quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Atos 11 1-30 - PEDRO PREGA EFICAZMENTE SOBRE O ARREPENDIMENTO.

Como já dissemos, Atos foi escrito para orientar a igreja em sua missão permanente por meio do relato de como o Espírito Santo capacitou os apóstolos para propagar o testemunho de Cristo ao mundo gentio. Estamos no capítulo 11, da parte III.
Breve síntese do capítulo 11
A salvação não é somente dos judeus, mas também dos gregos, ou melhor, dos gentios. Em um primeiro momento os que eram da circuncisão ficaram perplexos em relação a Pedro e aos seis que com ele estavam por terem entrado na casa de homens incircuncisos.
Pedro, porém lhes fala e demonstra, por meio de sua visão que teve, de falas e direções do Espírito Santo e de anjos que instruíram Cornélio por conta do acontecido com a consequente liberação da parte de Deus do Espírito Santo que caiu sobre eles, que a salvação não é somente dos judeus, mas também dos gentios.
Pedro fala que o Espírito Santo caiu sobre eles, que se lembrou da experiência deles no início, que se lembrou da palavra de Jesus que disse que seriam batizados com o Espírito Santo, que Deus lhes concedeu o mesmo dom – deveria ser muito notório -, que não poderia resistir a Deus em virtude de tantas coisas.
Depois de ouvirem Pedro, concordaram com ele e ficaram pasmos! O evangelho assim ia se espalhando tanto sendo pregado aos judeus como aos gentios e o Senhor os fazia prosperar.
Vejamos o presente capítulo com mais detalhes, conforme ajuda da BEG:
III. O TESTEMUNHO APOSTÓLICO NA JUDEIA E EM SAMARIA (8.1-11.18) - continuação.
Nós já vimos que a perseguição causou o deslocamento do testemunho apostólico de Jerusalém para a Judeia e Samaria, como Jesus havia ordenado. Quanto a isso, dois acontecimentos importantes possibilitaram que o testemunho dos apóstolos se propagasse geograficamente:
(1)   A conversão de Paulo ao Cristianismo.
(2)   O crescimento espiritual de Pedro (isto é, o seu entendimento de que os cristãos gentios tinham tanto direito às promessas de Deus quanto os cristãos judeus).
Para melhor entendimento, dividimos esta parte III em seis seções: A. O testemunho se propaga (8.1-40) – já vimos; B. A conversão de Paulo e o crescimento da igreja (9.1-31) – já vimos; C. O testemunho continua a se propagar (9.32-43) – já vimos; D. O testemunho alcança os gentios de Samaria (10.1-11.18) – concluiremos agora; E. A igreja em Antioquia da Síria (11.19-30) – veremos agora; e, F. Perseguição e julgamento em Jerusalém (12.1-25).
D. O testemunho alcança os gentios de Samaria (10.1-11.18) - continuação.
Como falamos, Pedro foi o primeiro apóstolo a vencer a barreira entre judeus e gentios, algo que conseguiu por ter obedecido às ordens de Deus.
Pedro estava trazendo uma novidade à igreja, pois a palavra, por seu intermédio, estava alcançando os gentios e todos ficaram sabendo, principalmente os que eram da circuncisão, ou seja, aqueles que criticavam Pedro e que eram também cristãos judeus.
Eles reclamaram para ele o fato de que ele havia entrado e tido comunhão à mesa com homens incircuncisos. Isto é, gentios, como Cornélio e os da sua casa.
Os primeiros cristãos judeus, que observavam rigorosamente as restrições alimentares do Antigo Testamento (Lv 11), não aceitavam compartilhar refeições com os incircuncisos.
Pedro, então, narra a eles o que de fato aconteceu, incluindo nisso suas visões, a visão de Cornélio, a fala e instruções do Espírito Santo, o cair do Espírito Santo sobre os ouvintes, a orientação do anjo a Cornélio.
Se não tivesse havido essas interferências, jamais teria os fatos se desenrolado dessa maneira. Assim, entenderam todos que Deus estava no negócio e a orientação maior era dele.
Foi Pedro que trouxe a eles a mensagem de salvação a eles e a toda a casa deles “serás salvo, tu e toda a tua casa” - a graça da salvação de Deus com frequência é estendida a todos os familiares, um conceito embutido na mensagem do Antigo Testamento (p. ex., Abraão, Isaque, Jacó e suas famílias) e no Novo Testamento (p. ex., Lc 19.9; At 2.38-39; 16.31).
Após expor, Pedro conclui entendendo que ele não poderia resistir a Deus – vs. 17. Pedro salientou o propósito soberano de Deus em salvar tanto judeus como gentios.
Sem dúvida, alguns dos presentes se lembraram da promessa de Deus a Abraão: “em ti serão benditas todas as famílias da terra” (Gn 12.3; cf. Gl 3.8).
Pedro foi altamente competente e assim, ninguém mais apresentou objeções. Eles puderam louvar a Deus pelo arrependimento para vida.
O arrependimento bíblico inclui:
ü  Contrição pelos pecados.
ü  Mudança de vida e atitude (26.20).
ü  Condução da pessoa:
       A confiar em Jesus Cristo (20.21).
       A receber perdão dos pecados (Mc 1.4; Lc 24.47).
       A herdar a vida eterna (11.18).
       A viver de maneira a manifestar o fruto do arrependimento (26.20; Lc 3.8).
E. A igreja em Antioquia da Síria (11.19-30).
Lucas descreveu acontecimentos que ocorreram na igreja de Antioquia, não apenas continuando o seu registro sobre o ministério de Paulo (Saulo), mas também relatando como as igrejas espalhadas pelas regiões auxiliavam a igreja-mãe em Jerusalém.
A igreja crescia e aqueles que tinham sido dispersos por causa da perseguição devido à morte de Estevão chegaram à Fenícia, Chipre e Antioquia e anunciavam a mensagem de salvação somente aos judeus.
A mão do Senhor era com eles. Embora tivessem sido os homens que pregaram o evangelho, foi a soberania de Deus que os salvou, chamando-os à fé e à conversão ao Senhor (2.38; c-f. Is 55.6-7).
As notícias se espalharam até chegar aos ouvidas da igreja em Jerusalém, que comovidos, enviaram barnabé a Antioquia. Barnabé chegou ali e pode contemplar a graça de Deus e muito se alegrou no Senhor.
Pode ele animá-los a permanecerem fiéis ao Senhor, de todo o coração. Barnabé era um homem bom, cheio do Espírito Santo e de fé; e muitas pessoas foram acrescentadas ao Senhor.
Depois disso, Barnabé foi a Tarso procurar Saulo. Quando o encontrou o levou para a Antioquia. Assim, por um ano inteiro, puderam ministrar, pregar, ensinar o povo daquela região. Foi justamente na Antioquia que, pela primeira vez, os discípulos de Jesus foram chamados cristãos.
No Novo Testamento, o termo "cristão" aparece apenas aqui, em 26.28 e em 1 Pe 4.16. Josefo (Antiguidades, 18.64) define o termo como alguém que pertence ou segue a Cristo ("tribos de Cristo").
Pode ter sido um termo que os primeiros cristãos usaram para se distinguirem dos seguidores de outras religiões, ou talvez tenha sido um termo criado pelos inimigos do Cristianismo, com a intenção de escarnecer.
Foi naqueles dias que surgiu um profeta chamado de Ágabo que predisse uma grande fome a caminho do mundo romano que veio a cumprir-se durante o reinado de Cláudio.
Isso motivou os cristãos daquele lugar a enviar ajuda, conforme suas possibilidades, aos irmãos que viviam na Judéia e juntando tudo, entregaram nas mãos de Paulo e Barnabé para enviarem suas ofertas aos presbitérios necessitados.
At 11:1 Chegou ao conhecimento dos apóstolos
e dos irmãos que estavam na Judéia
 que também os gentios haviam recebido a palavra de Deus.
At 11:2 Quando Pedro subiu a Jerusalém,
os que eram da circuncisão o argüiram, dizendo:
At 11:3 Entraste em casa de homens incircuncisos
e comeste com eles.
At 11:4 Então, Pedro passou a fazer-lhes uma exposição por ordem, dizendo:
At 11:5 Eu estava na cidade de Jope orando
e, num êxtase, tive uma visão em que
observei descer um objeto como se fosse um grande lençol
baixado do céu pelas quatro pontas
e vindo até perto de mim.
At 11:6 E, fitando para dentro dele os olhos,
vi quadrúpedes da terra, feras, répteis e aves do céu.
At 11:7 Ouvi também uma voz que me dizia:
Levanta-te, Pedro! Mata e come.
At 11:8 Ao que eu respondi:
de modo nenhum, Senhor;
porque jamais entrou em minha boca
qualquer coisa comum ou imunda.
At 11:9 Segunda vez, falou a voz do céu:
Ao que Deus purificou não consideres comum.
At 11:10 Isto sucedeu por três vezes,
e, de novo, tudo se recolheu para o céu.
At 11:11 E eis que, na mesma hora,
pararam junto da casa em que estávamos
três homens enviados de Cesareia
para se encontrarem comigo.
At 11:12 Então, o Espírito me disse que eu fosse com eles,
sem hesitar.
Foram comigo também estes seis irmãos;
e entramos na casa daquele homem.
At 11:13 E ele nos contou como vira o anjo em pé em sua casa
e que lhe dissera: Envia a Jope e manda chamar Simão,
por sobrenome Pedro,
At 11:14 o qual te dirá palavras mediante
as quais serás salvo,
tu e toda a tua casa.
At 11:15 Quando, porém, comecei a falar,
caiu o Espírito Santo sobre eles,
como também sobre nós, no princípio.
At 11:16 Então, me lembrei da palavra do Senhor, quando disse:
João, na verdade, batizou com água,
mas vós sereis batizados
com o Espírito Santo.
At 11:17 Pois, se Deus lhes concedeu o mesmo dom
que a nós nos outorgou
quando cremos no Senhor Jesus,
quem era eu para que
pudesse resistir a Deus?
At 11:18 E, ouvindo eles estas coisas,
apaziguaram-se
e glorificaram a Deus, dizendo:
Logo, também aos gentios
foi por Deus concedido o arrependimento para vida.
At 11:19 Então, os que foram dispersos por causa da tribulação
que sobreveio a Estêvão
se espalharam até à Fenícia, Chipre e Antioquia,
não anunciando a ninguém a palavra,
senão somente aos judeus.
At 11:20 Alguns deles, porém,
que eram de Chipre e de Cirene e que foram até Antioquia,
falavam também aos gregos,
anunciando-lhes o evangelho do Senhor Jesus.
At 11:21 A mão do Senhor estava com eles,
e muitos, crendo,
se converteram ao Senhor.
At 11:22 A notícia a respeito deles
chegou aos ouvidos da igreja que estava em Jerusalém;
e enviaram Barnabé até Antioquia.
At 11:23 Tendo ele chegado e, vendo a graça de Deus,
alegrou-se
e exortava a todos a que,
com firmeza de coração,
permanecessem no Senhor.
At 11:24 Porque era
homem bom,
cheio do Espírito Santo
e de fé.
E muita gente se uniu ao Senhor.
At 11:25 E partiu Barnabé para Tarso
à procura de Saulo;
At 11:26 tendo-o encontrado,
levou-o para Antioquia.
E, por todo um ano,
se reuniram naquela igreja
e ensinaram numerosa multidão.
Em Antioquia,
foram os discípulos,
pela primeira vez,
chamados cristãos.
At 11:27 Naqueles dias,
desceram alguns profetas de Jerusalém para Antioquia,
At 11:28 e, apresentando-se um deles, chamado Ágabo,
dava a entender,
pelo Espírito,
que estava para vir grande fome por todo o mundo,
a qual sobreveio nos dias de Cláudio.
At 11:29 Os discípulos,
cada um conforme as suas posses,
resolveram enviar socorro aos irmãos que moravam na Judéia;
At 11:30 o que eles, com efeito, fizeram,
enviando-o aos presbíteros
por intermédio de Barnabé e de Saulo.
Barnabé então é enviado a Antioquia, mas antes se encontra com Paulo e ambos vão para lá fazerem a obra do Senhor. Lucas ressalta que Barnabé era homem bom, cheio do Espírito Santo e cheio de fé.
Em Antioquia, pela primeira vez os que seguem a Cristo são chamados de cristãos!
Entre eles se destaca Ágabo que fizera uma previsão de fome que viria por todo o mundo. Os discípulos, conforme as suas posses, se organizam e enviam socorro aos irmãos que moravam na Judéia.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 161 dias para 20/04/16 (Inicio: 05/05/15). Tu, SENHOR, conservarás em perfeita paz aquele cujo propósito é firme; porque ele confia em ti. (Is 26.3).
A Deus toda glória! p/ pr. Daniel Deusdete.
...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.