domingo, 16 de março de 2014

Juízes 11:1-40 – JEFTÉ, UM HOMEM VALOROSO, MAS PRECIPITADO.

Jefté era homem valoroso, mas filho de uma prostituta. Seu pai fora Gileade que gerara outros filhos com sua mulher e estes discriminando Jefté, o expulsaram de sua terra dizendo que ele não herdaria nada da casa de seu pai.
Jefté foge e habita em Tobe e homens levianos se juntam a ele por um determinado tempo.
Nada se sabe de seu pai e sua mãe lhe dando proteção ou educação e realmente não deve ter sido fácil ter a história que ele tinha e conviver com isso, com essa rejeição e esse passado. Eu aqui me lembro de Victor Emil Frankl, judeu, que passou pelo holocausto na Segunda Guerra Mundial e sobreviveu que disse – e aprendeu isso enquanto viveu por três anos num campo de concentração nazista - que o homem é puxado por valores e não por impulso.
O passado, o meio, a história de alguém, suas experiências ao longo da vida, as circunstâncias que enfrenta não moldam o caráter de ninguém, mas sim os seus valores, nos quais acredita. Meu pai foi outro exemplo que eu atribuo de homem honesto, apesar de uma infância cruel e perseguidora por causa de seu padrasto que o odiava.
Ambos tiveram tudo para se tornarem marginais e seguidores de tudo o que não presta, mas vejo em ambos homens de valor, ou valorosos. Assim, parecia ser Jefté, embora toda a sua vida, desde a infância fora conturbada.
Quantas não foram as humilhações e perseguições que não sofrera este filho de uma prostituta? E como veio a se tornar valoroso numa terra de ninguém onde homens levianos a ele se ajuntaram?
O fato é que os anciãos de Israel, gananciosos, estavam enfrentando problemas muito graves com os filisteus e os amonitas e tinham buscado ao Senhor por causa da grande perseguição que sofriam.
Foi o Senhor quem levantou Jefté para os liderar e vencer os inimigos de Israel. Os anciãos de Gileade o buscaram e com ele negociaram para que, se vencesse, torna-se o líder deles. Eles a princípio negociaram com Jefté para se tornar ele, se vencesse, o chefe deles, mas Jefté, muito sagaz, acordou com eles não o tornar-se somente chefe, mas o cabeça ou o chefe tribal – como se fosse um rei.
De um simples acordo verbal, agora estavam já celebrando um pacto na presença do Senhor em Mizpa – vs. 10 - já tornando-se assim o chefe de todos eles. O acordo estava condicionado a sua vitória, mas já estavam celebrando isso como fato.
Foi também em Mizpa, anos depois, que Saul foi proclamado rei diante do Senhor – I Sm 10:17.
Como líder deles e chefe, Jefté questiona a razão dos amonitas estarem indo contra Israel e eles respondem dizendo que isso se deu na ocasião quando Israel foi libertado do Egito e ao sair e subir do Egito tomou a terra desde Amon até ao Laboque e ainda até ao Jordão. Eles estavam querendo a devolução da terra conquistada.
No entanto, Jefté dá a eles uma aula de história e mostra como conquistaram a terra que agora lhes pertencia tendo o Senhor dado  a eles e que não iriam devolver. Jefté conhecia a história e parece que conhecia o Senhor e suas conquistas e como tinha sido com Israel desde o Egito até o presente momento.
Jefté disse que estava inocente, que não tinha pecado contra eles e apelou para o Senhor ser o árbitro e juiz entre os filhos de Israel e os filhos de Amon, no entanto, o rei dos filhos de Amon não deu ouvidos à mensagem que Jefté lhes enviará e a batalha irá começar.
No vs. 29 está escrito que por conta disso o Espírito do Senhor se apossou de Jefté e este saiu furioso para desbaratar o inimigo. A vitória era certa, mas Jefté não se conteve e teve de fazer um voto pelo qual muito se arrependerá.
Não sou contra os votos e eles geralmente são feitos em momentos de grande importância ou aflição, no entanto, há momentos que é melhor estar de boca fechada e não votar, mas se votar, então que se cumpram os votos feitos.
Jefté com tudo conquistado e com a vitória certa e cheio do Espírito parte para luta, mas não se contenta com isso apenas e faz um voto louco e oferece em holocausto àquele ou àquela que primeiro lhe sair ao encontro em sua volta da vitória certa. Ele esperava que isso fosse um animal, mas não foi.
Ele venceu os amonitas e Deus foi com ele em tudo e deu o Senhor vitória e livramento aos filhos de Israel. Jefté volta vitorioso e alegre, exultante com os resultados e com a conquista até que vê vindo ao seu encontro, sem malícia, alegre com o retorno do pai e cheia de vida, a sua bela filha.
O mundo de Jefté acabou ali naquele momento e lamentou seu voto feito. Voto de tolo. Voto insensato, voto impensado. Que isso sirva para você não fazer votos assim.
Ao contrário dos deuses pagãos, diz a BEG, Deus não deveria ser adorado com sacrifícios humanos – Dt 32:17; Sl 106:37, 38. O voto imprudente de Jefté mostra como lhe faltava fé para liderar; sem essa fé, sua casa não seria estabelecida.
O fato é que Jefté fora mesmo rejeitado pelo Senhor e poderia ter sido diferente, mas seu ponto culminante e final contra ele mesmo foi seu voto insensato.
É muito triste essa história. O leitor até fica torcendo para ele se sair bem por causa de seu passado e por causa de tanto o que sofreu, mas fracassou e foi rejeitado. Na verdade, seu coração não estava com o Senhor, se tivesse, nada disso teria acontecido.
Achei muito bem elaborada a explicação da BEG a qual passo a transcrever abaixo que muita luz trará ao assunto complicado desse voto e decisão de Jefté que o arruinou para sempre:
11.35 rasgou as suas vestes. Um sinal de luto. passaste a ser... calamidade. Literalmente, "tu me afligiste". Jefté teve pena não só de sua filha, mas de si mesmo. fiz voto. Apesar de Jefté ter feito um voto, a maioria dos estudiosos considera que o seu ato foi impróprio. Trata-se de uma questão complicada. A Lei (Lv 18.21; 20.2) e os profetas (Jr 19.5; Ez 20.30-31; 23.37,39) condenam o sacrifício humano, especialmente no contexto da idolatria. Na verdade, essa prática repreensível era uma abominação promovida pelo culto ao deus Quemos, o deus contra o qual Jeito estava lutando (veja o vs.. 21). Ao mesmo tempo, a Lei também exigia que todo filho primogênito e todo animal primogênito fosse entregue ao Senhor. A maioria dos animais primogênitos devia ser sacrificada, mas os filhos primogênitos deviam ser resgatados (Êx 13.2,12-15). Fica implícito que os sacrifícios de resgate pelos filhos eram substitutivos, indicando que o sacrifício humano era o conceito do qual essa prática havia derivado. O sacrifício humano só é visto como algo aceitável aos olhos de Deus no sacrifício de Jesus na cruz, o que o Senhor tinha em mente quando instituiu o sistema de sacrifícios, em seguida à queda. Os atos de Jefté devem ser julgados segundo as leis referentes aos votos. Salvo poucas exceções, os votos precipitados (Nm 30) e até mesmo os votos feitos em decorrência de um engano (vs. 9) devem ser honrados. É difícil saber exatamente quais eram as opções de Jefté. É possível que pudesse resgatar sua filha com outro sacrifício. Nesse caso, seus atos foram claramente repreensíveis. No entanto, caso o resgate não fosse uma opção, devido ao seu voto insensato ele se viu obrigado a oferecer um sacrifício de natureza condenável ou a quebrar um juramento feito a Deus. 11.39 o qual lhe fez. Alguns estudiosos sugerem que Jefté não sacrificou a filha, mas apenas a consagrou ao Senhor. Apesar da sutileza dos termos usados, parece mais apropriado entender que Jefté ofereceu sua filha como holocausto. Não se tratava de uma questão de celibato, mas sim, de sacrifício.
Jz 11:1 Era então Jefté, o gileadita, homem valoroso,
                porém filho de uma prostituta;
                               mas Gileade gerara a Jefté.
                Jz 11:2 Também a mulher de Gileade lhe deu filhos,
                               e, sendo os filhos desta mulher já grandes,
                                               expulsaram a Jefté, e lhe disseram:
                               Não herdarás na casa de nosso pai,
                                               porque és filho de outra mulher.
                Jz 11:3 Então Jefté fugiu de diante de seus irmãos,
                               e habitou na terra de Tobe; e homens levianos se ajuntaram
                                               a Jefté, e saíam com ele.
                Jz 11:4 E aconteceu que, depois de algum tempo,
                               os filhos de Amom pelejaram contra Israel.
                Jz 11:5 E sucedeu que, como os filhos de Amom
                               pelejassem contra Israel, foram os anciãos de Gileade
                                               buscar a Jefté na terra de Tobe.
                Jz 11:6 E disseram a Jefté:
                               Vem, e sê o nosso chefe; para que combatamos
                                               contra os filhos de Amom.
                Jz 11:7 Porém Jefté disse aos anciãos de Gileade:
                               Porventura não me odiastes a mim, e não me expulsastes da
                                               casa de meu pai? Por que, pois, agora viestes a mim,
                                                               quando estais em aperto?
                Jz 11:8 E disseram os anciãos de Gileade a Jefté:
                               Por isso tornamos a ti, para que venhas conosco, e combatas
                                               contra os filhos de Amom; e nos sejas por chefe
                                                               sobre todos os moradores de Gileade.
                Jz 11:9 Então Jefté disse aos anciãos de Gileade:
                               Se me levardes de volta para combater
                                               contra os filhos de Amom, e o SENHOR mos der
                                                               diante de mim, então eu vos serei por chefe?              
Jz 11:10 E disseram os anciãos de Gileade a Jefté:
                               O SENHOR será testemunha entre nós, e assim o faremos
                                               conforme a tua palavra.
                Jz 11:11 Assim Jefté foi com os anciãos de Gileade,
                               e o povo o pôs por chefe e príncipe sobre si;
                                               e Jefté falou todas as suas palavras
                                                               perante o SENHOR em Mizpá.
Jz 11:12 E enviou Jefté mensageiros ao rei dos filhos de Amom, dizendo:
                Que há entre mim e ti, que vieste a mim a pelejar
                               contra a minha terra?
Jz 11:13 E disse o rei dos filhos de Amom aos mensageiros de Jefté:
                É porque, saindo Israel do Egito, tomou a minha terra, desde
                               Arnom até Jaboque, e ainda até ao Jordão:
                                               Restitui-ma agora, em paz.
Jz 11:14 Porém Jefté prosseguiu ainda em enviar mensageiros
                ao rei dos filhos de Amom, Jz 11:15 Dizendo-lhe: Assim diz Jefté:
                               Israel não tomou, nem a terra dos moabitas,
                                               nem a terra dos filhos de Amom.
                Jz 11:16 Porque, subindo Israel do Egito, andou pelo deserto
                               até ao Mar Vermelho, e chegou até Cades.
                Jz 11:17 E Israel enviou mensageiros ao rei dos edomitas, dizendo:
                               Rogo-te que me deixes passar pela tua terra.
                                               Porém o rei dos edomitas não lhe deu ouvidos;
                               enviou também ao rei dos moabitas, o qual igualmente
                                               não consentiu; e assim Israel ficou em Cades.
                Jz 11:18 Depois andou pelo deserto e rodeou a terra dos edomitas
                               e a terra dos moabitas, e veio do nascente do sol à terra dos
                                               moabitas, e alojou-se além de Arnom;
                                                               porém não entrou nos limites dos moabitas,
                                                               porque Arnom é limite dos moabitas.
                Jz 11:19 Mas Israel enviou mensageiros a Siom, rei dos amorreus,
                               rei de Hesbom; e disse-lhe Israel:
                               Deixa-nos, peço-te, passar pela tua terra até ao meu lugar.
                Jz 11:20 Porém Siom não confiou em Israel para este passar
                               nos seus limites; antes Siom ajuntou todo o seu povo,
                                               e se acamparam em Jasa, e combateu contra Israel.
                Jz 11:21 E o SENHOR Deus de Israel deu a Siom,
                               com todo o seu povo, na mão de Israel, que os feriu;
                               e Israel tomou por herança toda a terra dos amorreus
                                               que habitavam naquela região.
                Jz 11:22 E por herança tomaram todos os limites dos amorreus,
                               desde Arnom até Jaboque, e desde o deserto até ao Jordão.
                Jz 11:23 Assim o SENHOR Deus de Israel desapossou os amorreus
                               de diante do seu povo de Israel; e os possuirias tu?
                Jz 11:24 Não possuirias tu aquilo que Quemós, teu deus,
                               desapossasse de diante de ti?
                Assim possuiremos nós todos quantos o SENHOR nosso Deus
                               desapossar de diante de nós.
                Jz 11:25 Agora, pois, és tu ainda melhor do que Balaque,
                               filho de Zipor, rei dos moabitas?
                Porventura contendeu ele em algum tempo com Israel,
                               ou pelejou alguma vez contra ele?
                Jz 11:26 Enquanto Israel habitou trezentos anos em Hesbom
                               e nas suas vilas, e em Aroer e nas suas vilas,
                                               em todas as cidades que estão ao longo de Arnom,
                                                               por que o não recuperastes naquele tempo?
                Jz 11:27 Tampouco pequei eu contra ti! Porém tu usas mal comigo em
                               pelejar contra mim; o SENHOR, que é juiz,
                                               julgue hoje entre os filhos de Israel
                                                               e entre os filhos de Amom.
Jz 11:28 Porém o rei dos filhos de Amom não deu ouvidos
                às palavras que Jefté lhe enviou.
Jz 11:29 Então o Espírito do SENHOR veio sobre Jefté,
                e atravessou ele por Gileade e Manassés,
                               passando por Mizpá de Gileade, e de Mizpá de Gileade
                                               passou até aos filhos de Amom.
                Jz 11:30 E Jefté fez um voto ao SENHOR, e disse:
                               Se totalmente deres os filhos de Amom na minha mão,
                               Jz 11:31 Aquilo que, saindo da porta de minha casa,
                                               me sair ao encontro, voltando eu dos filhos de Amom
                                                               em paz, isso será do SENHOR,
                                                                              e o oferecerei em holocausto.
                Jz 11:32 Assim Jefté passou aos filhos de Amom,
                               a combater contra eles; e o SENHOR os deu na sua mão.
                Jz 11:33 E os feriu com grande mortandade, desde Aroer até chegar a
                               Minite, vinte cidades, e até Abel-Queramim;
                                               assim foram subjugados os filhos de Amom
                                                               diante dos filhos de Israel.
                Jz 11:34 Vindo, pois, Jefté a Mizpá, à sua casa,
                               eis que a sua filha lhe saiu ao encontro com adufes
                                               e com danças; e era ela a única filha;
                                                               não tinha ele outro filho nem filha.
                Jz 11:35 E aconteceu que, quando a viu, rasgou as suas vestes,
                               e disse: Ah! filha minha, muito me abateste,
                                               e estás entre os que me turbam!
                                               Porque eu abri a minha boca ao SENHOR,
                                                               e não tornarei atrás.
                Jz 11:36 E ela lhe disse:
                               Meu pai, tu deste a palavra ao SENHOR, faze de mim
                                               conforme o que prometeste;
                                               pois o SENHOR te vingou dos teus inimigos,
                                                               os filhos de Amom.
                Jz 11:37 Disse mais a seu pai: Conceda-me isto:
                               Deixa-me por dois meses que vá, e desça pelos montes,
                                               e chore a minha virgindade,
                                                               eu e as minhas companheiras.
                Jz 11:38 E disse ele:
                               Vai. E deixou-a ir por dois meses; então foi ela com as suas
                               companheiras, e chorou a sua virgindade pelos montes.
                Jz 11:39 E sucedeu que, ao fim de dois meses, tornou ela para seu pai,
                               o qual cumpriu nela o seu voto que tinha feito;
                                               e ela não conheceu homem;
                               e daí veio o costume de Israel,
                                               Jz 11:40 Que as filhas de Israel iam de ano em ano
                                                               lamentar, por quatro dias, a filha de Jefté,
                                                                              o gileadita.
A história de Jefté ainda não acabou e continuará no próximo capítulo, sendo ele o oitavo juiz sobre Israel.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br
...

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.