domingo, 12 de junho de 2011

Faltam 684 dias para 26/04/13

TEMA:  Você tem fé em Deus?

 

As meditações seguidas serão ou estarão envolvidas com a fé prática. Você tem fé em Deus para receber ou pedir oração? Para ser curado? Para fazer algo em nome de Deus? Para viver um desafio? Para saber esperar e não apressar as bênçãos de Deus querendo ajudá-lo como fez Abraão e Sara que geraram por meio de Hagar a Ismael? Como está a tua fé em Deus? Você tem fé em Deus?

 

Eu creio, piamente, que a fé que você tem (ei você reparou no que eu disse "que a fé que você tem"? como posso assim falar se nem te conheço?) é a fé que Deus te deu, suficiente, completa, poderosa e operosa e.... fica para amanhã. Vamos à EBD? Deus te abençoe neste dia!

 

Agora, irei fazer uma pequena pausa para postar uma pequena mensagem que está no boletim de nossa igreja no dia de hoje:

... DAÍ E SER-VOS-Á DADO... (Lc 6:38)

 

Comemora-se hoje – 12 de junho – o Dia dos Namorados. A despeito das razões comerciais por trás desta data e de como historicamente este dia veio a ser celebrado, eu quero aproveitar esta oportunidade para falar de relacionamentos afetivos.

 

Uma das regras áureas do relacionamento, pelo menos para mim, em minha experiência relacional com minha esposa ao longo de 25 anos de casamento, é dar sem esperar receber nada de volta. A palavra de Deus nos diz: "Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo. " (Lucas 6:38); "... recordar as palavras do Senhor Jesus, que disse: Mais bem-aventurada coisa é dar do que receber" (At 20:35b).

 

Tem gente que gosta de dar presentes nesta data. Eu não sou contra. Amo dar e receber presentes. No entanto, um presente não pode ser o principal, mas o secundário. Quem dá algo ao seu parceiro, certamente está querendo agradá-lo, mas quem dá alguma coisa e fica esperando outra em troca, não está motivado pelo amor, mas pela recompensa. Sempre que fazemos assim, nossas chances de frutração são potencializadas ao extremo.

 

Devemos aprender a amar sem esperar nada em troca. Jesus Cristo nos amou totalmente e por nós até morreu na cruz. Sobre o casamento, Paulo, em Efésios, compara Cristo ao marido e a Igreja, a mulher. Cristo morreu pela igreja! A lógica seguinte é que a igreja também deve morrer por Cristo!

 

Ao invés de ficar cobrando mais amor, mais atenção, mais carinho, mais tempo e até mais presentes de alguém com quem você está se relacionando afetivamente, experiemente dar mais de você mesmo: dê mais amor, mais atenção, mais carinho, mais tempo e até mais presentes. Não dê esperando recompensa, qualquer que seja ela, confie em Deus que ele será o teu galardão e a palavra de Deus nos garante "... servos-á dado...". Amando assim, não haverá coração que por ti não seja conquistado, também agindo assim, a chama do amor sempre estará acesa no seu relacionamento afetivo.

 

Confie em Deus e no amor que ele tem por você. "4. O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. 5. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; 6. Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; 7. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. 8. O amor nunca falha;..."(I Co 13:4-8ª). Daí e ser-vos-á dado!

 

A Deus toda a glória!

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.