e os pães
                               ázimos; e o anjo do SENHOR desapareceu de seus olhos.
                Jz 6:22 Então viu Gideão que era o anjo do SENHOR e disse:
                               Ah, Senhor DEUS, pois vi o anjo do SENHOR face a face.
                Jz 6:23 Porém o SENHOR lhe disse:
                               Paz seja contigo; não temas; não morrerás.
                Jz 6:24 Então Gideão edificou ali um altar ao SENHOR,
                               e chamou-lhe: O SENHOR É PAZ;
                               e ainda até o dia de hoje está em Ofra dos abiezritas.
Jz 6:25 E aconteceu naquela mesma noite, que o SENHOR lhe disse:
                Toma o boi que pertence a teu pai, a saber, o segundo boi de
                               sete anos, e derruba o altar de Baal, que é de teu pai;
                                               e corta o bosque que está ao pé dele.
                Jz 6:26 E edifica ao SENHOR teu Deus um altar
                               no cume deste lugar forte, num lugar conveniente;
                               e toma o segundo boi, e o oferecerás em holocausto
                                               com a lenha que cortares do bosque.
                Jz 6:27 Então Gideão tomou dez homens dentre os seus servos,
                               e fez como o SENHOR lhe dissera;
                               e sucedeu que, temendo ele a casa de seu pai,
                                               e os homens daquela cidade, não o fez de dia,
                                                               mas fê-lo de noite.
                Jz 6:28 Levantando-se, pois, os homens daquela cidade,
                               de madrugada, eis que estava o altar de Baal derrubado,
                                               e o bosque estava ao pé dele, cortado;
                               e o segundo boi oferecido no altar que fora edificado.
                Jz 6:29 E uns aos outros disseram:
                               Quem fez esta coisa? E, esquadrinhando, e inquirindo,
                                               disseram: Gideão, o filho de Joás, fez esta coisa.
                Jz 6:30 Então os homens daquela cidade disseram a Joás:
                               Tira para fora a teu filho; para que morra;
                                               pois derribou o altar de Baal, e cortou o bosque
                                                               que estava ao pé dele.
                Jz 6:31 Porém Joás disse a todos os que se puseram contra ele:
                               Contendereis vós por Baal? Livrá-lo-eis vós?
                               Qualquer que por ele contender ainda esta manhã
                                               será morto; se é deus, por si mesmo contenda;
                                                               pois derrubaram o seu altar.
                Jz 6:32 Por isso naquele dia lhe chamaram Jerubaal, dizendo:
                               Baal contenda contra ele, pois derrubou o seu altar.
                Jz 6:33 E todos os midianitas e amalequitas, e os filhos do oriente
                               se ajuntaram, e passaram, e acamparam no vale de Jizreel.
                Jz 6:34 Então o Espírito do SENHOR revestiu a Gideão,
                               o qual tocou a buzina, e os abiezritas se ajuntaram após ele.
                Jz 6:35 E enviou mensageiros por toda a tribo de Manassés,
                               que também se ajuntou após ele; também enviou mensageiros
                               a Aser, e a Zebulom, e a Naftali, que saíram-lhe ao encontro.
Jz 6:36 E disse Gideão a Deus:
                Se hás de livrar a Israel por minha mão, como disseste,
                Jz 6:37 Eis que eu porei um velo de lã na eira;
                               se o orvalho estiver somente no velo, e toda a terra ficar seca,
                                               então conhecerei que hás de livrar a Israel
                                                               por minha mão, como disseste.
                Jz 6:38 E assim sucedeu; porque no outro dia se levantou
                               de madrugada, e apertou o velo; e do orvalho que espremeu
                                               do velo, encheu uma taça de água.
                Jz 6:39 E disse Gideão a Deus:
                               Não se acenda contra mim a tua ira, se ainda falar
                                               só esta vez; rogo-te que só esta vez faça a prova
                                                               com o velo; rogo-te que só o velo fique seco,
                                                                              e em toda a terra haja o orvalho.
                Jz 6:40 E Deus assim fez naquela noite;
                               pois só o velo ficou seco,
                                               e sobre toda a terra havia orvalho.
Antes da grande peleja inicial de Gideão está ali escrito que o Espírito do Senhor revestira ele e assim, ele convoca com a trombeta todo o Israel para irem de encontro aos midianitas e amalequitas, e os filhos do oriente que se ajuntaram, e passaram, e acamparam no vale de Jizreel.
Foi nesse momento da convocação, do revestimento do Espirito do Senhor e antes da partida que Gideão em duas noites anteriores faz os seus testes uma a um e ambos são respondidos para ele maravilhosamente.
Essa incrível história desse juiz e libertador ocupara os capítulos de 6 a 9. No presente capítulo, vimos: - a pecaminosidade em Israel quando Gideão foi chamado – vs. 1-10; - o seu chamado para ser um libertador – vs. 11-32; - e já começamos a ver a dificuldade de Gideão em crer na promessa de Deus – vai do vs. 33-40 ao capítulo 7:18. No capítulo 7, veremos Gideão livrando Israel de Midiã que se prolongará até o capitulo 8:21 e depois a conclusão com a perversidade em Israel quando Gideão faleceu – 8:22-32. Por fim, Abimeleque: 8:33 – 9:57.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br
...

...

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.