terça-feira, 28 de junho de 2011

Faltam 668 dias para 26/04/13 - TEMA: Tendes fé em Deus! 7 - Mc 11:22

E Jesus, respondendo, disse-lhes: Tende fé em Deus;Marcos 11:22
 
Continuação do post de ontem:
a). O AUTOR, DOADOR – responde “a quem?”
Os meus pressupostos relativamente ao autor ou doador das dádivas são basicamente três:
  1. Primeira: de que existe um autor ou doador o qual é Deus. Deus existe!
  2. Segunda: o Deus que existe – o qual é o autor ou doador - nos presenteou com uma Escritura.
  3. Terceira: tudo o que preciso saber do Deus que existe e que nos presenteou com uma Escritura – o qual é o autor ou doador - está, óbvio, nas Escrituras.
  • Porque tudo o que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito, para que pela paciência e consolação das Escrituras tenhamos esperança.” (Rm 15:4).
  • Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça;” (2 Tm 3:16).
  • Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação. Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo.” (2 Pe 1:21)
É mediante o estudo e a meditação das Escrituras que eu irei aprender as coisas sobre Deus e sobre o seu Reino e a sua Justiça (a criação, a queda do homem, a redenção, a escatologia e tantas outras).
Para nossa pequena reflexão do momento, basta sabermos que o Deus que existe e que nos presenteou com a Escritura é:
o Deus trino (Pai, Filho e Espírito Santo). O Deus pessoa. O Deus soberano, sábio e bom;
Nós que estamos vivos nesta terra estamos sujeitos às circunstâncias da vida que não sabemos o que pode ser e que pode nos surpreender repentinamente, certo? Diante disso, dessas circunstâncias, temos de ter sempre em mente que:
Deus é soberano: não deve explicação de nada a ninguém nos aconteça de sua vontade ou por permissão dela.
Deus é sábio: em tudo o que nos acontece de ruim ou de bom, há sabedoria e propósito, inteligência e direção e nada nos acontece por acaso, nunca.
Deus é bom: em tudo o que nos acontece ou permita que nos aconteça há o selo da bondade de Deus e a sua motivação é sempre o amor, a instrução e nosso crescimento e desenvolvimento.
  • é aquele que se revela pela natureza e pelas coisas criadas tornando os homens indesculpáveis diante dele.
  • Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou. Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis;” (Rm 1: 19, 20).
Eu acabei de falar sucintamente sobre o Autor, o Doador de todas as coisas e agora irei falar da dádiva deste Autor/Doador de todas as coisas.
Assim respondi a primeira pergunta: a quem agradecer? A resposta: a Deus, o Senhor!
 
b). A DÁDIVA - responde “o quê”
Eu não estou falando em AÇÕES DE GRAÇA e que essa ação exige um DOADOR e uma DÁDIVA? Acima, sucintamente, eu respondi quem é o DOADOR e agora estou tentando fazer você compreender a DÁDIVA, certo?
Feita essa pequena explanação sobre o autor e doador de todas as dádivas, poderemos refletir agora sobre a própria dádiva: quais? O que é dádiva?
Há tantas dádivas de Deus para nós, não é verdade? Somente o fato de você estar vivo, já não é uma tremenda dádiva? E o que é que você tem ai contigo que você não tenha recebido?
  • Porque, quem te faz diferente? E que tens tu que não tenhas recebido? E, se o recebeste, por que te glorias, como se não o houveras recebido?” (I Co 4:7).
Eu desafio você (permitam-me o uso do eu, pois também a mim me aplica esta palavra) que está sentado, lendo ou ouvindo esta mensagem a me mostrar uma coisa que você possa dizer assim para mim: isto é meu! Nem a roupa de teu corpo te pertence; nem teu próprio corpo é teu, pois se tombares morto aqui agora, a terra irá comê-lo; o teu dinheiro, as tuas posses estão contigo por um tempo e tempos, depois terás que prestar contas de tudo o que recebestes ao Senhor que, de fato, é o dono de todas as coisas.
E não há criatura que não seja manifesta na sua presença; pelo contrário, todas as coisas estão descobertas e patentes aos olhos daquele a quem temos de prestar contas.” (Hb 4:13).
Ao Senhor pertence os céus e a terra e tudo o que neles há. Todas as coisas são dele e para ele.
  • Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.” (Rm 11:36).
  • Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele.” (Cl 1:16).
Será que ainda há dúvidas sobre as dádivas?
 
Tudo é, ou são, dádivas!
 
Então, por uns instantes, vamos parar um pouquinho agora mesmo para dizermos em alto e bom som ao Senhor Deus todo-poderoso: obrigado Senhor! Obrigado Senhor! Obrigado Senhor! Aleluias! Glórias a Deus!
Reparem que até nossas produções intelectuais pertencem ao Senhor. Este sermão pertence ao Senhor. Os dons, a inteligência, o Espírito Santo... tudo vem de Deus e é para a glória de Deus!
Se sairmos daqui nesta noite entendendo que devemos viver doravante dando glórias a Deus e dizendo graças a Deus, graças a Deus, graças a Deus, então começaremos a entender um pouquinho, apenas um pouquinho, tanto o autor, o doador de todas as coisas quanto as suas dádivas. Aleluias!
Sabendo ou entendendo quem é o Autor/Doador e quais são as dádivas (Tudo é, ou são, dádivas!) qual deve ser o nosso papel diante do Senhor? Vejamos o que nos diz a palavra de Deus no Salmo 100.
 
Amanhã, mais uma parte dessa pregação abençoada lá no P-sul.
 
A Deus toda a glória! Pr. Daniel do Jamais Desista – HTTP://www.jamaisdesista.com.br
 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.