sábado, 26 de março de 2011

Faltam 762 dias para 26/04/13

TEMA: UNIDADE 14 – Jo 17:19-23.

 

Ontem, tivemos nossa reunião do Conselho Ministerial de Intercessão da nossa igreja que tem lá seus quase 1000 membros. O objetivo de nossas reuniões é, principalmente, orarmos. Às vezes, discutimos algumas coisas importantes e fazemos nossas escalas e buscamos direção de Deus para nossas vidas, principalmente envolvendo as atividades da igreja.

 

Na reunião de intercessão, estavam presentes 4 pessoas: eu e minha esposa e mais duas irmãs. Nossas reuniões se dão todas as sextas-feiras, das 20h às 21h. É um grande desafio levar a igreja a orar, a interceder, a buscar a Deus. Sabe por quê? Por que estamos desacreditados. O fato é que estamos nos acostumando com as coisas de Deus e ai elas perdem a sua essência e razão de ser para virar monotonia.

 

A departamentalização e a colocação de lideranças responsáveis tem vantagens e desvantagens. Entre as desvantagens, existe uma acomodação da liderança na transferência da responsabilidade de orar e de interceder. Uma vez designados líderes e dado a eles missões, o problema está resolvido. No entanto, não é bem assim. A liderança é um corpo que deve viver em união tão íntima que todos, de todos os departamentos, que compõe a liderança, devem ter um só propósito, o crescimento do corpo e não do seu departamento.

 

O meu chamado não pode estar resumido a eu fazer a minha parte e fazê-la bem e pronto, cumpri a minha missão e agora estou livre para fazer o que eu bem entender. Se eu entendo que a minha missão é essa, eu não estou entendendo nada. Somos um só corpo no Senhor. A unha incravada no dedo mindinho do pé esquerdo afeta todo o corpo e este não pode andar.

 

O chamado à oração é de Deus e não do servo de Deus. Se sou eu que estou chamando o povo de Deus a oração, estou eu perdendo o meu tempo, mas se é Deus quem está nos chamando devemos, no mínimo, termos cuidado, pois a rejeição da bênção traz a maldição. Como resolver isso? Como despertar no meu irmão o senso de necessidade de Deus tão grande que somente vem a passar com uma vida de oração a Deus?

 

Por que estamos desacreditados? Por que o povo de Deus está cansado e desanimado e nem quer orar mais? Na verdade, na verdade, o problema não é do povo de Deus, mas da liderança! As ovelhas seguem o pastor das ovelhas e não o contrário. Se o pastor não as leva a pastos verdejantes, como elas saciarão a sua fome e sede de Deus?

 

A liderança não é responsabilidade somente do pastor presidente, mas de todos os que com ele dividem o peso e a responsabilidade da condução do rebanho de Deus aos pastos verdejantes. Quando a nossa igreja for unida na sua liderança, toda a igreja será constrangida e comovida por causa dessa união e todos quererão participar e fazerem todo o corpo crescer.

 

Deus está nos desafiando nessa vigília a orarmos pela unidade. Oremos para que sejamos unidos e um só corpo onde a mão, os olhos, a mente se unem para tratarem da unha encravada do dedo mindinho do pé esquerdo e assim, podermos voltar a andar.

 

"E a favor deles eu me santifico a mim mesmo, para que eles também sejam santificados na verdade. Não rogo somente por estes, mas, também por aqueles  que vierem a crer em mim por intermédio da sua palavra ; a fim de que todos sejam um; e como és tu, ó pai em mim e eu em ti, também sejam eles em nós; para que o mundo creia que tu me enviaste. Eu lhes tenho transmitido  a glória que me tens dado, para que sejam um como nos o somos; eu neles e tu em mim. A fim de que sejam aperfeiçoados na unidade , para que o mundo conheça que tu me enviaste, e o amaste como tu também amaste a mim." (Jo 17. 19-23)

 

A Deus toda a glória!

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.