terça-feira, 4 de abril de 2017

PREGAÇÃO - PAULO, PRISONEIRO DE CRISTO

PREGAÇÃO NO CULTO DA EBD – 2/4/17.
(PARA OUVIR, CLIQUE AQUI)
 
Igreja: Igreja Ministério Mais de Deus
Pastor Titular: Pr. Sabino Cordeiro Dourado.
Endereço: QSC 01, AE 01 – Taguatinga.
TEMA: Paulo, o prisioneiro de Cristo.
RESUMO DO SERMÃO
Texto
Efésios 3.1; 4.1; Fm 1.1; 1.9.
ICT (*)
Paulo tinha uma profunda noção da soberania divina e cria no governo providencial do Senhor Jesus Cristo de tal modo que até nas adversidades e contrariedades da vida ele pode nos ensinar que havia um propósito divino.
Tese
Tudo é feito por Deus e por sua misericórdia e graça abundantes. Deus está no controle de tudo. Ao seguir suas instruções, prosperamos. Ao resistirmos a ele, perdemos o foco. Assim, temos, somos e estamos, justamente, onde Deus quer que estejamos, que sejamos e que tenhamos.
Título
Paulo, o prisioneiro de Cristo.
Divisões
ü Há um Deus nos céus/terra que é SSB, que controla todas as coisas e que está muito acima do reino dos homens.
ü Ele, Paulo, o prisioneiro de Cristo Jesus, não era  o gestor/administrador das circunstâncias a que estamos sujeitos.
ü Que estamos, somos e temos o que Deus quer que tenhamos, o que quer que sejamos e que sabe onde estamos.
Obs.
Não podemos desprezar a oferta de Deus para nossas vidas.
PB (*)
() Evangelístico: assumir o compromisso de entregar a vida a Jesus.
(x) Devocional: vivenciar maior aproximação com o Senhor.
() Missionário: consagrar-se cada vez mais ao Senhor e à sua causa.
(x) Ético: relacionar-se com o próximo, movido pelo amor.
(x) Pastoral: confiar no conforto que só em Jesus é encontrado.
(x) Doutrinário: conhecer e viver as doutrinas da Palavra de Deus
 (*) ICT = Ideia Central do Texto e PB = Propósito Básico (Jilton Moraes – Homilética – Do Púlpito ao Ouvinte. Ed. Vida).
Saudação inicial[1]: Bom dia a todos...
Agradecimentos...                                           
Eventos internacionais do dia de hoje, 2 de abril:
  • Dia Internacional do Livro Infanto-juvenil (Você encontra pela Semeadores: Bíblias e livros infantis muito interessantes além de diversos livros com preços/condições muito bons)
  • Dia Mundial de Conscientização do Autismo, decretado pela ONU
  • Acredita-se que a doença atinja cerca de 70 milhões de pessoas em todo o mundo... A cor oficial da conscientização desse dia é o azul.

Obs.: Nosso tempo é curto... muito curto...

LB:
1 Por esta causa eu, Paulo, sou o prisioneiro de Jesus Cristo por vós, os gentios; (Ef 3.1).
1 Rogo-vos, pois, eu, o preso do Senhor, que andeis como é digno da vocação com que fostes chamados, (Ef 4.1).
Paulo, prisioneiro de Jesus Cristo, e o irmão Timóteo, ao amado Filemom, nosso cooperador, (Fm 1.1).
Todavia peço-te antes por amor, sendo eu tal como sou, Paulo o velho, e também agora prisioneiro de Jesus Cristo. (Fm 1.9).
Oração...
Introdução:
          Qualquer que seja o cenário... nós teremos, com certeza, três opções diante dos fatos:
1.    Reação positiva/otimista
2.    Reação neutra
3.    Reação negativa/pessimista
A nossa reação irá depender principalmente de nossa cosmovisão, da nossa maneira de encarar o mundo e os fatos. Você é um otimista ou um pessimista? Ou você não está nem aí para nada?
Pergunte para o seu amado irmão qual é a posição dele diante dos fatos... o que ele é...
Vocês se lembram de Pv 23.7? O que está escrito?
- Porque, como imagina em sua alma, assim ele é;
Eu pergunto novamente para você:
·       Como está a sua imaginação?
·       Como está a sua visão?
·       Como você tem encarado as notícias dos últimos dias?
·       Como tem sido a sua reação diante das circunstâncias?
ü As circunstâncias são controláveis?
ü Podemos gerenciá-las?
ü Podemos escolhê-las?

Desenvolvimento:
Eu quero convidar você, agora, a meditar comigo na vida desse apóstolo dos gentios, Paulo de Tarso e aprender com ele que existe uma quarta opção que está além do otimismo, do pessimismo e da visão neutra diante das circunstâncias...
Paulo, poderia ter dito:
  • ·       O INJUSTIÇADO por causa do Evangelho
  • ·       A VÍTIMA do sitema ...
  • ·       O SOFREDOR por causa de Cristo ...
  • ·       O ESQUECIDO/ABANDONADO por Deus e pelos homens ...
  • ·       O COITADINHO ...
  • ·       O NÃO-RECONHECIDO ...
  • ·       O DESPREZADO por todos ...
  • ·       Etc....

Mas não disse! Antes disse:
·       Eu, Paulo, PRISIONEIRO de Cristo!

Quando ele, Paulo, se intitulou o PRISIONEIRO DE CRISTO, ele estava comunicando para nós, pelo Espírito Santo de Deus, que há um meio de encararmos as coisas que é muito melhor e que iria muito além do tradicional otimismo/pessimismo.
Eu quero, nesta manhã, passar para vocês três aspectos formadores da cosmovisão de Paulo que, doravante, pelo Espírito de Deus, passará a ser também nosso.

Ao se intitular PRISIONEIRO DE CRISTO, Paulo estava nos ensinando que:

1.    Há um Deus nos céus/terra que é SSB, que controla todas as coisas e que está muito acima do reino dos homens.
Lembrem-se de que em qualquer circunstância da nossa vida, seja favorável, seja desfavorável, seja boa, seja catastrófica, seja o que for:
ü    Deus é SOBERANO, ÚNICO SOBERANO (I Tm 6:15, Ap 6:10 - faz o que quer, quando quer, da forma que quiser, com quem quiser).
ü    Deus é SÁBIO (seus atos são feitos com sabedoria e guardam propósito, finalidade, inteligência – Sl 104:24, Pv 3:19).
ü    Deus é AMOROSO, JUSTO, BOM E MISERICORDIOSO (sua motivação maior em tudo o que faz é o amor, seguidos de sua justiça, bondade e misericórdia).
Que noção fenomenal de soberania divina era aquela que Paulo nutria a ponto de se chamar de prisioneiro de Cristo e não de injustiçado, ou vítima do sistema, ou azarado/sem sorte.
"Efésios tem muita afinidade com Colossenses, e talvez tenha sido escrita logo após esta. As duas cartas podem ter sido levadas simultaneamente ao seu destino por um cooperador de Paulo, chamado Tíquico (6.21; cf. Cl. 4.7)."
Paulo escreveu esta epístola de uma prisão.
Ele tinha sido preso e com certeza não foi preso porque fez algo errado e mereceu justo castigo, antes por que pregava o evangelho.
Não se percebe em Paulo raízes de amargura, lamentos, queixas de sua sorte, desconforto, ódio de seus algozes, antes, preocupação em evangelizar, mesmo dentro da prisão. Paulo não entrou em depressão porque cria que não estava abandonado ou entregue à sua própria sorte.
Paulo sabia o que é um Deus poderoso e soberano. Nisto, ele é igual a Jesus que em si tinha uma forte noção da soberania de Deus. Quer saber de outro que assim também agia? Davi! José!
Pare de se lamentar! Aprenda com Paulo que você é “prisioneiro de Cristo”!
2.    Ele não era  o gestor/administrador das circunstâncias a que estamos sujeitos.
Ele tinha certeza de que Deus governava a sua vida e não podia ser dela administrador, mas confiava que estava sendo administrado por Deus.
3.    Que estamos, somos e temos o que Deus quer que tenhamos, o que quer que sejamos e que sabe onde estamos.
           
           Eu tenho dito e insistido diversas vezes:

                 EU TENHO O QUE DEUS QUER QUE EU TENHA;
                 EU SOU O QUE DEUS QUER QUE EU SEJA;
                 EU ESTOU ONDE DEUS QUER QUE EU ESTEJA.

Por eu dizer estas coisas, eu estou, também, dizendo que creio num Deus Administrador de todas as coisas.
A uns, abate, a outros, exalta, a uns enriquece, a outros, empobrece, ... Ele é Deus!
Deus para mim é Deus! Deus é quem controla todas as coisas. Nem um fio de cabelo ou uma folha de árvore cai seu o seu consentimento.
Eu creio num Deus que conhece a história e que é soberano, mas também creio, igualmente, na responsabilidade do homem!
Logo, Deus é 100% soberano e o homem 100% responsável.
Eu antes vivia inquieto e angustiado querendo ter mais, ou ser mais ou estar em outro lugar (morar em outra região, casa, ou trabalhar em outro lugar, em outra sessão) e teve um dia que fiquei muitíssimo triste.
Graças a Deus, Deus falou comigo: “filho, porque andas triste e abatido? Eu sou o teu Deus e não quero te ver assim como se estivesse entregue ao acaso.”
Há dois perigos nessa forma de encarar os fatos que devem ser evitados:
1.    Isso não pode, no entanto, significar passividade.
2.    Confiar em Deus é ir à luta, às vezes contra as expectativas, mas em esperança, pois a Batalha é do Senhor
I Sm 17.47 – Davi falou a Golias que a batalha era do Senhor.
I Cr 5.22 – “...de Deus era a peleja...” è dos filhos de Ruben, dos gaditas e da meia tribo de Manassés, 44.600 homens sairam à peleja contra o Hagarenos com espadas, escudos, lanças e arcos e flechas.
Eles sairam, venceram e ainda levaram os despojos. O vs. 20 explica que eles clamaram ao Senhor que os ouviu, pois confiaram no Senhor, pois A BATALHA ERA DO SENHOR.
Amém.
Conclusão:
Deus está no controle de tudo e de todas as coisas e nós somos dele seus servos que estamos à sua disposição para nesse mundo pregarmos o evangelho e dedicarmos as nossas vidas para sua glória, honra, louvor e para nos alegrarmos nele, como nos ensina, sabiamente, a pergunta primeira do Catecismo Maior de Westminster que pergunta qual o fim supremo e principal do homem? Sendo a resposta: glorificar a Deus e nele se alegrar.
Que como Paulo foi o prisioneiro de Cristo, nós também, modernamente, podemos ser:
·       O estudante de Cristo.
·       O empregado de Cristgo.
·       O empresário de Cristo.
·       O servo de Cristo Jesus.
A Deus toda a glória!




[1] Sermão ministrado pelo Pr. Daniel Deusdete, em 02/04/2017, no Ministério Mais de Deus, em Brasília/DF. Tempo: 30 minutos.

...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.