domingo, 9 de março de 2014

Juízes 4:1-24 – UMA JUÍZA ENTRE OS DOZE!

Estamos na segunda parte de três de nossa divisão proposta, conforme BEG, que fala dos ciclos dos juízes: B. Os doze ciclos – 3:7 a 16:31.
Já vimos três juízes: Otniel, de Judá; Eúde, de Benjamim e Sangar, filho de Anate. Agora, veremos, como juíza, uma mulher que de fato julgava os filhos de Israel e era profetiza – vs. 6-7; 9:14 - e tinha autoridade e poder de decisão na terra de Israel: Débora. Ela é considerada a quarta juíza ou libertadora e a única cujos registros mostram ela exercendo funções judiciais.
A história dessa mulher de fé e de coragem, ocupará ambos os capítulos 4 e 5 para depois entrarmos no quinto juiz, Gideão.
Baraque é que deveria ser o libertador e o juiz escolhido. Ele era líder militar, mas enxergava apenas a realidade das coisas e não tinha fé, nem coragem.
Baraque deveria enfrentar o exército de Jabim comandado pelo seu líder militar Sísera que possuía 900 carros de ferro e por mais de vinte anos assolava e oprimia Israel por que Deus assim consentiu uma vez que os filhos de Israel, novamente, prevaricaram contra o Senhor.
No entanto, temeu muito e não foi, mas ao consultar Débora disse que iria se ela fosse com ele. Tamanha era a liderança e o poder de Débora e a confiança que passava aos israelitas que Baraque conseguiu reunir forças para enfrentar o que para ele seria um suicídio: enfrentar Sísera.
Em nosso meio tem muitos Baraques que desprezaram o Senhor, apesar de andar em nosso meio e conosco até falar das coisas de Deus. Há também muitas Déboras, cheias de fé e coragem, espalhadas por ai que ousadamente enfrentam os Síseras que se opõem a Deus e mantém vidas prisioneiras em suas ditaduras de servidão.
O covarde Baraque então resolveu enfrentar Sísera, mas a palavra da profetiza iria se cumprir e ele seria duplamente desonrado. Sísera cai pelas mãos de uma outra mulher que ao invés de dar água para o sedento e assim ele poder recuperar seu fôlego, lhe dá gordura, leite, que faz com que seu corpo se sucumba na fadiga e durma profundamente o sono da sua própria morte.
Jael, essa mulher, perfura seu crânio com uma estaca e um martelo e o entrega para Baraque. De acordo com os costumes da época, Sísera fora ridicularizado por ter morrido pelas mãos de uma mulher – 9:53,54 – e Baraque foi envergonhado por não haver demonstrado coragem suficiente para cumprir o seu chamado.
Jz 4:1 Porém os filhos de Israel tornaram a fazer o que era mau
                aos olhos do SENHOR, depois de falecer Eúde.
Jz 4:2 E vendeu-os o SENHOR na mão de Jabim, rei de Canaã,
                que reinava em Hazor; e Sísera era o capitão do seu exército,
                               o qual então habitava em Harosete dos gentios.
                Jz 4:3 Então os filhos de Israel clamaram ao SENHOR, porquanto
                               ele tinha novecentos carros de ferro, e por vinte anos oprimia
                                               violentamente os filhos de Israel.
                Jz 4:4 E Débora, mulher profetiza, mulher de Lapidote,
                               julgava a Israel naquele tempo.
                Jz 4:5 Ela assentava-se debaixo das palmeiras de Débora,
                               entre Ramá e Betel, nas montanhas de Efraim;
                                               e os filhos de Israel subiam a ela a juízo.
                Jz 4:6 E mandou chamar a Baraque,
                               filho de Abinoão de Quedes de Naftali, e disse-lhe:
                Porventura o SENHOR Deus de Israel não deu ordem, dizendo:
                               Vai, e atrai gente ao monte Tabor, e toma contigo dez mil
                                               homens dos filhos de Naftali
                                                               e dos filhos de Zebulom?
                               Jz 4:7 E atrairei a ti para o ribeiro de Quisom,
                                               a Sísera, capitão do exército de Jabim, com os seus
                                                               carros, e com a sua multidão;
                                                                              e o darei na tua mão.
                Jz 4:8 Então lhe disse Baraque:
                               Se fores comigo, irei; porém, se não fores comigo, não irei.
                Jz 4:9 E disse ela:
                               Certamente irei contigo, porém não será tua a honra
                                               da jornada que empreenderes; pois à mão de uma
                                                               mulher o SENHOR venderá a Sísera.
                E Débora se levantou, e partiu com Baraque para Quedes.
                               Jz 4:10 Então Baraque convocou a Zebulom e a Naftali em
                                               Quedes, e subiu com dez mil homens após ele;
                                                               e Débora subiu com ele.
                Jz 4:11 E Héber, queneu, se tinha apartado dos queneus,
                               dos filhos de Hobabe, sogro de Moisés; e tinha estendido as
                                               suas tendas até ao carvalho de Zaanaim,
                                                              que está junto a Quedes,
                Jz 4:12 E anunciaram a Sísera que Baraque, filho de Abinoão,
                               tinha subido ao monte Tabor. Jz 4:13 E Sísera convocou
                                               todos os seus carros, novecentos carros de ferro,
                                                               e todo o povo que estava com ele,
                               desde Harosete dos gentios até ao ribeiro de Quisom.
                Jz 4:14 Então disse Débora a Baraque:
                               Levanta-te, porque este é o dia em que o SENHOR tem dado
                                               a Sísera na tua mão; porventura o SENHOR não
                                                               saiu adiante de ti?
                Baraque, pois, desceu do monte Tabor, e dez mil homens após ele.
                Jz 4:15 E o SENHOR derrotou a Sísera, e a todos os seus carros,
                               e a todo o seu exército ao fio da espada, diante de Baraque;
                                               e Sísera desceu do carro, e fugiu a pé.
                Jz 4:16 E Baraque perseguiu os carros, e o exército, até Harosete
                               dos gentios; e todo o exército de Sísera caiu ao fio da espada,
                                               até não ficar um só.
                Jz 4:17 Porém Sísera fugiu a pé à tenda de Jael,
                               mulher de Héber, queneu; porquanto havia paz entre Jabim,
                                               rei de Hazor, e a casa de Héber, queneu.
                Jz 4:18 E Jael saiu ao encontro de Sísera, e disse-lhe:
                               Entra, senhor meu, entra aqui, não temas.
                               Ele entrou na sua tenda, e ela o cobriu com uma coberta.
                Jz 4:19 Então ele lhe disse:
                               Dá-me, peço-te, de beber um pouco de água,
                                               porque tenho sede.
                Então ela abriu um odre de leite, e deu-lhe de beber, e o cobriu.
                Jz 4:20 E ele lhe disse:
                               Põe-te à porta da tenda; e há de ser que se alguém vier
                                               e te perguntar: Há aqui alguém?
                                               Responderás então: Não.
                Jz 4:21 Então Jael, mulher de Héber, tomou uma estaca da tenda,
                               e lançou mão de um martelo, e chegou-se mansamente a ele,
                               e lhe cravou a estaca na fonte, de sorte que penetrou na terra,
                               estando ele, porém, num profundo sono, e já muito cansado;
                                               e assim morreu.
                Jz 4:22 E eis que, seguindo Baraque a Sísera,
                               Jael lhe saiu ao encontro, e disse-lhe:
                                               Vem, e mostrar-te-ei o homem que buscas.
                E foi a ela, e eis que Sísera jazia morto, com a estaca na fonte.
Jz 4:23 Assim Deus naquele dia sujeitou a Jabim, rei de Canaã,
                diante dos filhos de Israel. Jz 4:24 E continuou a mão dos filhos de
                               Israel a pesar e a endurecer-se sobre Jabim, rei de Canaã;
                                               até que exterminaram a Jabim, rei de Canaã.
Não é o exército mais forte e mais bem preparado que vencerá a guerra, mas aquele que o Senhor resolver que será o vencedor. Deus levanta nações e exércitos para ser seu instrumento de juízo contra um determinado povo ou raça, mas depois também exerce seu juízo sobre este que foi seu instrumento, principalmente quando excede o seu poder e vai além do que deveria.
Em tudo, em nossas vidas, é assim: do Senhor é a nossa vitória e também do Senhor vem a nossa derrota. Sabedores disso, devemos buscar ao Senhor para entendermos tanto nossos sucessos quanto nossos fracassos.
No entanto, em momento algum somos marionetes nas mãos do Senhor, pois que ele nos deixa livres para sermos, desta forma, responsáveis sempre por nossos atos malignos.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br
...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.