sábado, 2 de janeiro de 2010

365 dias de propósito! Dia 165/365 - Deus Existe!

Minha LBH: estou no Salmos 24. Quanto ao livro CRIAÇÃO E CONSUMAÇÃO - Volume 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador, de Gerard Van Groningen (título do original em inglês: FROM CREATION TO CONSUMMATION). Editora Cultura Cristã – estou na página 126/656. Quanto às Institutas de João Calvino, parte III, que estou ouvindo (utilizo o TextAloud 2.303, da www.nextup.com, com voz Loquendo Felipe – Brasilian  Portuguese) em meu Nokia - N95, geralmente em meu UNO: estou em 22h00m00s/25h56m37s.

 

Deus existe!

 

Você já reparou que na Bíblia, a Palavra de Deus, não há sequer uma única menção ou questionamento sobre a existência de Deus? A Bíblia parte do pressuposto que Deus existe e a partir daí tem início todo seu conteúdo. Uma única menção que poderia ser levantada é aquela que consta no livro de Salmos em que diz que todas as cogitações dos impios são que não há Deus. "Pela altivez do seu rosto o ímpio não busca a Deus; todas as suas cogitações são que não há Deus." (Sl 10:4).

 

O impio assim procede porque quer praticar coisas reprováveis ou se entregar àquilo que ele mesmo não aprova atestando contra ele sua própria consciência. Não dá para conviver, isto é, andarem juntas, a pratica do pecado e a imagem de Deus. Todos nós quando queremos pecar, antes de cairmos em tentação nós precisamos resolver a nossa questão com Deus e a resolvemos destronando-o. Sempre!

 

Todo ato de pecado é uma afronta e uma usurpação contra Deus. Todo pecado praticado é um ataque à santidade de Deus. Todo pecado que você e eu cometemos é uma destronação, uma tentativa de usurpação do trono de Deus. Ao pecar, SEMPRE, ponha isso na sua cabeça, você diz para Deus. Senhor, com licensa, pois agora serei deus m teu lugar para eu poder satisfazer a minha carne.

 

Ao afirmar Deus existe, nós estamos dizendo e adimitindo que há alguém, superior a nós, que nos criou e nos formou e que está entronizado dentro do nosso ser no lugar de nosso eu. Deus existe é uma afirmação forte demais. Ao dizer isso, também, estamos dizendo que a vida é controlada por ele e que ele tem domínio sobre todas as coisas. Estamos dizendo que ele é o Senhor. Se ele é o Senhor, quem sou eu? Servo! Eu não sou deus!

 

Amanhã irei falar das testemunhas de Deus! Quem são e porque existem testemunhas de Deus? Como Deus fala todos os dias e todas as horas com o homem que ele criou e o formou para ser seu vice-gerente e não vice-regente de tudo o que fez? O pacto que Deus fez no Éden não foi somente com o Adão que nasceu, viveu e morreu, mas comigo e contigo, isto é, com todos os Adãos de todos os tempos.

 

Ao falarmos que Deus existe, como podemos ter a coragem de afirmar que o mal existe? A existência do mal, sua origem, seu representante maior, seu fim, sua necessidade na presente era que se iniciou na criação, dentro da teologia é um assunto complexo demais, assaz controverso. Não sei se me aventurarei a entrar no mérito, mas tenho certeza como a têm todos: Deus existe! Deus existe! Deus existe! A Deus toda a glória!


Se alguém falar, fale segundo as palavras de Deus; se alguém administrar, administre segundo o poder que Deus dá; para que, em tudo, Deus seja glorificado por Jesus Cristo, a quem pertence a glória e poder, para todo o sempre. Ámem. (I Pedro 4:11)

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.