sábado, 16 de julho de 2011

TEMA: As excelências de Deus: sua criação e sua palavra 11 – Sl 19 - Faltam 650 dias para 26/04/13

Como prometi, hoje, estou disponibilizando os comentários da Bíblia de Estudo de Genebra – BEG, segunda edição revisada e ampliada, para meditação e aprofundamento dos estudos e meditação dos irmãos.

Sl 19 Introdução: Esse salmo louva ao Senhor pelos seus dois grandes presentes para a humanidade: a criação e a lei. Usando terminologia teológica, ele fala da revelação geral de Deus na natureza e de sua revelação especial nas Escrituras. Na conclusão, Davi volta-se para a sua vida parti-cular, orando para que Deus o guarde no caminho verdadeiro e reto.

19.1-6 Os céus proclamam a glória de Deus. A Bíblia claramente ensina que Deus é revelado pela sua criação. E igualmente clara ao afirmar que homens e mulheres suprimem esse conhecimento (Rm 1.19-20). Veja CFW1.1;CM2.

19.1 Os céus. Aqui o salmista usa a linguagem própria da criação; veja Cn 1.1-6, em que esse termo é traduzido por "firmamento" ou, em algumas outras versões, por "amplidão". Veja CB 2.

19.2 discursa. Essa metáfora declara que a criação, especificamente os céus; constantemente atesta o poder e a bondade de Deus.

19.3 Não há linguagem. Ou, "Eles não têm linguagem; não há palavras" / "nenhum som se ouve deies". Essa tradução é a preferida por manter o paradoxo poético do discurso silencioso.

19.4  toda a terra. Em oposição à revelação especial de Deus, que é limitada em termos de alcance, a sua revelação na criação se manifesta a todos. Paulo aplicou esse versículo à proclamação do evangelho que também de-veria se manifestar a todos (Rm 10.18). pôs uma tenda. O céu — os céus — é a tenda do sol, posta para ele por Deus. O sol é personificado ao longo de toda essa seção (embora não seja deificado como em outras religiões antigas do Oriente Próximo). O contexto indica que é provavelmente para a tenda que o soi vai durante a noite, quando não está presente no céu.

19.5 como noivo. Resplandecente, cheio de energia. como herói. Robusto e forte quando cruza o céu. O sol é uma criação de Deus e a metáfora suprema na esfera da criação que indica a glória de Deus, tornando conhecida sua presença a toda criatura na Terra. Quanto mais glorioso e poderoso é o Deus que o criou?

19.6 nada refoge. Assim como nada escapa ao calor do sol, a presença do seu Criador é sentida por todos.

19.7-14 Veja CFW 15.5; 19.6; GVÍ 4,95,105,155,157,190,195; BC 89; CB 7; CH 113.19.7-11 A lei do Senhor é perfeita. A lei, a revelação espe-cial de Deus, reflete o caráter do seu autor. Nomes diferentes são usados para a lei, mas são quase sinônimos e apontam para o todo da revelação especial de Deus à humanidade.

19.7         A lei. Torá, o termo mais geral para indicar a lei. restaura a alma. Instilando energia e  esperança naqueles que a seguem. dá sabedoria. A sabedoria não é um conhecimento intelectual superior. A Palavra de Deus implanta no ouvinte o temor de Deus, dando o conhecimento de Deus e o modo como o homem deve viver retamente diante dele.Veja CM 99; CB 2.

19.12-13 (faltas) que me são ocultas... soberba. O salmista sabia que pecava consciente e inconscientemente (por ignorância dos requisitos de Deus ou simplesmente por esquecimento). Ele orou para que Deus o protegesse contra ambas as faltas. serei irrepreensível. Somente pela graça de Deus.

Até amanhã, enviem suas colaborações. Deus abençoe a vocês.

A Deus toda glória! p/ Pr. Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.