quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

365 dias de propósito! Dia 169/365

Minha LBH: estou no Salmos 40. Quanto ao livro CRIAÇÃO E CONSUMAÇÃO - Volume 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador, de Gerard Van Groningen (título do original em inglês: FROM CREATION TO CONSUMMATION). Editora Cultura Cristã – estou na página 165/656. Terminei as Institutas de João Calvino, parte III, que estou ouvindo (utilizo o TextAloud 2.303, da www.nextup.com, com voz Loquendo Felipe – Brasilian  Portuguese) em meu Nokia - N95, geralmente em meu UNO: foram 25h56m37s de áudio. Comecei a ouvir um dos livros cujo conhecimento é exigido para se prestar o Vestibular Unificado do Seminário Presbiteriano: O ALIENISTA, de Machado de Assis e estou em 30m/2h00m37s.
 
Os missionários (Testemunhas) de Deus – parte 4!
 
Nós já vimos quatro importantes missionários ou testemunhas de Deus que ele deixou ao homem (1. Os céus e a terra – o inteiro cosmos; 2. As Escrituras; 3. O Filho do Homem; 4. o Espírito Santo), mas tem mais. Nossa quinta testemunha é um conjunto que inclui, em primeiríssimo lugar, os 12 discípulos de Jesus. Em segundo lugar, eu incluiria as 500 testemunhas, “Depois foi visto, uma vez, por mais de quinhentos irmãos, dos quais vive ainda a maior parte, mas alguns já dormem também.” (I Co 15:6) e, finalmente o apóstolo Paulo que foi um vaso preparado por Deus de uma forma especial, inclusive tendo revelações grandiosas da parte de Deus que nos foram legadas por suas cartas que compõem o Novo Testamento.
 
Por meio do trabalho, dedicação, esforço e vida desses irmãos é que foi produzida para ser registrada posteriormente todo o Novo Testamento. Com a ajuda do Espírito Santo, sem o qual nada do que foi feito se fez, esses irmãos se espalharam pelo mundo afora levando adiante a mensagem da cruz e cumprindo a missão que Deus, por meio de seu Único Filho, nos delegou:
 
  • Ir por todo o mundo: não é para ficar parado, mas para avançar, seguir em frente, adiante. O verbo denota ação. Quando vamos, devemos ter em mente o que iremos fazer e como fazer.
  • Fazer discípulos de todas as nações: como é que se fazem discípulos? Pelo ensino, mas qual ensino? A palavra nos diz que são as coisas que ele tem nos mandado e estão relacionadas ao Reino De Deus e a sua Justiça – (Mt 6:33)
  • Ensinar os discípulos: as coisas que ele, o Senhor, nos tem mandado. Não é de uma hora para outra que se ensina alguém. O processo leva tempo, dedicação e sabedoria para transmitir, principalmente as coisas do Reino de Deus e de sua Justiça.
  • Batizar os discípulos: batizar em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. O batismo além de ordenança do Senhor (a ceia também é ordenança do Senhor) é um testemunho público de que determinada vida agora é discípulo de Jesus.
 
IR. DISCIPULAR (no sentido de fazer discípulos). ENSINAR. BATIZAR. São os quatro verbos que se destacam na missão que devemos cumprir e da qual o Senhor nos pedirá contas. Não é somente tarefa do Pastor da Igreja ou daqueles que têm cargo na Igreja. É tarefa que todos nós podemos e devemos fazer. Há irmãos que tiram um décimo de suas férias para participarem de trabalhos missionários. Cada um deve buscar em Deus para onde ir, fazer, ensinar e batizar.
 
Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.” (Mt 28:19). “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.” (Mc 16:15).
 
O assunto é por longo. Outra hora, prosseguiremos. A Deus toda a glória.
 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.