quarta-feira, 7 de outubro de 2009

365 dias de propósito! Dia 78/365

LBH: terminei o livro de Juízes! Um dia desses, eu tive um peguinha com meu chefe, homem intelectual e esclarecido, uma verdadeira enciclopédia ambulante, dizem. Sobre qualquer assunto, esse meu ex-chefe tinha algo a nos contar que para nós era algo novo. Isso me fazia respeita-lo muito, mas era ateu. Que pena! Na família de meu chefe, o seu irmão é pastor de uma igreja evangélica no Paraná.
 
Eu sempre tive uma opinião forte sobre Deus e ele de que Deus era uma peça descartável em todo processo que se viesse a considerar. Isso mexia comigo. Então foi ai que eu lhe falei: - como pode uma fábrica de merda ambulante que produz ao longo de 60 anos umas 6 toneladas de pura merda dizer, arrogantemente, que Deus não existe? Ele saltou para trás, surpreso e me disse: - você se deu ao trabalho de calcular isso? E ai, rimos e meditamos muito no que é o homem, o que é Deus ou a idéia de Deus, o que são as idéias, a verdade, a Bíblia.
 
Nosso diálogo e troca de emails nos permitiu muitas discussões interessantes. Acho que irei falar com ele e pedir sua autorização para publicação das discussões para que os que lerem tirem as suas próprias conclusões.
 
Filho, por que te inquietas e porque tua alma está abatida como se eu não controlasse todas as coisas? O que você sabe da tua própria vida se não aquilo que te foi ensinado e que tu confias que é a verdade? Será sim a verdade, a tua verdade, enquanto tu creres nela, mas no dia em que duvidares já não mais será uma verdade embora possa até ser a verdade.
 
Eu não sou defensor da relatividade da verdade, pois creio em Deus, piamente. Deus não é apenas uma idéia, mas uma pessoa e com ele interagimos quer disso tenhamos ou não consciência. Você pensa que está só, mas isso é impossível. Paulo nos diz sobre Deus em At 17:28 “porque nele vivemos, e nos movemos, e existimos, como também alguns dos vossos poetas disseram: Pois somos também sua geração.
 
Nele vivemos.
Nele nos movemos.
Nele existimos.
Dele somos.
 
Vivemos, movemos, existimos e somos. Nenhum de nós tem vida própria, independente de Deus. Não dá para separar eu de um lado e Deus de outro, pois se pudéssemos, então também teríamos condições de termos vidas independentes. Este mundo é criação de Deus e tudo o que existe, existe, primeiramente, na mente de Deus e tudo para a glória de Deus. Não adianta você se rebelar contra Deus ou querer apagar-lhe de sua mente e declarar independência, por isso também não creio no ateísmo.
 
O que tens tu, meu irmão, que não tenhas recebido? ”Porque quem te diferença? E que tens tu que não tenhas recebido? E, se o recebeste, por que te glorias como se não o houveras recebido?” (I Co 4:7). Do que te queixas hoje? Você quer ser reconhecido? Todos os que se esforçam, creio, querem, mas este jamais deve ser nosso foco e sim agradar e glorificar ao Senhor. Embora sejamos cacos (fábrica de merda ambulante...rs...rs...) Deus nos escolheu para levarmos a sua glória e sermos seu templo: “Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós” (II Co 4:7).
 
Senhor, eu falei como um insensato quando a sós contigo em meu UNO. Perdoe-me! Eu jamais irei prevalecer em juízo contigo, portanto dá-me uma mente submissa e obediente que te tema e te respeite. Que eu jamais venha a duvidar de teu amor e bondade. Ensina-me, meu Senhor, e eu APRENDEREI. Aprenderei a Confiar em ti de todo meu CAFÉ. A Deus toda a glória.
 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.