segunda-feira, 27 de julho de 2009

365 dias de propósito! Dia 6/365

A LB do sai de hoje avançou até Gn 15:21 e destaco aquilo que me chamou a atenção: começo com "edificou Altar ao Senhor" (Gn 13:4 e 18). Novamente Abrão continua nos lugares em que vai passando edificando altares ao Senhor. Aleluias! Notei também o primeiro "NÃO TEMAS", pelo menos foi o primeiro que percebi, e ele está em Gn 15:1: "... NÃO TEMAS, Abrão, eu sou o teu escudo, e o teu galardão será sobremodo grande.". Que palavra bonita e poderosa! Outros destaques: Gn 15:6: "ele CREU no Senhor, e isso foi lhe IMPUTADO para JUSTIÇA.". Três palavrinhas interessantes: creu, imputado e justiça. O apóstolo Paulo irá fazer referências a essas palavras em Rm 4:3 e Gl 3:6. Ainda destaco a aliança do Senhor com Abrão (Gn 15:12 – 21).
Pois bem, já estamos no sexto dia de nosso propósito. Aleluias!
Voltando à questão do pecado, principalmente dos hábitos pecaminosos. Quanto mais lutamos, nos esforçamos e combatemos contra ele, o hábito pecaminoso, mais ele ficará atraente, tentador e irresistível. Se prevalecermos contra ele, usando de nossa força de vontade férrea, o máximo que conseguiremos será um retardamento e um aprofundamento de nossa queda. Retardamento, porque haverá um momento que não resistiremos devido à pressão ser muito forte e aprofundamento porque o fato de termos resistido tanto provocará em nós uma volúpia ainda maior o que tornará a experiência com o pecado mais marcante e profunda.
Sinto muito, não se vence um hábito pecaminoso deixando (tomando-se a decisão e exercendo controle dela pela força de vontade humana) de praticá-la, mas, curioso, o sinal de que vencemos o hábito pecaminoso é justamente deixar de praticá-lo. Estranho, não é mesmo? Não se vence deixando de praticar, mas o sinal que vencemos, é, justamente, não mais praticarmos. Como seria isso?
Se eu luto e me oponho, mais forte e atraente ele se torna e eu sou dominado. Se eu não luto e não me oponho, eu sou dominado. Deus meu, Deus meu, quem me livrará deste mal?
Estou lendo-ouvindo (se quiser saber o que isso significa, veja: http://eucreioanimaamin.blogspot.com/2009/03/irmaos-eu-li-isto-e-ouvi-e-recomendo-o.html ) um livreto de 24 páginas (44 minutos e 50 segundos) chamado: CRISTO, SABEDORIA, JUSTIÇA, SANTIFICAÇÃO E REDENÇÃO, de George Whitefield Nota: George Whitefield - "Pregava para as multidões ao ar livre, porque as igrejas na Inglaterra do século 18 não o recebiam" - A partir de 1737, com apenas 23 anos, George Whitefield (1714-1770) assustou a Inglaterra com uma série de sermões que transformaram a sociedade britânica. Ref.: http://www.renovado.kit.net/george_whitefield.htm e, nele, o autor faz alguns comentários sobre o poder do pecado em nós:
Na melhor das hipóteses, a nossa santificação não está completa nesta vida. Embora estejamos libertos do poder do pecado, não estamos libertos da sua existência dentro de nós. No entanto, não somente o domínio do pecado, como também sua existência em nós, é proibida pela lei perfeita de Deus, pois não está escrito: tu não cederás à cobiça, e sim, "não cobiçarás". Por conseguinte, enquanto o princípio da cobiça permanecer em nosso coração no mínimo grau (embora doutra forma sejamos considerados santos) não poderemos esperar a aceitação diante de Deus. Devemos primeiramente procurar uma justiça fora de nós, a saber, a justiça de nosso Senhor Jesus Cristo. É por essa razão que o apóstolo a menciona e a coloca antes da santificação nas palavras do texto. Pág. 12. WHITEFIELD, George. Cristo, sabedoria, justiça, santificação e redenção.
Foi muito bom tê-lo por aqui. Permitindo Deus, até amanhã! Soli Deo Gloria!
Nota: George Whitefield - "Pregava para as multidões ao ar livre, porque as igrejas na Inglaterra do século 18 não o recebiam" - A partir de 1737, com apenas 23 anos, George Whitefield (1714-1770) assustou a Inglaterra com uma série de sermões que transformaram a sociedade britânica. Ref.: http://www.renovado.kit.net/george_whitefield.htm
2 Pág. 12. WHITEFIELD, George. Cristo, sabedoria, justiça, santificação e redenção.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.