segunda-feira, 28 de março de 2011

Faltam 760 dias para 26/04/13

TEMA: UNIDADE 16 – Jo 17:19-23.
 
Continuemos com nossas reflexões em torno da unidade. Eu creio que a unidade vem do alto, de Deus, mas será que nada temos de fazer para mantê-la ou recepcioná-la. Por que é bom viverem os irmãos em união? Por que é possível os irmãos não viverem em união. Quando é que os irmãos não vivem em união? Quando estão vivos para si mesmos e mortos para Deus.
 
Ou estamos vivos para Deus e mortos para nós mesmos ou estamos vivos para nós mesmos, mas mortos para Deus.
 
[cântico dos degraus, de Davi] Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união. É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a barba, a barba de Arão, e que desce à orla das suas vestes. Como o orvalho de Hermom, e como o que desce sobre os montes de Sião, porque ali o SENHOR ordena a bênção e a vida para sempre.” (Salmos 133)
 
O que é bom e suave senão que os irmãos vivam em união? Nosso Senhor morreu por nós para que nós agora não vivamos mais para nós mesmos e sim para Deus.
 
Quem vive para si mesmo e permanece vivo e não deu a sua vida por Cristo não é capaz de perdoar e de se relacionar com seu próximo, pois está cheio de si mesmo. Não é capaz de perdoar, por isso também não sente mais o amor de Deus.
 
“Bom” creio ser de natureza divina; “suave”, creio,  de movimento, de cima para baixo, mas não destruindo, mas lavando, refrescando, abençoando tudo pela frente. Em seguida, o  salmista faz seu comentário de comparação. O que poderia ser bom e suave ao mesmo tempo, isto é, vir de Deus e permanecendo nele ir adiante?
 
A primeira comparação que lhe vem a mente é com o óleo precioso e a segunda com o orvalho de Hermon.
 
O óleo precioso desce, isto é, vem do alto, vem de Deus, do Espírito Santo, que primeiro pousa sobre a cabeça e ai vai escorrendo pela sua barba e descendo até a orla de seus vestidos. Todo o seu ser é envolvido nesse movimento suave que envolve todo o seu corpo e inclusive as suas vestes. O óleo, especialmente o óleo precioso, é um dos símbolo do Espírito Santo.
 
A composição desse óleo precioso era especial. Ele também simboliza o favor de Deus e onde está o óleo precioso o atrito não traz ferimentos. Umas das funções do óleo é aliviar, amenizar ou mesmo eliminar todo atrito.
 
Outra, é de proteção. Conta-se que um cientista ficou curioso de ver que os sacerdotes judeus que realizam constantes sacrifícios não se contaminavam com o sangue e com os cadáveres dos animais sacrificados e, estudando-os, verificou que o óleo os protegia e criava neles uma camada que impedia de microorganismos transmitirem doenças.
 
Ainda outra função seria que o óleo os fazia reluzir com a exposição à luz. Aquele que está ungido, brilha e a glória de Deus é vista e testemunhada quando os irmãos vivem, pela graça de Deus, em união. O sacerdote era coberto com o óleo precioso desde a cabeça até a orla de suas vestes.
 
Ainda mais uma característica seria a da fragrância que poderia ser percebida não pela luz – aos olhos de todos, mas pelo seu cheiro que denunciaria a sua presença sem que fosse ao menos visível. Com a fragrância agradável, os irmãos ungidos demonstrariam a sua união e esta seria boa, desejável e querida.
 
Amanhã, prosseguiremos.
 
A Deus toda a glória!
 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.