sábado, 8 de março de 2014

Juízes 3:1-31 – CUIDADO! O PECADO EM NOSSAS VIDAS TAMBÉM É CÍCLICO.

Seguindo a estruturação dada pela BEG, estamos na segunda parte de três proposta: 1. A CONQUISTA INCOMPLETA – 1:1 – 2:5 (já vista). 2. OS CICLOS DOS DOZE JUÍZES – 2:6 – 16:31 (agora, veremos o capítulo 3). E, finalmente, mais para frente, a parte 3. OS ERROS DOS LEVITAS – 17:1 – 21:25.
Dentro da segunda parte que relata os ciclos do pecado, julgamento e livramento em Israel durante o período dos juízes, propomos uma subdivisão em duas subpartes: A. O padrão dos ciclos – 2:6 a 3:6 (encerraremos daqui há pouco). B. Os doze ciclos – 3:7 a 16:31 (iniciaremos neste capítulo).
A. O padrão dos ciclos – 2:6 a 3:6 - continuação.
Também esta parte foi dividida em quatro seções e agora veremos sua última seção que fala dos instrumentos desses julgamentos.
A palavra é clara e a insistência nisso é mais ainda. As nações estavam sendo deixadas ali para servirem de prova à nova geração se seriam ou não fiéis ao Senhor.
O que eles deveriam fazer é simples: expulsá-los e exterminá-los uma vez que o juízo de Deus caíra sobre eles e Deus estava usando Israel como instrumento de sua justiça.
Essa nova geração se tivesse obedecido, também teria tido a oportunidade de conhecer o Deus do pai deles que se fez maravilhoso entre eles. Essa era a graça de Deus que ali iria se manifestar e eles iriam comemorar muito. A prova não era simplesmente um teste, mas uma excelente oportunidade de eles verem Deus agir.
No entanto, Israel falhou gravemente e ao invés de cumprir a palavra de Deus e serem vitoriosos e conquistadores, com eles fizeram aliança e deram suas filhas e pegaram as filhas deles para relacionamentos e, se não bastasse isso, ainda serviram aos deuses deles.
Foi uma péssima escolha a dos filhos de Israel, pois trocaram a Deus por deuses que nada poderiam fazer, nem acrescentar, nem abençoar, antes ser tropeço.
E quanto a nós da presente geração? Estamos também trocando Deus por deuses? Por exemplo, mamon? A coragem para se levantar em cumprimento à palavra de Deus parece ser uma virtude que Deus sempre aprovou e abençoou. Exemplo claro disso é Davi!
Quanto ao falho Israel: covardes e infiéis! Temeram mais ao homem do que a Deus e em consequência, sofrerão muito.
B. Os doze ciclos – 3:7 a 16:31
Tendo Israel falhado seriamente, ainda sim o Senhor teve misericórdia deles e levantou durante o tempo dos juízes a doze deles que seguindo o Senhor executava a justiça.
Eram homens valentes e corajosos para obedecerem ao Senhor e trazer paz sobre a terra durante a vida deles, mas era somente morrerem, para o ciclo do pecado e da apostasia e da idolatria começar a enganá-los novamente.
Somente neste capítulo, veremos três deles, sendo o discurso acima exposto repetido todas as vezes, por isso que era cíclico.
Também o pecado na nossa vida é cíclico, principalmente nos viciados. Ele vem, nos domina, nos escraviza, choramos, lamentamos, invocamos ao Senhor e ele nos envia o livramento de alguma forma e ai temos paz por um tempo, até que novamente caímos no mesmo pecado.
Eu vivi preso a um ciclo desses mais de 30 anos por causa do cigarro e olha que tive inúmeros libertadores, mais do que doze, certamente. Hoje, Cristo conquistou meu coração e não mais sou dependente, mas livre!
Otniel foi o primeiro juiz ou libertador do povo de Israel. Ele era da família de Calebe e como Calebe, muito corajoso e temente a Deus. Também pertencia a tribo de Judá o que parece indicar uma sutil mensagem subliminar de que a tribo escolhida seria Judá e não Benjamim.
Sobre ele, está escrito que veio o Espírito do Senhor (assim também ocorreu com outros juízes: Gideão – 6:34, Jefté – 11:29 e Sansão – 14:6, 19; 15:14) e ele pode julgar o povo, saíra à peleja e receber das mãos de Deus a Cusã-Risataim, rei da Mesopotâmia, contra quem prevaleceu.
Com Otniel a terra descansa 40 anos em paz e prosperidade e ele morre e com ele morre a fidelidade do povo e voltam ao pecado, percorrendo o ciclo maligno.
Eis que Deus levanta outro libertador, Eúde. Este sendo da tribo de Benjamim. Ele prevaleceu contra os moabitas. Primeiro ele vai até o rei para entregar a ele uma palavra de Deus e o rei o recebe secretamente e confiadamente. Eúde se aproveita e mata o rei e foge.
Chegando em Israel convoca o povo e este vai contra os moabitas e fere muitos deles e a terra novamente entra em paz e descanso, agora por oitenta anos, até que Eúde também morre e os filhos de Israel voltam ao vício.
Parece proposital o levantamento de um benjamita depois de um de Judá, como a indicar que o primeiro tem a primazia. No entanto, os fatos assim se sucederam e a realidade é que Deus mesmo é quem escolhera Judá.
Depois de Eúde, Deus levanta a Sangar, filho de Anate, que feriu a 600 homens dos filisteus com uma aguilhada de bois e também libertou Israel. Se comparado com Sansão, este feriu 1000 deles com uma queixada de jumento – 15:15-17.
Talvez Anate se refira a uma deusa cananéia da guerra e assim Sangar tenha tido recebido o apelido de “filho de Anate”.
Jz 3:1 Estas, pois, são as nações que o SENHOR deixou ficar,
               para por elas provar a Israel, a saber, a todos os que não sabiam
                              de todas as guerras de Canaã.
               Jz 3:2 Tão-somente para que as gerações dos filhos de Israel delas
                              soubessem (para lhes ensinar a guerra), pelo menos os que
                                            dantes não sabiam delas.
               Jz 3:3 Cinco príncipes dos filisteus, e todos os cananeus, e sidônios,
                              e heveus que habitavam nas montanhas do Líbano desde
                                            o monte de Baal-Hermom, até à entrada de Hamate.
               Jz 3:4 Estes, pois, ficaram, para por eles provar a Israel,
                              para saber se dariam ouvido aos mandamentos do SENHOR,
                              que ele tinha ordenado a seus pais, pelo ministério de Moisés.
               Jz 3:5 Habitando, pois, os filhos de Israel no meio dos cananeus,
                              dos heteus, e amorreus, e perizeus, e heveus, e jebuseus,
               Jz 3:6 Tomaram de suas filhas para si por mulheres,
                              e deram as suas filhas aos filhos deles;
                                            e serviram aos seus deuses.
Jz 3:7 E os filhos de Israel fizeram o que era mau aos olhos do SENHOR,
               e se esqueceram do SENHOR seu Deus; e serviram aos baalins
                              e a Astarote. Jz 3:8 Então a ira do SENHOR se acendeu
                              contra Israel, e ele os vendeu na mão de Cusã-Risataim,
                                            rei da Mesopotâmia; e os filhos de Israel serviram a
                                                           Cusã-Risataim oito anos.
               Jz 3:9 E os filhos de Israel clamaram ao SENHOR,
                              e o SENHOR levantou-lhes um libertador, que os libertou:
               Otniel, filho de Quenaz, irmão de Calebe, mais novo do que ele.
                              Jz 3:10 E veio sobre ele o Espírito do SENHOR,
                                            e julgou a Israel, e saiu à peleja;
                              e o SENHOR entregou na sua mão a Cusã-Risataim,
                                            rei da Síria; contra o qual prevaleceu a sua mão.
               Jz 3:11 Então a terra sossegou quarenta anos;
                              e Otniel, filho de Quenaz, faleceu.
               Jz 3:12 Porém os filhos de Israel tornaram a fazer o que era mau
                              aos olhos do SENHOR; então o SENHOR fortaleceu a Eglom,
                                            rei dos moabitas, contra Israel;
                              porquanto fizeram o que era mau aos olhos do SENHOR.
               Jz 3:13 E reuniu consigo os filhos de Amom e os amalequitas, e foi,
                              e feriu a Israel, e tomaram a cidade das palmeiras.
               Jz 3:14 E os filhos de Israel serviram a Eglom,
                              rei dos moabitas, dezoito anos.
               Jz 3:15 Então os filhos de Israel clamaram ao SENHOR,
                              e o SENHOR lhes levantou um libertador, a Eúde,
                                            filho de Gera, filho de Jemim, homem canhoto.
               E os filhos de Israel enviaram pela sua mão um presente a Eglom,
                              rei dos moabitas. Jz 3:16 E Eúde fez para si uma espada
                                            de dois fios, do comprimento de um côvado;
                              e cingiu-a por baixo das suas vestes, à sua coxa direita.
               Jz 3:17 E levou aquele presente a Eglom, rei dos moabitas;
                              e era Eglom homem muito gordo. Jz 3:18 E sucedeu que,
                                            acabando de entregar o presente,
                                                           despediu a gente que o trouxera.
               Jz 3:19 Porém ele mesmo voltou das imagens de escultura
                              que estavam ao pé de Gilgal, e disse:
               Tenho uma palavra secreta para ti, ó rei. O qual disse:
                              Cala-te. E todos os que lhe assistiam saíram de diante dele.
               Jz 3:20 E Eúde entrou numa sala de verão, que o rei tinha só para si,
                              onde estava sentado, e disse: Tenho, para dizer-te,
                                            uma palavra de Deus.
                              E levantou-se da cadeira.
               Jz 3:21 Então Eúde estendeu a sua mão esquerda, e tirou a espada de
                              sobre sua coxa direita, e lha cravou no ventre,
               Jz 3:22 De tal maneira que entrou até o cabo após a lâmina,
                              e a gordura encerrou a lâmina
                                            (porque não tirou a espada do ventre);
                              e saiu-lhe o excremento.
               Jz 3:23 Então Eúde saiu ao pátio, e fechou as portas da sala
                              e as trancou. Jz 3:24 E, saindo ele, vieram os servos do rei,
               e viram, e eis que as portas da sala estavam fechadas; e disseram:
                              Sem dúvida está cobrindo seus pés
                                            na recâmara da sala de verão.
               Jz 3:25 E, esperando até se alarmarem, eis que ele
                              não abria as portas da sala; então tomaram a chave,
                                            e abriram, e eis ali seu senhor estendido morto
                                                           em terra.
               Jz 3:26 E Eúde escapou, enquanto eles se demoravam;
                              porque ele passou pelas imagens de escultura,
                                            e escapou para Seirá.
               Jz 3:27 E sucedeu que, chegando ele, tocou a buzina nas montanhas
                              de Efraim, e os filhos de Israel desceram com ele das
                                            montanhas, e ele adiante deles. Jz 3:28 E disse-lhes:
               Segui-me, porque o SENHOR vos tem entregue vossos inimigos,
                              os moabitas, nas vossas mãos; e desceram após ele,
                                            e tomaram os vaus do Jordão contra Moabe,
                                                           e a ninguém deixaram passar.
               Jz 3:29 E naquele tempo feriram dos moabitas uns dez mil homens,
                              todos corpulentos, e todos homens valorosos:
                                            e não escapou nenhum.
               Jz 3:30 Assim foi subjugado Moabe naquele dia debaixo
                              da mão de Israel; e a terra sossegou oitenta anos.
               Jz 3:31 Depois dele foi Sangar, filho de Anate, que feriu a seiscentos
                              homens dos filisteus com uma aguilhada de bois;
                                            e também ele libertou a Israel.

O povo vivia como vive um viciado em drogas. Ele não resiste e cai no pecado e procura a sua dose geradora da sua desgraça, pensando ele que está tendo um “barato”. Ele cai, usa a droga, entra em transe e depois cai em si e a realidade parece insuportável. Chora, lamenta-se, busca alívio e Deus o livra por meio de um libertador e ele vive em paz enquanto o libertador vive, até que morre o libertador e ele volta às velhas práticas para sua própria desgraça. Maldito vício!
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br
...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.