sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Salmo 1.1-6 - O CAMINHO DOS JUSTOS E O CAMINHO DOS ÍMPIOS


O livro de Salmos é o maior livro da Bíblia e contém 150 capítulos. O maior e o menor capítulo da Bíblia estão neste livro. São eles: o Salmo 119, com 176 versículos e o Salmo 117, com apenas dois versículos. É dito que o Salmo 118, versículo 9: “É melhor refugiar-se no Senhor do que confiar nos príncipes.” é o versículo central da Bíblia que contém, curiosamente 1189 capítulos. (Reparem 1189 e Salmo 118:9).
Estamos mais uma vez meditando e estudando a maravilhosa palavra de Deus e agora iremos ver e refletir no que nos diz o primeiro salmo da Bíblia. Na Bíblia de Russel Shedd o tema é “Os justos e os ímpios”, mas preferimos o tema “o caminho dos justos e o caminho dos ímpios”. Este salmo é pequeno e somente tem 6 versículos. Fácil de decorar e guardar em nossos corações.
Falando em caminho, logo nos vem a ideia de ação, ou seja, caminhar. Ora, para que serve um caminho? E porque escolhemos um determinado caminho? Ninguém vai por um caminho simplesmente por ir, sem saber onde ele irá dar. Já pensou você num caminho indo direto para um abismo? A menos que você queira se matar, não há lógica trilhar um caminho por simplesmente trilhá-lo, mas temos de ter um lugar a chegar.
Às vezes há distrações e coisas interessantes pelo caminho, mas isso não deve nos deter mais do que o suficiente. Vale a pena, às vezes, apreciarmos o caminho e ir mais vagarosamente pela estrada, mas sem nunca perdermos o foco de onde queremos chegar.
Por quais caminhos ou caminho você tem andado? Para onde eles irão te levar? Já parou para pensar que Deus existe e que quer você na estrada caminhando para a vida e não para a morte? Estamos felizes com essa pequena oportunidade de agora, neste momento, cruzarmos o seu caminho. Deus nos colocou aqui, como profeta de Deus, para adverti-lo dos perigos de seguir qualquer caminho.
Vamos meditar no que diz o salmo primeiro da Bíblia que somente contêm 6 versículos.
Existem diversos caminhos e o salmo primeiro também fala do caminho dos pecadores e do caminho dos justos. Perigoso é o caminho dos pecadores! Você sabia que neste caminho há “conselheiros” que procuram te desviar de seu caminho que você estava trilhando pacificamente? Há também a roda dos escarnecedores. Tanto um como o outro estão se esforçando para tirá-lo de seu caminho.
1.       No caminho dos justos e dos injustos há a ideia de Deus
Quais são os conselhos dos ímpios? Onde está a roda dos escarnecedores?
Todas as cogitações dos ímpios, diz a própria Palavra de Deus, é de que não há Deus! (Sl 10:4). Sabem por quê? Ora, como compartilhar com Deus algo que Deus não aprova nem consente pelo nosso próprio bem? Para cometerem todo tipo de torpeza é necessário destronarem Deus de seu trono em seus corações. Somente depois disso, estarão livres para pecarem sem serem incomodados pela ideia de Deus, mas só por um tempo.
A ideia de Deus está inculcada em nossos corações quer queiramos, quer não. Este senso da divindade dentro de nós não pode ser deletado, apagado. É por isso que a Bíblia afirma que o homem é inescusável. Não há ser humano nascido de mulher que não tenha essa lei moral dentro de si e este vazio do tamanho de Deus que somente Deus pode preencher e nada mais. O homem que continuamente peca apenas endurece o seu coração, mas jamais apaga a ideia de Deus. Ela o incomodará pelo resto de sua vida.
O conselho dos ímpios e suas cogitações somente prosperam enquanto o coração de cada um se endurecer e houver a rejeição explícita do conhecimento de Deus. Havendo essa rejeição a consequência óbvia e bíblica é de que Deus poderá entregar tal pessoa a 3 atitudes lamentáveis (Rm 1: 24, 26 e 28:
  1. à imundícia, pelas concupiscências de seu próprio coração, para desonrarem seus corpos entre si;
  2. à paixões infames inflando-se mutuamente em sua sensualidade, em suas práticas reprováveis homem com homem e mulher com mulher, cometendo torpeza; e,
  3. à uma disposição mental reprovável para praticarem coisas inconvenientes.
Há, no entanto, cura disso, pois Deus é rico em perdoar, conforme Is 55:7 “Deixe o perverso o seu caminho, o iníquo, os seus pensamentos; converta-se ao SENHOR, que se compadecerá dele, e volte-se para o nosso Deus, porque é rico em perdoar”, mas é necessário abandonar os seus próprios caminhos e pensamentos e voltar-se para Deus.
Se você está tendo acesso a essa palavra, entenda que ele, Deus, ou está te alcançando ou já te alcançou pela pregação e está agora gerando em ti a fé suficiente para sua resposta. Agora, em relação à palavra anunciada, você deverá tomar uma posição.
Escolha sempre obedecer a Deus que o Espírito Santo irá te ajudar capacitando-o em tudo. Deus não nos chamou para sermos pregadores famosos, mas mensageiros de Deus. Isto é, nosso foco tem de estar no anúncio da mensagem de Deus, ao povo de Deus, sendo cada um de nós um mero instrumento de Deus e nada mais. Devemos obedecer ao chamado de Deus e pregar a sua mensagem!
Dentro desse tema, podemos perceber nos versos 1 e 3, respectivamente, tanto a progressividade do mal quanto a prosperidade do bem.
2.       No caminho dos justos e dos injustos há progressividade
a.       No caminho dos ímpios há a progressividade do mal
Vejamos o primeiro versículo: “Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.”. Reparem na sequência lógica dos verbos “andar”, “deter-se” e “assentar-se”.
Andar no conselho; deter-se no caminho e assentar-se na roda dos escarnecedores (andar – deter-se – assentar-se X conselho – caminho – roda). É uma sequência perigosa e nós devemos evitar cair neste mal. O que a palavra de Deus está dizendo é que quem anda nesse caminho, acabará se detendo no caminho e por fim assentar-se-á na roda dos escarnecedores.
É como um ditado que diz que um abismo chama ao outro e o outro chama as profundezas e esta ao inferno de onde não mais se terá volta.
Também é o caso de quem apenas quer dar uma “experimentadinha” só para ver como é. É melhor não experimentar nada se aquilo que formos experimentar poderá vir a nos comprometer diante de Deus. É como também dizem, “você dá um dedinho para Satanás e logo ele quer a mão”; você não resiste e dá sua mãozinha e logo ele quer o braço. Daqui a pouco será todo o teu corpo queimando no inferno.
15 A sanguessuga tem duas filhas: Dá e Dá. Estas três coisas nunca se fartam; e com a quarta, nunca dizem: Basta! 16 A sepultura; a madre estéril; a terra que não se farta de água; e o fogo; nunca dizem: Basta!” (Pv 30:15 e 16). Aqui nós vemos algumas coisas que nunca dizem basta e nunca se fartam. Assim, também é a nossa volúpia e desejos malignos, quem a eles se entregam, tornam-se seus escravos.
Vejam o caminho dos viciados e dos que são presos por hábitos e manias pecaminosas. Nunca há um momento em que poderão dizer estou abastado e satisfeito. A força do vício não está na satisfação do momento, mas na prisão do corpo. Não existe despedida no cigarro ou no álcool ou nas drogas ou no sexo que o Espírito Santo reprova, porque o que dá prazer não é aquele que você está curtindo, mas sempre a próxima dose. É o manter-se na prisão que satisfaz, mas Jesus hoje trouxe a ti esta palavra porque quer te libertar de seu vício, seja ele o que for.
Eu, Daniel Deusdete, fui dependente de cigarro por muito tempo e como sofri com o hábito que me dominava completamente. Na hora do vício, quando a vontade subia a níveis críticos, nada mais importava, era como se eu fosse controlado por um controle remoto que me conduzia a um determinado lugar para eu encher meus pulmões de nicotina e esta dar ao meu corpo aquele alívio daquela tensão provocando em mim a satisfação. Se eu me recusasse a atender o apelo do vício, era como se eu fosse torturado.
Isso no tabaco, agora imaginem a cocaína, o crack, o álcool e tantas outras coisas? A pressão do vício é tão forte que a pessoa fica cega e é capaz de roubar e até matar para conseguir uma dose. O que torna o homem dependente não é a dose que ele consegue, mas a continuidade de seu estado dependente, de escravidão, de servidão ao seu atual senhor, o diabo: “Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.” (Jo 8:44).
É mentira que você precisa de cigarro! É mentira que você precisa de cocaína, de crack, de álcool, de sexo reprovável pela sua consciência e pelo Santo Espírito Santo. O diabo é o pai da mentira!
Agora te convidamos a largar essa sequência maldita de andar/conselho, deter-se/caminho e assentar-se/roda, assim, levante-se em o Nome do Senhor Jesus desta roda dos escarnecedores; saia deste caminho que não dá glórias a Deus e abandone o conselho dos ímpios.
Já vimos, então, o que denominamos de progressividade do mal (andar – deter-se – assentar-se).  Sim é uma progressividade, isto é, vai aumentando de intensidade e força ou que evolui gradativamente ou por etapas. O melhor mesmo a se fazer é não dar a mínima brecha à situação de pecado e já logo cortar qualquer mal pela raiz antes que o mesmo progrida. Não deixe o mal progredir se ele já começou em sua vida!
b.       No caminho dos justos há o prazer dos justos
O versículo 2 fala do homem que é verdadeiramente feliz e que não é como aquele que anda, se detém e se assenta à roda dos escarnecedores, antes tem prazer, alegria, gozo na lei do Senhor e nela medita de dia e de noite, isto é, de forma contínua.
Duas coisas são destacadas pela palavra do Senhor com relação à sua lei ou à sua palavra: 1. prazer. 2. meditar.
Você ama a palavra de Deus a ponto de sentir prazer nela? Se não, comece a orar e pedir a Deus que o ajude a ter prazer na sua lei para que você possa meditar nela. Realmente, somente meditaremos nela, se por ela sentirmos prazer. Se fizermos algo forçado, não será bom para nosso aprendizado. Porque eu sentiria prazer pela sua palavra? Ora por que ela foi comunicada por Deus para nós.
A palavra de Deus não foi produzida pela vontade humana nem a mente humana conseguiu um grau de desenvolvimento e iluminação a ponto de produzir o conteúdo da sua palavra. “16 Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; 17 Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.” (II Tm 3:16). “Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo.” (II Pe 1:21).
Eu devo sentir prazer em sua lei por que ela é a sua lei. Eu tenho de entender que foi Deus, o Criador bendito, que nos deu a sua palavra para por meio dela termos vida e conhecermos a sua vontade. Deus nos deu a sua palavra e em relação a isso eu não posso ficar imparcial.
Ou eu reajo a este conhecimento glorificando o Senhor ou eu duvido dele de que me deixou tal palavra. Nós, conservadores, cremos na Bíblia com palavra de Deus, única, suficiente, inerrante.
É por isso que o Espírito Santo comunica que o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores, tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite. O ímpio não tem este prazer nem nela medita nunca. Talvez até a respeite, mas jamais irá ter prazer e nela meditar.
c.        No caminho dos justos há a progressividade do bem
Agora sim, poderemos ir para o verso 3 e meditarmos na progressividade do bem. Vejam o que diz o verso 3 do salmo 1: “3 Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará.”. Primeiro, nos vimos que ele, o justo, tem prazer na lei do Senhor e nela medita dia e noite e a palavra de Deus diz em complemento que ele será como árvore plantada.
A árvore é sinal de longevidade, de vida, de força e nos comunica neste caso a ideia de vitalidade e utilidade. Quando estamos diante de uma árvore robusta e de profundas raízes logo nos vem a ideia também de segurança. Seus galhos são fortes e envergados para cima e pode servir, dependendo do caso, de coluna e de apoio pra uma infinidade de coisas.
Derrubar uma árvore não é tarefa fácil por causa da sua firmeza. A árvore também é um bom exemplo de vida. O nosso Deus é vida e tudo o que ele faz comunica vida. Podemos reparar que muitas coisas na natureza e nós mesmos os humanos nos beneficiamos da árvore. Ela pode nos dar sombra, abrigo, proteção, alimento e até servir de remédio.
Assim é o justo ou o caminho do justo, pois, por onde ele anda ele estará levando consigo o sinal da vida, da vida de Deus, da utilidade e da vitalidade. Os que estiverem ao redor dos justos quererão se beneficiar dessa sua característica. Isso me faz lembrar o episódio bíblico da destruição de Sodoma e de Gomorra cujos moradores se afundavam no pecado. Sabem por que a cidade não tinha sido destruída antes? Por causa dos justos que nela haviam que segundo os cálculos de Abraão não passavam de 10!
Meu querido, basta apenas um justo para mudar o destino de uma cidade inteira! E quem são os justos ou os justificados do Senhor se não os que são chamados Filhos de Deus que não nasceram da carne nem do sangue, mas da vontade de Deus? “12 Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome; 13 Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus.” (Jo 1:12-13). “3:24 Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus. 3:28 Concluímos, pois, que o homem é justificado pela fé sem as obras da lei.” (Rm 3:24 e 28).
Pois bem, ele será como uma árvore plantada junto a ribeiros de água! Sabem o que significa? Que a sua vida depende de Deus! A sua raiz somente irá retirar os nutrientes necessários para se manter por meio de suas raízes profundas. Isso significa estabilidade! É somente em Deus que somos estáveis e podemos permanecer. Sem ele, morreremos!
E quando obtemos a vida da vida de Deus, nos fortalecemos e produzimos folhas verdes e frutos que servem de alimento e para a geração de novas árvores. É vida gerando vida! É vida alimentando vida! Os frutos então indicam produtividade e a produtividade sendo gerada vira prosperidade! Tudo o que o justo faz somente tem um caminho de ida e este caminho é de prosperidade.
Então é esta a progressividade do justo: utilidade, vitalidade, estabilidade, produtividade e prosperidade! Você ainda quer mais? Então está esperando o quê? Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração!
Deuteronômio 10:16 Circuncidai, pois, o prepúcio do vosso coração, e não mais endureçais a vossa cerviz.
2 Crônicas 30:8 Não endureçais agora a vossa cerviz, como vossos pais; dai a mão ao SENHOR, e vinde ao seu santuário que ele santificou para sempre, e servi ao SENHOR vosso Deus, para que o ardor da sua ira se desvie de vós.
Salmos 95:8 Não endureçais os vossos corações, assim como na provocação e como no dia da tentação no deserto;
Hebreus 3:8 Não endureçais os vossos corações, Como na provocação, no dia da tentação no deserto.
Hebreus 3:15 Enquanto se diz: Hoje, se ouvirdes a sua voz, Não endureçais os vossos corações, como na provocação.
Hebreus 4:7 Determina outra vez um certo dia, Hoje, dizendo por Davi, muito tempo depois, como está dito: Hoje, se ouvirdes a sua voz, Não endureçais os vossos corações.”
3.       Comparando o caminho dos justos e dos ímpios
Depois de termos visto a progressividade tanto do ímpio quanto do justo, agora vamos caminhar para o fecho verificando o que diz os versículos 4 a 6: “4 Não são assim os ímpios; mas são como a moinha que o vento espalha. 5 Por isso os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos. 6 Porque o SENHOR conhece o caminho dos justos; porém o caminho dos ímpios perecerá.”.
O Espírito Santo nos declara que os ímpios não são assim, isto é, que têm utilidade, vitalidade, estabilidade, produtividade e prosperidade, mas são como a moinha que o vento espalha. Não tem firmeza e são arrastados por qualquer vento de doutrina: “Para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente.” (Ef 4:14).
Vejam este interessante quadro ilustrativo do contraste entre o justo e o ímpio feito a partir de uma reflexão sobre este salmo, pelo Rev. Hernandes Dias Lopes:
Enquanto o ímpio é como uma palha que o vento dispersa
o justo é como uma árvore plantada junto à fonte.
Enquanto o ímpio está seco espiritualmente
o justo tem verdor mesmo nos tempos de sequidão
Enquanto o ímpio não tem frutos que agradam a Deus
o justo produz frutos na estação certa
Enquanto o ímpio não tem estabilidade e é jogado de um lado para o outro pelo vendaval
o justo tem suas raízes firmadas no solo da fidelidade de Deus
Enquanto o ímpio tem suas obras reprovadas por Deus
o justo tem sucesso em tudo quanto faz
Enquanto o ímpio busca a roda dos escarnecedores
o justo se deleita na lei do Senhor
Enquanto o ímpio não terá assento na assembleia do santos nem prevalecerá no juízo
o justo será conduzido por Deus na história e recebido na glória
Enquanto o caminho do ímpio perecerá
o caminho do justo é conhecido por Deus
4.       Como andar no caminho dos justos
Como nos tornaremos justos a fim de que andemos no caminho dos justos, sendo nós pecadores? Na verdade, somos justificados pela morte do único Justo e por meio dele declarados justos. Não é que somos tornados justos, sendo nós pecadores, pois isso seria uma violação da própria justiça de Deus que requer punição para toda injustiça e não o passar as mãos por cima e fingir que nada aconteceu.
Para sermos justificados é muito fácil. É somente agora aceitarmos a Jesus Cristo como nosso único e suficiente salvador. Romanos 10:9 e 10, nos fala claramente que se, com a nossa boca, confessarmos Jesus como Senhor e, em nosso coração, crermos que Deus o ressuscitou dentre os mortos, seremos salvos. Porque com o coração nós cremos para justiça e com a boca nós confessamos a respeito da salvação.
Finalizando esta meditação, em Mateus 7:13 e 14, Jesus também nos fala da porta e do caminho que conduz à salvação e que ambos são estreitos; ainda, nos adverte da porta e do caminho espaçoso que conduz à perdição.
Sobre a porta, ele nos diz:
João 10:7 Jesus, pois, lhes afirmou de novo: Em verdade, em verdade vos digo: eu sou a porta das ovelhas.
João 10:8 Todos quantos vieram antes de mim são ladrões e salteadores; mas as ovelhas não lhes deram ouvido.
João 10:9 Eu sou a porta. Se alguém entrar por mim, será salvo; entrará, e sairá, e achará pastagem.
Sobre o caminho, ele nos diz:
João 14:4 E vós sabeis o caminho para onde eu vou.
João 14:5 Disse-lhe Tomé: Senhor, não sabemos para onde vais; como saber o caminho?
João 14:6 Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.

Jesus não somente é a porta, como também o caminho!
Sl 1:1. Bem-aventurado o homem
que não anda segundo o conselho dos ímpios,
nem se detém no caminho dos pecadores,
nem se assenta na roda dos escarnecedores;
Sl 1:2. antes
tem seu prazer na lei do Senhor,
e na sua lei medita de dia e noite.
Sl 1:3. Pois será
como a árvore plantada junto às correntes de águas,
a qual dá o seu fruto na estação própria,
e cuja folha não cai;
e tudo quanto fizer
prosperará.
Sl 1:4. Não são assim os ímpios,
mas são semelhantes à moinha
que o vento espalha.
Sl 1:5. Pelo que os ímpios
não subsistirão no juízo,
nem os pecadores
na congregação dos justos;
Sl 1:6. porque o Senhor
conhece
o caminho dos justos,
mas o caminho dos ímpios
conduz à ruína. Sl 1:
Ser ímpio não é fácil! Pior, ainda terá que passar a eternidade no inferno! Não seria melhor ao homem, ceder, ouvir a voz de seu Criador e obedecê-lo, passando a eternidade nos céus? Há apenas dois caminhos e não há saída. Não tem como permanecer neutro em relação a Deus. Eu costumo colocar em meus e-mails a seguinte frase para reflexão: “A Força de Vontade sempre dá um jeito. A Falta de Vontade sempre dá desculpas.

Até quando você continuará a dar desculpas para si mesmo e para Deus? Hoje é o dia que Deus escolheu para exortá-lo. Sugiro que desistas de lutar com Deus ou contra Deus. Jesus te ama, por isso animou-se a morrer por ti, sendo você pecador. Aleluias! Desde o dia em que me decidi por Cristo, a minha vida se modificou para melhor! Glórias a Deus!
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Bebel na cantada de natal! Vamos lá!

Aconselhamento Bíblico e Sexualidade Humana



Os irmãos desejosos de participarem da Jornada sobre Aconselhamento Bíblico e Sexualidade Humana e ainda não fizeram sua pré-inscrição, solicitamos aos irmãos que o possam fazer durante toda essa semana, para um melhor controle nosso.

Os irmãos poderão fazer respondendo a este e-mail ou pelo telefone 3257.8596.
Solicitamos aos irmãos que puderem, possam estar divulgando em suas igreja e contatos de email.

domingo, 2 de dezembro de 2012

Pedido de oração!

"... e nada tendes porque não pedis" Tg 4:2
http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=TYFauU0w2-A


quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Seu casamento tem jeito sim!

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

REFLEXÕES SOBRE A MORTE DE MEU IRMÃO


Meu irmão, Pastor Teotínio A Barreto Junior, faleceu aos 40 anos, com 14.717 dias! “Ensina-nos, Senhor, a contar os nossos dias a fim de alcançarmos corações sábios” (Sl 90:12). Deixou esposa e dois filhos.
Em primeiro lugar meu irmão não morreu! O título forte falando que ele morreu foi somente para chamar a sua atenção para a leitura abaixo. Estive a noite toda de ontem velando o corpo de meu irmão que ali estava, mas ali não estava.
Afinal de contas, morreu ou não morreu? Estava ali ou não estava ali? Ao mesmo tempo, tudo o que foi dito até agora é verdade: ele morreu, mas não morreu. Ele estava ali, mas não estava ali. Os crentes são cheios de paradoxos! Mas, explico, ou pelo menos tentarei:
Primeiro sobre a morte: Eu não creio na morte, mas na vida! A morte é apenas uma passagem, por isso dizemos que passou para o Senhor. A nossa crença é de que ao deixarmos este corpo, entraremos, vivos, conscientes, na presença do Pai. Logo, meu irmão não morreu! Ele sempre foi espertinho e dessa vez, passou a perna na gente, indo primeiro... rs...
Segundo sobre seu corpo: cremos, como Jesus nos ensinou na ressurreição de nosso corpo! Eu sou pessoa! Como pessoa tenho minha individualidade que me faz gente e ser o que sou que Deus me fez para ser. Então, por causa de seu corpo, ele também estava ali.
Meu objetivo, aqui e agora, não é divagar filosoficamente sobre tais paradoxos, o que seria muito interessante, mas minha finalidade é outra. Vamos então a ela?
Enquanto estava ali velando o corpo de meu irmão durante toda uma noite, no Cemitério Vertical, em Guarulhos/SP, em uma noite gelada e com fortes ventos e vendo as pessoas se aproximando do corpo do mano e fazendo suas reflexões, eu comecei a anotar tudo o que vinha a minha mente sobre tudo aquilo procurando assim extrair conteúdo e significado.
1.    Que não vale a pena aborrecermo-nos facilmente... melhor é o perdão!
2.    Que devemos estar, SEMPRE, preparados para irmos para a glória!
3.    Que o que estamos fazendo e valorizando para o Senhor, demonstra o quanto somos sábios ou tolos.
4.    Que as demais coisas passam e não vale a pena desgastarmo-nos muito nelas.
5.    Que nada levaremos conosco, se não o que está dentro de nosso coração: ódio? Amor? Rancor? Amizade? Perdão? salvação?...
6.    Que tudo passa tão rápido que é melhor permanecermos fiéis àquele que nos tem chamado.
7.    Que chorar depois não traz a vida de volta... melhor é o perdão!
8.    Que a vida é um mistério!
9.    Que tudo está nas mãos de Deus...
10. Que é muito bom termos amigos que conosco choram e riem; que conosco se enlutam e que conosco vibram...
11. Que não morre primeiro o mais velho, mas aqueles a quem Deus chamar... pequeno, grande, velho, novo, recém-nascido, criança, rico, pobre, ...
12. Que Deus usa quem ele quiser.
13. Que nosso corpo sem o espírito vindo da parte de Deus é pó e cinza, mas ressuscitaremos para a glória de Deus.
14. Que a obra de Deus é sempre completa, embora pensemos e vejamos como incompleta, como foi o caso de meu irmão que partiu no meio do auge de sua vida, cheio de planos, sonhos, projetos, tarefas, compromissos, ...
15. Que eu preciso visitar mais meus irmãos, amigos, parentes, vizinhos e até... meus inimigos!
16. Que a morte é gelada, sem graça, dura, cruel, tão horrível, por isso que Deus é o Deus da vida e TUDO FARÁ NOVO para a sua glória!
17. Que não é o infarto fulminante, nem o câncer, nem o disparo de arma de fogo que tiram a vida, mas é Deus quem dá e é Deus quem tira!
18. Que eu preciso dedicar-me mais à missão que Deus nos deu de anunciarmos o evangelho de sua glória!
Foi tão incrível e misteriosa esta morte de meu querido irmão... Na verdade não vim para Guarulhos porque meu irmão morreu, mas para conversar e ter comunhão com todos, minha mãe e irmãos. Tivemos até no sábado um jantar delicioso em que inaugurei o fogão a lenha de meu irmão. Conheci seu lindo filhinho de apenas 5 meses, o Arthur Cohen...
Nos alegramos, conversamos muito, tiramos fotos, assistimos filme, falamos sobre o Apocalípse e depois, ele, meu irmão, veio me deixar em casa de mãe e somente no dia seguinte foi que Deus o chamou para si.
Para mim, foi um privilégio Deus me dar esta oportunidade de despedir-me dele. Obrigado Senhor! Eu não mereço!
Vou finalizar esta reflexão tomando a liberdade de citar uma reflexão do amado Rev. Hernandes Dias Lopez:
Por que o céu é melhor?
O céu é um lugar preparado para pessoas preparadas. O céu é um lugar de bem aventurança eterna e um estado de felicidade eterna. O céu é a casa do Pai, o paraíso, o seio de Abraão, a Nova Jerusalém. O céu é o lugar onde está o trono de Deus e onde os salvos reinarão com Cristo pelos séculos sem fim. Destacaremos, agora, algumas razões pelas quais podemos afirmar categoricamente que o céu é melhor.
Em primeiro lugar, o céu é melhor porque lá não entrará pecado. O pecado que entrou no mundo trazendo a morte não entrará no céu. Nada contaminado entrará na Cidade Santa. No céu não haverá tristeza nem dor; não haverá choro nem pranto; não haverá doença nem luto. O pecado que tenazmente nos assedia agora, não desfilará mais no paraíso. Se fomos libertos da condenação do pecado na justificação e se estamos sendo libertos do poder do pecado na santificação, seremos libertos da presença do pecado na glorificação. O corpo de glória que receberemos, não estará mais poluído pelo pecado nem sujeito a ele.
Em segundo lugar, o céu é melhor porque lá não haverá mais despedida. A vida neste mundo é marcada por encontros e desencontros, alegrias e tristezas. Aqui celebramos o nascimento e choramos pela morte. Aqui, vemos nossos amigos e familiares sendo ceifados, deixando em nosso coração uma dor avassaladora. Aqui, choramos à beira da sepultura. Aqui, temos o coração rasgado pela saudade. Porém, no céu, não haverá mais despedida; não haverá mais adeus. Estaremos sempre juntos, sem rusgas nem mágoas, sem conflitos nem separações. Nossa comunhão será perfeita. Seremos uma só família, um só rebanho, uma só igreja.
Em terceiro lugar, o céu é melhor porque lá Deus vai enxugar dos nossos olhos toda lágrima. A vida aqui é marcada pela dor. O pecado trouxe sofrimento ao mundo. Choramos a dor das perdas, a dor da enfermidade e a dor do luto. Aqui, a mulher dá à luz com dores e o homem granjeia seu pão com o suor do rosto. Aqui, a terra produz espinhos que acicatam nossos pés. Aqui, choramos pelas nossas fraquezas e pelos nossos pecados. Choramos porque os homens escarnecem de Deus e zombam de sua lei. Choramos porque o mundo jaz no maligno. Porém, no céu, Deus vai enxugar dos nossos olhos toda a lágrima. O dor que nos assola o peito vai ser banida para sempre. O céu é lugar de gozo e paz, alegria e celebração.
Em quarto lugar, o céu é melhor porque lá veremos a Jesus face a face. No céu entraremos para a festa das bodas do Cordeiro. Essa festa será no melhor lugar, com as melhores companhias, com a melhor música, com as melhores roupas e com a melhores iguarias. Essa festa nunca vai acabar. Exaltaremos pelos séculos dos séculos aquele que nos remiu com seu sangue. Proclamaremos para sempre sua graça. Ergueremos nossa voz para dizer que nosso Deus é digno de receber a honra, a glória e o poder. Lá veremos a Jesus em toda a sua glória e fulgor. Contemplaremos sua face. Prostrar-nos-emos aos seus pés e depositaremos diante dele as nossas coroas!
Em quinto lugar, o céu é melhor porque lá serviremos a Deus com perfeição. O céu não será lugar de ócio. O céu será dinâmico e vibrante. Os servos de Deus o servirão. O céu será lugar de trabalho e realização. Aqui, nosso trabalho para Deus é imperfeito e incompleto. Aqui, nossas obras são maculadas pelo pecado e nossas justiças não passam de trapos. Porém, no céu nossas obras serão deleitosas ao Senhor. Nosso serviço será completo, perfeito e digno daquele nos amou e enviou-nos seu Filho para nos libertar do império das trevas e nos levar para o seu reino de luz. Diante do exposto, faço-lhe uma pergunta importante e urgente: Você já é um cidadão do céu? Está caminhando para o céu? Anseia pelo céu? Lembre-se: Jesus é a porta do céu e o caminho para o céu. Renda-se a ele, agora. Arrependa-se de seus pecados e creia no Filho de Deus. Então, venha e faça parte conosco dessa bendita família que vai morar no céu.
Por Daniel Deusdete, www.jamaisdesista.com.br

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Jesus teve esposa, filhos?


Jesus Cristo nunca foi casado nem jamais teve filhos naturais – entenda o plano de Deus!
Jesus Cristo, na carne, não teve pai natural, mas celestial. Na terra, teve pai adotivo dentre os humanos. A sua mãe não foi adotiva, mas natural. Nós temos pai natural, na terra e temos pai adotivo que é Deus, no céu. José não gerou a Jesus. Jesus não gerou a ninguém. Teotínio, meu pai, gerou Daniel, eu. Daniel gerou Gabriel e outros. Daniel é filho de Deus, irmão de Jesus, filho de Deus, nós somos filhos de Deus, mas não filhos de Teotínio. Somente eu sou filho de Teotínio, no entanto, Teotínio, Daniel e Gabriel são filhos de Deus, irmãos de Jesus. (G.N. http://www.jamaisdesista.com.br/2011/10/tema-deus-existe-e-nos-deixou-um-livro_11.html).
Jesus Cristo não gerou filhos
Sobre as genealogias de Lucas e de Mateus: em Lc 3:23-38, de Adão a Cristo são 77 (7 x 11) gerações. Em Mt 1:1-17, de Abraão a Cristo são 42 (2x3x7) gerações. 77 – 42 = 35 (5 x 7) gerações. Cristo não gerou filhos, logo a descendência messiânica cessou, parou, acabou!
Ela somente vai de Adão a Cristo (Adão – Noé – Sem – Abraão – Judá - Davi – Cristo – somente relacionei 7 deles, mas são 77). Sabem porque parou , acabou? Por que Cristo vive eternamente. Ele já não mais morre. Não precisa de descendente. Ele é eterno.
Somos todos nós filhos, segundo a carne (não confunda “carne” com “carne pecaminosa”), de Adão, filhos de Noé e talvez filhos ou de Cam, ou de Sem ou de Jafé, mas segundo Cristo, filhos de Deus, da família de Deus, adotados por Deus.
Ainda, "Com relação à filiação: Jesus Cristo, filho segundo a carne (não por coabitação, mas pelo Espírito Santo, Mt: 1:18) de Deus e de Maria, filho adotivo de José. Cada um de nós, os crentes: filhos segundo a carne, de Noé e ou de Cam, ou de Sem, ou de Jafé e filhos adotivos de Deus. repetindo: Jesus Cristo teve Pai e mãe segundo a carne (não por coabitação, mas pelo Espírito Santo, Mt 1:18) e pai adotivo. Nós, temos pai e mãe segundo a carne e pai celestial adotivo. Não vá ficar confuso!" (G.N. c/ adaptações - http://www.jamaisdesista.com.br/2011/04/faltam-731-dias-para-260413.html).
O descendente e a descendência
Há uma inimizade plantada por Deus entre a serpente e a mulher por causa dos descendentes dela da serpente e por causa do descendente da mulher, Cristo. 
Porei inimizade
         entre ti
                   e a mulher,
         entre a tua descendência
                   e o seu descendente.
Este te ferirá
         a cabeça,
e tu lhe ferirás
         o calcanhar.(Gn 3:15).
Quem fala do descendente, e não da descendência, é Paulo em Gálatas. Vejamos!
Gálatas 3:16 Ora, as promessas foram feitas a Abraão e ao seu descendente. Não diz: E aos descendentes, como se falando de muitos, porém como de um só: E ao teu descendente, que é Cristo.
Gálatas 3:17 E digo isto: uma aliança já anteriormente confirmada por Deus, a lei, que veio quatrocentos e trinta anos depois, não a pode ab-rogar, de forma que venha a desfazer a promessa.
Gálatas 3:18 Porque, se a herança provém de lei, já não decorre de promessa; mas foi pela promessa que Deus a concedeu gratuitamente a Abraão.
Gálatas 3:19 Qual, pois, a razão de ser da lei? Foi adicionada por causa das transgressões, até que viesse o descendente a quem se fez a promessa, e foi promulgada por meio de anjos, pela mão de um mediador.
Gálatas 3:20 Ora, o mediador não é de um, mas Deus é um.
O que o apóstolo Paulo fala é claro sobre o descendente, o mediador, e se confirma com o que Deus diz à serpente não falando da descendência da mulher, mas de seu descendente, o Cristo. É Cristo quem esmaga a cabeça da serpente e por ela é ferido em seu calcanhar.
Os eventos da história bíblica depois daquela fala de Deus à serpente, a Eva e a Adão até o cumprimento da palavra de Deus sobre o descendente, é a história do Antigo Testamento.
É a história da descendência da serpente indo atrás do descendente para o matar, para o destruir, para o ferir em seu calcanhar. Ela, a serpente, alcança seu objetivo na cruz do calvário, mas é pisada em sua cabeça com a ressurreição de Cristo.
II Timóteo 2:8 Lembra-te de Jesus Cristo, ressuscitado de entre os mortos, descendente de Davi, segundo o meu evangelho;
O descendente é um: Cristo Jesus! Mas a descendência de Deus, o Pai, são milhares, milhões, bilhões, porque em Cristo Jesus nasce a igreja lavada e remida no sangue de Jesus, não gerada da vontade de varão algum, nem da vontade da carne, nem do sangue, mas feitos filhos de Deus, por intermédio do Filho de Deus. (João 1:13).
O descendente não gerou uma descendência a partir dele com sua união com uma mulher.
O descendente morreu virgem, sem gerar nenhum filho seu. No entanto, Deus lhe deu uma descendência e a chamou de igreja que abrange, na história, não somente os filhos que vieram depois de Cristo, mas de todos os tempos. (http://www.jamaisdesista.com.br/2012/02/tema-criacao-queda-redencao-e_02.html)
Queridos, quem desejar mais esclarecimentos relativos à recente descoberta relacionada a uma possível esposa de Jesus, passo alguns links importantes para que estejamos sempre bem esclarecidos:
  1. A Esposa de Jesus?! - Posted: 19 Sep 2012 07:04 AM PDT - http://tempora-mores.blogspot.com.br/2012/09/a-esposa-de-jesus.html?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+blogspot/wFUcB+(O+Tempora,+O+Mores)
  2. Por Reinaldo Azevedo: http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/o-tal-fragmento-sustentando-que-jesus-teve-mulher-nao-tem-importancia-e-venia-maxima-cheira-a-pesquisa-militante/
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

A fé e a ciência!


O Jamais Desista recomenda o link abaixo muito interessante sobre a fé e a ciência postado no Blog O Tempora, O Mores:


Fé e Ciência - Entrevista com Karl Heinz Kienitz 
http://tempora-mores.blogspot.com.br/  - Postado por Augustus Nicodemus Lopes -

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

DEUS CRIOU OS CÉUS E A TERRA


EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS DA CRIAÇÃO
Seminário com o prof. Adauto Lourenço, mestre em Física pela Clemson University - De 14 à 16 de Setembro
Maiores informações, vide cartaz em anexo
Seminário Adauto 2012.JPGSeminário Adauto 2012.JPG
296K   Visualizar   Compartilhar   Baixar  

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

DESPEDIDA DO PRESIDENTE DA COCA COLA


Bryan Dyson's 30-Second Speech

dropping_ball_5.jpg
Image by: iStock

Says the former CEO of Coca-Cola: Of the five balls you juggle in life, you can drop only one.

Imagine life as a game in which you are juggling some five balls in the air. They are Work, Family, Health, Friends and Spirit, and you're keeping all of these in the air.
You will soon understand that work is a rubber ball. If you drop it, it will bounce back. But the four others – Family, Health, Friends and Spirit – are made of glass. If you drop one of these, it will be scuffed, nicked, damaged, even shattered. And it will never be the same.
Work efficiently during office hours and leave on time. Give proper time to your family and friends, and take a decent rest.
Value has a value only if its value is valued.

Tradução:

"Imagine a vida como um jogo em que você esteja fazendo malabarismos com cinco bolas no ar.
Estas são: seu Trabalho - sua Família - sua Saúde - seus Amigos e sua Vida Espiritual, e você terá de mantê-las todas no ar.
Logo você vai perceber que o Trabalho é como uma bola de borracha. Se soltá-la, ela rebate e volta. Mas as outras quatro bolas: Família, Saúde, Amigos e Espírito, são frágeis como vidros.
Se você deixar cair qualquer uma delas, ela ficará lascada, marcada, com arranhões, ou mesmo quebradas. E ela nunca mais será a mesma.
Trabalhe de forma eficiente no horário regular de expediente e deixe o trabalho no horário certo. Dê tempo adequado para a sua família, amigos e para um descanso decente. Um valor somente é valor se o valorizamos.”
Permitam-me um simples comentário: 
VALORIZAMOS O QUE FAZEMOS E FAZEMOS O QUE VALORIZAMOS!
Repare na sua vida agora: o que você mais anda fazendo atualmente? É isso que você anda valorizando! Será que é a sua família, seus amigos, sua saúde ou sua vida espiritual?


quinta-feira, 9 de agosto de 2012

JAMAIS DESISTA DE SEUS SONHOS – VOCÊ PODE!

Pense em escrever um livro apenas com o piscar de teus olhos, sendo para “sim”, uma piscada e para “não, duas piscadas, enquanto letras são faladas diante de você para poder escolhê-las.
Imagine o tempo despendido, o trabalho, as dificuldades, o progresso lento, o desgaste, os erros, as sucessivas tentativas até se conseguir se expressar.
Ao invés de você ficar se remoendo e se contorcendo em sua dor e problema como se o mundo tivesse se acabado e fosse o fim de tudo, veja, por exemplo, o caso de Jean-Dominique Bauby (23 de abril de 1952 – 9 de março de 1997), um conhecido jornalista e escritor francês, editor da revista de moda Elle - revista feminina de moda francesa - durante vários anos.
Ele, no dia 8 de dezembro de 1995, aos 43 anos de idade, Bauby sofreu um grave acidente vascular cerebral e entrou em coma. Ao acordar, 20 dias depois, no Hospital Marítimo de Berck-sur-Mer, descobriu que perdera a capacidade de se movimentar e de falar; podia apenas piscar o olho esquerdo.
Em seguida, a pálpebra do olho direito foi "obliterada" (amarrada) para não infeccionar. Em tal rara condição, conhecida como síndrome do encarceramento, os movimentos do corpo inteiro são paralisados, mas as faculdades mentais se mantêm perfeitas. Bauby também perdeu 27kg nas primeiras 20 semanas após o AVC.
Apesar de sua condição física, Bauby escreveu o livro O ESCAFANDRO E A BORBOLETA com um método desenvolvido por sua fonoaudióloga: enquanto letras do alfabeto eram recitadas lentamente na ordem decrescente de freqüência na língua francesa, o paciente piscava a pálpebra esquerda quando a letra que queria era dita.
Assim, ele "ditava" à pessoa que tomava notas todo o livro, não apenas palavra por palavra, mas ainda letra por letra. A partir de algum tempo, a assistente já deduzia palavras e frases inteiras com as primeiras poucas letras. Bauby teve de compor e editar o livro inteiramente em sua cabeça.
O livro foi publicado na França em 1997. Bauby morreu apenas dez dias depois, em conseqüência de uma pneumonia. Ele foi enterrado no jazigo de família no Cemitério Père-Lachaise em Paris.Deixou dois filhos: Théophile e Céleste. Hortense, a terceira filha é fictícia. (fonte: wikipedia – adaptado).
Este homem, na verdade, decidiu não ter pena de si mesmo nem viver em lamurias, lamentos e dores como se fosse o homem mais amaldiçoado da terra, antes, foi um vencedor que com garra e muita fé foi capaz de deixar um legado para a humanidade.
Por isso, me amigo, e  irmão em Cristo JAMAIS DESISTA! Não entregue os pontos à morte, ao desespero e às circunstâncias das quais não somos administradores, mas nelas, honre e glorifique o Criador com o que você tem e ele te honrará!
A Deus toda glória! – http://www.jamaisdesista.com.br

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

"Tudo é relativo!" É relativo ou absoluto?

Um professor não cansava de repetir em sala de aula "tudo é relativo!". Era um chavão para tudo. Aquilo foi cansando um aluno que perguntou-lhe: - professor, esta frase "tudo é relativo" é absoluta ou relativa? O professor parou, pensou e teve de concordar com o aluno que nem tudo é relativo! Jesus disse: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida e ninguém vai ao Pai se não por mim" Jo 14:6.

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

A supremacia das Escrituras

 Pastoral


Deus existe e ele se revelou. Revelou-se de forma multiforme: por meio da criação, através da consciência, nas Sagradas Escrituras e sobretudo, por meio de Jesus. Por isso, podemos conhecê-lo. Tudo quanto Deus quis que o homem soubesse a seu respeito está patente nas Escrituras. Devemos examiná-las, porque elas testificam acerca de Deus. Uma pergunta, porém, precisa ser feita: as Escrituras são confiáveis? Podemos ter garantia de que seu conteúdo é inerrante e infalível? As Escrituras são suficientes para termos uma fé madura e uma vida abundante? Para responder a essas perguntas, vamos considerar três verdades: 

Em primeiro lugar, as Escrituras são inerrantes quanto ao seu conteúdo. As Escrituras não contêm erros. A Palavra de Deus não pode falhar. Seu conteúdo foi revelado por Deus. Seus autores foram inspirados por Deus. Seu registro foi assistido pelo Espírito Santo de Deus. Portanto, há acuracidade nas descrições, precisão nos relatos e inerrância nos ensinos. A Palavra de Deus não é fruto da lucubração humana nem mesmo resultado de elucidação vacilante da mente humana. A origem da Bíblia está no céu. Seu verdadeiro autor, o Espírito Santo, foi quem inspirou homens santos para registrar tudo quanto aprouve a Deus nos legar. A Bíblia foi escrita num período de mil e cem anos. Cerca de quarenta homens usados por Deus, de culturas diferentes, escreveram em tempos diferentes, para públicos diferentes e não há sequer uma contradição. Isso, porque o próprio Deus é o seu autor. Porque Deus é verdadeiro em seu ser, sua Palavra não pode falhar.

Em segundo lugar, as Escrituras são infalíveis em suas profecias. As profecias bíblicas são específicas, exatas, e muito bem definidas. Milhares de profecias já se cumpriram e tantas outras estão se cumprindo literal e fielmente. Nenhum livro religioso da história se compara à Bíblia neste particular. Se colocássemos o cumprimento das profecias no campo da coincidência, isso daria um número semelhante a dez elevado à décima sétima potência. A probabilidade de você cobrir todo o Estado do Espírito Santo com moedas, com uma camada de um metro, e marcar uma dessas moedas, esperando que um homem cego a encontre, é a mesma das profecias bíblicas terem se cumprido por uma mera consciência. Muitos críticos, arrotando uma sapiência arrogante, tentaram desacreditar a Bíblia, mas seus argumentos insolentes caíram no pó do esquecimento e a Bíblia, sobranceira e vitoriosamente, triunfa vitoriosa. A Bíblia é a bigorna de Deus que quebra todos os martelos dos críticos. 

Em terceiro lugar, as Escrituras são suficientes quanto à doutrina e vida. Não precisamos de outras revelações extra bíblicas para conhecermos tudo quanto Deus quer que saibamos para termos uma vida plena. Aliás, Deus lança uma maldição sobre aqueles que subtraem das Escrituras o que nelas estão e sobre aqueles que acrescentam a elas o que nelas não estão. A Bíblia tem uma capa ulterior. A revelação de Deus está completa e o cânon está fechado. Não existem novas revelações. Não existem mensagens novas, vindas direto de Deus, à sua igreja. As igrejas apostólicas hoje não são aquelas que nomeiam novos supostos apóstolos, trazendo novas doutrinas forâneas às Escrituras, mas aquelas que seguem a doutrina dos apóstolos. Toda doutrina que não emana das Escrituras é falsa doutrina. Toda ética que não está calçada pela verdade das Escrituras produz um comportamento reprovável. Não precisamos correr atrás das últimas novidades do mercado da fé, em busca de conhecimento e experiência que nos levem à uma vida mais profunda com Deus. Ao contrário, devemos examinar as Escrituras, pois na Palavra de Deus temos um reservatório inesgotável e uma fonte inexaurível de todo acervo que devemos crer e praticar. A Bíblia é, de fato, nossa única regra de fé e prática: inerrante, infalível e suficiente!

Rev. Hernandes Dias Lopes

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Ministração aos Jovens da Igreja do Monte

Pregação - O relacionamento é uma construção - Mt 7_24-27, em 28.07.2012.
Como é considerado um homem sábio ou prudente aquele que ouve e pratica a palavra de Deus sendo assim comparado ao que constrói a sua casa sobre fundamento sólido, assim, todo relacionamento é uma construção que deve igualmente ter fundamento, colunas e fases. — Pregação sobre Relacionamentos (9 fotos).
Toda pregação em inteiro teor se encontra em meu scribd, conforme endereço abaixo: http://pt.scribd.com/doc/101584623/Pregacao-O-relacionamento-e-uma-construcao-Mt-7-24-27

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Quem somos | Voltemos Ao Evangelho

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Jesus é Deus?

SERÁ JESUS VERDADEIRAMENTE DEUS?
Muitos céticos colocam em dúvida a divindade de Cristo. Defendem até que ele foi um grande profeta ou um grande mestre moral, mas negam sua divindade. Na verdade, só há três hipóteses acerca de Jesus: se ele não era quem disse ser, então era um mentiroso; se ele não era quem pensava ser, então era um lunático; porém, se ele é quem disse ser, então ele é Deus. Jesus... demonstrou os atributos de Deus e fez as obras de Deus. Ele afirmou ser o Filho de Deus, igual ao Pai e o Pai confirmou essa verdade desde os céus. Se Jesus não é Deus, então não pode ser profeta nem mestre moral. Só nos resta a opção de curvar-nos aos seus pés, como Tomé e dizer: "Senhor meu, e Deus meu". Hernandes Dias Lopes.

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Pedido de oração pelo Rev. Wildo da Missão Vida

Oração pelo Pr. Wildo (URGENTE)

Prezado(a) Irmão(ã),

Há algum tempo, Rev. Wildo Gomes dos Anjos, presidente e fundador da Missão Vida, tem se submetido a um tratamento intensivo para cura de uma grave apneia do sono. Esta doença tem afetado sua qualidade de vida e produtividade e causado outras enfermidades. Ainda como parte do tratamento, ele foi submetido ontem pela manhã (03/07) a uma cirurgia delicada e, no procedimento, tudo correu conforme o previsto. Entretanto, ao voltar da anestesia, o quadro teve uma complicação motivada pela aspiração de sangue para o pulmão sendo necessária sua internação na UTI.

O estado de saúde dele é considerado  gravíssimo pela equipe médica. Cremos no Deus que tudo pode e, por este motivo, pedimos a todos os amigos e irmãos que intercedam junto conosco pela vida do Rev. Wildo, para que o Senhor esteja com ele e que sua recuperação e restabelecimento sejam rápidos e, também, para que Deus dê sabedoria aos médicos e conforte o meu coração e dos meus filhos e nos ajude a lidar com esta situação com serenidade e fé.

Assim que tivermos novas informações, entraremos em contato novamente.

Desde já, agradecemos sua atenção e suas orações, certos de que o Senhor continuará sendo fiel e realizando grandes coisas na vida deste servo e por meio dele.

Com gratidão, Rosane Borges Gomes, Esposa do Rev. Wildo, http://mvida.org.br/ 

 "E a oração da fé salvará o enfermo, e o Senhor o levantará" Tiago 5:15a

terça-feira, 3 de julho de 2012

A Religião e o Evangelho

A religião: é o caminho dos homens a Deus, por isso existem muitas.
O evangelho: é o caminho de Deus aos homens, por isso somente existe um!

PEBXW6ZTJ5XK
João 14:6 Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.

segunda-feira, 2 de julho de 2012

ANDROID 4.0 - VirtualBox

Descubra como rodar o Android 4.0 em seu PC

Confira neste tutorial, como rodar jogos e aplicativos do Google Play em seu PC. Aproveite, são milhares de itens grátis!

Fonte: http://www.superdownloads.com.br/materias/descubra-rodar-android-4-0-pc.html#ixzz1zVQisviz

domingo, 1 de julho de 2012

A DEUS TODA A GLÓRIA!

"Ajuda-me, Deus Espírito Santo de Deus, a discernir e a obedecer a tua voz dentro do meu ser.
Dá-me inteligência para perceber vozes estranhas que gritam e não são como tu és.
Eu não quero ser dominado por quem quer me dominar e somente me arruinar.
Um grito e gritos ouvi esta noite, mas não eras tu, pois a paz não estava com eles... era só confusão!
Suave é a tua voz e a paz sempre está contigo em companhia.
Totalmente inconfundível é quando falas e sussurras aos meus ouvidos.
O teu falar é doce e macio, mas também é espada que divide a alma, juntas e medula.
Deus Espírito Santo, porque me deixo levar e não começo logo a expulsá-los?
A tarefa deles é confusão para gerar roubo, morte e destruição.
Ao dormir com eles, te abandonei e o que ganhei senão a dor?
Glorifico o teu nome porque ainda me ensinas e tens paciência comigo e não me abandonas jamais.
Louvarei o teu nome hoje e sempre: jamais falte louvor e ações de graça em meus lábios e pensamentos.
Ouvir tua voz e obedecer, eis o que mais quero; eis o que tu queres; eis o que queremos!
Renová-me com teu perdão e não me deixes ser enganado novamente, nunca mais.
Indo eu pelo Caminho, protegei a minha mente para que eu não duvide de ti.
Agora sei que o Senhor guardará minha alma e meus pensamentos.
A DEUS TODA A GLÓRIA!"