sábado, 30 de outubro de 2010

Faltam 909/1000 dias! Meu propósito de 1000 dias: Começou: 31/07/2010. Acaba: 26/04/2013.

TEMA:  A Soberania de Deus Exclui a Dualidade do Bem X Mal 6

 

Eu havia falado ontem de recorrer a Gerard Van Groningen sobre a bondade de Deus onde ele faz uma brilhante exposição quando narra o episódio em que Moisés solicita a Deus que lhe mostre a sua glória, baseado em Ex 33. O trecho bíblico, em resposta, diz que Deus faria passar diante dele toda a sua bondade! Vamos dar uma analisada no texto bíblico, mas agora de forma segmentada:

 

"11. E falava o SENHOR a Moisés, como qualquer fala com o seu amigo;

            face a face                              

depois tornava-se ao arraial;                 

mas o seu servidor, o jovem Josué, filho de Num,

           nunca se apartava do meio da tenda.

12. E Moisés disse ao SENHOR:         

           Eis que tu me dizes:                 

                                Faze subir a este povo,

           porém não me fazes saber a quem hás de enviar comigo;

           e tu disseste:                           

                                Conheço-te por teu nome, também achaste graça aos meus olhos.

           13. Agora, pois, se tenho achado graça aos teus olhos,

           rogo-te que me faças saber o teu caminho,

           e conhecer-te-ei, para que ache graça aos teus olhos;

           e considera que esta nação é o teu povo.

                                14. Disse pois: Irá a minha presença contigo

                                                        para te fazer descansar.

15. Então lhe disse:                           

           Se tu mesmo não fores conosco, não nos faças subir daqui.

           16. Como, pois, se saberá agora que tenho achado graça aos teus olhos, eu e o teu povo?

           Acaso não é por andares tu conosco, de modo a sermos separados, eu e o teu povo, de todos os povos que há sobre a face da terra?

                                17. Então disse o SENHOR a Moisés:

                                                        Farei também isto, que tens dito; porquanto

                                                                       achaste graça aos meus olhos,

                                                                       e te conheço por nome.

18. Então ele disse:                                       

           Rogo-te que me mostres a tua glória.

                                19. Porém ele disse:

                                                        Eu farei passar toda a minha bondade por diante de ti,

                                                        e proclamarei o nome do SENHOR diante de ti;

                                                        e terei misericórdia de quem eu tiver misericórdia,

                                                        e me compadecerei de quem eu me compadecer.

                                20. E disse mais:

                                                        Não poderás ver a minha face, porquanto homem nenhum verá a minha face, e viverá.

                                21. Disse mais o SENHOR:

                                                        Eis aqui um lugar junto a mim; aqui te porás sobre a penha.

                                                        22. E acontecerá que, quando a minha glória passar,

                                                                       pôr numa fenda da penha,

                                                                       e te cobrirei com a minha mão, até que eu haja passado.

                                                        23. E, havendo eu tirado a minha mão,

                                                                       me verás pelas costas;

                                                                       mas a minha face não se verá." (Ex 33:11-23)

 

"Lendo Gerard Van Groningen (altamente recomendado) vi ele narrando em suas páginas de CRIAÇÃO E CONSUMAÇÃO o episódio em que Moisés está diante de Deus no Sinai e atrevidamente, ousadamente lhe dirige uma oração, um pedido, um clamor que só mesmo uma pessoa do caráter de Moisés poderia ter feito: "hare enima et-kebodeka" (Faça-me ver, por favor, a sua glória – Ex 33:18).

 

"Moisés foi assegurado por Yahweh de que ele se revelaria fazendo passar kal-tûbî (toda a minha bondade) diante dele. O termo "bondade" descreve o que Yahweh é: ele é precisamente o que diz ser. "Bom" transmite a idéia de alguém ser o que diz ser, fazer o que diz que fará no contexto de produzir a satisfação perfeita do outro. E Yahweh prosseguiu assegurando a Moisés de que sua bondade seria exibida através da demonstração da sua misericórdia e compaixão de acordo com a sua vontade soberana (Ex 33.19)."[1]

 

Moisés, como falado, pediu a Deus esse pedido ousado e atrevido. Deus não atendeu plenamente, pois lhe disse que não poderia ver a sua face porque ninguém poderia vê-lo e viver. Foi-lhe então concedido vê-lo pelas costas e assim lhe deu garantias de sua presença (Moisés buscava isso!). No entanto, Yahweh, ali, naquele momento verbalizou uma série de virtudes (7+1) declarações incluídas em sua auto proclamação que deram a Moisés garantia poderosa de Deus Yahweh era, de fato, o Senhor pactual.

 

Deus então passou toda a sua bondade diante dele "kal-tubi" (toda a minha bondade) o termo bondade revela o que ele é "Bom". Na análise de Gerard Van Groningen "O que se segue à repetição do seu nome é a explicação de Yahweh do seu amor, que é a característica abrangente do seu próprio ser (1 Jo 4.16). O termo "amor" (âheb, verbo; 'ahabâ, substantivo) não está no texto. Sua qualidade essencial está expressa em várias declarações (Ex 34.6-7).""[2]

 

Amanhã ou na segunda-feira, prosseguiremos com as suas análises. Repetindo o que disse ontem: Um belo dia para você. Creia nisso: Deus é soberano, sábio e bom!

 

Acompanhamento de minhas leituras/áudios:

Ø       Já li: Gn, Rm, I Co, II Co, Gl. Estou lendo Ef da Bíblia de Estudo de Genebra – segunda edição revisada e ampliada, The Spirit os the Reformation Study Bible, ed. Cultura Cristã, Sociedade Bíblica do Brasil, 2009 - texto bíblico: Almeida Revista e Atualizada.

Ø       Estou na pág. 370/545 (67%), do livro HÁ UM SIGNIFICADO NESTE TEXTO – Interpretação Bíblica: os enfoques contemporÂneos (Is There a Meaning in This Text?), de Kevin Vanhoozer, ed. Vida. A leitura deste livro está sendo obrigatória na matéria de Metodologia Exegética, ministrada no Seminário Presiteriano de Brasília, professor, Rev. Ricardo Almeida.

Ø       Estou na página 345/438 (78%) de Ele nos deu Histórias – Um guia completo para a interpretação de histórias do Antigo Testamento (He Gave Us Stories), de Richard L. Pratt, Jr. Ed. Mundo Cristão.

Ø       Estou na página 195/274 (69%) de Introdução à Hermenêutica Bíblica – Como ouvir a Palavra de Deus apesar dos ruídos de nossa época (An Introduduction to Biblical Hermeneutics)de Walter C. Kaiser, Jr. E Moisés Silva. Ed. Cultura Cristã. 1ª ed. 2002.

Registro das leituras/áudios Terminados:

1.    Terminei as 302 páginas do livro No Crepúsculo do Pensamento – Estudos sobre a pretensa autonomia do pensamento filosófico (In the twilight os western though: studies in the pretended autonomy of philosophical thought), de Herman Dooyeweerd, ed. Hagnos, 2010. [Gostei e recomendo. Autores tão ilustres no campo intelectual e tão fervorosos no espírito, com uma fé tão profunda e tremendamente arraidada, reformada, fortalecem a nossa fé. No entanto, terei de lê-lo novamente para melhor compreender as suas idéias].

 

A Deus toda a glória!


[1] Pág. 408. CRIAÇÃO E CONSUMAÇÃO. Groningen, G. V. Ed. Cultura Cristã. Para melhor entendimento do termo "Bom", o autor nos remete ao capítulo 2, do mesmo livro. Recomendo a leitura!

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.