sábado, 22 de novembro de 2014

Ester 5:1-14 - UMA TERRÍVEL TRAMA ESTAVA SENDO ARQUITETADA CONTRA MORDECAI

Nosso mapinha de leitura, para não nos perdermos na história, ficou assim:
Parte V – A HISTÓRIA DE ESTER – Et 1:1 a 10:3.
(1) Introdução e contexto – 1:1-22 – já vista.
(2) O primeiro decreto do rei resulta em perigo mortal para Israel – 2:1 – 3:15 – já vista.
(3) O conflito entre Hamã e Mordecai – 4:1 – 5:14 – concluiremos agora.
(4) O triunfo de Mordecai sobre Hamã – 6:1 – 7:10.
(5) O segundo decreto do rei resulta em salvação para Israel – 8:1 – 9:32.
(6) Epílogo – 10:1-3.
(3) O conflito entre Hamã e Mordecai – 4:1 – 5:14 - continuação.
Eles tinham combinado humilharem-se e fazerem um grande jejum e oração, conforme instruções de Ester, por três dias seguidos e o terceiro dia chegou.
Ester corria risco de vida ao se apresentar ao rei sem motivo, mas era preciso fazer isso urgentemente. O desafio de Ester era enorme e ela teria de usar de astúcia, graça, charme, inteligência e contar com a ajuda da Providência preparando algo especial para ela.
Entrar de qualquer jeito na presença do rei para pedir por sua vida e pela vida de seu povo não iria soar muito bem. Ela já havia orado e bem assim o povo estava intercedendo.
Ester entra na presença real! O rei surpreso logo lhe estende o seu bastão e surpreso com sua visita e sabendo que queria ela algo, se antecipa e lhe oferece metade de seu reino!
Aquilo foi recebido por ela como um bom sinal de que Deus haveria de ser-lhe propícia. Com grande habilidade, ela cria um clima de suspense e envolve com habilidade a pessoa de Hamã que se sente altamente exaltado e agora pela rainha Ester.
Era justamente isso que ela queria, criar esse clima e preparar o seu bote já certeiro, bem na jugular de Hamã, mas era preciso paciência e preparo. Ela é simpática, agradável, mas continua com seu suspense e os convida novamente para um novo banquete, com a presença certa de Hamã confirmada.
O rei não entende, mas acata e confia nela e fica desejoso de saber do que se trata. Aliás, todos estavam com a atenção toda voltada para Ester e seu pedido. O que poderia ser?
Ester foi muito hábil e charmosa, além do que era bela e a esposa do rei Xerxes. Um novo banquete então foi confirmado.
Hamã sai dali nas nuvens, quase flutuando, quando de repente se depara com Mordecai à porta do palácio real e como sempre fez, não se inclinou, nem se dobrou diante da figura de Hamã que, por hora, fez questão de se conter.
Entra em sua casa triunfante contando os seus feitos, se alegrando com todos, comemorando suas riquezas e status real, alegre porque somente ele tinha sido convidado para um banquete real e isso por duas vezes seguidas.
E então compartilha a sua dor: Mordecai continuava a lhe resistir! Continua Mordecai não se curvando, nem se inclinando, nem se prostrando, como os demais diante de Hamã, que cada vez mais está indignado. Isso fazia com que ele perdesse a compostura e se indignasse muito.
Seus parentes, principalmente sua esposa lhe dá uma ideia fantástica aos seus olhos para que ele assim o fizesse antes mesmo de entrar na presença real para o banquete duplo com a rainha Ester e o rei Xerxes.



A ideia seria construir uma forca de cinqüenta côvados de altura (quase uns vinte e cinco metros de altura!), no dia seguinte, o dia do banquete real, dizer ao rei que nela seja enforcado Mardoqueu para assim, depois, entrar alegre com o rei e a rainha ao banquete.
O inimigo nas caladas da noite trama os seus ardis para apanhar o povo de Deus que dorme tranquilo sem ao menos saber que sua vida está por um fio!
Mordecai estava dormindo em paz e acordou naquele dia para viver a vida que Deus lhe deu servindo ao Senhor, à sua prima-filha e ao povo de Deus, mas uma forca bem alta tinha sido construída para ele!
Et 5:1 Sucedeu, pois, que ao terceiro dia Ester se vestiu com trajes reais,
                e se pôs no pátio interior da casa do rei, defronte do aposento do rei;
                               e o rei estava assentado sobre o seu trono real, na casa real,
                                               defronte da porta do aposento.
                Et 5:2 E sucedeu que, vendo o rei à rainha Ester, que estava no pátio,
                               alcançou graça aos seus olhos; e o rei estendeu para Ester
                                               o cetro de ouro, que tinha na sua mão,
                                                               e Ester chegou, e tocou a ponta do cetro.
                Et 5:3 Então o rei lhe disse:
                               Que é que queres, rainha Ester, ou qual é a tua petição?
                                               Até metade do reino se te dará.
                Et 5:4 E disse Ester:
                               Se parecer bem ao rei, venha hoje com Hamã
                                               ao banquete que lhe tenho preparado.
                Et 5:5 Então disse o rei:
                               Fazei apressar a Hamã, para que se atenda
                                               ao desejo de Ester.
                               Vindo, pois, o rei e Hamã ao banquete,
                                               que Ester tinha preparado,
                Et 5:6 Disse o rei a Ester, no banquete do vinho:
                               Qual é a tua petição? E ser-te-á concedida,
                                               e qual é o teu desejo?
                                                               E se fará ainda até metade do reino.
                Et 5:7 Então respondeu Ester, e disse:
                               Minha petição e desejo é:
                                               Et 5:8 Se achei graça aos olhos do rei, e se bem
                                               parecer ao rei conceder-me a minha petição,
                                               e cumprir o meu desejo, venha o rei com Hamã
                                                               ao banquete que lhes hei de preparar,
                                               e amanhã farei conforme a palavra do rei.
                Et 5:9 Então saiu Hamã naquele dia alegre e de bom ânimo;
                               porém, vendo Mardoqueu à porta do rei,
                                               e que ele não se levantara nem se movera
                                                               diante dele, então Hamã se encheu de furor
                                                                              contra Mardoqueu.
                Et 5:10 Hamã, porém, se refreou, e foi para sua casa;
                               e enviou, e mandou vir os seus amigos, e Zeres, sua mulher.
                Et 5:11 E contou-lhes Hamã a glória das suas riquezas,
                               a multidão de seus filhos, e tudo em que o rei
                                               o tinha engrandecido,
                               e como o tinha exaltado sobre os príncipes e servos do rei.
                Et 5:12 Disse mais Hamã:
                               Tampouco a rainha Ester a ninguém fez vir com o rei
                                               ao banquete que tinha preparado, senão a mim;
                                               e também para amanhã estou convidado por ela
                                                               juntamente com o rei.
                Et 5:13 Porém tudo isto não me satisfaz, enquanto eu vir o judeu
                               Mardoqueu assentado à porta do rei.
                Et 5:14 Então lhe disseram Zeres, sua mulher, e todos os seus amigos:
                               Faça-se uma forca de cinqüenta côvados de altura,
                               e amanhã dize ao rei que nela seja enforcado Mardoqueu;
                                               e então entra alegre com o rei ao banquete.
                               E este conselho bem pareceu a Hamã,
                                               que mandou fazer a forca.
Interessante e deliciosa a trama que se desenrola nas mãos do hábil escritor de Ester. Há um suspense no ar e os fatos vão se sucedendo provocando as suas consequências e obrigando cada um a tomar suas ações.
A ideia de enforcar Mordecai não partiu de Hamã, mas este absorveu a ideia transmitida por sua mulher e seus amigos. Hamã deve ter dormido aquela noite – a última de sua vida! – imaginando Mordecai pendurado naquela forca.
O dia estava por vir e com ele fatos novos que iriam mudar terrivelmente o destino das coisas.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 255 dias para 04/08/2015, quando eu irei concluir a Segmentação de toda a Bíblia.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br
...

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.